Você está aqui:Home » Dicas » Estudantes » Psicopedagogia: guia completo de carreira e curso

Psicopedagogia: guia completo de carreira e curso

Olá, leitor!

Se você é graduado em Pedagogia e pensa em fazer uma especialização na área da Psicologia, ou é Psicólogo e pretende trabalhar a aprendizagem com crianças, adolescentes ou mesmo adultos, uma sugestão é o curso de Psicopedagogia. Nesse artigo falaremos sobre isso.

Informações sobre o curso: como é e onde fazer, além de orientações sobre a carreira do Psicopedagogo atualmente. Ficou interessado? Então confira!

Psicopedagogia: O quê é?

Psicopedagogia

Psicopedagogia é a especialização que estuda os processos de aprendizagem de crianças a adulto, unindo conhecimentos de psicologia e de pedagogia. É um ramo de atuação na saúde e na educação no campo da aprendizagem. É de natureza inter e transdisciplinar.

  • O psicopedagogo pode ser clínico (trabalhar em hospitais, clínicas ou consultórios) ou institucional trabalhando diretamente com as escolas, a relação entre professor e o processo de ensino aprendizagem;
  • Atualmente deve agir conforme as normas da Associação Brasileira de Psicopedagogia (ABPp) e seu código de Ética e conduta;
  • Os honorários devem ser previamente tratados com os clientes, considerando as condições socioeconômicas da região e a natureza da assistência prestada;
  • Deve manter sigilo profissional onde os prontuários são documentos sigilosos.

Guia completo da carreira

O campo de atuação dos psicopedagogos não se restringe à escola, pode atuar em clínicas, hospitais ou empresas, sozinhos ou em equipes multidisciplinares. São aliados dos professores, quando agem de forma preventiva diante de dificuldades de aprender dos alunos. Mas poderão agir com crianças cujo comprometimento na aprendizagem está além da escola.

O psicopedagogo poderá ter seu próprio consultório ou atuar dentro de instituições de ensino ou de saúde, além de trabalhar junto ao departamento de recursos humanos em empresas. As regiões Sul e Sudeste são as maiores empregadoras.

A profissão existe no Brasil desde a década de 70, mas ainda existem especificações a serem legalizadas junto à política nacional. Ainda está em trâmite no Senado o projeto de lei nº 31 de 2010, acerca da regulamentação da profissão. Muita coisa pode mudar.

Esforços entre os profissionais da área em eventos, congressos, participando do sindicato e divulgando seus trabalhos, são para que haja uma consciência sobre a importância do psicopedagogo, e que ele trabalha auxiliando o pedagogo, o psicólogo, o fonoaudiólogo e a sociedade em geral.

Como é o Curso?

Segundo a Associação Brasileira de Psicopedagogia, seu curso deve ser baseado seguindo os princípios de conscientização da diversidade cultural, ambiental, de gênero e de outras características que diferenciam os seres humanos. Priorização de ações que envolvam os direitos humanos em defesa de uma sociedade inclusiva,valorização do pensamento crítico e outros.

Sua formação deve permitir o desenvolvimento das habilidades de avaliar os processos de aprendizagem utilizando-se de meios e técnicas adquiridas durante o curso. Atuar na construção de políticas sobre o tema, articular a psicopedagogia com áreas afins, realizar consultoria, coordenação, orientação e docência nas instituições públicas e privadas, dentre outras coisas.

Sua formação pode ser em nível de graduação ou pós-graduação -Lato Sensu (especialização) e Stricto Sensu (mestrado).

Regulamentação

Graduação: A formação é baseada na resolução CNE/CP 28/2001. As exigências são as mesmas, acrescentadas das especificidades da profissão de psicopedagogo. As disciplinas devem ser articuladas com pesquisas, ações supervisionadas, culminando com monografia, TCC ou artigo científico.

Pós-Graduação: Poderá ser feito em Lato Sensu ou Stricto Sensu.

Lato Sensu: Especialização, segue as mesmas recomendações da Graduação. Nessa modalidade, o artigo 4º da Resolução nº 1 de 8 de Junho de 2007 deverá ser preservado na íntegra: determinando que o corpo docente deverá ser formado por  professores especialistas ou de capacidade técnico-profissional reconhecida. Destes, pelo menos 50% deverão ter título de Mestre ou de Doutor reconhecido pelo MEC.

A carga horária deverá ser de 4 anos, sendo 75% de aulas teóricas e 25% de atuação supervisionada. Ao final, deverá apresentar monografia ou artigo científico demonstrando domínio do objeto de estudo.

Stricto Sensu: Mestrado Profissional, precisa respeitar o parecer normativo n° 7 de 2009 – Capes, deve durar no máximo 2 anos, tendo como objetivo, a “capacitação para prática profissional avançada e transformadora de procedimentos” atendo às demandas sociais, organizacionais ou profissionais do mercado de trabalho. A formação é finalizada com apresentação de dissertação final.

EaD (Educação à Distância): Na formação de psicopedagogo, não existe a modalidade de EaD, somente na forma semi-presencial, seguindo a obrigatoriedade de manter momentos presenciais. Ou seja, instituições de ensino que oferecem curso de graduação, onde até 20% do curso poderá ser EaD, sem contar os estágios e as avaliações.

Onde Fazer o Curso?

Para graduação

UFPB – Universidade Federal da Paraíba

  • Primeira universidade federal brasileira a oferecer a graduação de Psicopedagogia (dentre as duas que oferecem o curso – até o momento em que escrevemos esse artigo). É de Ciências Humanas, Formação Bacharel em Psicopedagogia, presencial, a ser realizado em torno de 3 anos e meio.
  • Conteúdo curricular: os alunos estudam disciplinas relacionadas ao desenvolvimento humano, teorias da aprendizagem, epistemologia da psicopedagogia, História da educação, distúrbios de aprendizagem, psicopatologia, psicossociologia, neurolinguística, tecnologia da aprendizagem, avaliação, técnicas de intervenção, ética, distúrbios da linguagem, além de outras.
  • A UFPB/CE oferece os serviços de uma clínica-escola onde crianças com distúrbios de aprendizagem são atendidas gratuitamente pelos discentes do curso de Psicopedagogia sob a supervisão individualizada de docentes experientes na área clínica.

Unifieo – Fundação Instituto de Ensino para Osasco

  • Segundo a Universidade, ela é a única com nota máxima no MEC. Possui uma clínica-escola com atendimento gratuito para 1200 pessoas e oferece curso de especialização com suporte clínico. Duração de 3 anos.
  • Conteúdo Curricular: Contribuições da Psicanálise para Psicopedagogia, Antropologia, Psicolinguística, Psicomotricidade, Farmacologia, Psicopatologia, Gerontologia, Orientação Vocacional e Profissional, Diagnóstico Psicopedagógico, e outras.
  • É a única que oferece mestrado na área, recomendado pelo Capes: Mestrado em Psicologia Educacional, voltado para os profissionais formados em Pedagogia, Psicologia, Psicopedagogia e afins. Também possui curso de pós-graduação na área.

Para pós-graduação

Semi-presencial

Cruzeiro do Sul-Virtual – Psicopedagogia Institucional

  • Destina-se aos graduados de Licenciatura, da área de Educação, Pedagogia, Psicologia, Fonoaudiologia, Serviços Sociais e demais interessados em se especializar para atuar em escolas públicas e privadas.
  • Duração: 1 ano.
  • Algumas disciplinas: Processo de aprendizagem e não aprendizagem, formação e atuação do profissional psicopedagogo, tecnologia da informação aplicada à educação, metodologia científica, didática do ensino superior, o lúdico como ferramenta da ação psicopedagógica.

Estácio – Pós Graduação à Distância em Psicopedagogia(Lato Sensu)

  • Embora esteja intitulado à distância, por ter 100 horas de estágio, além de encontro no final do curso para avaliação, se enquadra nas normas de certificação do MEC.
  • Duração: 1 ano e meio.
  • Voltado para graduados em Psicologia, Pedagogia, Fonoaudiólogos e afins.
  • Conteúdo da Psicopedagogia: histórico e fundamentos básicos, organização e construção do conhecimento, abordagens e dificuldades da aprendizagem, avaliação psicopedagógica institucional e clínica, intervenção institucional e clínica, psicologia e suas contribuições.

Presencial

Laboro – Psicopedagogia Clínica e Institucional (Lato Sensu)

  • Para que o profissional trabalhe em instituições públicas ou privadas, identificando problemas de aprendizagem e definindo estratégias de superação ou prevenção dos mesmos, com enfoque clínico e institucional.
  • Duração fica em torno de 2 anos.
  • Algumas disciplinas: Bases teóricas da Psicopedagogia,  Psicopedagogia do desenvolvimento, Ética na Psicopedagogia, Aspectos Psiconeurológicos e fonoaudiológicos em Psicopedagogia, Intervenção e estratégicas psicopedagógicas, Oficina Pedagógica em Jogos e Materiais Didáticos.

Para Mestrado

Até o presente momento não existe o curso de Mestrado exclusivamente para Psicopedagogia no Brasil reconhecidos pelo MEC. Os interessados em fazer mestrado na área, costumam ir em busca das Instituições de Ensino Superior em Países como ArgentinaPortugalMoçambique.

Porém, convém analisar se é isso mesmo o que pretende, pois, existem outros mestrados em cursos da área de psicologia e pedagogia que poderão ser empregados nas disciplinas de ensino superior de Psicopedagogia. Além do mais, há processos burocráticos para quem faz cursos no exterior e quer atuar no Brasil. Convém consultar antes o MEC sobre revalidação de diplomas.

Os profissionais da área reivindicam que considere no certificado a especificação Psicopedagogia somente, sem a separação de institucional e clínico, pois segundo o Sindicato dos Psicopedagogos do Brasil faz-se necessária a unificação para que haja fortalecimento da categoria.

Um alerta

Existe uma oferta muito grande do curso de psicopedagogia na internet, mas fique atento: como muitos são ofertados na modalidade Ead, lembre-se do que foi dito alguns parágrafos antes: essa modalidade não existe para esse curso, somente semi-presencial.

Por isso vale o aviso: verifique se é um curso completo de graduação, ou pós, se a instituição garante a certificação válida no MEC, ou se é o que se denomina curso livre: o que seria na realidade uma disciplina ou um módulo apenas do curso.

Verificado isso, esteja sempre atento às mudanças referentes a legislação para que faça seu curso ciente de todos os problemas que o cerca, mas aceitando os desafios e lutando por melhorias, caso seja seu sonho se tornar um profissional de Psicopedagogia.

Esperamos que esse artigo tenha lhe ajudado, esclarecendo sobre o curso, a carreira e sua legalização profissional no Brasil.

Até breve!

comentários (2)

Deixe um comentário para Patrícia Simões

© 2012-2018 Canal do Ensino | Guia de Educação

Voltar para o topo