Você está aqui:Home » Cursos Grátis » Informática e Internet » USP oferece curso on-line gratuito de programação para meninas do ensino médio

USP oferece curso on-line gratuito de programação para meninas do ensino médio

Olá! 

Para ampliar a formação de pessoas do gênero feminino e não binárias na área da computação e, consequentemente, a presença delas nesse mercado de trabalho, o Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC), da Universidade de São Paulo (USP), promove o curso gratuito Meninas Programadoras: Introdução à Programação para o Ensino Médio, no formato de Ensino a Distância (EAD). 

O curso tem como público-alvo pessoas que se identificam com o gênero feminino ou com o não binário (ou seja, que não se reconhecem estritamente com os gêneros feminino e masculino) e que estejam cursando o ensino médio (ou tenham concluído, mas não estejam matriculadas em instituição de ensino superior). 

As aulas já estão em andamento para a primeira turma do mês de outubro, mas ainda há 2 turmas disponíveis para o fim de outubro e o fim de novembro. Com vagas limitadas, o curso tem duração de 4 semanas, aos sábados, e fornece certificação USP. 

Mulheres na tecnologia

Quando você imagina cientistas, computadores, tecnologias e afins, é feita uma associação a um gênero específico? Para algumas pessoas, a resposta é sim e diz respeito ao gênero masculino. Esse pensamento é fruto de uma sociedade estruturada no patriarcado, um sistema que posiciona os homens em todos os locais de poder e prestígio. 

Durante muito tempo, o papel da mulher foi limitado ao cuidado da família e aos afazeres domésticos. Segundo indicadores sociais do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgados em 2021 relacionados a questões de gênero, embora exista disparidade de acesso à educação superior que revela vantagem do gênero feminino, o cenário muda quando se trata de áreas relacionadas às ciências exatas e à produção. 

O estudo menciona o Censo de Educação Superior, datado de 2019, que informa que apenas 13,3% das matrículas nos cursos de graduação em áreas de computação e tecnologias da informação correspondem ao gênero feminino. Nas áreas de cuidado e bem-estar, o número aumenta para 88,3%. 

Com esses dados, a proposta do ICMC de priorizar, no curso aqui abordado, os gêneros feminino e não binário (que não foi considerado no levantamento do IBGE) vai ao encontro da demanda social de equidade de gênero, incentivando a diversidade e tornando acessíveis as áreas de exatas e tecnologias. 

Conteúdo do curso

Para introduzir o público-alvo nesse universo, a instituição planejou videoaulas que acontecerão aos sábados, das 14h às 17h, na plataforma Google Meet. Além disso, o acompanhamento do conteúdo poderá ser feito pelo Google Classroom, no qual também deverá ser realizada 1 hora de tarefas diárias, de segunda a sexta. 

O estudo autônomo pode apresentar muitas dificuldades, mais ainda quando se trata de temas complexos. Pensando nisso, a organização do curso garantiu 1 hora de apoio no plantão de dúvidas, ao vivo, com a possibilidade de escolher o dia, de segunda a sábado. 

USP: curso on-line gratuito de programação para meninas

Fonte: Reprodução

Dividida em 4 aulas, a formação abordará os seguintes temas: 

Aula 1

  • 1ª parte: apresentação do curso, da equipe e da dinâmica do modelo de educação on-line. 
  • 2ª parte: apresentação do conceito de programação em blocos, abordando a interação com o usuário; sequência e condicionais simples; atividades de álgebra e lógica. 
  • 3ª parte: apresentação da programação em linguagem Python, com conceitos e práticas da programação em blocos. 

Aula 2

  • Repetição e condicionais da linguagem Python, com exercícios do conteúdo de álgebra e lógica a partir dos problemas elaborados pela Olimpíada Brasileira de Informática, Modalidade Programação, Nível Júnior (OBI Júnior). 

Aula 3 

  • Listas e funções da linguagem Python, com atividades baseadas em problemas da OBI Júnior. 

Aula 4 

  • Finalização do curso, com 3 sessões de atividades dedicadas à resolução de exercícios. 

Para mais informações sobre o conteúdo programático, acesse este link. 

Inscrição e certificado

Criado especificamente para a oferta de cursos e atividades de extensão da Universidade de São Pauloo sistema Apolo deve ser acessado para a realização da inscrição no curso Meninas Programadoras. 

O ICMC oferece 40 vagas por turma, sem limitar a quantidade de pessoas inscritas. Isso porque a definição da lista de discentes é realizada por sorteio, usando os formulários de inscrição. Após o sorteio, será enviado um e-mail informando o status da inscrição. Saiba quais turmas estão disponíveis:   

Turma de 30/10 a 20/11/2021

  • Inscrição disponível de 11 até 24 de outubro. 

Turma de 27/11 a 18/12/2021

  • Inscrição disponível de 01 até 20 de novembro. 

formulário de inscrição é disponibilizado apenas na data em que as inscrições de cada turma iniciam, ele deverá ser preenchido neste link, basta seguir as orientações do próprio sistema. 

certificação do curso é realizada após o cumprimento de, no mínimo, 75% das atividades propostas, o que inclui frequência nas aulas, participação no plantão de dúvidas e realização das tarefas diárias. 

Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação

Criado em 1971, 37 anos depois da fundação da Universidade de São Pauloo ICMC-USP é um Instituto dedicado ao ensino e à pesquisa das ciências matemáticas e da computação. Alocado na cidade de São Carlos, o Instituto dispõe de vários cursos de graduação e programas de pós-graduação nas áreas de matemática, computação e estatística. 

Ambicionando excelência mundial, o ICMC tem como propósito produzir e difundir o conhecimento nas áreas acima mencionadas. Nesse sentido, busca formar estudantes no ensino superior e desenvolver ações sociais e educacionais comprometidas com a acessibilidade e o crescimento social, tecnológico, econômico e científico da região, do estado e do país. Para saber mais, clique neste link. 

Facilitar o acesso às áreas de tecnologia para mulheres e pessoas não binárias é um excelente caminho para a equidade de gênero, concorda? Compartilhe nosso texto com a sua rede de amizade e torne essas iniciativas ainda mais conhecidas! 

No Canal do Ensino, leia também: 

Bons estudos e até breve! 

Deixe um comentário

© 2012-2019 Canal do Ensino | Guia de Educação

Voltar para o topo