Você está aqui:Home » Concursos & Empregos » Empregos » Veja como se sair bem em uma entrevista de emprego

Veja como se sair bem em uma entrevista de emprego

Olá, leitor!

Você está cansado de participar de diversas entrevistas de empregos e não ver resultados? Não sabe onde está errando? Chegou ao lugar certo!

Sabemos que a situação não está fácil para os brasileiros, e a situação se agravou bastante depois dos últimos acontecimentos a respeito da crise econômica e política que assola nosso país. Se pararmos para pensar, nosso país sempre passou por momentos difíceis com exceção ao último boom financeiro. Então, vamos consertar o primeiro erro: focar no erro e não na solução.

Não é porque todos estão focando na crise e nas dificuldades, significa que você deva fazer o mesmo. Muitas pessoas estão desempregadas sim, mas você já percebeu quantas vagas de emprego estão disponíveis no mercado de trabalho? Talvez você esteja fazendo a pergunta errada a si mesmo. Ao invés de questionar-se sobre o porquê de tanto desemprego, pergunte-se o por quê você continua desempregado.

Nós do Canal de Ensino, curiosos com os dados de vagas de empregos disponíveis e pessoas desempregadas, resolvemos fazer uma pesquisa e chegamos a este conteúdo que lhe mostrará que a causa de você estar sem ocupação trabalhista, pode ser seu padrão de pensamento e comportamento nas entrevistas de emprego.

Depois das dicas de hoje, você saberá tudo que precisa para ir bem em uma entrevista de emprego e conquistar a vaga que tanto almeja. Não deixe de conferir a seguir!

O que não fazer em uma entrevista de emprego?

veja-como-se-sair-bem-em-uma-entrevista-de-emprego_Prancheta 1

Antes de se lançar para um entrevista de emprego, já munido de muitas ideias do que irá fazer, é importante lembrar muito bem que não deve ser feito em hipótese alguma. Sabemos que estar desempregado é difícil, as contas à pagar se acumulam, os membros da família cobram a sua contribuição.

Mas, do que adianta agir domado pelo desespero e logo em seguida enfrentar o desespero novamente porque não aguentou as pressões do trabalho.

A realidade é que aguentamos desafios quando gostamos do que estamos dispostos a alcançar. Mas, quando estamos fazendo algo que não é de nosso agrado, os desafios se tornam obstáculos desmotivantes que podem levar a insatisfação pessoal, baixa estima e até mesmo problemas de depressão.

Por esse motivo, saiba o que não vale a pena, antes de se encantar com qualquer promessa de “futuras contas pagas”. Pense a longo prazo, pense na sua carreira, nos seus objetivos e daí então, decida qual trabalho o ajudará a alcançá-los.

Não interessa que o seu grau de instrução seja baixo ou alto. Existem milionários sem diplomas que alcançaram grandes somas em dinheiro utilizando seus verdadeiros potenciais. Existem também, doutores falidos em subempregos  se submetendo ao desmerecimento. O que difere um do outro não é a escolaridade, mas sim o seus pensamentos e suas atitudes. A inteligência de uma pessoa nunca poderá ser medida por diplomas universitários, mas na maneira em que ela é capaz de gerenciar a própria vida.

Diminuir-se para caber na vaga oferecida

Não se desespere diante de uma vaga de emprego. Mantenha a calma e pense que você pode aguentar ainda um pouco e merece coisa melhor. Explicaremos melhor, veja o exemplo abaixo:

“VAGAS PARA VENDEDORES EXTERNOS”.

Graduados em Marketing, Economia ou afins.

Possuir habilitação e veículo próprio.

Ter carisma, motivação e vontade de crescer.

Salário: Comissão por venda realizada”

Nesse exemplo podemos perceber que a a oferta de trabalho e suas exigências não são nem de longe proporcional ao “salário” que oferecem. E ainda tem como requisito desejável, motivação e força de vontade. Infelizmente, muitas pessoas se desesperam e fazem de tudo para caber em uma vaga dessas. Cuidado para que o desespero não o faça cair nesse tipo de armadilha.

Mentir sobre as suas habilidades

Não invente habilidades que não são de sua natureza. Existem diversas formas de demonstrar suas verdadeiras capacidades, mentir não é uma delas. Lembre-se de suas competências, o que faz para gerenciar a sua vida, habilidades pessoais e as encaixe no currículo as transformando em uma linguagem profissional.

Por exemplo, que gerenciou um grêmio estudantil, gerencia também outras atividades. É só usar um pouquinho de criatividade e adaptar seus pontos fortes ao que a empresa espera de você. Use essa estratégia também na entrevista de emprego.

Deixar transparecer emoções sobre o antigo trabalho

Seja equilibrado quando for falar de seu antigo trabalho, não deixe transparecer pessoalidade ao responder questões referente a sua saída do emprego antigo. Na dúvida, responda que saiu porque naquele momento o trabalho estava entrando em choque com os seus objetivo, de carreira ou profissionais.

Falta de postura profissional

Quando falamos em compostura, estamos nos referindo ao modo geral que você escolhe para se expressar. A expressão pode ser demonstrada por meio da roupa, corte de cabelos, gestos e linguagem. Em uma entrevista de emprego é recomendável que prevaleça a neutralidade.

Com o tempo você conhecerá as pessoas do ambiente de trabalho e poderá demonstrar seu modo de ser sem nenhuma preocupação. Mas, a primeira vista, as únicas coisas que devem prevalecer é seu lado profissional.

Medo

O medo é o maior inimigo da realização. Tudo que acontece tem um motivo para ser e é necessário a nós compreendermos porque ocorrem determinadas coisas em nossas vidas. Não tenha medo de falar de suas qualidades profissionais. Pode ser que o que você tem medo de demonstrar seja exatamente, aquilo que a empresa precisa naquele momento.

Caso você veja que a vaga é algo que realmente, não é para você, não hesite dizer não em uma entrevista de emprego que não promova os seus objetivos.

Lembre-se que, você está em busca de uma colocação coerente com as suas capacidades pessoais, intelectuais e profissionais.

Como proceder em uma entrevista de emprego?

Comece pelo currículo

O currículo é o cartão de apresentação do profissional. Deve estar de acordo com a vaga e a empresa, só assim você canalizará suas capacidades a determinada vaga. Lembre-se, nem todas as empresas são iguais e menos ainda as vagas. Busque entender o que a empresa espera daquele que preencherá a vaga ofertada, e faça um currículo especialmente a ela. As chances de dar certo com certeza se multiplicarão.

  1. Faça um currículo personalizado de acordo com a empresa e a vaga que vai fazer;
  2. Não minta e não exagere;
  3. Estude a empresa que está oferecendo a vaga;
  4. Apenas informações relevantes e coerentes com a vaga;
  5. Nada de xerox de currículos.

Faça como os concurseiros

Para uma entrevista de emprego, as chances de vencer a vaga são mais fáceis do que para um cargo público. A concorrência é menor e não precisa estudar tanto para alcançar aprovação. Já imaginou se você fizesse ao menos 10% do que faz um concurseiro? E por que não?

Escolha a vaga. Prepare-se para ela e vá a luta. O resultado certamente, será muito positivo.

No ato da entrevista de emprego

Não é uma condenação, é apenas mais uma entrevista. Deixe a ansiedade e o desespero de lado. Faça com que a entrevista de emprego seja uma conversa tranquila, caso não saiba dar alguma resposta, apenas diga que não sabe, sairá melhor do que tentar inventar no improviso uma resposta de última hora.

Estude bem o currículo, ele será o seu guia. Ouça mais do que fala, saiba que o entrevistador falará pouco, porém, preste bem atenção no que ele tem a dizer, pois é também informações muito importantes para moldar a sua fala.

Já foi mencionado, mas vale a pena repetir, não fale sobre o quanto precisa desse emprego, porque tem dívidas a pagar, uma família para sustentar. Controle as suas emoções na entrevista de emprego:

  1. Demonstre seriedade;
  2. Use seu currículo como base para conversação;
  3. Fale apenas e estritamente o necessário;
  4. De destaque às suas capacidades;
  5. Não banque a vítima;
  6. Controle e inteligência emocional;
  7. Lembre que o entrevistador é um ser humano assim como você;
  8. Se não der certo, realmente não era pra ser;
  9. Algo melhor lhe aguarda, prepare-se!;
  10. Faça perguntas inteligentes.

Seja mais você, defenda-se e motive-se!

Recapitulando

Hoje nosso conteúdo foi produzido em prol daqueles que estão em busca da tão sonhada colocação no mercado de trabalho. Para isso, elaboramos os maiores erros e ressaltamos os mais prudentes acertos para uma entrevista de empregos.

Como vemos na maioria das pesquisas sobre carreira e empregabilidade, a maior ressalva é sobre atrasos, vestimentas e linguajar. Mas, isso é apenas o básico que todos precisam saber. O importante mesmo é trabalhar com algo que não apenas pague as suas dívidas, mas que também lhe traga satisfação pessoal. Afinal de contas, são aproximadamente 40 horas semanais de empenho, use o tempo produtivo para fazer algo que realmente tenha relevância para você e o maior numero possível de pessoas.

Vimos ainda, que a autoestima é fundamental. Nada de contar as histórias tristes de sua vida na entrevista de emprego. O entrevistador lhe contratará pelo potencial que você tem para resolver os problemas da empresa e nunca por piedade.

Até logo!

Deixe um comentário

© 2012-2018 Canal do Ensino | Guia de Educação

Voltar para o topo