Você está aqui:Home » Dicas » Estudantes » Técnicas de estudo: guia completo que você não pode deixar de ler

Técnicas de estudo: guia completo que você não pode deixar de ler

Olá, estudantes

Se você está diante de vestibulares, Enem, concursos públicos, exames de admissão em programas de mestrado e doutorado, exame da Ordem dos Advogados, exames de proficiência em línguas, enfim diante do desafio de uma prova, sua preparação precisa ser estratégica.

Sua estratégia de estudos precisa ser baseada em métodos eficientes, que realmente funcionam, para garantir que você fixe todo conteúdo exigido nas provas e acelere seu processo de aprendizado.

Adotar métodos e técnicas de estudo de forma consciente contribuirá para melhor aproveitamento do seu tempo. Algumas técnicas de estudo irão te ajudar a administrar melhor seu tempo, tornando suas atividades de estudo mais rápidas e com isso você ficará menos cansado e muito mais motivado.

Para te ajudar, elaboramos um guia com as melhores técnicas de estudo e aprendizagem, que irão ser muito úteis na sua preparação para as provas.

Técnica de estudo: Organize-se em blocos de tempo

Planeje e organize suas sessões de estudo em blocos de tempo. Essa é exatamente a mesma técnica de bloco de tempo chamada Pomodoro Technique que sugerimos para você adotar e elaborar seu plano de estudos nesse outro artigo aqui do Canal do Ensino.

Técnica de estudo: Aprendizagem espaçada

tecnicas-de-estudo

Aliada a técnica anterior, organize seus estudos em blocos de tempo e estude a maior variedade de assuntos divididos em pequenos tópicos que serão repetidos ao longo do tempo.

De acordo com a neurociência, nossa memória se forma melhor e mais rápido, quando uma informação é repassada ao nosso cérebro repetidas vezes, porém, com espaços de tempos entre um ciclo e outro.

Para aplicar esta técnica divida os conteúdos e estude de forma deliberada por um bloco de tempo e faça uma pausa de 10 minutos para descansar.

Por exemplo, num bloco de tempo de 1 hora: separe 25 minutos para estudar a teoria de um tópico, faça um intervalo de descanso de 10 minutos, logo em seguida volte a estudar por mais 25 minutos fazendo exercícios práticos. Esse segundo bloco te auxiliará a memorizar e fixar o que viu na teoria.

Outra dica é intercalar os temas, disciplinas entre si e também as técnicas de estudos, potencializando ainda mais seus resultados e memorização. Assim você não sobrecarregará seu cérebro e ficará mais tempo concentrado nos estudos.

 

Técnicas de Estudo: Simulados cronometrados

Fazer provas e simular o exame que você irá prestar é uma das melhores técnicas de aprendizagem.

Se você vai prestar um concurso, Enem ou vestibular, o ideal é pesquisar provas anteriores e fazer muitos exercícios. Faça as provas com o cronometro ao seu lado, simulando as condições reais que irá enfrentar no dia do exame.

Isso te ajudará a vencer a ansiedade para gerenciar o tempo da prova, pois você estará familiarizado com a duração da prova, aumentando com certeza suas chances de aprovação.

Se você é um concurseiro, pode se preparar com milhares de questões de concursos públicos utilizando os melhores sites e aplicativos gratuitos que compartilhamos aqui no Canal do Ensino.

Técnicas de Estudo: Faça apresentações

Verbalizar o que acabou de estudar é uma ótima forma para te ajudar a memorizar e também melhorar suas habilidades de comunicação em público.

Se você tiver o desafio de fazer uma prova oral faça apresentações para o espelho ou para outras pessoas. Esta é uma forma de você simular as condições da prova oral diante da banca examinadora, controlar sua ansiedade e desenvolver jogo de cintura para falar em público.

Você pode aliar esta técnica com outras, por exemplo, com a aprendizagem espaçada. Ao estudar, reserve o último bloco de tempo para fazer uma apresentação. Procure resumir o que aprendeu na sua sessão de estudos.

Experimente o roteiro a seguir e personalize com seu jeito:

Nessa sessão de estudos sobre o tema (descreva o tema, matéria e título) eu aprendi sobre… (descreva os tópicos aprendidos, o que revisou e as correlações, conclusões sobre o que aprendeu).

Essa técnica irá te ajudar a se lembrar mais facilmente das informações e também a identificar sua evolução no tema estudado, identificando se você está com dificuldades ou se já fixou e entendeu bem. Use esse momento para se auto-avaliar e planejar as sessões de revisão dos conteúdos.

Técnicas de estudo: Grave suas aulas e sessões em áudios

Muitas pessoas fixam muito melhor o que ouvem, tem preferência e facilidade de reter informações quando são transmitidas através de sons. Mesmo que esse não seja seu canal sensorial preferido você pode se beneficiar ao fazer os registros em áudios das matérias estudadas.

Você pode gravar as aulas que assistir e também sua própria apresentação. Isso criará uma maior sinergia nos seus estudos. Ao verbalizar, você estará envolvido no tema, fazendo o resumo da disciplina e depois poderá ouvir suas próprias aulas no trânsito ou em qualquer outro momento do seu dia. Poderá usar os áudios para revisar conteúdos também.

Percebeu que você pode aliar várias técnicas de estudo para potencializar ainda mais seus resultados?

Se você tiver uma prova oral, use esse recurso para avaliar sua comunicação, seu poder de síntese, sua habilidade de argumentação e descrição dos temas. Você irá perceber com mais clareza seu desempenho e poderá ter o registro da sua evolução ao longo do tempo.

Outra dica é você também ouvir podcasts e aulas on line sobre as disciplinas. Aproveite o tempo de deslocamentos entre casa, escola, cursinho e trabalho para ouvir os áudios, otimizando e aproveitando melhor seu tempo de estudos.

+ Conheça também o Guia Prático da Interpretação de Textos para o ENEM

Técnicas de Estudo: Interrogação Elaborativa

aula-memoria

Essa técnica de estudo consiste em você descrever explicações para tópicos do texto e disciplina estudados para comprovar sua veracidade. Para isso é muito importante focar no “Por quê?” ao invés de questões como “O quê?”.

Estudar dessa forma irá exigir que você concentre mais nos estudos, focando a sua energia para compreender as causas de determinados fatos. Esta técnica é bastante útil para te preparar para provas com questões discursivas, redações sobre temas da atualidade e também para disciplinas de humanas, como história e geografia, por exemplo.

 

Técnicas de Estudo: Mapas Mentais

Os Mapas Mentais foram desenvolvidos na década de 70 pelo inglês Tony Buzan. A técnica consiste em organizar as informações num diagrama que tem um elemento central, ramos coloridos, desenhos e palavras chaves.

A eficiência dos mapas mentais para memorização é explicada pela neurociência, esses elementos do diagrama estimulam os dois lados do nosso cérebro. O lado esquerdo processa as palavras-chave, os tópicos e hierarquia das informações; e o lado direito processa as conexões, junções dos ramos, as cores, desenhos e imagens do diagrama.

Os estudantes que utilizam os mapas mentais apresentam redução do estresse provocado pelo excesso de conteúdo e informações, maior habilidade de análise e maior criatividade.

Como criar um mapa mental?

  • Pegue uma folha de papel A4 e canetas coloridas;
  • Pegue um texto ou livro que você precise fazer uma resenha.
  • Leia esse texto e grife com canetas coloridas de marca texto os tópicos mais importantes.
  • Grife palavras-chaves por assuntos e categorias de informações
  • Anote no centro da folha A4 (em paisagem) o título do tema que está lendo e estudando, se for um livro, coloque o mesmo título e nome do autor;
  • Crie os ramos com tópicos e palavras chaves que grifou no texto; Se for um livro, faça um ramo para cada capítulo;
  • Faça os sub-tópicos com os ramos, descrevendo em poucas palavras o conteúdo estudado;
  • Utilize desenhos e ícones para descrever as idéias do texto;
  • Use cores diferentes para cada ramo.

Já abordamos esse tema aqui no Canal do Ensino. Confira abaixo os artigos para usar esta técnica de estudo:

Técnicas de Estudo: Grifar textos

Essa técnica de estudo consiste em você ler e grifar as partes mais importantes, citações e palavras-chave. Ao grifar o texto você está envolvido sensorialmente com a leitura e seu cérebro está registrando as informações e cores.

É uma técnica menos efetiva, que sozinha não traz muitos resultados, ela é mais eficiente quando aliada a outra técnica como a elaboração de Mapas Mentais que explicamos no tópico anterior, pois você está organizando as idéias, tirando conclusões, analisando o que é mais importante e correlacionando as informações.

Técnica de Estudo: Mnemônicos

Segundo o dicionário Michaelis, mnemônico é algo relativo à memória; técnica ou exercício que ajuda a desenvolver a memória e facilita a memorização; fácil de reter na memória.

É uma das técnicas de estudo favorita dos concurseiros, principalmente para os estudantes das disciplinas de Direito que precisam se lembrar de várias leis e artigos, mas pode ser usada para qualquer tema, veja os exemplos a seguir.

Exemplos de Mnemônicos

·         MP3.COM – Sobre os cargos privativos de brasileiro nato (artigo 12º da Constituição Federal)

M – Ministro do Supremo Tribunal Federal

P – Presidente e Vice-Presidente da República

P – Presidente da Câmara dos Deputados

P – Presidente do Senado Federal

C – Carreira diplomática

O – Oficial das Forças Armadas

M – Ministro de Estado da Defesa

·         SOCIDIVAPLU – São os fundamentos da República (artigo 1º da Constituição Federal)

So – Soberania

Ci – Cidadania

Di – Dignidade da pessoa humana

Va – Valores sociais do trabalho e da livre iniciativa

Plu – Pluralismo político

Exemplos de Frases Mnemônicas

  • Prometo a AnTelefonar: Para memorizar as fases da divisão celular: Prófase, Metáfase, Anáfase, Telófase.
  • Todo MundoSofre Com Pequenas e Grandes Doenças: Para memorizar as principais doenças causadas por bactérias, que são Tétano, Meningite, Sífilis, Cólera, Pneumonia, Gonorreia e Difteria.

Os mnemônicos só são efetivos quando as palavras-chaves são realmente importantes e quando o tema estudado inclui palavras-chaves fáceis de memorizar, que possibilitem criar frases mnemônicas.

Quais dessas técnicas de estudo você utiliza?

Você utiliza alguma destas técnicas de estudo, qual é a sua preferida? Que outras técnicas de estudo você recomendaria para memorizar mais conteúdos com facilidade?

Compartilhe conosco nos comentários!

Até breve!

comentários (1)

Deixe um comentário para Milena Marães

© 2012-2019 Canal do Ensino | Guia de Educação

Voltar para o topo