Você está aqui:Home » Dicas » Estudantes » O que é estudante de licenciatura

O que é estudante de licenciatura

Olá, leitor!

Quem inicia um curso de graduação pode escolher algumas opções que são as seguintes: bacharelado, licenciatura, curso sequencial e curso tecnológico. Neste artigo iremos falar da modalidade de licenciatura.

Você sabe o que é ser um estudante de licenciatura? Leia o conteúdo e descubra se esse curso é o ideal para você. É melhor ficar tudo claro antes de escolher um curso e sua modalidade. Confira!

Curso de licenciatura

O_que_e_estudante_de_licenciatura_licenciatura_mercado_em_alta

Basicamente no curso de licenciatura, o estudante pode dar aulas no ensino fundamental, médio e profissionalizante sobre a área do conhecimento em que se formou. Por exemplo, se ele fez um curso de licenciatura em matemática, assim que for aprovado e tiver concluído o curso pode ensinar os alunos de escolas públicas ou privadas, sobre matemática.

No curso de licenciatura são abordados os processos de aprendizagem que preparam o estudante para dar aula em sala de aula. Por isso, há vários estágios para que o aluno possa ir conhecendo o processo didático dentro da sala de aula.

Cursos encontrados na modalidade licenciatura

Confira a seguir alguns cursos que são oferecidos em grau de licenciatura em instituições de ensino superior por todo o Brasil. Lembrando que essas graduações duram de 3 a 4 anos.

  • Artes Cênicas;
  • Artes Visuais;
  • Ciências Biológicas;
  • Ciências Sociais;
  • Educação Física;
  • Filosofia;
  • Física;
  • Geografia;
  • História;
  • Letras;
  • Matemática;
  • Música;
  • Pedagogia;
  • Teologia;
  • Turismo.

Quem pretende ensinar e continuar dando aula, e se interessa pelo ensino pode optar por uma das áreas que mais tiver interesse. Sabendo que, por exemplo, se optar por história, durante o curso serão abordadas muitas questões sobre este assunto, além das técnicas de ensino, teorias de aprendizagem, didática, etc.

Queda dos cursos de licenciatura no Brasil

Infelizmente de alguns anos para cá a procura pelos cursos de licenciatura diminuiu no país. Principalmente pelo fato de que os professores não possuem um salário atraente, e dependendo da região do país, seus salários serem parcelados.

Isso consequentemente afeta todo o ensino da educação no Brasil. O resultado disso é menos professores formados. Uma pesquisa realizada pelo Sindicato das Mantenedoras de Ensino Superior (Semesp) apontou que o número de alunos brasileiros que ingressaram em cursos de licenciatura presenciais caiu 10% entre 2010 e 2016.

Quando essa pesquisa foi divulgada no final de 2017, o diretor executivo do Semesp, Rodrigo Capelato, em entrevista disse o seguinte:

“É um problema muito grave, pois hoje os alunos que optam pelas licenciaturas escolhem seus cursos por preço e não por vocação. A grande maioria busca pedagogia e as diversas áreas da formação como para professores de matemática, ciências, física, química, os ingressantes caem ainda mais a cada ano”.

De alguns anos para cá até mesmo as universidades e governo estão oferecendo incentivos para combater o desinteresse pela docência. Algumas pesquisas já mostraram que podem faltar professores em algumas áreas no futuro.

Por que devo escolher a licenciatura?

É muito comum alguns estudantes optarem pelo curso de licenciatura por acharem as mensalidades baratas, caso estude em uma universidade particular. Mas se o estudante não se sente atraído por este ensino, pode se tornar um profissional não qualificado.

Por isso, antes de qualquer decisão tomada, se você quer ser um estudante de licenciatura e pretende escolher uma licenciatura para dar aulas ou trabalhar com educação você precisa gostar de dar aulas, ou sentir interesse e estar aberto a aprender e também ensinar.

Agora, se você acha que não possui aptidão ou não tem interesse em ser professor ou atuar em áreas ligadas ao ensino, escolha o bacharelado – o conteúdo é essencialmente o mesmo e você terá uma área de atuação maior. E qualquer coisa depois pode acabar adicionado em seu estudo à licenciatura.

É possível em algumas áreas, por exemplo, fazer tanto o bacharelado quando a licenciatura. Um estudante que começa o curso de bacharelado em educação física, depois que concluir o curso, pode ainda optar em fazer a licenciatura.

Assim, este profissional estará apto tanto a trabalhar com a educação física, em academias ou ainda em dar aulas.

Mas se você gosta de ensinar pode ter certeza que estará fazendo a escolha certa. E não fique com medo, pois durante o curso você vai aprender todas as ferramentas necessárias para planejar a dar aulas, lidar com alunos e suas famílias, além de entender o sistema educacional brasileiro como um todo.


Posso fazer curso de licenciatura em formato EaD?

Se você tem interesse em fazer um curso de licenciatura e não possui tempo ou disponibilidade para estudar presencialmente, há várias licenciaturas em formato EaD, e o melhor, em várias áreas.

Lembrando que se você prefere a licenciatura pode ter matérias específicas, mais focadas em aspectos pedagógicos.

Neste caso em específico, para dar aula nos anos finais dos ensinos fundamental e médio, o estudante precisa ter cursado uma área do conhecimento, como matemática, física ou letra.

Logo, a validade do diploma é a mesma. Mas se tiver dúvida pergunte se o curso foi autorizado pelo MEC. Assim estará tranquilo, pois o diploma obtido em um curso superior EaD vale tanto quanto o presencial!

Onde fazer um curso de licenciatura?

Confira algumas instituições autorizadas pelo MEC que oferecem cursos superiores em grau de licenciatura:

  • Centro Educacional Anhanguera (ANHANGUERA);
  • Centro Universitário Franciscano (Unifra);
  • Universidade Federal de Santa Maria (UFSM);
  • Universidade de Santa Cruz do Sul (UNISC);
  • Universidade Estácio de Sá (UNESA);
  • Centro Universitário UNISEB (UNISEB-Estácio);
  • Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL);
  • Universidade Cidade de São Paulo (UNICID);
  • Universidade de Franca (UNIFRAN);
  • Centro Universitário do Distrito Federal (UDF);
  • Universidade Norte do Paraná (UNOPAR);
  • Faculdade Unime (UNIME) – na Bahia;
  • Faculdade Pitágoras (PITÁGORAS) – em Minas Gerais.

Independente da universidade que você optar, seja federal, particular, EaD ou até mesmo programas oferecidos pelo governo, o mais importante é a dedicação do estudante. Cabe a você trilhar este caminho. Então, não coloque o peso na universidade, ela é apenas um guia, mas é você quem precisa se dedicar.

Ensinar: um desafio

Por mais que a profissão de professor esteja atualmente sendo uma profissão desvalorizada, não é motivo para você não optar pelo curso de licenciatura e se tornar um estudante. Os professores serão sempre muito importantes no ensino das crianças e adolescentes.

Se você gosta de ensinar então faça o curso de licenciatura. Se estar dentro de uma sala de aula lhe agrada, mesmo diante dos desafios, aventure-se por esse caminho de aprender.

É verdade que ensinar hoje não é fácil. Nem todas as escolas possuem ambientes adequados tanto para alunos, quanto para professores e isso consequentemente interfere no ensino, mas não é desculpa para você não fazer um bom trabalho.

Além disso, existem os desafios de ensinar os alunos, mas com respeito, limite e paixão é possível ensinar. Sem contar que o seu campo de atuação vai além da sala de aula.

O foco de atuação do licenciado é a docência, mas isso não impede que ele realize outras atividades relacionadas à sua habilidade. O estudante licenciado pode até fazer mestrado (e de repente depois doutorado, pós-doutorado). Tudo depende de seu interesse.

Ele pode ainda atuar em consultorias, pesquisas e ainda prestar concurso público, aquele que exige apenas a graduação. Sendo assim, essa pode ser uma boa escolha caso você tenha interesse em optar pelo curso em licenciatura.

Fazer licenciatura: um mercado em alta!

Uma dúvida bem comum é quanto a fazer o curso de licenciatura em pedagogia ou em outra área. Neste sentido, há duas grandes possibilidades de formação superior: o curso de Pedagogia e as licenciaturas em áreas específicas.

Mas quais as diferenças? Lembrando que na graduação-bacharelado o foco é na atuação profissional, e na licenciatura o foco é no trabalho como professor.

Fazer um curso de licenciatura é também investir em um mercado em alta. Isso porque, a cada ano formam-se menos professores no Brasil, que já foi apontado pelo Censo Escolar de 2015.

Neste relatório divulgado, evidencia que é preciso formar mais professores para atender a demanda do país. O estudo mostrou que mais de 200 mil professores dão aulas em disciplinas nas quais não são formados.

Por um lado, isso é preocupante, pois revela que muitos profissionais estão em sala de aula despreparados. Isso afeta a qualidade de ensino na sala de aula. Por isso, para professores com mais idade que não tiveram uma formação especifica o governo oferta uma programa de formação de professores.

Por outro lado, mostra que há muito mercado para quem desejar se profissionalizar e seguir a carreira de docente. Se você quer seguir uma carreira que terá mercado de trabalho, realizar a licenciatura em uma área pode ser uma boa escolha.

Mas apenas faça essa escolha se realmente se interessa em dar aula e não apenas para ter um diploma. Há sim professores desmotivados e despreparados em sala de aula, e isso consequentemente afeta o ensino na sala de aula. Por isso, não se torne um professor desmotivado. Haverão desafios como em toda profissão, mas cabe a você fazer a diferença.

Independente de sua escolha invista na formação qualificada. Se esforce e os resultados virão! Você além de ensinar, aprenda também!

Até logo!

comentários (1)

Deixe um comentário

© 2012-2019 Canal do Ensino | Guia de Educação

Voltar para o topo