Você está aqui:Home » Livros Grátis » Línguas e Idiomas » Metodologia para plano de estudo de idioma

Metodologia para plano de estudo de idioma

Olá, leitores!

Aprender idiomas pode ser uma solução fácil e rápida para a eficiência profissional. Em uma breve pesquisa de mercado podemos observar que as pessoas que dominam idiomas são um diferencial no mercado de trabalho e se destacam em alguns setores em que outros profissionais altamente qualificados, sem conhecimento de outros idiomas, não alcançariam. Portanto, existem muitas maneiras de comprovar que, se dedicar ao aprendizado de idiomas, é como construir oportunidades para otimização de comunicação e amplitude profissional além de outras vantagens.

A grande questão é: como aprender idiomas de maneira eficiente? E Quais idiomas serão mais efetivos para o aprendiz? As respostas a estas questões são muito relativas e depende dos objetivos do interessado em aprender um ou mais idiomas.

A sugestão mais prática que se pode dar a alguém que pretende aprender um ou vários idiomas é que se organize. Elencar as necessidades de aprender uma nova língua e em seguida traçar um plano de estudos bem pontuado. Por exemplo, suponhamos que o objetivo seja aprender inglês fluentemente, então elege-se as palavras chaves que coordenarão o plano de estudos, que devem estar de acordo com sua disposição cotidiana de tempo e necessidades. Como exemplo serão citadas as seguintes palavras para o plano de estudo de idioma: gramática, aplicativos, exercícios, conversação, comunicação, escrita, disposição de tempo e revisão. A partir destas palavras inicia-se o desenvolvimento de um esboço da metodologia para plano de estudos sempre pensando em adequá-lo a rotina.

Vejamos uma referencia sintética:

mulher-falando-em-ingles

  1. Gramática: Seleção de livros, apostilas, videoaulas e outras ferramentas de ensino de gramática do idioma inglês;
  2. Aplicativos: Avaliação e seleção de aplicativos para otimização de estudos tanto do idioma quanto da organização dos estudos (Quiz, agenda, lembretes, música, tradução etc.);
  3. Exercícios: Não importa a facilidade ou dificuldade do idioma, realizar exercício determina a aprendizagem de qualidade. A prática leva a perfeição. Sempre que houver tempo disponível, pratique exercícios. Existem muito aplicativos, provas e simulados que permitem que o aprendiz exercite o idioma onde quer que ele esteja através da internet ou outros meios.
  4. Conversação: Para muitos, a maior dificuldade em idiomas é a pronúncia. Treinar a conversação faz toda a diferença, seja com outra pessoa ou cantando músicas, lendo em voz alta, não importa. Nunca deixe de pronunciar as palavras, pois escrever e ler é bem diferente de falar um novo idioma por causa da pronúncia.
  5. Comunicação escrita: Para aperfeiçoar a comunicação escrita estão disponíveis na web muitos cursos online gratuito. Certamente, será um grande diferencial realizar algum curso do gênero.
  6. Disposição de tempo: Faça um cronograma e adeque as etapas do plano de estudos nele. Em cada etapa do plano pense estrategicamente nas divisões de atividades, busque aplicativos para otimizar o gerenciamento de tempo.
  7. Revisar: Assim como executar, revisar também pode ser uma ação determinante para fixar na mente o conteúdo estudado.

Esquema para planejar estudo de idioma

  • Objetivos gerais e específicos: O objetivo geral diz respeito ao motivo pelo qual o aprendiz deseja aprender o idioma; Já os objetivos específicos clareiam e direcionam métodos de aprendizagem;
  • Determinação de tempo para alcançar objetivos: Em quanto tempo se deseja aprender o idioma;
  • Maiores dificuldades percebidas: Maiores obstáculos enfrentados pelo aprendiz que devem ser superados;
  • Hipóteses para superar dificuldades: Maneiras de enfrentar as dificuldades observadas no percurso da aprendizagem;
  • Ferramentas e materiais didáticos selecionados para aprendizagem: Selecione material e ferramentas para seguir nos estudos (livros, aplicativos, aulas expositivas e audiovisuais);
  • Metodologia de estudos: Descrever as etapas, metas e maneiras de estudos para alcançar os objetivos;
  • Cronograma de estudos: Disposição da metodologia no tempo estipulado pelo aprendiz. Verifique o passo a passo de como criar um cronograma muito eficiente e automatizado para incentivar o seu desempenho;
  • Motivação e resultados: No percurso dos estudos é muito comum que ocorra desânimo, mas nunca desista, busque motivação. Registre os resultados alcançados no decorrer da execução do plano de estudos além de ser uma técnica de motivação auxilia nos próximos planos de estudos de idiomas.

Gostou deste conteúdo? Deixe sua participação em nossos comentários e compartilhe com seus amigos.

Até logo!

comentários (2)

Deixe um comentário

© 2012-2019 Canal do Ensino | Guia de Educação

Voltar para o topo