Você está aqui:Home » Dicas » Estudantes » Roteiro completo ensina como fazer mestrado no exterior

Roteiro completo ensina como fazer mestrado no exterior

Olá, leitor!

O mestrado ou mestrado acadêmico é uma categoria de pós-graduação de nível stricto sensu, que permite ao estudante aprofundar os seus conhecimentos sobre determinado assunto que ele aprendeu na graduação.

Porém, durante o mestrado, o estudante é estimulado a refletir a teoria de maneira mais profunda.

Após concluir seu mestrado, o agora Mestre, está apto para lecionar em universidades, trabalhar como pesquisador, ou cientista em sua área do conhecimento, e até mesmo conseguir um cargo de maior importância dentro da empresa que trabalha.

Apesar do curso de mestrado durar dois anos em sua grande maioria, o tempo de dedicação aos estudos não é tão longo, porém, ele é intenso. Vale ressaltar, que isso depende da sua área de formação, se você optar, por exemplo, por um mestrado com pesquisa em laboratório, o tempo gasto para as pesquisas é mais longo.

Cada vez mais estudantes buscam instituições de ensino fora do Brasil para fazer seu mestrado no exterior, para termos uma ideia, nos último anos, aumentou em mais de 500% o número de estudantes brasileiros que procura uma faculdade fora do Brasil. Confira como fazer um mestrado fora do Brasil!

Posso fazer um mestrado fora do Brasil?

como_fazer_mestrado_no_exterior_

Existem excelentes universidades no Brasil e que é possível fazer um mestrado, mas nada melhor do que a experiência de estudar fora do país, não é mesmo? E é pensando nisso que preparamos um roteiro completo para que você possa fazer seu mestrado no exterior.

1 – Planeje-se

Para tudo o que vamos fazer na vida é preciso que haja planejamento, e para fazer um mestrado no exterior não é diferente. Quando planejamos o que pretendemos fazer, as coisas tendem a fluir de forma mais rápida e organizada. Não vá para fora do país sem saber exatamente o que você deseja.

Pesquise as instituições que são especializadas em sua área do conhecimento, veja quais são as mais conceituadas e respeitadas na área – pode ter certeza que isso fará muita diferença em seu currículo no momento em que uma empresa for te contratar.

Esse planejamento deve acontecer com no mínimo 8 meses de antecedência, para que você possa organizar toda a documentação, fazer as provas de ingresso, encontrar alojamento, e fazer as economias necessárias para passar o tempo que for preciso em outro país.

2 – Conheça bem o idioma

Se você optou por fazer um mestrado no exterior, escolha um país no qual você seja fluente no idioma. Não pense em fazer um mestrado na Espanha se o seu espanhol for básico, é capaz da instituição nem te aceitar no processo seletivo.

A maioria das instituições de ensino estrangeiras, exigem que seus alunos façam um teste de fluência do idioma no qual ela pertence. Então prepare-se para fazer esse teste, que pode ser desafiador, mas claro, não impossível de se fazer se você estudar e se dedicar.

Há instituições estrangeiras que não exigem esse certificado para quem deseja fazer mestrado, mas é claro que se você apresentá-lo junto com os demais documentos, vão considerar isso durante a seleção.

3 – Prepare toda a documentação necessária

Esse talvez seja um dos passos mais difíceis para quem deseja fazer mestrado no exterior, pois, a lista de documentos exigidos tanto pelos consulados, quanto pelas instituições de ensino, parece não ter fim.

Para cada instituição de ensino e para cada tipo de curso, são exigidos diferentes tipos de documentos, por isso, é importante que ao definir qual instituição você deseja fazer seu mestrado no exterior, você já separe a lista de documentação e comece a providenciar todos eles.

Caso tenha algum problema para conseguir a documentação exigida, entre em contato com o setor responsável da instituição que você fará o mestrado, geralmente as faculdades têm setores específicos que ajudarão você a preparar a documentação correta.

4 – Tenha uma reserva financeira

Ao se preparar para fazer um mestrado no exterior é fundamental que você tenha uma reserva financeira, tanto para os gastos como alimentação, transporte e moradia, quanto para momentos de imprevisto. Lembre-se que, devemos estar sempre preparados para todos os tipos de situações.

Alguns países permitem que estudantes estrangeiros trabalhem de 20 à 40 horas semanais. Ao escolher o país que você vai fazer o mestrado, veja se eles dão essa autorização, caso a resposta seja positiva, pesquise o que é necessário para que você possa trabalhar.

Essa será uma oportunidade única que terá para treinar o idioma local, conhecer novas pessoas e conseguir um dinheirinho extra para ajudar em suas finanças durante o seu mestrado no exterior.

5 – Pesquise sobre bolsas de estudos

Diversas instituições de ensino tanto brasileiras quanto estrangeiras oferecem bolsas de estudos para mestrado no exterior, sendo que essas bolsas podem ser tanto integral quanto parcial.

Veja algumas instituições de ensino que oferecem bolsa de mestrado no exterior:

A Fundação Estudar oferece para seus alunos, bolsas de 5% até 95% de desconto nas mensalidades. Além do mestrado a Fundação ainda oferece bolsas de MBA, mestrado, doutorado e pós-doutorado, para estudar tanto no Brasil quanto no exterior.

A Fundação Lemman oferece bolsas de pós-graduação para cursos em universidades no exterior como, por exemplo, Yale, Stanford, Harvard, MIT, Columbia e Oxford. Nesse caso, a aluno precisa passar pelo processo seletivo da universidade desejada, e ao passar ele pode conseguir a bolsa de mestrado para estudar no exterior.

O governo federal possui dois programas de bolsas de estudos, a  Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) e o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

Esses são dois dos órgãos governamentais que oferecem bolsas de graduação, mestrado e mestrado profissional, doutorado e pós-doutorado no exterior.

O Santander Universidades tem convênio com universidades da Europa e Ásia para estudantes que tem o desejo de fazer mestrado no exterior. Dentre os países conveniados estão: China, Portugal e Espanha.

A Fundação Carolina é especializada em oferecer bolsa de mestrado, doutorado e pós-graduação na Espanha. Os cursos são rápidos, e acontecem durante o verão. A Fundação chegou a ter 48 mil candidatos disputando 540 bolsas.

A Fundação Fullbright tem parceria com o programa do governo federal, Ciências sem Fronteiras. Os seus cursos de mestrado são destinados a alunos que tem interesse em estudar artes nos Estados Unidos.

Orange Tulip Scholarship Brazil é um programa de bolsas de estudos para quem deseja fazer graduação, mestrado ou MBA na Holanda. Mesmo na Holanda, os cursos são ministrados em inglês, então mesmo que você não seja fluente na língua nativa desse país, não é preciso se preocupar.

O valor da bolsa pode chegar a 32,5 mil euros (107,5 mil reais) e o valor da ajuda de custo, até 24 mil euros (79,3 mil reais).

A Chevening é um programa de bolsas de estudos oferecida pelo governo do Reino Unido. Entre as instituições de ensino no país que oferecem esse tipo de bolsa estão as universidades de Cambridge, Oxford, Exeter e Durham.

Erasmus Mundus é um programa de pós-graduação financiado pela União Europeia. Esse programa oferece bolsas de estudo integrais para mestrado e doutorado, além de opções de intercâmbio para estudantes de graduação e pós-graduação em universidades de países que fazem parte desse bloco.

Consigo fazer mestrado no exterior online?

Muitas instituições de ensino estrangeiras possuem programas de mestrado online, ou seja, agora você pode ter um título de Mestre de uma universidade estrangeira, mas não terá que sair do país para estudar.

Para fazer um mestrado no exterior online é preciso que seja comprovada a conclusão do curso de graduação em sua área de conhecimento, além disso, é necessário ter o certificado TOEFL (Test of English as Foreign Language) que é um documento que comprova sua fluência em inglês, por exemplo, entre outros documentos.

Uma informação importante é que quando você faz um mestrado no exterior no formato de EaD, esse diploma não é imediatamente reconhecido, pois, de acordo com a “Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, certificados e diplomas emitidos por instituições estrangeiras de ensino a distância precisam passar por um processo de revalidação para serem usados como documentação oficial no Brasil, da mesma forma que acontece com cursos presenciais feitos no exterior“.

Veja algumas universidade no exterior que você pode fazer seu mestrado online:

  • Universidad Nacional de Educación a Distancia (UNED), na Espanha;
  • Canadian Virtual University (CVU), no Canadá;
  • Massachusetts Institute of Technology (MIT), nos Estados Unidos;
  • American World University (AWU), nos Estados Unidos;
  • Harvard, nos Estados Unidos;
  • Centre National d’Enseignement à Distance, o CNED, na França (esse é gratuito!);
  • Universidade Aberta de Portugal (UAb), em Portugal;
  • The Open University, no Reino Unido;
  • Oxford University, também no Reino Unido.

Agora que você tem todas essas informações em mãos, o que acha de escolher a melhor universidade no exterior para fazer o seu mestrado?

Até logo!

Deixe um comentário

© 2012-2018 Canal do Ensino | Guia de Educação

Voltar para o topo