Você está aqui:Home » Dicas » Estudantes » Qual a relação entre utopia e filosofia?

Qual a relação entre utopia e filosofia?

Olá, leitores!

A palavra utopia traz consigo a ideia de uma realidade ideal, fantástica, imaginária. É uma materialidade que não existe e que parece ser irrealizável, como uma ilusão.  Essa palavra foi bastante difundida na filosofia após a publicação da obra Utopia, do inglês Thomas More, sobre um país imaginário, com um governo organizado da melhor maneira e que proporciona as melhores condições de vida a uma população equilibrada e feliz. No livro de More, Utopia era uma sociedade racional, onde os bens e propriedades eram de todas as pessoas, estas que passariam o seu tempo envolvidas com as leituras e artes, vivendo em harmonia e paz.

Dessa maneira, pode-se denominar utopismo a ação de se idealizar não apenas um lugar, mas um futuro, uma vida ou qualquer tipo de coisa em uma visão fantasiosa e que geralmente se contraria à realidade vivida. Pode também ser compreendido como um modo extremamente otimista de se compreender as coisas, mais próximas da maneira como se gostaria que fossem.

Qual a relação entre filosofia e utopia?

Para relacionar a filosofia com a utopia, a princípio, pode-se pensar nos mitos, que eram as formas utópicas de representação de mundo criadas pelos gregos no surgimento da filosofia. Originalmente, podemos dizer que o pensamento filosófico surge como um questionamento das visões míticas de mundo, ou seja, enquanto que os mitos se construíram como uma representação imaginária e fantasiosa de uma realidade. Por outro lado, mesmo com as diferenças, muitos estudiosos apontam algumas semelhanças entre a filosofia e a utopia, uma vez que ambas tem o caráter de criticar a realidade, seja pelo questionamento (filosofia), seja pela fantasia (utopia).

Dessa maneira, uma das relações que podemos fazer entre a filosofia e a utopia é sobre a sua capacidade de buscar novas perspectivas e novas formas de compreensão e vivência da realidade.

Como a utopia pode estar presente na educação?

A utopia, como uma atividade criativa, juntamente com o pensamento crítico filosófico, pode estar presente na educação como forma de refletir sobre os problemas e desafios da realidade onde vivemos e como essa realidade seria se superados esses problemas. Junto com a crítica, a utopia na educação tem a função de estimular a criação de novas ideias, novas perspectivas para além da que vivenciamos. Mesmo que as utopias sejam realidades inatingíveis, podem nos mostrar possíveis soluções ou vislumbres de desenvolvimento social possíveis.

Qual a importância de se estudar sobre utopia?

A utopia, mesmo que sob diversas outras terminologias, sempre esteve presente nas construções sociais e nas diversas civilizações, principalmente em suas construções míticas. A utopia tem uma importância fundamental no desenvolvimento humano e social, pois ela garante que os modelos sociais não se estanquem ou se destruam nos próprios problemas. A utopia sempre aponta para um futuro imaginário, mas fala do real, do vivido. Como uma forma de otimismo do real, aponta o pensamento para a possibilidade de melhorar a realidade já vivida e junto com a crítica filosófica, é capaz de formar pessoas com grande potencial, não só de crítica, como de criação e engajamento social.

 Até logo!

Deixe um comentário

© 2012-2019 Canal do Ensino | Guia de Educação

Voltar para o topo