Você está aqui:Home » Concursos & Empregos » Empregos » O que é emprego verde no Brasil afinal de contas

O que é emprego verde no Brasil afinal de contas

Olá, leitor!

A preocupação com o planeta e a nossa relação com o meio ambiente está modificando aos poucos a forma de consumir. Um exemplo são algumas empresas que produzem roupas que se preocupam com a origem do material, e por isso, estão produzindo peças que valorizam a mão de obra local e material que não prejudica o meio ambiente.

E nessa mesma linha de preocupação é que um assunto vem ganhando destaque nos últimos anos: emprego verde! Você já ouviu falar? Sabe do que se trata? Nós iremos explicar melhor pra você neste texto. Confira!

Afinal de contas, o que é emprego verde?

o_que_e_emprego_verde_sustentabilidade_meio_ambiente_emprego_verde

Se você já escutou essa expressão, mas ainda não entendeu bem o que ela significa não se preocupe. Esclarecemos isso agora. Emprego verde pode ser qualquer trabalho que tenha uma influência positiva para reduzir os impactos ambientais no planeta.

Alguns dos trabalhos que são considerados verdes são os de reciclagem, pois eles ajudam a reaproveitar o material. Mas também empregos como o de motoristas de ônibus, operadores de centrais de teleatendimento, mecânicos de automóveis são considerados como trabalho verde.

Para ficar bem claro, o emprego verde vai contribuir para a preservação e restauração do meio ambiente e foi definido pela Organização Internacional do Trabalho (OIT). Abaixo leia uma definição mais científica para compreender o conceito em relatório produzido pelo WorldWaht Institute:

“Empregos verdes são aqueles que reduzem o impacto ambiental de empresas e de setores econômicos para níveis que, em última análise, sejam sustentáveis. O relatório define “empregos verdes” como trabalhos nas áreas agrícola, industrial, dos serviços e da administração que contribuem para a preservação ou restauração da qualidade ambiental”.

No relatório ainda é esclarecido como eles podem ser encontrados:

“Empregos verdes podem ser encontrados em uma ampla gama de setores da economia, tais como os de fornecimento de energia, reciclagem, agrícola, construção civil e transportes. Eles ajudam a reduzir o consumo de energia, matérias-primas e água por meio de estratégias altamente eficazes que descarbonizam a economia e reduzem as emissões de gases de efeito estufa, minimizando ou evitando completamente todas as formas de resíduos e poluição, protegendo e restaurando os ecossistemas e a biodiversidade”.

 

Áreas de emprego verde

  • Produção e manejo florestal;
  • Geração e distribuição de energias renováveis;
  • Saneamento, gestão de resíduos e de riscos ambientais;
  • Manutenção, reparação e recuperação de produtos e materiais;
  • Transportes coletivos alternativos ao rodoviário e aeroviário;
  • E telecomunicações e teleatendimento.

Vale destacar que o emprego verde não está apenas diretamente ligado apenas as profissões que colaboram para um planeta mais sustentável, até porque esse cuidado e mudança precisa ser feito com urgência, levando em conta o aquecimento global.

Esses empregos verdes estão ligados a um desenvolvimento sustentável, e abrange atividades relacionadas à tecnologia ambiental e geralmente estão relacionadas à indústria, construção civil, fontes de energia renováveis, serviços, turismo e agricultura. Ou seja, o mesmo deve ser visto como um processo de criação e consolidação das empresas sustentáveis.

E não são apenas nos postos de trabalho que percebemos, mas toda a questão econômica por trás e a preocupação com o impacto do homem no planeta. Desta forma, ações como eletrodomésticos produzidos para ter mais eficiência energética, a oferta de produtos florestais não madeireiros, a ampliação da inspeção contra poluição veicular, o apoio ao transporte coletivo alternativo são algumas das áreas que impactam na mudança dos postos de trabalho no país.

Logo, o conceito de emprego verde, também está diretamente ligado com o crescimento econômico limpo, o desenvolvimento e a redução da pobreza dependerão, em última análise, da qualidade desses empregos. Além da preocupação, por isso há quatro objetivos interligados e mutuamente dependentes:

  • Aumentar o crescimento econômico;
  • Reduzir o desemprego;
  • Aumentar a inclusão social e equidade;
  • Reduzir as emissões de gases de efeito estufa.

Exemplos de emprego verde no mundo

Ainda em relatório produzido pelo WorldWaht Institute, estes mostraram alguns empregos verdes no mundo e ações:

1.Fornecimento de energias renováveis para pessoas em situação de pobreza em Bangladesh (veja o quadro 3), Índia, Sri Lanka (veja o quadro 5), Quênia (veja o quadro 6) e Mali;

2‰ Melhora da eficiência energética e menor poluição atmosférica com a utilização de motores de dois tempos nas Filipinas;

3.‰ Economia de energia por meio de melhorias introduzidas em fogões, reduzindo a poluição do ar em ambientes fechados, que afeta mulheres e crianças na Índia

4.‰ Sistema de transportes públicos limpos gerando empregos na Índia;

5.‰ Melhores empregos e promoção de um ambiente mais limpo após adoção de métodos mais eficientes de reciclagem no Brasil;

6.‰ Melhores condições de vida e uma maior oferta de empregos para jovens mediante a promoção da eficiência energética e a utilização de energias renováveis em alguns municípios da África do Sul;

Emprego verde no Brasil

Em relatório que foi divulgado em 2012, no Brasil havia três milhões de profissionais que protegem o planeta. Mas espera-se que este número deva aumentar. E segundo os estudos elaborados pela OIT, até 2030 o Brasil deve criar cerca de 730 mil novos postos de trabalho com a implantação de projetos de economia de baixo carbono, somente no setor de energias renováveis.

Porém, podemos destacar as seguintes áreas como sendo as que mais se encontram no emprego verde no Brasil: Agroecologia, proteção de áreas de conservação, biocombustíveis e construção civil, usando nesse último caso a eficiência energética em prédios residenciais e industriais, com construções mais inteligentes que consomem no ato produtivo menos energia.

Novos padrões de consumo

Dá pra quase afirmar que o emprego verde é um trabalho da moda e que venho para ficar. Ele vai ao encontro principalmente dessa transição para uma economia verde que passa necessariamente por novos padrões de produção e consumo.

Esses novos padrões de consumo não podem ser vistos como algo distante, ou que não nos pertence ainda. O emprego verde não se aplica apenas a alguns trabalhos, mas ele dialoga com outros assuntos importantes como: o consumo verde, ou ético, ou sustentável, ou consciente.

Mas tudo ligado com a preocupação de uma economia que respeita o meio ambiente e reconhece a necessidade de reduzir as emissões de gases que provocam o efeito estufa, respondendo afirmativamente pela geração de empregos em áreas-chave da sustentabilidade. Isso vai  além da preocupação com o meio ambiente propriamente dito e defende.

Desta forma, quando se fala em emprego verde, é importante falar também de produtos seguros, o fornecimento de serviços confiáveis e de alta qualidade. Ou seja, há um conjunto amplo de atividades que são potencialmente geradoras desses empregos ambientalmente equilibrados e favoráveis à qualidade de vida.

Além do mais, quando se fala em emprego verde, estamos falando das práticas éticas de comercialização e administração. E mais nesta perspectiva de que é possível ainda salvar o planeta da agressão produtiva típica das economias modernas que anseiam a qualquer custo obterem elevadas taxas de crescimento econômico.

E mais do que isso, de que essa mudança pode trazer mudanças significativas para o mundo e dessa forma os empregos verdes são uma forma de mecanismo de redução de impactos ambientais. Mas isso tudo precisa andar em conjunto com governos, a sociedade civil e as empresas, por meio de novos padrões de produção, consumo verde e consciente.

Como tornar meu trabalho mais sustentável?

Você não precisa necessariamente ocupar um posto denominado de emprego verde. Mas com algumas reflexões em seu dia a dia já pode iniciar essa preocupação com o ambiente sustentável. Sendo assim, cada um de nós tem uma contribuição fundamental nesse processo.

  1. Utilize mais o meio eletrônico ao invés do papel: imprima apenas se tiver mesmo que imprimir. Hoje já é possível pagar boletos online, além de outros serviços. Quando for possível, evite imprimir!
  2. Não deixe as máquinas no modo stand by: o seu computador, som, micro-ondas. Desligue os aparelhos ou tire da tomada!
  3. Use lixeiras coletivas e separe o lixo: no ambiente de trabalho separe o lixo de forma correta. Se ainda não existem as lixeiras coletivas, incentive e faça você!
  4. Elimine, definitivamente o uso de descartáveis: evite canudos e copos descartáveis. Uma sugestão: tenha uma caneca em seu trabalho, assim você vai evitar utilizar copos descartáveis.
  5. Vá de carona: comece a utilizar mais o transporte público, ou até mesmo incentive a carona e peça carona. São atitudes bonitas e o meio ambiente agradece.
  6. Tenha uma planta na sala: para não se distanciar da natureza, tenha uma planta em seu local de trabalho. Além de atrair energias positivas, ela ajuda na oxigenação do ambiente.
  7. Ventilação: não é necessário estar sempre ligado com o ar condicionado ligado. Abra as janelas e permite o ar da rua entrar quando possível!

Independentemente dos resultados concretos que possam vir a ser alcançados, estamos mudando o cenário aos poucos. Inclusive, foi divulgado que a pecuária é o setor com o maior potencial para empregos verdes, tanto do ponto de vista ocupacional (o tipo de atividade dos trabalhadores) quanto do setorial (relativo ao que é produzido pelo setor). Que então as políticas públicas associadas aos programas de emprego verde possam fazer maiores transformações ainda.

Até logo!

Deixe um comentário

© 2012-2019 Canal do Ensino | Guia de Educação

Voltar para o topo