Você está aqui:Home » Dicas » Estudantes » Profissão Repórter divide conhecimento com quem quer seguir carreira em reportagem jornalística

Profissão Repórter divide conhecimento com quem quer seguir carreira em reportagem jornalística

Olá, pessoal!

Para se fazer uma boa reportagem, há diversas premissas e orientações que os estudantes de jornalismo acabam conhecendo ao longo do curso. Mas a experiência obtida no dia a dia ao longo dos anos é fundamental. Durante todo o mês de março, a equipe do ‘Profissão Repórter’, comandada por Caco Barcellos, divide esse olhar no modo de se fazer reportagens com jovens de diversas cidades do país, interessados em seguir carreira em reportagem jornalística.

Passando por instituições e coletivos de ensino em Belém, Fortaleza, Salvador, Porto Alegre, Curitiba, Campo Grande, Campinas e Santos, a equipe participa pela segunda vez do Globo Lab, fomentando a inovação de temáticas, linguagens e narrativas jornalísticas.

Entre o conteúdo a ser compartilhado com esses jovens pelo Brasil, listamos abaixo três importantes percepções do programa na hora de elaborar uma reportagem.

Créditos: Globo/Ramon Vasconcelos

Créditos: Globo/Ramon Vasconcelos

·         Estar atento às situações que nos cercam. Podem ser situações públicas, acontecimentos da cidade, o que tradicionalmente vira notícia. E podem ser situações particulares, ações miúdas do cotidiano na vida de pessoas ou lugares;

·        Refletir sobre os desdobramentos que o tema escolhido pode oferecer. As possibilidades da linguagem audiovisual que podem ser exploradas na narrativa acabam surgindo das situações observadas. A boa reportagem tem sempre algo forte, curioso e particular.

·         Definir a melhor forma de trazer à tela uma situação. Pode ser pela simples observação, registrando à distância algo que está acontecendo sem interferir ou interromper aquela ação, mesmo que seja com uma pergunta. E pode ser um registro conduzido pelo repórter, em diferentes formatos: uma entrevista, uma enquete, uma investigação.

Locais dos encontros:

14/03 – CURITIBA

10h Globo Lab: Profissão Repórter – UFPR
14h Globo Lab: Profissão Repórter – CUFA PR/ Parafuso Comunicação

15/03 – CAMPO GRANDE E INTERIOR

10h Globo Lab: Profissão Repórter – Ponto de Cultura Amina

16/03 – CAMPO GRANDE E CAMPINAS

8h30 Globo Lab: Profissão Repórter – UFMS + representantes indígenas Terena
18h30 Globo Lab: Profissão Repórter – PUC Campinas

20/03 – SANTOS

15h30: Globo Lab: Profissão Repórter – INSTITUTO QUERÔ  + UNIMONTES
19h: Globo Lab: Profissão Repórter – UNISANTOS


Obs
.: Apenas alunos dessas instituições podem assistir às palestras.

O Globo Lab, criado em 2015, consiste em um laboratório desenvolvido pela Globo que envolve metodologia de troca de ideias e cocriação com jovens. Em 2017, 20 estudantes de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Recife foram selecionados pelo Profissão Repórter para a imersão na redação comandada por Caco Barcellos. O laboratório resultou em um programa especial, que mostrou como foi a interação e o aprendizado desses jovens com a equipe para desenvolver suas reportagens. As matérias foram focadas em problemas recorrentes no Brasil como segurança pública, prostituição, MST, agroflorestal, entre outros.

Até logo!

Deixe um comentário

© 2012-2019 Canal do Ensino | Guia de Educação

Voltar para o topo