Você está aqui:Home » Dicas » Tecnologia » O que é e como funciona a Escolab

O que é e como funciona a Escolab

Olá, leitores!

Imagine uma escola em que os alunos do Ensino Fundamental podem aprender sobre inovação e tecnologia, além de todas as outras matérias do ensino tradicional. Essa é uma realidade que está mais próxima do que você imagina. A prefeitura de uma cidade brasileira fez uma parceria com o Google e está trazendo essa novidade para as crianças. Trata-se de uma ideia em que aprender não é o suficiente. É preciso mais! A proposta é que a chamada Escolab se transforme em uma referência para todo o país, onde as crianças comecem desde cedo a aprender sobre inovação e possam ter um futuro melhor. Além disso, é necessário se divertir enquanto aprende.

O que é a Escolab?

Trata-se de um projeto da Prefeitura de Salvador, que a princípio estará disponível e será experimentado por cerca de dois mil estudantes da rede de escolas municipais da cidade, mais especificamente dos bairros Boca do Rio e Subúrbio Ferroviário. Os alunos da primeira à oitava série terão um modelo de educação integrada, onde irão para escola normal durante meio período e no outro frequentarão a Escolab, além de receber auxílio para transporte e almoço, se necessário.

A Secretaria de Educação de Salvador informou que o projeto está sendo realizado em parceria com o Google e que estão sendo feitas reuniões no Brasil e no Estados Unidos para formalizar os contratos, além de definir melhor quais serão as estratégias utilizadas nesse novo método de educação, que é pioneiro no Brasil.

Como funciona a Escolab?

alunos-indo-para-a-escola

O modelo de base desse projeto já é conhecido em diversas cidades brasileiras, que é o da escola integrada. Em um turno se estuda as matérias obrigatórias e no outro as atividades extracurriculares. Entretanto, a ideia é que as instituições trabalhem em conjunto, com diálogo durante todo o tempo para que o aluno tire o máximo proveito do que é aprendido, além de criar uma ponte de ligação entre os conteúdos ensinados.

O que irá diferenciar a Escolab é o fato de suas atividades estarem fundamentadas em três questões: a experimentação, tecnologia e inovação. Através de laboratórios tecnológicos, os alunos poderão aplicar os ensinamentos em jogos, atividades de raciocínio, experimentação científica e artística. Tudo será trabalhado com a possibilidade de utilizar computadores, tablets, celulares e outras máquinas que tornarão a experiência ainda mais interessante.

Trata-se de uma perspectiva diferente, em que o objetivo é o encantamento do aluno pela arte de aprender, utilizando o que a maioria mais gosta hoje em dia: a tecnologia.

Investimento na educação e tecnologia

A previsão é de que até o início do ano letivo de 2017 as portas já estejam abertas para esses alunos. A expectativa é de que o governo municipal invista 6 milhões de reais por ano na Escolab. Este é um projeto que serve como teste, para verificar qual será a reação dos alunos e o que mais será necessário para implantar e melhorar a ideia. Em seguida, será elaborado o projeto para expansão e a expectativa é de que em 10 anos, todos os estudantes do ensino fundamental da rede municipal já estejam participando do projeto.

Gostou da ideia? Essa é só mais uma das ótimas maneiras de se melhorar a educação do país e fazer com que ele se desenvolva ainda mais!

Até logo!

comentários (2)

  • Morgana Lima

    Olá, gostaria de obter mais informações a cerca do que é necessário para implementação de um projeto no estilo Escolab, da Prefeitura de Salvador-BA em parceria com Google. desde já agradeço a atenção!!!

    Responder
    • Ariovania Silva

      Olá, Morgana. Tudo bem?
      Esse projeto tem um modelo parecido com o da escola integrada. Em um turno se estuda as matérias obrigatórias e, no outro, as atividades extracurriculares. Porém, a ideia é criar uma ligação entre os conteúdos ensinados. No entanto, como visto na matéria, esse projeto é feito com o Google, a fim de utilizar a tecnologia na educação. Como visto, o valor inicial do investimento, feito pelo governo de Salvador, foi de R$ 6 milhões, onde compraram equipamentos como computador, tablets e o custo para estruturar o espaço. Entre diretamente no site e verifique melhor o projeto: http://escolab.educacao.salvador.ba.gov.br/.

      Um forte abraço,
      Canal do Ensino.

      Responder

Deixe um comentário

© 2012-2018 Canal do Ensino | Guia de Educação

Voltar para o topo