Você está aqui:Home » Dicas » Estudantes » Principais diferenças entre doutorado e pós-graduação que você precisa conhecer

Principais diferenças entre doutorado e pós-graduação que você precisa conhecer

Olá, leitor!

É normal que o aluno ao terminar sua graduação fique satisfeito consigo mesmo, com a sensação de dever cumprido, pronto para dar continuidade aos seus projetos em relação a sua profissão e seguir uma bela carreira.

Porém, atualmente só a graduação já não é completamente eficaz e suficiente. Faz-se necessário o planejamento de uma nova meta: uma pós-graduação ou um doutorado. Se você se encontra nessa situação, com esse artigo terá alguns esclarecimentos sobre as diferenças entre pós-graduação e doutorado.

Quais os rumos que poderá seguir de acordo com sua escolha, é o que você entenderá a seguir. Confira suas definições e conceitos!

Definição de Pós-graduação

diferenças_entre_Pos-graduacao_e_Doutorado_

É a modalidade de ensino, destinada às pessoas que concluíram a graduação seja em instituições de ensino público ou privado, faculdades ou universidades. O objetivo da pós-graduação é formar profissionais mais especializados tanto academicamente quanto profissionalmente.

No Brasil é classificado como Lato Sensu (especialização) ou Stricto Sensu (mestrado ou doutorado):

Lato Sensu

É a especialização do graduado em relação a sua profissão. São os tecnólogos, licenciados e bacharéis. Os cursos de especialização, aperfeiçoamento (feitos em torno de 1 ano) e também MBA (Masters in Business Administration – Mestre em Administração de Empresas – que nada tem a ver com Mestrado).

Stricto Sensu

Cursos voltados à pesquisa, a formação científica e acadêmica. Aqui se encontram os cursos de Mestrado (com duração em torno de 2 anos e meio) e Doutorado (a ser feito em torno de 4 anos).

No Mestrado o aluno estuda disciplinas que darão embasamento para sua dissertação, enquanto que no Doutorado o aluno se prepara estudando disciplinas e fazendo pesquisas para desenvolver uma tese.

Definição de Doutorado

É a modalidade de pós-graduação direcionada para desenvolvimento científico e investigativo do discente, esperando que demonstre independência e criatividade na realização dos seus trabalhos.

Essa capacidade será verificada em suas publicações em veículos renomados no mundo científico, nas suas descobertas e criações. Precisa ter um bom currículo acadêmico, boas pesquisas e elaboração de uma tese final que será avaliada por uma banca de professores que são, no mínimo, doutores.

O Brasil tem Universidades que oferecem doutorado de ótima qualidade, não precisa ser feito no exterior, como era costume na década de 80. Nas universidades brasileiras, quem completa o curso de Doutorado recebe o título DSc (Doctor of Science) que seria o equivalente a Phd (Philosophiae Doctor) – título de Doutorado no Exterior.

Assim como na graduação e na pós serem válidos no Brasil, somente certificados reconhecidos pelo Mec (Ministério da Educação), no Doutorado somente os cursos recomendados pela Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de nível Superior).

Diferenças entre Pós-graduação e Doutorado

Na verdade, o termo certo seria Lato Sensu x Stricto Sensu, uma vez que os dois são pós-graduação. Acontece que é comum classificar dessa forma: primeiramente Graduação, seguida de Pós- Graduação e por fim (se for o caso) Doutorado.

Porém, isso não é o correto, uma vez que a pós ou Lato Sensu não é pré-requisito para fazer Doutorado. Precisa ter feito uma graduação (bem feita de preferência), gostar muito de Ciências, pesquisas e ser inventivo.

  • Lato Sensu em Latim significa: sentido amplo. Também definido como os cursos de pós de curta duração. Estão classificados os cursos de pós-graduação de especialização e MBA.
  • Stricto Sensu em Latim significa: sentido estrito. Definido também como cursos de pós de longa duração. Estão os cursos de pós-graduação de Mestrado e de Doutorado.

Então, melhor dizendo, vamos esclarecer as diferenças entre Especialização e Doutorado.

Diferenças entre Especialização e Doutorado

A primeira já foi dita: A duração

Enquanto a especialização é feita em torno de 2 anos, o doutorado precisa em média de 4 anos para ser concluído. Ou seja, o dobro do tempo! Isso devido aos critérios de avaliação do doutorado e as especificidades do curso, pois, trata-se de teses originais dos então, doutores que poderão ganhar destaque no mundo científico.

Não que um seja mais importante que o outro, mas devido ao nível de exigência e dificuldade, leva mais tempo para se tornar um Doutor seja qual for a área escolhida.

Outra diferença é o objetivo profissional

A especialização é a primeira oportunidade do graduado mudar de área ou se especializar em algum ramo que sua profissão proporciona. Ou ainda, direcionar qual o rumo sua carreira seguirá de acordo com o mercado ou as inovações tecnológicas, por exemplo.

Já o Doutorado, assim como o Mestrado, é mais voltado para quem deseja seguir carreira acadêmica, ou seja, trabalhando dentro das faculdades e universidades, lecionando ou desenvolvendo projetos de pesquisas.

O Conteúdo também é um diferencial 

Na especialização o conteúdo tem o enfoque mais técnico. O objetivo das disciplinas é aprofundar na área de interesse. Por isso, o pós-graduado em Lato Sensu recebe o título de especialista. Enfoque do curso é na prática.

Os cursos de Doutorado estimulam a reflexão teórica, uma vez que o doutorando deverá ser capaz de apresentar sua tese ao final do curso, para isso precisará ter conhecimento amplo sobre o assunto. O Doutorado é focado na parte teórica.

Mais uma diferença: a forma de ingressar

A pós-graduação pode se iniciar assim que se graduar, ou seja, as instituições oferecem processos seletivos diferenciados, tanto as particulares como as públicas. Geralmente tem análise do currículo e entrevista. Poderão ser pagos ou por meio de bolsas. O discente finaliza seu curso com monografia e recebe o certificado de conclusão.

Nós do Canal do Ensino, já escrevemos um artigo sobre como fazer pós graduação gratuita. Vale conferir!

Gratuito mesmo nas universidades públicas só o Stricto Sensu, ou seja, o Mestrado e o Doutorado. Devido aos custos altos, as universidades tem o direito de cobrar pelo curso de extensão, no caso especialização.

A seleção para o curso de Doutorado pode exigir além dos documentos comuns para matrícula de cursos, o histórico, a certificação, cartas de recomendação e seu currículo. Provavelmente terá prova escrita, passará por uma entrevista e irá apresentar uma linha de pesquisa que pretenda trabalhar. Finaliza seu curso defendendo sua tese.

Informações legais

Os cursos de pós-graduação Lato Sensu devem atender ao disposto na resolução CNE/CES 1/2007. Já os de Doutorado, segue a alteração feita na resolução CNE/CES 24/2002

Mais informações sobre a legalidade dos cursos de pós graduação Lato ou Stricto Sensu podem ser verificadas no Portal do MEC.

Em resumo, para você que pretende fazer uma pós-graduação, tenha em mente que Doutorado é uma pós-graduação, porém, exige um nível de comprometimento maior com o científico. Requer mais estudo, tempo maior de dedicação, capacidade de analisar e teorizar bem além do básico.

A Especialização, outra vertente da Pós, também requer muito estudo, porém, permite que o graduando consiga resolver em menos tempo, inclusive podendo se dedicar ao trabalho paralelamente ao curso.

O quê você precisa ter claro na mente é quais são seus objetivos futuros. Se pretende melhorar sua carreira, está focado no campo de trabalho, precisa conciliar trabalho com estudos, o ideal é que escolha a princípio uma Especialização.

Se pretende dar aulas em Universidades ou Faculdades, procure realizar o Mestrado. Também vai requerer um grau maior de dedicação, mas ainda assim pode conciliar com sua profissão, se é o que realmente deseja.

Agora, se pretende desenvolver uma linha de pesquisa, provavelmente já tenha iniciado o tema de estudo na própria graduação, ou surgiu uma problematização no exercício de sua profissão. Em todo caso, deverá ter em mente que terá que dedicar-se quase que exclusivamente ao curso, devido a sua complexidade.

Considerações finais

Antes de se decidir realmente, procure conhecer melhor os cursos. Se estiver finalizando sua graduação, ou se terminou há pouco tempo, verifique como funciona a pós em sua instituição. Procure conversar com professores, orientadores, inclusive alunos que estejam cursando. Todos eles poderão te ajudar a esclarecer melhor.

Se já tem algum tempo que terminou sua graduação, depende muito de sua área de formação e do quanto está disposto a se dedicar. Nada é impossível, mas veja quais são suas reais possibilidades para ter a melhor experiência possível no seu curso e fazer diferença no seu campo profissional.

Seja qual for a pós-graduação de sua escolha, esperamos que faça com muita vontade e que essa escolha seja realmente o melhor pra você. Afinal, sua boa formação trará como consequência satisfação pra você e pra sociedade.

Esperamos que aproveite essas dicas e que realmente te ajude a esclarecer dúvidas sobre a pós-graduação.

Até breve!

Deixe um comentário

© 2012-2018 Canal do Ensino | Guia de Educação

Voltar para o topo