Você está aqui:Home » Dicas » Arte e Cultura » Mostra on-line gratuita comemora os 80 anos de Gilberto Gil

Mostra on-line gratuita comemora os 80 anos de Gilberto Gil

Olá, leitor(a)!  

“Alô torcida do Flamengo, aquele abraço!”, “andar com fé eu vou, que a fé não costuma faiá”, “por isso eu vou na casa dela, ai, ai” são alguns dos versos mais cantados Brasil afora. Todos eles fazem parte dos sucessos do cantor baiano Gilberto Gil, grande representante da música e da cultura brasileiras, tanto no contexto nacional quanto no internacional.  

Para comemorar os 80 anos do artista, o Instituto Gilberto Gil realizou uma parceria com a plataforma Google Arts & Culture e oferece uma mostra on-line e gratuita sobre a trajetória de Gil. Entre os diversos conteúdos disponíveis, destaca-se um álbum inédito, gravado em Nova York, que se acreditava estar perdido.  

Mostra on-line gratuita sobre os 80 anos de Gilberto Gil 

Intitulada O Ritmo de Gil, a exposição se tornou o maior acervo digital de um artista vivo e pode ser acompanhada em português, inglês ou espanhol. Com a proposta de atualização contínua, conforme Gilberto Gil produza novos trabalhos, a coleção conta com cerca de 40 mil imagens, mais de 140 histórias e 700 vídeos até o momento.  

Mostra on-line gratuita comemora os 80 anos de Gilberto Gil

Fonte: Reprodução

Além disso, por meio do recurso de vistas panorâmicas Street View, é possível passear pelo estúdio do cantor e conhecer com detalhes o local onde seus álbuns são produzidos. Todo o material está dividido em seções, com uma dedicada exclusivamente à história do álbum perdido, gravado na cidade de Nova York, em 1982. Separamos algumas delas para você conhecer: 

Discobiografia Gilbertiana 

Como sugere o próprio título, essa seção apresenta os discos de Gilberto Gil do ponto de vista biográfico. Isso porque, com base em suas declarações, o artista se inspira nos acontecimentos da vida pessoal e do mundo para compor seus repertórios musicais. Um bom exemplo disso foi a criação do álbum Gilberto Gil (1968), que, influenciado por suas novas relações e com forte teor contestatório, consolidou o tropicalismo. Para mergulhar na carreira e no som do cantor baiano, clique aqui. 

Gil, o Músico 

Nessa seção, descobrimos as várias facetas do músico Gilberto Gil e o porquê de ele ser conhecido como um gênio em sua área. O artista explorou vários gêneros musicais, do samba ao reggae, executando com maestria muitos instrumentos. No rock, por exemplo, uma de suas maiores influências (que contribuiu para o surgimento do tropicalismo) foi a banda inglesa Beatles. Para ouvir a versão de Something (1969), feita por Gil, e todas as outras expressões do cantor no ramo musical, clique aqui. 

Gil, a Inspiração 

Caetano Veloso, Rita Lee e Marisa Monte são algumas das parcerias e amizades abordadas nessa seção. A proposta é recuperar histórias, projetos e trabalhos que surgiram da relação de admiradores(as) e ídolos(as) de Gilberto Gil. Nesse sentido, por exemplo, vemos o cantor baiano junto a Renato Russo e Sandra de Sá em uma gravação em prol de causas ambientais. Para conferir mais detalhes, clique aqui 

Gil, a Alma 

Por fim, no último item da nossa pequena seleção, temos acesso ao lado mais íntimo e profundo de Gilberto Gil. Nesta seção, além de conferir as memórias que marcaram a vida do cantor e influenciaram sua forma de ver e pensar o mundo, também veremos como foram construídos seus vínculos familiares e a importância dessas relações na vida de Gil. Para saber mais sobre os 4 casamentos do artista e seus 8 filhos, clique aqui. 

Trajetória e relevância de Gilberto Gil  

Gilberto Passos Gil Moreira, conhecido apenas como Gilberto Gil, nasceu em 26 de junho de 1942, na cidade de Salvador, Bahia. Primogênito do médico José Gil Moreira e da professora Claudina Passos Gil Moreira, ele aprendeu a tocar acordeão quando ainda era menino. Gilberto Gil viveu sua infância no interior da Bahia, em Ituaçu, foi alfabetizado em casa (pela avó) e ingressou na Universidade Federal da Bahia para estudar Administração, em 1961. 

Mesmo já tendo demonstrado muito talento na área musical e também se arriscar na escrita de poemas, o primeiro trabalho do cantor baiano foi como fiscal de imposto aduaneiro — que conseguiu após passar em um concurso público. Foi durante a vida acadêmica que Gilberto Gil conheceu Tom Zé, Caetano Veloso, Gal Costa e Maria Bethânia, cuja relação promoveu inúmeras parcerias artísticas.  

Além de ter feito parte de um conjunto chamado “Os Desafinados”, o cantor baiano chegou a se apresentar no Teatro Vila Velha com os(as) amigos(as) — mencionados acima — que havia conhecido na universidade. Entretanto, foi só em 1966 que lançou seu primeiro disco: Louvação. No ano seguinte, acompanhado de diversos(as) artistas, iniciou o tropicalismo, movimento brasileiro com inovações estéticas que fundiam vários estilos musicais.

Apesar do enorme sucesso na música, Gilberto Gil também seguiu carreira na política. Em 1979 fez parte do Conselho de Cultura do Estado da Bahia, em 1987 se tornou presidente da Fundação Gregório de Matos, em 1988 foi eleito vereador de Salvador pelo então PMDB (Partido do Movimento Democrático Brasileiro) e uma sequência de outros cargos e troca de partidos que culminaram em seu cargo de ministro da cultura, em 2003.  

Com um currículo invejável, transitando por várias áreas de atuação, o artista produziu mais de 20 discos, número que quase chega aos 80 se considerarmos trabalhos coletivos, trilhas sonoras e gravações em palco. Recentemente, em abril de 2022, foi convidado a tomar posse da cadeira de número 20 da Academia Brasileira de Letras (ABL) e segue vivo e ativo na música, criando e reinventando arte e cultura.  

Instituto Gilberto Gil e Google Arts & Culture 

O Instituto Gilberto Gil tem como propósito proteger e preservar os arquivos pessoais e profissionais do músico. Por essa razão, possui um vasto acervo formado com discografias, fotografias, vídeos, relatos e documentos de Gilberto Gil. Entre os relatos, não são apenas os momentos de Gilberto Gil que temos acesso, mas também de artistas e familiares.   

A Google Arts & Culture é uma iniciativa do Google que usa a tecnologia como ferramenta para a democratização de produções artísticas e culturais. Criada em 2011, a plataforma on-line possui um enorme acervo digital formado a partir de várias parcerias com museus, galerias e outras instituições. Para ter acesso às exposições, fotografias, vídeos, jogos e outros recursos, clique aqui.  

A famosa frase “o aniversário é seu, mas quem ganha o presente somos nós” nunca fez tanto sentido, não é mesmo? Então compartilhe nosso artigo com os(as) amigos(as) e comemore com eles(as) os 80 anos de Gilberto Gil!   

No Canal do Ensino, leia também: 

Bom entretenimento e até breve! 

Deixe um comentário

© 2012-2019 Canal do Ensino | Guia de Educação

Voltar para o topo