Você está aqui:Home » Dicas » Professores » Volta às aulas: como planejar as atividades do trimestre

Volta às aulas: como planejar as atividades do trimestre

Olá, leitor!

As férias estão acabando e o retorno às aulas, cada vez mais próximo. Os dias de descanso, lazer e diversão vão sendo substituídos por horas de definição de metas, organização do material escolar, preparação dos diários de classe e agendamento das avaliações.

Montar uma programação com antecedência é fundamental para um bom ano letivo, com aulas completas e coerentes. Por isso, no texto de hoje vamos trazer dicas para te ajudar a planejar as atividades do trimestre. Acompanhe!

Como planejar as atividades do trimestre?

Volta às aulas: planejar atividades do trimestre

Fonte: Reprodução

Planejar é analisar uma situação para elaborar ações que cumpram certos objetivos. No contexto educacional, o planejamento pode ser entendido como uma forma de pensar em atividades que proporcionem uma experiência de aprendizado adequada para os alunos.

Assim, ao fazer o calendário, o professor deve levar em conta as características de seus estudantes, o ambiente em que as aulas ocorrem, os recursos e o tempo disponível. Esse também é o momento para refletir sobre o que e como será ensinado.

A grade curricular e o escopo de cada disciplina devem estar de acordo com a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, elaborada pelo MEC (Ministério da Educação e Cultura), mas não precisa se limitar a ela. Pelo contrário, as atividades devem considerar o que a escola, os docentes e toda a comunidade julgam relevante para o desenvolvimento dos alunos.

Enfim, são muitas variáveis nessa equação. Mas, não se preocupe. A seguir, vamos trazer dicas para te ajudar nessa tarefa. Confira!

Tenha metas atingíveis

É importante transformar ideias em ações concretas e objetivos definidos. É necessário saber o que será ensinado em cada aula, qual enfoque será adotado, qual é a relação desse conteúdo com o restante do projeto pedagógico e como será medido o desempenho dos estudantes.

As abordagens, datas e assuntos de cada avaliação devem estar previstas desde o início. Também vale a pena incluir tarefas diagnósticas e simulados de vestibulares ou provas globais. Esses instrumentos medem a compreensão dos alunos e identificam os pontos que podem ser aprimorados.

Converse com outros professores e coordenadores

Cada disciplina tem uma carga horária prevista para o ano que precisa ser aproveitada da melhor forma possível. Por isso, o diálogo com outros professores e coordenadores pedagógicos traz uma visão mais ampla sobre o que será aprendido em todas as matérias.

Assim, essa troca é serve para pensar em novos métodos e abordagens e até mesmo para propor ações interdisciplinares. Os encontros entre os membros do corpo docente devem ocorrer não só no início, mas ao longo de todo o trimestre, para revisar e atualizar os planejamentos.

Tome por base os anos anteriores

Ao montar o calendário, tenha em mente a progressão do conhecimento, refletindo sobre atividades e avaliações que usem conceitos aprendidos nas séries anteriores e que introduzam novos temas. Esse também é o momento para rever os tópicos ministrados durante o trimestre, observando o motivo de eles serem ensinados e o seu impacto na vida dos alunos.

Além disso, é importante dar uma revisada nos programas que você elaborou nos anos passados, vendo o que pode ser feito novamente e o que requer alterações.

Utilize vários materiais

Materiais e metodologias pouco convencionais geralmente cativam a atenção dos estudantes. Por isso, ao programar o assunto de cada aula, inclua lições com recursos multimídia, oficinas de redação, debates, palestras com convidados e excursões.

Esse tipo de trabalho pode interferir na programação dos outros docentes e costuma exigir autorização da Direção e dos setores de coordenação pedagógica. Por isso, não se esqueça de avisar com antecedência e alinhar suas intenções com todos os envolvidos.

Tenha flexibilidade

Imprevistos acontecem. Por isso, seja flexível. Um jeito de fazer isso é planejar algumas aulas de revisão e prever atividades extras para o final do trimestre. Assim, se o tema de uma das provas estiver atrasado, é possível utilizar a revisão para terminar de passar a matéria e, se alguns dias letivos forem perdidos, as horas que seriam ocupadas por tarefas extras poderão ser usadas para finalizar o conteúdo.

Procure feedbacks

Estar sempre em busca de sugestões, elogios e críticas é essencial para que seu trabalho como professor seja cada vez mais significativo. Logo, procure trocar constantemente experiências com colegas, estudantes e seus familiares.

Uma forma de possibilitar esse diálogo é propor uma conversa com os alunos no fim do trimestre, perguntando o que eles acharam da disciplina, se os conteúdos ficaram claros, se as avaliações foram condizentes e o que pode ser melhorado nos próximos períodos letivos.

E então? O que você achou desse artigo sobre como planejar as atividades do trimestre? Ficou com dúvidas ou gostaria de compartilhar alguma coisa? Deixe aqui nos comentários!

Boa aula e até breve!

Para saber mais sobre a volta às aulas, clique aqui!

Deixe um comentário

© 2012-2019 Canal do Ensino | Guia de Educação

Voltar para o topo