Você está aqui:Home » Dicas » Estudantes » Serviço Social: guia completo da carreira e do curso

Serviço Social: guia completo da carreira e do curso

O profissional da área de Serviço Social estuda o planejamento, bem como a execução de políticas públicas e de programas voltados ao bem-estar e à integração do indivíduo na sociedade.

Olá, leitor!

O curso de Serviço Social possibilita ao estudante atuar em diversas áreas relacionadas ao bem-estar social, seja ele em caráter coletivo ou individual.

O profissional desse ramo está em constante contato com questões como exclusão social, ou seja, indivíduos em situações de risco, por isso, é preciso que se tenha gosto e interesse na criação de campanhas de assistência (como, por exemplo, para a promoção da saúde ou educação) e elaboração de projetos assistenciais, sendo assim, o interessado no curso de Serviço Social precisa gostar de aprender e se desenvolver, que são características fundamentais para os profissionais desse ramo, independentemente da área ou atividade escolhida.

Além disso, é preciso gostar de atividades que envolvam contato humano, desde crianças e adolescentes em situação de risco até a integração de indivíduos marginalizados. Portanto, também é preciso ter interesse pela resolução desse tipo de problema sociai.

Possuir atenção a detalhes também é essencial, pois diversas atividades dessa área lidarão com situações sociais complexas, bem como concentração, organização e disciplina.

É de suma importância que o profissional de Serviço social busque sempre se atualizar. Flutuações na política e, até mesmo, na economia impactam, diretamente, nas vidas das populações atendidas. Por isso, é mais que necessário sempre estar a par dessas possíveis alterações, então, manter-se nos estudos é fundamental!

Sobre o curso de Serviço Social

curso-servico-social

A graduação em Serviço Social é oferecida unicamente na habilitação de bacharelado, sendo que geralmente dura quatro anos. Durante a faculdade, o aluno aprende sobre diversos aspectos que compreendem as relações do indivíduo com o meio social no qual está inserido, numa perspectiva histórica, crítica e propositiva. Sendo assim, sociologia, teoria política, filosofia e economia ocupam boa parte da carga horária.

Ao final da graduação o aluno deverá realizar um estágio obrigatório, geralmente em comunidades e em diversos espaços sociais e institucionais, trabalhos extracurriculares, voltados ao curso e um Trabalho de Conclusão de Curso (TCC). Também é necessário que o profissional se inscreva no Conselho Regional de Serviço Social.

Mercado de Trabalho

Essa área, diferente do que muitos acreditam, não se limita apenas a trabalhar com menores carentes, ou seja, na inclusão social de crianças e adolescentes. O profissional desse ramo pode exercer diversas atividades que necessitam do uso de uma visão crítica de problemas sociais atuais e legados, dentre as seguintes opções:

  • Educação – Trabalhando na criação e implementação de programas de bolsas de estudo e de auxílio financeiro, bem como na seleção dos alunos beneficiados pelas mesmas.
  • Empresas – Gerenciando programas educativos nas áreas da saúde, lazer e segurança do trabalho para o corpo de funcionários. Bem como implantar programas de benefícios sociais para os trabalhadores e as famílias dos mesmos. Também, orientando quanto ao acesso dos trabalhadores às políticas sociais públicas e a seus direitos sociais e trabalhistas.
  • Proteção à criança e ao adolescente – Desenvolvendo projetos que visam subsidiar a garantia dos direitos de crianças e adolescentes, que se encontram em situação de vulnerabilidade social.
  • Saúde – Facilitando, assim, o acesso de populações carentes às informações e ações educativas e práticas no que compete à área da saúde.
  • Socioambiental – Atendendo comunidades impactadas por mudanças no meio ambiente em que estão inseridas; sejam estas naturais, como por exemplo, secas extremas ou inundações, ou causadas pelo homem, como as decorrentes da construção de usinas hidrelétricas e indústrias de mineração.
  • Ensino – Trabalhando como professor em instituições de ensino públicas ou privadas.
  • Pesquisa – Trabalhando em instituições ou centros de pesquisa.

+ Confira opções de Bolsas de Estudo para o curso de Serviço Social

Principais opções de trabalho

As principais áreas de trabalho para o profissional de Serviço Social estão espalhadas nas atividades citadas acima, contudo, algumas profissões de destacam uma das outras devido as suas particularidades e benefícios.

Três dos trabalhos mais procurados, são:

Assistente social voltado à educação

O profissional de Serviço Social que opta pela carreira voltada à educação, tem a possibilidade de ter um alto índice de empregabilidade. Isso porque tramita, no Congresso Nacional, uma lei federal que obriga todas as instituições de ensino públicas a terem, em seus quadros de funcionários, ao menos, um assistente social, que trabalhará ao lado de pedagogos e psicopedagogos. Mesmo não sendo uma profissão com alto retorno financeiro se formos calcular toda a responsabilidade inerente ao trabalho, trabalhar na área da educação atrai muitas pessoas devido à estabilidade profissional e ao alto grau de satisfação pessoal envolvidos.

Assistente social voltado à proteção da criança e do adolescente

Optar pela carreira de na área de proteção à criança e ao adolescente possibilita que o profissional de Serviço Social tenha uma maior versatilidade em seu trabalho, podendo atuar nos mais diversos lugares, como creches, escolas, hospitais, centros de assistência social ou órgãos públicos, como o INSS. Também tem a possibilidade de atuar em políticas públicas de bem-estar social, como o Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI) e o Bolsa Família. Não raro, atua em conjunto com profissionais de diversas áreas, sobretudo em conjunto com profissionais da saúde e da educação. Essa carreira pode apresentar retornos financeiros mais elevados, se comparadas à outras que o profissional pode optar. Essa área possui uma grande demanda de trabalho, portanto, é uma ótima opção também.

Assistente social voltado à empresas

O profissional de Serviço Social que opta pela carreira empresarial, tem a vantagem de ter um retorno financeiro maior, se comparado aos seus pares do setor público. O índice de empregabilidade é, relativamente menor, dada que a obrigatoriedade de sua contratação também é menor, em relação ao setor público. Em empresas, atuará junto a áreas de Recursos Humanos e Saúde. Apesar da estabilidade profissional reduzida, essa carreira é muito procurada pela rentabilidade e a possibilidade de diminuir a distância entre os empregados de uma empresa e seus direitos e benefícios.

Onde um profissional de Serviço social pode atuar?

O profissional de Serviço social pode atuar nos seguintes lugares:

  • Escolas de ensino fundamental e médio da rede pública
  • Escolas particulares
  • ONGs
  • Creches
  • Universidades
  • Hospitais
  • Setor social de empresas privadas
  • Conselhos Tutelares
  • Institutos Nacionais de Seguridade Social (INSS)
  • Órgãos públicos municipais, estaduais ou federais
  • Empresas que trabalham direta ou indiretamente com impacto ambiental
  • Sistemas penitenciários
  • Programas sociais nas esferas municipal, estadual e federal
  • Centros de pesquisa

Obs: Além da formação acadêmica, para que o profissional possa realizar o devido exercício da profissão, este deve realizar o cadastro no Conselho Regional de Serviço Social.

Média Salarial

Hoje, apesar dos esforços do Conselho Federal de Serviço Social (CFESS), ainda não existe piso salarial para assistentes sociais. Porém é estabelecida uma tabela referencial de honorários. A Hora Técnica de um assistente recém-formado fica em torno de R$ 116, podendo variar de caso a caso, de acordo com o nível de formação do profissional e ao acordo com o sindicato local. Hoje, a média salarial pode variar em início de carreira de R$ 1,3 mil (salário de um assistente social) até R$ 4,3 mil (salário de um conselheiro tutelar).

Ganho escalão intermediário para diversas atividades dessa área (média mensal) é de R$ 5 mil. Ganho no auge (média mensal) é acima de R$ 6 mil. O auge da carreira da maioria dessas atividades é de vinte anos, em média.

Dica extra

O profissional deve buscar constantemente a atualização e a especialização, por meio de cursos de aperfeiçoamento e pós-graduação.

Onde encontrar o curso de Serviço social?

O curso de Serviço social é facilmente encontrado em universidades públicas e particulares. Contudo, separamos uma lista com as principais faculdades do Brasil que disponibilizam esse tipo de curso. Confira:

AC:

– Rio Branco – Uninorte; FAAO

AL:

– Palmeira dos Índios – Ufal

– Maceió – Uninassau

AM:
– Manaus – Uninorte

– Parintins – Ufam

AP:

– Macapá – Immes

BA:
– Salvador – UFBA; Estácio; Unijorge

– Lauro de Freitas – Uninassau

CE:
– Fortaleza – FVJ

– Iguatu – IFCE

DF:

– Brasília – UNIP; Centro Universitário Projeção
– Ceilândia – Iesb-DF

ES:
– Serra – Multivix

GO:
– Aparecida de Goiânia – Fanap

– Goiânia – Objetivo

MA:

– São Luís – Ceuma; Faculdade Santa Fé

MG:
– Belo Horizonte – UMA; UniBH
– Machado – Cesep
– Uberaba – UFTM

– Ituitaba – UFU

MS:

– Campo Grande – Anhanguera-Uniderp

MT:
– Barra do Garças – Unidas

PA:

– Breves – UFPA

PB

– Cajazeiras – Fafic

– Andradina – FIP

PE:
– Recife – Estácio

– Vitória de Santo Antão – Faintvisa

– Caruaru – Centro Universitário Tabosa de Almeida

PI:
– Teresina – FSA-PI

– Parnaíba – Uninassau

PR:
– Ivaiporã – UEM

– Foz do Iguaçu – Cesufoz

– Matinhos – UFPR

RJ:
– Rio de Janeiro – Simonsen

– Cabo Frio – UVA

– Rio das Ostras – UFF

– Campos dos Goytacazes – UFF

RN:
– Natal – Uni-RN

– Mossoró – Potiguar

RO:

– Porto Velho – Fimca

– Jairu – Unicentro

RR:

– Boa Vista – Estácio

RS:

– Santa Maria – UFSM

SC:

– Palhoça – Unisul

­SE:
– Aracaju – Unit

SP:
– São Paulo – Uninove
– Santana de Parnaíba – UNIP
– Santos – UNIP
– Jundiaí – UniAnchieta

TO:

– São Paulo – Unitins

Até breve!

Deixe um comentário

© 2012-2018 Canal do Ensino | Guia de Educação

Voltar para o topo