Você está aqui:Home » Dicas » Professores » O que é e qual o papel do professor polivalente

O que é e qual o papel do professor polivalente

Olá, leitor!

Mesmo a educação não sendo prioridade no Brasil e os professores sendo cada dia mais desvalorizados em nossa sociedade, o fato é que esses profissionais têm um grau de dedicação e entrega para lecionar que é de surpreender qualquer um.

Um exemplo que vale a pena citar é o professore polivalente, que está presente principalmente nos primeiros anos da educação básica, mas muitos ainda se especializam para dar aulas para os ensinos fundamentais e médios de matérias diferentes.

De acordo com o dicionário Houaiss o termo polivalente significa: profissional que tem múltiplos valores oferecendo várias possibilidades de emprego e de função; multifuncional; que executa diferentes tarefas; versátil; que envolvem vários campos de atividades plurivalentes; multivalentes.

Vale lembrar, que um professor polivalente não é aquele quebra galho, que fica dando aula quando outro professor falta. O professor polivalente vai muito além disso, pois ele se especializou, por exemplo, para dar aula de matemática e física ou química e biologia, o seu talento, portanto, de forma alguma deve ser desperdiçado. Confira mais a seguir!

O que é um professor polivalente?

professor_polivalente

Um professor polivalente é o profissional que tem a capacidade de adquirir e transmitir o conhecimento básico independente da área de conhecimento que faz parte do currículo básico que compõe os primeiros anos de ensino, desenvolvendo assim um trabalho multidisciplinar.

O professor polivalente tem uma grande responsabilidade, uma vez que ele será o responsável por ensinar as primeiras letras, vocabulários, palavras, números e cálculos às crianças que estão sendo inseridas no universo da alfabetização.

Qual a formação de um professor polivalente?

Para responder essa questão precisamos considerar a especialidade que o professor polivalente vai seguir, se é a educação infantil, ou os ensinos fundamental II e médio. Vou explicar o porquê.

O professor de educação básica é naturalmente um professor polivalente, pois, no curso de pedagogia ele se especializa para atuar na alfabetização do aluno, então ele precisa saber, por exemplo, português e matemática básica para ensinar à seus jovens alunos.

Já um professor de ensino fundamental II ou ensino médio, geralmente faz uma faculdade específica, como por exemplo, o curso de letras, para das aula de português e literatura, mas, ele pode ao mesmo tempo, fazer um curso de língua estrangeira para lecionar espanhol ou inglês. E isso torna esse profissional um professor polivalente.

O papel do professor polivalente

Isso pode parecer redundante, mas o fato é que o professor polivalente é a peça-chave para que nossas crianças possam ter uma educação de qualidade, baseada na renovação e em diferentes metodologias de ensino.

O professor polivalente muitas vezes é a primeira e mais importante fonte de conhecimento que um estudante tem. São as informações passadas em sala de aula que fazem com que o aluno tenha uma nova percepção de mundo, um novo ponto de vista sobre a realidade que ele faz parte.

É graças a esses profissionais que trabalham sempre com dedicação e empenho, mesmo diante de tantas adversidades, que nossas crianças conseguem ser alfabetizadas, e todos sabemos que sem um professor polivalente isso seria praticamente impossível.

Quando o estudante tem uma base na escola, com professores polivalentes dando aula, ele tende a se tornar uma pessoa melhor e mais digna, um profissional mais dedicado e capacitado, e todos precisamos admitir, que sem esse profissional em sala de aula isso não seria possível.

Quais as vantagens de ser um professor polivalente?

Dentre as vantagens de se tornar um professor polivalente pode-se destacar uma redução significativa da fadiga, já que ele não trabalha na mesma coisa todo o tempo.

O seu cérebro é estimulado de diversas maneiras reduzindo as chances de tédio e cansaço constante durante o trabalho.

Por estimular o cérebro por meio de vários temas abordados em sala de aula, o professor polivalente adquire conhecimentos múltiplos, fazendo com que ele domine todas as áreas do conhecimento.

Uma curiosidade: você sabia que ao estimular o cérebro dessa maneira, as chances do desenvolvimento de doenças senis, como o Mal de Alzheimer são reduzidas? Olha aí uma vantagem a longo prazo de ser um professor polivalente.

Outra consequência de adquirir vários conhecimentos para se tornar um professor polivalente, é a capacidade de melhoria contínua, tanto pessoal quanto profissional, já que as habilidades de passar de formas diferentes a mesma informação pode favorecer a aquisição de conhecimento do aluno.

Isso faz com que as suas aulas tenham mais qualidade. Cada aluno tem um grau de aprendizado e uma forma de compreender cada conteúdo, ao passar a informação para seus alunos de formas diferenciadas, as chances de aprendizado são maiores.

Quais as principais características de um professor polivalente?

Para ser um professor polivalente esse profissional precisa ter algumas características que podem ser consideradas exclusivas, por exemplo:

A principal característica de um professor polivalente é ter disposição para se especializar e fazer treinamentos contínuos para sempre aprimorar o seu conhecimento e transmiti-lo para seus alunos.

Por buscar aprimoramento constante, o professor polivalente tem como característica natural ser mais questionador. Ele busca compreender tudo, sempre questionar e buscar novos pontos de vista sobre determinados conceitos.

Um professor polivalente ainda é considerado um profissional que tem ótimo relacionamento interpessoal. Ele se comunica com todos, sem distinção de cargos ou funções dentro da instituição de ensino que trabalha. Ele consegue dialogar bem com os pais de alunos que apresentam algum grau de dificuldade.

Por ter esse algo grau de comprometimento, o professor polivalente tende a ser mais responsável, tanto com relação aos seus estudos para constante aprimoramento, quanto para com seus alunos, no qual se dedica sempre a ensinar o novo de forma atualizada e diferenciada.

O professor polivalente é um profissional muito responsável, principalmente devido ao seu comprometimento com os alunos. Ele cumpre suas metas e alcança os seus objetivos com facilidade.

Devido seu grande conhecimento as aulas preparadas por um professor polivalente têm mais qualidade, uma vez que ele as prepara com um maior número de informações que vão agregar mais conhecimento para seus alunos.

A formação de um professor polivalente

Para que uma pessoa se torne um professor polivalente ele precisa, inicialmente, se formar em pedagogia se for lecionar para alunos de educação básica inicial, e uma faculdade especializada se for lecionar para uma disciplina em especial.

Com o tempo, esse professor polivalente precisa se especializar por meio de cursos de pós-graduação para assim, se manter sempre atualizado, e passar novos conteúdos de formas diferenciadas para seus alunos.

Um professor polivalente está sempre estudando, se atualizando e aperfeiçoando os seus conhecimentos.

Literatura para professores polivalentes

Se você é um professor polivalente ou pretende se tornar um, vale a pena ler os livros que separamos para esse post.

Pedagogia da Autonomia – Paulo Freire

Esse livro é de Paulo Freire, um importante educador brasileiro. Em sua obra ele apresenta a existência da reflexão sobre a relação entre educadores e seus alunos e desenvolve propostas de práticas pedagógicas, permitindo que a partir delas, o aluno desenvolva autonomia, capacidade crítica e a valorização da cultura.

Data da primeira publicação: 1996
Autor: Paulo Freire
Editora: Paz e Terra
Páginas: 144
ISBN: 978-85-7753-163-9
País: Brasil

Dificuldades de Aprendizagem – A Psicopedagogia na Relação Sujeito, Família e Escola – Simaia Sampaio

Esse livro foca, principalmente, a dificuldade no processo de aprendizagem provocado pelo triângulo, sujeito, escola e família. A autora mostra que mesmo diante de obstáculos é possível que haja a superação dessas dificuldades, se as três partes do triângulo se alinharem e atuarem de forma conjunta.

Autor: Simaia Sampaio
ISBN13: 9788578540258
ISBN10: 8578540255
Número de Páginas: 144

A Inteligência Aprisionada – Alicia Fernández

Um livro bastante indicado principalmente para psicopedagogos, pois, ele aborda a dinâmica que está envolvida no processo de aprendizagem, principalmente quando ele é prejudicado por alguma dificuldade ou limitação do aluno.

SBN-13: 9788573077018
ISBN-10: 8573077018
Ano: 1991 / Páginas: 261
Idioma: português
Editora: Artmed

A Arte de Ensinar – Gabriel Perisse

Gabriel Perisse em sua obra mostra que o ato de ensinar requer apenas o esforço, empenho e dedicação do professor. Sem essas características o processo de aprendizagem pode ficar inviável. Por meio de suas aulas é que o professor mantém vivo o interesse em aprender de seus alunos.

Título: A ARTE DE ENSINAR
Isbn: 9788502148086
Idioma: Português
Formato: 17 x 24
Páginas: 
192
Ano de edição: 2011

Ansiedade – Como Enfrentar o Mal do Século – Augusto Cury

O autor aborda a Síndrome do Pensamento Acelerado (SPA), que é considerado o mal do século, porém, é muitas vezes conhecido como a clássica hiperatividade ou transtorno do déficit de atenção. Nesse livro, Augusto Cury ajuda o professor a identificar essas características em seus alunos, e assim, juntamente com a família, buscar auxiliar essa criança em especial.

Capa comum: 160 páginas
Editora: Saraiva; Edição: 1ª (19 de dezembro de 2012)
Idioma: Português
ISBN-10: 8502218484
ISBN-13: 978-8502218482

Professor Polivalente: Profissionalidade Docente em Análise – Shirleide Pereira da Silva Cruz

O livro fala sobre as habilidades que um professor polivalente precisa desenvolver para atuar em sala de aula. A autora faz essa análise a partir da observação do trabalho de um professor polivalente na cidade de Recife.

Você acha que um professor polivalente é importante no processo de aprendizagem?

Até a próxima!

comentários (1)

Deixe um comentário

© 2012-2018 Canal do Ensino | Guia de Educação

Voltar para o topo