Você está aqui:Home » Dicas » Estudantes » Medicina: guia completo da carreira e do curso

Medicina: guia completo da carreira e do curso

O profissional da área de Medicina investiga a natureza, bem como a causa das doenças humanas, visando encontrar sua cura e prevenção.

Olá, leitor!

O curso de Medicina possibilita ao estudante atuar em diversas áreas relacionadas à saúde humana, pesquisando, prevenindo e tratando de suas disfunções e doenças, fazendo uso de diversas drogas, técnicas e tecnologia. É também, trabalho do médico fazer diagnósticos, solicitar exames, prescrever medicamentos e realizar cirurgias. Também, participa de programas de prevenção e planejamento de saúde coletiva.

O profissional desse ramo está em constante contato com seu objeto de estudo, ou seja, a saúde humana, por isso, é preciso que se tenha gosto e interesse em resolver problemas usando uma abordagem tanto lógica quanto humanística, sendo assim, o interessado no curso de Medicina precisa gostar de aprender e se desenvolver, que são características fundamentais para os profissionais desse ramo, independentemente da área ou atividade escolhida.

Além disso, é preciso gostar de atividades que envolvam o trato com o ser humano, pois o médico estará em constante contato com diversas pessoas ao longo de sua profissão. Portanto, é preciso ter interesse por cálculos materiais e estruturais.

Possuir atenção a detalhes também é essencial, pois diversas atividades dessa área lidarão com a saúde, tanto individual quanto a coletiva, o que impactará diretamente na vida das pessoas, bem como concentração, organização e disciplina.

É de suma importância que o profissional de Medicina busque sempre se atualizar. Novos tratamentos e técnicas são desenvolvidos constantemente, de acordo com necessidades e o próprio desenvolvimento da tecnologia. Por isso, é mais que necessário sempre estar a par dessas possíveis alterações, então, manter-se nos estudos é fundamental!

Sobre o curso de Medicina

medicina

A graduação em Medicina é oferecida unicamente na habilitação de bacharelado, sendo que geralmente dura seis anos. Caso o aluno deseje especializar-se em alguma área, deverá realizar uma residência médica e um curso de extensão reconhecido pelo MEC, que geralmente, dura dois anos. Durante a faculdade o aluno aprende sobre diversos aspectos da saúde humana. Sendo assim, citologia, imunologia, anatomia e clínica médica ocupam boa parte da carga horária. Entre as matérias teóricas estão antropologia, filosofia, direitos humanos e cidadania.

Ao final da graduação o aluno deverá realizar um estágio obrigatório, geralmente em hospitais escolares ou hospitais universitários, trabalhos extracurriculares, voltados ao curso e um Trabalho de Conclusão de Curso (TCC).

Mercado de Trabalho

Essa área, diferente do que muitos acreditam, não se limita apenas a trabalhar em hospitais, ou seja, atuar como clínico geral. O profissional desse ramo pode exercer diversas atividades que necessitam do uso de um conhecimento sobre a saúde, dentre as seguintes opções:

  • Alergia e Imunologia – Realizando diagnósticos e o tratamento de doenças alérgicas e do sistema imunológico.
  • Anestesiologia – Estudando os efeitos da dor e da anestesia no corpo humano.
  • Angiologia – Realizando diagnósticos e tratamentos de doenças do sistema imunológico.
  • Cardiologia – Tratando doenças relacionas com o coração.
  • Cirurgia – Especializando-se em intervenções no corpo humano, como por exemplo, em órgãos ou tecidos. Também tem especialidades, como a cardiovascular, plástica, do aparelho respiratório ou cirurgia geral.
  • Oncologia – Trabalhando no diagnóstico e no combate a todos os tipos de câncer.
  • Dermatologia – Especializando-se no diagnóstico e no tratamento de doenças de pele.
  • Geriatria – Trabalhando no tratamento de idosos.
  • Ginecologia e obstetrícia – Especializando-se no aparelho reprodutor feminino.
  • Gastroenterologia – Cuidando do diagnóstico e no tratamento de doenças do aparelho digestivo.
  • Genética Médica – Estudando os genes, células-tronco e clonagem de tecidos humanos.
  • Medicina Intensiva – Cuidando de pacientes em estado grave.
  • Otorrinolaringologia – Tratando de doenças referentes a orelhas, nariz, seios da face, faringe e laringe.
  • Urologia – Estudando e tratando de problemas do sistema urinário, bem como do sistema reprodutor masculino.
  • Pediatria – Especializando-se no diagnóstico e tratamento de crianças e bebês.
  • Psiquiatria – Dedicando-se a prevenir, atender, diagnosticar e tratar de problemas relativos a doenças, transtornos mentais e psicológicos.
  • Ensino – Trabalhando como professor em instituições de ensino públicas ou privadas.
  • Pesquisa – Trabalhando em instituições ou centros de pesquisa.

Principais opções de trabalho

As principais áreas de trabalho para o profissional de Medicina, estão espalhadas nas atividades citadas acima, contudo, algumas profissões se destacam uma das outras devido as suas particularidades e benefícios.

Três dos trabalhos mais procurados, são:

Clínica Geral

O profissional de Medicina que opta pela carreira de clínico geral, tem a possibilidade de ter um alto índice de empregabilidade. Isso porque todo hospital, clínica e programa de saúde pública necessita de, ao menos, um clínico geral em sua equipe. Mesmo não sendo uma profissão com alto retorno financeiro se formos comparar com as demais, trabalhar como clínico geral atrai muitas pessoas devido à alta estabilidade profissional.

Além disso, é possível também trabalhar em clínicas particulares ou próprias, ligado ou não a convênios médicos, cobrando assim, um valor geralmente mais elevado.

Pediatria

Optar pela carreira de pediatria possibilita que o profissional de Medicina ganhe, relativamente mais do que um clínico geral, entretanto, menos que diversas outras especialidades. Essa área sempre possui uma grande demanda de trabalho, devido a necessidade constante de atenção à saúde de crianças.

Também é possível se trabalhar tanto em órgãos públicos, quanto em clínicas particulares.

Saúde do Trabalho

Optar pelo ramo da saúde do trabalho possibilita que o profissional de Medicina trabalhe, principalmente, em órgãos públicos ou junto desses. Essa área é comumente ligada à projetos de promoção da saúde. Sejam eles de prevenção de doenças, vacinação ou controle de epidemias. Cabe ao médico coordenar uma equipe, geralmente multidisciplinar, que envolve médicos de diversas especialidades, bem como enfermeiros, psicólogos e assistentes sociais.

Profissionais que optam por essa carreira, geralmente, a exercem por meio de concurso público. Isso traz ao profissional um alto índice de estabilidade profissional e, por ser uma profissão qualificada, um bom retorno financeiro também.

Onde um profissional de Medicina pode atuar?

O profissional de Medicina pode atuar nos seguintes lugares:

  • Saúde pública
  • Medicina do trabalho
  • Clínicas de especialidades
  • Clínicas gerais
  • Hospitais
  • Centros de pesquisa
  • Postos de saúde
  • Universidades
  • Centros de trauma
  • Medicina do esporte

Média Salarial

Hoje, a Federação Nacional dos Médicos (Fenam) recomenda um salário mínimo de R$ 13.847, para 20 horas semanais de trabalho. Valor esse que é utilizado para orientar as convenções, acordos e negociações coletivas da categoria, por parte dos sindicatos. Apesar da recomendação, esse valor, na prática pode ser bem menor, girando em torno de R$ 2,3 mil.

No entanto, a Lei nº 3.999, de 15 de dezembro de 1961 estabelece que, qualquer profissional de Medicina deve ganhar, ao menos, três salários mínimos, pela mesma jornada de trabalho de  20 horas semanais. Ainda assim, os profissionais da área ainda não têm, formalmente, um salário mínimo profissional válido em todo o território nacional.

Há ainda, um Projeto de Lei em tramitação na Câmara dos Deputados, que tenta fixar o piso salarial dos médicos em R$ 9 mil, com reajuste anual pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC). Ainda não há previsão de quando este PL será aprovado.

Ganho escalão intermediário para diversas atividades dessa área (média mensal) é de R$ 6,5 mil. Ganho no auge (média mensal) é acima de R$ 18 mil. O auge da carreira pode variar muito, dependendo da especialização e do ramo seguido pelo profissional.

>> Confira opções para estudar Medicina com Bolsas de Estudo

Dica extra

O profissional deve buscar constantemente a atualização e a especialização, por meio de cursos de aperfeiçoamento e pós-graduação.

Onde encontrar o curso de Medicina?

O curso de Medicina é facilmente encontrado em universidades públicas e particulares. Contudo, separamos uma lista com as principais faculdades do Brasil que disponibilizam esse tipo de curso. Confira:

AC:

– Rio Branco – Ufac

AL:

– Arapiraca – Ufal

AM:
– Coari – Ufam

AP:

– Macapá – Unifap

BA:
– Salvador – Uneb

– Vitória da Conquista – UFBA

– Barreiras – Fasb

CE:
– Fortaleza – Unichristus; UFC

– Sobral – UFC

DF:
– Brasília – UniCEUB; Faciplac

ES:
– Vila Velha – UVV

– Vitória – Multivix

GO:
– Aparecida de Goiânia – FAM

MA:

– Caxias – Uema

– Pinheiro – UFMA

MG:
– Belo Horizonte – UFMG; UniBH
– Caratinga – Unec
– Uberlândia – UFU

– Juiz de Fora – Unipac

– Passos – Umg

– Viçosa – UFV

– Patos – FIP

– Ouro Preto – Ufop

– Teófilo Otoni – UFVJM

– Diamantina – UFVJM

– Betim – PUC

– Ubá – Fagoc

MS:

– Campo Grande – Famed UFMS

MT:
– Cáceres – Unemat

PA:

– Belém – UFPA; Cesupa

PB
– João Pessoa – Unipê

PE:
– Recife – Unicap

– Caruaru – UFPE

PI:
– Picos – UFPI

– Parnaíba – UFPI

PR:
– Cascavel – FAG

– Ponta Grossa – UEPG

– Toledo – UFPR

– Maringá – Uningá

RJ:
– Rio de Janeiro – Estácio; Unirio; Unigranrio

– Niterói – UFF

RN:
– Natal – Potiguar

– Caicó – UFRN

RO:

– Porto Velho – Fimca; Centro Universitário São Lucas

RR:

– Boa Vista – UFRR

RS:

– Santa Maria – Centro Universitário Franciscano

SC:

– Palhoça – Unisul

­SE:
– Aracaju – Unit; UFS

– Lagarto – UFS

SP:
– São Paulo – Uninove
– Santos – Unilus; Unimes
– Ribeirão Preto – USP; Estácio
– Bauru – USP

­– São José do Rio Preto – Unilago

– Franca – Unifran

– São João da Boa Vista – Unifae

– Assis – Fema

– Votuporanga – Unifev

TO:

– Gurupi – UnirG

Até breve!

Deixe um comentário

© 2012-2019 Canal do Ensino | Guia de Educação

Voltar para o topo