Você está aqui:Home » Enem » Texto dissertativo: passo a passo de como fazer

Texto dissertativo: passo a passo de como fazer

Olá, leitor!

Escrever um bom texto dissertativo requer habilidades e competências objetivas de redação. É importante saber sobre o que está sendo falado, além de entender as regras linguísticas.

Para que uma redação dissertativa flua bem com coerência, dentro das normas da língua portuguesa e sem deixar de ser interessante para o leitor, é preciso que ela apresente os seguintes itens:

  • Domínio da gramática
  • Conhecimento sobre o tema
  • Compreensão de ideias sobre o tema
  • Exposição das ideias
  • Capacidade de síntese
  • Posicionamento pessoal
  • Desenvolvendo a argumentação

Os itens foram ranqueados na sua ordem de importância. Ou seja, para mandar bem na redação dissertativa, é importante dominar estes elementos, começando na gramática e indo até a capacidade de argumentação

Como fazer um texto dissertativo: Passo a passo

texto-dissertativo

Textos dissertativos, geralmente, são requeridos em concursos e provas. Estes concursos sempre trazem algo em comum, o tema da redação é escolhido de acordo com assuntos pertinentes da atualidade.

O maior segredo para construir um bom texto dissertativo é estar sempre atualizado. Não é possível que o autor expresse a sua opinião, se ele não tiver conhecimento sobre determinado assunto.

O texto dissertativo pode ser dividido em duas categorias: A dissertação objetiva e a subjetiva.

Dissertação objetiva

É aquela em que o escritor não fala com o leitor. Apesar de ser uma opinião, ela é demonstrada como uma explicação, com argumentos que devem ser expostos de forma impessoal.

Dissertação subjetiva

É o contrário da objetiva. O autor se comunica com o leitor utilizando a primeiro pessoal do singular (Eu). “Eu acho”, “Eu Acredito”, entre outros termos. A escrita se torna mais pessoal, deixando bem claro que o que está sendo expresso no texto é a opinião direta do autor.

É importante prestar muita atenção neste detalhe. Algumas provas e concursos deixam explícito que a redação deve ser objetiva, portanto, redigir o texto com características subjetivas pode desclassificar o candidato!

Compreendendo a estrutura do texto dissertativo

Outro ponto importante para entender sobre o texto dissertativo é a sua estrutura. Estes textos são divididos em três partes:

  • Introdução
  • Desenvolvimento
  • Conclusão

O nome de cada parte da redação já esclarece bem o propósito de cada uma. Durante a introdução você precisa expressar um problema e introduzir o leitor ao que virá no texto.

A introdução é extremamente importante e irá determinar se o leitor continuará interessado no seu texto ou não. Existem várias técnicas para criar uma introdução bem caprichada para a sua redação.

> Confira as melhores dicas para uma redação nota 1.000

Após a introdução o autor deverá dar início ao desenvolvimento. Neste momento, o autor deve expor suas ideias, como se tentasse convencer o leitor sobre o seu ponto de vista.

Maneiras interessantes de fazer o desenvolvimento do seu texto são:

Desenvolvimento enumerativo

O autor enumera as possibilidades de resolução ou as consequências do problema apresentado na introdução.

  • Exemplo: “Existem dois principais riscos do aumento da temperatura do planeta. O primeiro é a queda constante na qualidade de vida, o segundo é os danos ambientais irreparáveis causados na Terra…”. É só fazer uma lista relacionada ao problema principal.

Desenvolvimento por exemplificação

Exemplificar a questão chave da sua redação também é uma maneira interessante de desenvolver um texto, principalmente porque demonstra certo conhecimento.

  • Exemplo: “Em certos países, pessoas que cometem crimes sexuais devem ser colocadas em uma lista pública, onde todos os seus vizinhos são informados sobre o ataque que aquela pessoa cometeu. Por outro lado, em outros países estas pessoas têm o nome proibido de ser divulgado até mesmo na imprensa…”. Basta seguir a redação explorando estes exemplos e falando sobre qual o autor apoia.

Desenvolvimento por citação

Como o próprio nome diz, o autor cita outra obra ou texto que o ajude no desenvolvimento. Mas atenção! Neste tipo de desenvolvimento, cuidado para não cometer erros ou então não citar o autor de forma correta. Outra coisa que deve ser evitada é nunca citar os textos motivadores usados como exemplo na prova, isso demonstra falta de criatividade.

Desenvolvimento com fatos históricos ou estatísticos

Caso você tenha certeza sobre um fato histórico ou sobre uma estatística correta, usar essas informações na redação é uma excelente forma de desenvolvimento.

  • Exemplo: “Durante a era Vargas (1930 a 1945) dois blocos políticos se destacaram, representando de um lado, influências fascistas e de outro influências comunistas. Estes blocos eram: a ANL (Aliança Nacional Libertadora), formada por comunistas que tinham como objetivo tirar Vargas do poder e a AIB (Ação integralista Brasileira), liderada Por Getúlio Vargas e formada por seus militares, tinha influências fascistas e combatia o consumismo”. O autor então deve continuar o raciocínio para chegar a um ponto de convencimento ao leitor. Quanto mais exato for os fatos ou estáticas melhor.

Lembrando que estas não são regras únicas e que é possível fazer o desenvolvimento de outras maneiras. Apenas certifique-se de sempre usar dados corretos e sem superficialidades.

Como finalizar a redação?

Na conclusão do seu texto dissertativo é necessário concluir a ideia. Para concursos e vestibulares, a melhor forma de concluir uma redação é apresentando uma solução ao problema que foi introduzido e desenvolvido.

Exemplo: “Por ser este o único planeta que temos, é preciso que as empresas e governos mudem o seu jeito de pensar em relação a proteção do meio ambiente e ao uso sustentável de matérias primas. Apenas mudando a mente consumista da maioria da população e das grandes empresas é que temos uma chance de salvar a vida no planeta terra. ”

Para fazer um texto dissertativo de boa qualidade, o mais importante é estar sempre atualizado, estudar as normas da língua portuguesa e, principalmente, ler muito.

Até mais!

comentários (1)

  • ELIZABETE ACTIS

    Estou muito feliz por vcs pelo belo comprometimento e devolução social para todos os indivíduos: profissionais e ou jovens iniciando seus estudos,
    Gratidão!.

    Responder

Deixe um comentário

© 2012-2018 Canal do Ensino | Guia de Educação

Voltar para o topo