Você está aqui:Home » Dicas » Ensino a Distância - EAD » O ensino a distância vai ajudar o ensino tradicional?

O ensino a distância vai ajudar o ensino tradicional?

Olá,

Há muito tempo discute-se a evolução da educação. Não só no Brasil, mas, no mundo todo, centenas de estudiosos se reúnem em busca de soluções para reinventar a maneira de ensinar e, assim, melhorar o aprendizado dos alunos.

O modelo de educação tradicional, aquele com vários alunos sentados numa sala de aula, cada um com suas características pessoais, sua história de vida e suas dificuldades de aprendizagem, assistindo, passivamente, a um professor explicando um conteúdo extenso, em frente a uma lousa com informações a serem anotadas num caderno, está com os dias contados.

Isso porque o ensino a distância vem se modernizando rapidamente e ganhando adeptos em todos os lugares, inclusive dentro das salas de aula tradicionais. Muitos conceitos aplicados no EAD estão sendo, pouco a pouco, incorporados na educação presencial e apresentados resultados bastante satisfatórios.

Isso se deve, principalmente, ao fato de os alunos terem contato com novas metodologias de ensino que os provocam e os motivam a buscarem mais conhecimento de maneira interativa e, por isso, muito mais interessante.

Ao longo dos anos, a educação a distância incorporou novidades que revolucionaram o modo de ensinar e aprender. As trilhas de aprendizagem, por exemplo, desenvolvidas após a comprovação da eficácia das vídeo aulas, pauta o aprendizado em conteúdos que se correspondem, formando um caminho a ser seguido de modo intuitivo. Nessa modalidade, o aluno prioriza o foco no conhecimento, a aprendizagem sob demanda e a aplicação do conteúdo em seu contexto profissional.

Outra contribuição importante do ensino a distância é o conceito de “sala de aula invertida”. Apesar do nome assustar, trata-se de um modelo simples para repensar a maneira de se aplicar o conteúdo. No modelo tradicional, os alunos interagem com o professor somente após a aula expositiva, ou seja, depois de uma grande exposição de conteúdo.

Na nova metodologia, já praticada nos cursos preparatórios de concursos públicos, por exemplo, alunos e professores são retirados da sua zona de conforto, o que os motiva a buscar mais conhecimento e ajuda a melhorar seu preparo. Nesse modelo, o professor faz a exposição do conceito de forma direta e, através de fóruns e interações diretas com os alunos, acontece o aprendizado.

Dessa maneira, a parte que o aluno faria depois da aula, fora do ambiente escolar, acaba sendo executada num ambiente virtual compartilhado com outros alunos e supervisionados por professores, tornando a discussão mais rica e, consequentemente, o aprendizado mais sólido.

Esses conceitos já são aplicados por algumas instituições de ensino que possuem modernos ambientes virtuais de aprendizado e metodologias de ensino desenvolvidas para extrair o máximo do aluno, oferecendo o melhor da instituição.

É o caso IOB Concursos, que oferece diversos cursos de preparatórios para concursos público e exame da OAB distância, utilizando o melhor da tecnologia para preparar profissionais de diversas áreas. Usando as vídeo aulas como âncora em seu programa, o IOB Concursos conta ainda com orientadores de aprendizagem, plataforma interativa e acompanhamento de desempenho.

Portanto, para concluir, podemos afirmar que o ensino a distância vai ajudar muito na evolução do ensino tradicional. Para acompanhar os avanços rápidos do mercado e o desejo dos alunos por modalidades mais interativas e dinâmicas, é crucial que as modalidades unam o que há de melhor no mercado para oferecer ensino de qualidade.

Até logo!

 

comentários (1)

Deixe um comentário

© 2012-2018 Canal do Ensino | Guia de Educação

Voltar para o topo