Você está aqui:Home » Dicas » Estudantes » Qual a diferença de mestrado profissional e mestrado acadêmico?

Qual a diferença de mestrado profissional e mestrado acadêmico?

Olá, leitor!

Fazer um curso de mestrado pode ser uma grande oportunidade para obter uma formação acadêmica, alavancar o currículo e se destacar no mercado de trabalho.

As principais universidades públicas e privadas do Brasil oferecem cursos de Mestrado Acadêmico e Mestrado Profissional, com o intuito de formar pesquisadores e professores universitários.

Mas, você sabe as diferenças entre estes dois cursos de pós-graduação? Tire suas dúvidas e veja qual modalidade é a mais indicada para você.

O que é Mestrado?

mestrado-academico-e-professional

É um curso de pós graduação stricto sensu, que aprofunda o aprendizado da graduação. O aluno ao final do curso com duração de até 24 meses recebe o diploma de mestre.

É recomendado para estudantes que buscam ampliar o conhecimento sobre um tema de interesse acadêmico e também pretende exercer carreira no meio acadêmico, como professor ou pesquisador.

O mestrado visa formar pesquisadores para depois se passar para o próximo nível, que é o doutorado. Pode-se fazer o doutorado direto, quando o aluno de graduação possui um desempenho muito bom durante seu curso e já trabalha em um projeto de iniciação científica.

O Mestrado Profissional e Mestrado Acadêmico são conhecidos como “níveis” ou “modalidades” na linguagem da Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior). A Capes é o órgão ligado ao Ministério da Educação (MEC) que regula e avalia os cursos de pós-graduação no Brasil.

Segundo estatísticas de pesquisas realizadas pela Capes, o Brasil tem 122.295 estudantes de pós-graduação, dos quais 76.323 são de mestrado acadêmico, 4.008 de mestrado profissional e 41.964 de doutorado.

Cuidados ao escolher um curso de Mestrado Profissional e Mestrado Acadêmico

Apenas os cursos reconhecidos pelo MEC, estão autorizados a expedir diplomas de mestrado acadêmico e mestrado profissional, e também o de doutorado com validade nacional.

Cursos de Mestrado recomendados pela Capes

A Capes recomenda os cursos de mestrado acadêmico e mestrado profissional, que são avaliados com nota igual ou superior a “3”. Você pode pesquisar um curso e saber se ele é recomendado pela Capes, consultando a plataforma Sucupira, clique em um dos links abaixo. Consulte a Plataforma Sucupira:

– Por Área de Avaliação 
Por Nota 
Por Região

Como é o curso de Mestrado

O aluno de pós-graduação inscrito num curso de Mestrado, terá uma grade curricular com aulas obrigatórias e aulas optativas, e participará de um grupo de pesquisa sob a orientação de um professor da área cursada.

Durante o curso o aluno precisa conciliar também a sua participação em conferências, congressos acadêmicos e palestras. E muitas vezes se dedica a redação de artigos acadêmicos que divulgam resultados da sua pesquisa, ou até em parceria com outros colegas estudantes.

Trabalho de conclusão de curso (TCC)

Durante o curso o aluno participa de uma etapa de qualificação, em que apresenta uma prévia da pesquisa desenvolvida durante os primeiros semestres. E ao final submete uma monografia, que é a dissertação referente aos resultados da pesquisa desenvolvida durante todo o curso.

A monografia (ou TCC), é avaliada por uma banca examinadora, e após sua aprovação o aluno obtém o certificado de mestre.

Requisitos para fazer Mestrado

Para ingressar em um mestrado (presencial, semipresencial ou a distância) é necessário possuir um diploma de nível superior e passar por um processo seletivo, que normalmente ocorre uma vez ao ano, geralmente no início do primeiro semestre ou ainda no semestre anterior para ingresso no ano subsequente.

Os critérios de seleção são definidos pelas coordenadorias de pós-graduação das instituições de ensino, e avaliam o desempenho dos candidatos nos exames, e também através de análise de documentos e entrevista pessoal.

Um processo seletivo típico geralmente tem as seguintes etapas descritas abaixo, observe as dicas para garantir sua aprovação:

1 – Análise do currículo e de outros documentos

Avalia-se o currículo do candidato ao curso de Mestrado, histórico escolar, carta de recomendação etc. Para pontos nesta etapa de avaliação para ingresso no Mestrado, invista em desenvolver seu currículo acadêmico ainda no decorrer da faculdade.

Recomenda-se que você faça estágios ou pelo menos tenha uma bolsa de iniciação científica, faça apresentações em congressos, faça publicações de artigos e aprenda inglês.

2 – Elaboração e avaliação do projeto de pesquisa em consonância com os eixos temáticos de cada Linha de Pesquisa

O projeto é como uma redação com o planejamento da proposta de pesquisa, sob a orientação de um professor da instituição..

3 – Prova escrita de conhecimentos específicos na linha de pesquisa pretendida

Recomenda-se a pesquisa de provas anteriores, e diálogo com os alunos pós-graduandos do programa para conhecer o nível de exigência. Verifique a bibliografia recomendada e elabore um cronograma de estudos.

4 – Entrevista com banca examinadora do curso de Mestrado

Os professores da banca irão perguntar sobre seu projeto de pesquisa e também sobre seu currículo acadêmico. O foco da entrevista será certificar que esteja preparado, para fazer e concluir uma pós-graduação, se possui habilidades para produzir e entregar trabalhos nos prazos estipulados, se consegue conciliar a rotina da pós-graduação com outras atividades, principalmente se você trabalha.

5 – Teste de proficiência de língua estrangeira

A maioria exige o inglês, pode-se exigir espanhol ou outro idioma. Recomenda-se estudar artigos publicados em periódicos científicos no idioma que será cobrado e traduzir, isso irá te ajudar a dominar os termos técnicos. Normalmente o teste de proficiência não é excludente, o candidato que não obtiver a nota mínima, poderá fazer o curso e realizar outro teste antes da fase de qualificação do mestrado.

Dicas para ser aprovado no processo seletivo para Mestrado

Conheça o programa de pós-graduação

Busque informações sobre o programa de pós-graduação que deseja ingressar. Visite sites, vá até o campus universitário e busque informações sobre os temas e as linhas de pesquisa, os laboratórios, bibliotecas e infraestrutura, informações sobre o corpo docente, as disciplinas da grade do curso de mestrado que pretende fazer.

Verifique com cuidado o edital do processo seletivo

Baixe e estude o edital, atente-se aos documentos exigidos, as datas de inscrições de cada etapa e os detalhes de cada fase do processo seletivo.

Busque um professor orientador

No edital você encontrará, se o programa distribui orientadores entre os selecionados de acordo com a linha de pesquisa ou se você terá que apresentar o nome do orientador no projeto de pesquisa. Todavia, recomenda-se que pesquise sobre o orientador (pesquise no site do curso e na Plataforma Lattes) e converse com ele.

Se prepare para todas as etapas do processo seletivo

Tome os cuidados de seguir todas as informações do edital do candidato, e as dicas que compartilhamos anteriormente. Converse com os alunos de pós graduação que já passaram pelo exame e peça dicas.

Qual é diferença entre o Mestrado Profissional e o Acadêmico?

A diferença principal está no objetivo do curso. O Mestrado Profissional segundo a Capes, é uma modalidade de pós-graduação Stricto Sensu, voltada para a capacitação de profissionais, nas diversas áreas do conhecimento, mediante o estudo de técnicas, processos, ou temáticas que atendam a alguma demanda do mercado de trabalho.

Isto é, o Mestrado Profissional busca a formar mestres que tenham competências e habilidades necessárias a uma prática profissional avançada de procedimentos e processos.

É comum se encontrar estudantes de Mestrado Profissional, que não cursaram o curso imediatamente após a conclusão da graduação, estes optam por adquirir alguma experiência na profissão, e depois ingressam na pós-graduação para se aprofundarem. Muitos mantêm o emprego em paralelo enquanto fazem o Mestrado Profissional, e ainda recebem bolsa patrocinada pela empresa, privada ou pública.

A norma que regulamenta o Mestrado Profissional, é a Portaria Normativa n. 17, de 28 de dezembro de 2009. Acesse a portaria aqui.

Os estudantes que optam por mestrados profissionais quando formados, agregam competitividade e produtividade para as empresas, públicas ou privadas, tem competências para inserir novas tecnologias e propor melhorias de processos.

Dúvidas frequentes sobre Mestrado Profissional e Mestrado Acadêmico

É possível ainda que você tenha algumas dúvidas como estas:

  • Diploma de mestrado a distância vale no mercado?
  • O Mestrado Profissional vale para concurso publico?
  • Posso fazer um Doutorado após o Mestrado Profissional?
  • Mestrado profissional pode dar aula?

Para esclarecer, com um diploma de mestrado seja ele profissional ou acadêmico, presencial, semipresencial ou à distância, se for reconhecido pelo MEC e pela Capes, você pode:

  • Inscrever-se em um programa de doutorado (a distancia ou presencial).
  • Pode se inscrever e participar de concursos públicos que exijam o título de Mestrado.
  • Ministrar aulas em cursos superiores, tanto em universidades particulares quanto nas públicas. As exigências para dar aulas em cursos de ensino superior, vão depender das necessidades curriculares específicas de cada curso e da instituição de ensino.
  • Participar de processos seletivos para vagas em empresas privadas que exijam esse grau de titulação.

É possível fazer o Mestrado Acadêmico e Mestrado Profissional de graça?

Sim, é possível! O mestrado gratuito é oferecido por Universidades Públicas (Estaduais e Federais), que selecionam os melhores projetos que são financiados por outras instituições, os alunos selecionados nos processos seletivos recebem bolsas de estudo, por exemplo, do CNPQ (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico) e da CAPES.

Já compartilhamos aqui no Canal do Ensino como fazer uma pós-graduação grátis, confira as dicas aqui.

Esclareceu suas dúvidas sobre Mestrado Profissional e Mestrado Acadêmico? Deixe nos comentários.

Até breve!

Deixe um comentário

© 2012-2018 Canal do Ensino | Guia de Educação

Voltar para o topo