Você está aqui:Home » Cursos Grátis » Concursos Públicos » Quais informações estão no edital do Concurso público?

Quais informações estão no edital do Concurso público?

Olá, leitor!

Estudar para concurso nunca foi tarefa fácil. Com a leitura do edital, muitas vezes a dificuldade só aumenta.

O candidato está tão preocupado em ter que estudar, que se perde nas informações do edital e já pula direto ao que lhe interessa: número de vagas, remuneração, valor da inscrição e conteúdo.

Mas existem outras informações no edital do concurso público que, caso o candidato não se atente, pode ter o concurso cancelado. Nós do Canal do Ensino, trouxemos as informações que o candidato não pode passar despercebido no edital do concurso público.

Confira a seguir!

Provimento de vagas ou cadastro reserva

edital_concurso_publico_Prancheta 1

Muitos editais, logo no título informam se é para preenchimento de vagas de imediato ou se é para reserva, dando a oportunidade de você candidato decidir se fará a inscrição, pois, só você sabe o ritmo dos seus estudos e de suas necessidades empregatícias.

A vantagem do cadastro reserva é que, até o vencimento do concurso – se passar – poderá manter a esperança. Já com as vagas definidas, suas esperanças acabam com a posse do último aprovado.

Aqui está uma informação muito útil, que não deve ser deixada de lado.

Disposições preliminares

Nessa primeira parte do edital, o leitor encontra informações sobre qual a banca responsável pelo concurso (o edital primeiramente sai no Diário Oficial, em seguida ficará disponível no site da banca).

Através dessa instituição, já se tem noção do grau de dificuldade, pois, elas costumam seguir um padrão de provas e gabaritos que podem ser ou não diferente entre elas. Se questões erradas anulam questões certas, nível de interpretação, entre outras coisas.

Outro ponto importante nesse item, é o quadro de vagas, onde está especificado de acordo com a função, a carga horária e o salário. Além de vagas PPP (cotas para candidatos negros conforme a lei 12.990 de 2014) e PCD ( cotas para candidatos com deficiência, conforme o decreto 3298 de 1999).

Nessa parte também contém a informação se as provas serão classificatórias, eliminatórias, objetivas. Se terá prova discursiva (Redação), prova de títulos entre outras particularidades.

Quanto a necessidade de atendimento especial ou o candidato declarar deficiência, haverá perícia médica e é nesse tópico que o candidato se informa sobre isso, podendo ainda vir especificado mais detalhadamente em outras partes do edital.

Cargos e benefícios

Não necessariamente nesta ordem, mas ainda no começo, o candidato encontra no edital informações sobre os cargos disponíveis: as áreas de atuação, os requisitos mínimos, a remuneração especificada e a jornada de trabalho.

Dependendo do concurso, essa parte vem bem detalhada, pois, existem várias funções numa instituição pública e a cada concurso realizado, precisa ser preenchido o maior número de cargos necessários.

Assim podem haver vagas para área administrativa, financeira, TI entre outras especialidades. A escolaridade exigida aparece nesse ponto.

Os benefícios como: vale Refeição, assistência médica, vale transporte e adicionais, também são informados nessa parte do edital.

Outros quesitos como idade mínima, estar quite com as obrigações eleitorais e militares (no caso masculino), documentos comprobatórios que são exigidos conforme o cargo a ser requerido, também se encontram nesse tópico.

Até aqui você candidato tem a possibilidade de saber exatamente o que pretende fazer e se tem condições de concorrer ao cargo.

Inscrição

O valor da inscrição, onde e como fazê-la, data do vencimento, a possibilidade de se inscrever em mais de uma categoria, são informações que vem especificadas geralmente em seguida aos cargos.

É importante ficar atento a essa informação, pois, após a data do vencimento, ainda que tenha sido efetuada a inscrição mas não foi realizado o pagamento, o candidato é automaticamente impossibilitado de fazer o concurso.

É informado no edital também os casos de isenção de taxa. Você deve verificar se está em um dos casos e verificar os prazos e procedimentos para o requerimento da isenção.

Deve ler atentamente, dado que não são todos os concursos que tem as mesmas condições de descontos. Existem casos obrigatórios e outros dependem do órgão público.

Portanto, não deixe de ler atentamente esse item para que possa se dedicar aos estudos com a segurança de poder fazer sua prova tranquilamente.

Fases do concurso

Para se preparar corretamente ao concurso, deverá ficar atento ao quadro de fases, pode ser que venha com outro nome, mas trata-se do quadro informativo sobre o número de questões e o peso das provas.

Geralmente é separado em:

  • Prova objetiva – conhecimentos específicos, conhecimentos básicos e conhecimentos complementares.
  • Prova  discursiva – redação. Obrigatórias em provas de nível Superior, mas que tem se tornado cada vez mais comum nos concursos mais concorridos, mesmo de ensino médio.
  • Provas práticas –  normalmente obrigatórias em concursos como polícia e bombeiro, assim como em outras categorias, onde se avalia a capacidade física do candidato.
  • Provas de títulos – comumente solicitadas para melhor classificação em concursos como o de professor.

Critérios de avaliação

  • Como serão avaliadas suas provas.
  • Qual a pontuação por questão.
  • Se itens errados anulam questões certas.
  • Se existe um cálculo específico.
  • Quais os critérios de avaliação da prova discursiva.
  • Quantos pontos mínimos para ser aprovado.

São questões que o candidato precisará observar, até mesmo para desenvolver seu programa de estudo.

Com esses critérios preestabelecidos, o candidato com a prova em mãos poderá ter a noção de seu desempenho e acompanhar a conclusão do processo já prevendo sua aprovação ou não.

Instruções da aplicação das provas

  • Essa parte é de extrema importância. É nela que o candidato encontra informações como o local onde será publicada a data da prova, se receberá por e-mail ou deverá verificar no site da banca.
  • O horário de entrada – abertura dos portões e fechamento dos portões. Essas informações estão bem especificadas e não tem como discutir, caso chegue atrasado. Mas caso haja descumprimento por parte da banca, o candidato poderá tomar providências.
  • O material que poderá portar no momento, a cor da caneta, o material ter que ser transparente, assim como as embalagens dos alimentos e da água.
  • A proibição de materiais eletrônicos, celulares, calculadoras, relógios.
  • Os documentos de identificação: identidade e comprovante de inscrição, ou se pode ser outro documento com foto, como a habilitação.
  • Como deve ser preenchido o cartão resposta, se pode levar a prova consigo, a partir de que horas.
  • Em que momento pode sair da sala para ir ao banheiro, por exemplo, ou por outro motivo.

Essas são algumas das regras que o candidato deverá verificar e respeitar pela segurança dele e do cumprimento do concurso, mas não são unânimes embora muitas se repitam entre os concursos. Fique atento ao seu edital, para não perder sua chance de concorrer.

Nota final e recursos

Informações sobre a nota final e classificação, como será a ordenação dos candidatos que passarem e os critérios de desempate, são explicados no edital.

Caso verifique erro no gabarito da prova, pode solicitar recurso: um pedido para revisão da prova. O procedimento e os prazos são listados assim como a data do resultado.

Não deixe de lado esse tópico. Muitos candidatos perdem sua chance por desistirem do recurso, sem sequer tentar. Busque essas informações no edital e não abra mão dos seus direitos.

Contratações

Outro ponto importante, são as contratações. O candidato aprovado, após ser convocado (sai primeiramente no Diário Oficial) deverá observar no edital: o local que deverá se apresentar, com quais documentos e se precisará de cópias (provavelmente sim).

Encaminhamentos para se tornar, enfim, um funcionário público. É no edital que encontrará as informações necessárias para assumir o tão sonhado cargo. Geralmente mais no final, antes dos conteúdos.

A leitura detalhada, com calma, poderá ser feita depois do resultado. Antes disso, uma leitura dinâmica só para ver se não há nada que lhe impeça de assumir o cargo, como a falta de algum documento pessoal ou comprobatório.

Conteúdo de estudo

Essa parte do edital, com certeza você tem conhecimento e até realiza a leitura. Mas leia com calma!

Já aconteceu de candidatos estudarem o conteúdo de outra área sendo que está bem explicado no edital. Que não seja o seu caso.

Observe o nome de qual área de interesse se refere o conteúdo programático. Se forem muitos cargos, cada um vem acompanhado de um código – o mesmo código registrado no comprovante de inscrição.

Verificado esse detalhe, analise o que realmente será cobrado, para focar seus estudos e ter melhor aproveitamento.

Disposições finais

Tenha sempre à mão seu edital para consulta. Ou pelo menos tenha salvo em seu computador, para verificar toda vez que surgir um questionamento.

Lembre-se que nele você poderá encontrar as soluções de todas dúvidas referentes ao concurso. Basta ler com calma. Sublinhe, anote à parte se for o caso, mas não deixe de tê-lo, para futuras consultas.

Agora você sabe quais as informações tem no edital, que será necessário tê-lo em mãos para verificar sempre que houver dúvidas quanto às provas em si, às datas, locais, documentos e materiais necessários antes, durante e depois da prova.

Não é um material só para ser lido em parte. Nem que deixe algumas partes para o final do concurso, mas todo o informativo é útil.

Evite que a falta de atenção e distração lhe roubem a chance de realizar seu sonhos.

Até mais!

Deixe um comentário

© 2012-2018 Canal do Ensino | Guia de Educação

Voltar para o topo