Você está aqui:Home » Dicas » Estudantes » Qual a diferença da universidade federal, estadual e particular?

Qual a diferença da universidade federal, estadual e particular?

Olá, leitor!

O momento de decidir fazer uma faculdade e se formar no ensino superior são cruciais e mais importantes na vida de uma pessoa, e tem impacto não só na trajetória profissional quanto no estilo de vida.

E neste momento surgem muitas dúvidas, se irá prestar o vestibular para uma universidade federal, estadual ou uma faculdade particular. Além disso, surgem dúvidas de quais são as formas de acesso nestas diferentes instituições de ensino.

Confira quais são as características de cada tipo de instituição de ensino superior no Brasil e faça seu planejamento para fazer seu curso de graduação.

Entenda as modalidades de ensino superior no Brasil

qual-a-diferenca-da-universidade-federal-estadual-e-particular-01

O Brasil regulamenta a oferta de vagas no ensino superior para estudantes de todo o país e até para estrangeiros que estão residindo no país.

O governo federal é responsável por garantir que a legislação referente a educação seja cumprida e também para avaliar a qualidade do ensino. Neste caso, do ensino superior nas Universidades federais, universidades estaduais e também nas universidades particulares seja aplicada. Os órgãos do governo que fazem esta regulamentação são:

  • Secretaria de Regulação e Supervisão da Educação Superior (Seres);
  • Ministério da Educação (MEC)
  • Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep)

Anualmente o governo através do MEC divulga o ranking das melhores universidades federais, estudais e também das faculdades particulares que são pontuadas com o Índice Geral de Cursos (IGC), que é medido pela prova do Enade e também pelos critérios que medem número de matrículas, as notas de pós-graduação de cada universidade federal, universidade estadual e universidades particulares.

As melhores universidades classificadas pelo MEC são federais ou estaduais, confira aqui as 5 melhores universidades do Brasil, segundo MEC.

Para saber se uma instituição de ensino é credenciada no MEC e está regularizada, consulte a página do e-mec e para conferir se um curso oferecido por qualquer universidade ou faculdade é autorizado pelo MEC consulte aqui.

Entenda a diferença entre universidade federal, estadual e privada

As vagas de ensino superior são oferecidas por universidades, faculdades, institutos superiores e centros de educação tecnológica. O estudante pode escolher 3 tipos de graduação: bacharelado, licenciatura e formação tecnológica.

Todos estes tipos são considerados ensino superior, já abordamos a diferença entre bacharelado e curso de tecnólogo, confira aqui e tire suas dúvidas sobre os cursos de graduação em tecnologia aqui.

Há ainda os cursos de pós-graduação que são classificados como lato sensu (especializações e MBAs) e strictu sensu (mestrados e doutorados). Entenda cada tipo aqui.

Universidade / faculdade federal

A universidade federal é regulamenta e mantida pelo governo federal através do Ministério da Educação (MEC) e oferece o ensino público e gratuito. Através dos recursos oferecidos pelo governo federal as universidades federais fazem a manutenção, custeio e pagamento de assistência estudantil.

O governo federal mantém o REUNI que é um Programa com o objetivo de aumentar o número de vagas nos cursos de graduação nas universidades federais, a ampliação da oferta de cursos de graduação noturnos, incentivar e financiar inovações pedagógicas e fazer melhorias para reduzir a evasão de estudantes das universidades federais.

Universidade estadual

A universidade estadual é regulamenta pelo Ministério da Educação (MEC), mas quem financia e administra as estaduais é o governo de cada estado. As universidades e faculdades estaduais oferecem o ensino público e gratuito.

Universidade particular

A universidade ou faculdade particular é regulamentada pelo Ministério da Educação (MEC), mas quem financia e administra são instituições de ensino privadas. O ensino oferecido não é gratuito, mas há programas e formas de acesso que beneficiam estudantes com bolsas de ensino e também de financiamento estudantil fornecido pelo governo federal. Veja quais são estas formas de acesso mais abaixo.

Modalidade a distancia, semipresencial ou presencial

O estudante pode estudar também pela internet na modalidade de ensino a distancia (EAD), há ainda os cursos semipresenciais que estão aumentando atualmente.

A grande maioria dos cursos em universidades federais e estaduais é oferecida na modalidade presencial. Algumas destas universidades públicas estão oferecendo apoio aos estudantes com plataformas on line para suporte e troca de informações, trabalhos acadêmicos e aulas, mas ainda prevalece o ensino em salas de aula física nos campi universitários.

Como entrar numa universidade federal, estadual e particular?

Para estudar nas universidades federais, estaduais ou particulares do Brasil o estudante tem diferentes formas, a principal é através do vestibular.

Através de uma prova o estudante é avaliado em vários critérios e conhecimentos adquiridos no ensino médio. A prova do vestibular pode ser aplicada pela própria instituição de ensino (universidade/faculdade) ou ainda pode ser feita por uma empresa especializada em exames e concursos.

As principais formas de entrar numa universidade são:

  • Os estudantes podem ingressar numa universidade através do Exame Nacional de Ensino Médio (Enem);
  • Através da Avaliação Seriada no Ensino Médio, que avalia o estudante do ensino médio a cada série de forma progressiva;
  • Através de entrevistas pessoais e avaliação do histórico escolar;
  • Avaliação do Vestibular, com aplicação de um exame com questões, redação, testes práticos etc.

Sistema de Seleção Unificada – SISU

O Sistema de Seleção Unificada (Sisu) é o sistema informatizado administrado pelo governo federal através do Ministério da Educação (MEC). Através do SISU as instituições públicas de educação superior, incluindo as universidades federais e universidades estaduais, oferecem vagas nos cursos de ensino superior.

Para participar do SISU o estudante precisa fazer a prova do ENEM e só depois escolher um curso para ingressar numa universidade pública. Veja aqui como funciona o SISU e como escolher cursos e universidades.

Programas e ações do governo federal para ampliar o acesso a educação superior

Para aumentar o acesso de estudantes à educação superior e ajudar aqueles que não conseguiram uma vaga numa universidade federal ou estadual que são públicas, o governo federal mantém programas que dão o suporte para estes estudantes. Confira alguns:

Fies – Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior

O objetivo do Fies é financiar a formação de estudantes que não tem como pagar um curso de graduação particular. Para participar e receber o financiamento os estudantes precisam prestar o vestibular ou ingressar nas instituições de ensino superiores privadas e pagas, ou seja, é preciso já estar matriculado e também ter alguns requisitos.

Após 18 meses de sua formação o estudante precisa pagar todo o valor financiado. Confira as regras, requisitos e como conseguir ser aprovado no Fies aqui.

ProUni – Programa Universidade para Todos

O ProUni é o programa do governo federal que concede bolsas de estudos integrais (100%) e parciais (50%) a alunos de cursos de graduação oferecidos por instituições privadas de educação superior. As universidades e faculdades privadas que aderem ao programa recebem isenção de tributos.

Para participar é necessário que o estudante tenha cursado todo o ensino médio em escola pública ou pelo menos ter cursado uma particular com bolsa integral. Confira quais são os critérios e regras para conseguir uma bolsa de estudo pelo ProUni aqui.

E você, ainda tem dúvidas se vale a pena entrar numa universidade federal ou numa estadual?  Ou ainda se prefere fazer uma faculdade particular e conseguir uma bolsa de estudos? Deixe nos comentários.

Até logo!

comentários (3)

Deixe um comentário

© 2012-2018 Canal do Ensino | Guia de Educação

Voltar para o topo