Você está aqui:Home » Dicas » Bolsa de Estudo » Passo a passo para conquistar uma bolsa de estudo em curso técnico

Passo a passo para conquistar uma bolsa de estudo em curso técnico

Olá, leitor!

Que tal conquistar uma bolsa de estudo em curso técnico e mudar de vez o seu futuro profissional? Um curso técnico, hoje, é tão prestigiado quanto uma graduação. Aliás, existem algumas empresas que priorizam candidatos que apresentam um curso técnico da área.

O curso técnico tem uma metodologia de ensino focada na prática, o que na maioria das vezes falta em cursos de graduação. Mas será que é possível conseguir uma bolsa de estudo em curso técnico? Já adiantamos que se você se preparar muito é possível sim.

Mais do que ficar atento aos pré-requisitos de cada edital de bolsa de estudo, é preciso objetivar e planejar seus estudos para que você aumente sua capacidade e potencialidade em determinada área.

Assim, você terá mais chances de concorrer a uma bolsa de estudo em curso técnico. Veja a seguir algumas orientações que irão te ajudar a elaborar sua candidatura de forma mais segura.

Principais tipos de bolsa de estudo para curso técnico

bolsa_de_estudo_em_curso_tecnico_

Você sabe quais são os tipos de bolsas de estudos que existem? Sabe quais são os principais requisitos para participar? Então é importante que fique por dentro dos processos que existem para facilitar o seu ingresso em uma Universidade.

Compreender como funciona a seleção de candidatos para bolsas de estudo pode te ajudar a se preparar melhor e aumentar suas chances de conquistar uma vaga. Veja a seguir uma relação completa de cada um dos tipos de bolsas existentes:

Bolsa de mérito

Primeiramente há Instituições de Ensino que oferecem bolsas de valor fixo, também conhecidas como bolsa mérito. Nesse caso, o que conta para conseguir a vaga são as conquistas acadêmicas do candidato.

Nessa categoria de bolsa é levado em conta o nível avançado de conhecimento do aluno em determinada área, nível profissional, atividades extracurriculares e o perfil do aluno como um todo.

Resumindo, o fator renda familiar não é um requisito. Sendo assim, independente se o candidato apresenta renda baixa ou alta, irá contar os fatores citados acima.

Bolsa por necessidade

Esse tipo de bolsa é oferecido quando a Instituição ou a Organização do Governo levam em conta a renda ou a situação socioeconômica do candidato.

Nessa categoria, além da análise de renda e questões socioeconômicas da família, é também analisado o perfil do candidato. Esse tipo de bolsa é ideal para pessoas que não têm oportunidades nem acesso a programas em Instituições especializadas.

Além disso, essa categoria de bolsas é dividida em duas subcategorias que determinam o nível de ajuda que o candidato irá obter dependendo de sua situação econômica.

Bolsa total

A bolsa total cobre todos os gastos (100%) com moradia, transporte, alimentação e mensalidade na Universidade. O candidato precisará apenas se preparar muito para conseguir se destacar dentre os adversários.

Bolsa parcial

Já a bolsa de estudo em curso técnico parcial cobre apenas alguns custos, que são estabelecidos já na etapa de cadastramento e dependendo da situação econômica ou o tipo de Instituição. O aluno precisará arcar com alguns gastos durante o ano acadêmico ou em alguns casos a bolsa cobre gastos totais de apenas o primeiro ano do curso.

Bolsa por perfil

Há ainda uma modalidade de bolsas acadêmicas que visa oportunidades de determinado tipo de perfil para um cargo específico. Por exemplo, uma Universidade quer aumentar o número de mulheres no curso técnico de enfermagem, é disponibilizado um tipo de bolsa perfil.

Bolsas de estudos no exterior

Há também várias Instituições estrangeiras que oferecem bolsas de estudo para brasileiros. Essas, também chamadas de bolsa intercâmbio, requerem uma preparação maior, já que é preciso ter recomendação de Universidade, passaporte, visto estudante, teste de proficiência e o idioma nativo na ponta da língua.

Como se preparar para bolsa de estudo em curso técnico?

Sabia que, dependendo do curso, o número de bolsas disponibilizadas é maior do que o número de candidatos? Por que será que isso acontece?

O desperdício de bolsas de estudo acontece sempre e, na maioria das vezes, os motivos são muitos. Ou o processo seletivo é super rigoroso, há um número baixo de candidatos preparados, a documentação exigida é extensa ou ainda falta de oportunidade do candidato.

Então já se sabe que o preparo do candidato é um fator decisivo para que tudo saia como o planejado.

Anteceda sua preparação

Se você pretende concorrer a uma bolsa de estudo em curso técnico o ano que vem, deverá começar sua preparação hoje mesmo. Quando falamos em preparação, tudo o que é exigido como requisito básico deve estar em sua lista de prioridades.

Quando uma Universidade anuncia vagas para bolsas de estudos, imediatamente recebe inúmeras candidaturas, porém, há uma pré-seleção para verificar quais são os candidatos elegíveis. Logo, quem não estiver dentro das especificações já é eliminado.

Aqueles candidatos que foram selecionados, provavelmente passaram um ano inteiro se preparando.

Mantenha o foco e persistência

Uma coisa que você deve saber é que bolsa de estudo em curso técnico é super concorrido, além disso, muitas Universidades oferecem poucas vagas. Então, não é todo mundo que consegue uma bolsa logo na primeira tentativa.

É preciso muito foco na preparação e persistência para tentar até conseguir realizar o seu objetivo. Até mesmo candidatos com histórico acadêmico impecável demoram para conseguir uma bolsa.

Caso você não consiga na primeira tentativa, tente fortalecer e otimizar alguns pontos de conhecimento. Utilize isso como uma forma de aumentar seu potencial e se tornar mais preparado para outras oportunidades.

Organização é tudo

Quando um aluno começa a estudar todo o conteúdo preparatório duas qualidades precisam ser desenvolvidas, a disciplina e a organização. Na verdade, são hábitos essenciais que farão com que você consiga alcançar todos os seus objetivos.

Tendo disciplina para planejar e seguir todo seu roteiro de estudos e aplicar a organização para fazer tudo acontecer é quase que uma receita mágica para conseguir bolsa de estudo em curso técnico.

Avalie seus resultados

Você sabe dizer se cumpriu todos os prazos do cronograma de estudos? Sabe dizer se seguiu todos os processos de estudos com excelência? Anotar e avaliar seu desempenho é fundamental para que se torne melhor nos próximos processos seletivos.

Tendo em mãos uma relação completa de todos os seus pontos fortes e tudo o que precisa ser melhorado fica mais fácil concorrer a qualquer concurso de bolsas de estudos.

Onde conseguir bolsa de estudo em curso técnico?

Há muitas possibilidades de conseguir uma bolsa de estudo em curso técnico. Caso tenha interesse, você pode cursar no exterior por meio de uma bolsa intercâmbio. Instituições como a Fundação Carolina, Yale, Stanford, Harvard e MIT oferecem bolsas de estudo.

Há ainda Instituições renomadas aqui no Brasil que fazem parcerias com o Governo para distribuir bolsas de estudo para pessoas de baixa renda. Os programas ativos que trazem essa possibilidade são o ProUni, a CAPES, o CNPq e o Ciência sem Fronteiras.

Agora separamos aqui algumas Instituições que ajudam os candidatos a encontrarem a melhor opção de bolsa de estudo em curso técnico. Basta informar sua cidade e o curso que deseja. Todas as bolsas são parciais, ou seja, cobrem apenas 50% do valor. Se você quer concorrer e já está preparado, confira!

A bolsa de estudo é um benefício que existe para incentivar os alunos a buscarem mais conhecimentos e aprimorarem suas capacidades. É um benefício que não precisa ser pago depois sendo, portanto, uma doação da Instituição ou do programa do Governo.

Com essas dicas em mãos, agora você pode começar a se preparar melhor e conhecer as mais variadas áreas de atuação. Pesquise muito sobre as Instituições e escolha aquela que atende aos seus objetivos.

Esperamos ter ajudado com esse passo a passo para conquistar uma bolsa de estudo em curso técnico.

Bons estudos!

Deixe um comentário

© 2012-2018 Canal do Ensino | Guia de Educação

Voltar para o topo