Você está aqui:Home » Dicas » Estudantes » Lista com 4 técnicas de estudo de como estudar sozinho

Lista com 4 técnicas de estudo de como estudar sozinho

Olá, Leitor!

Você já se perguntou se você deveria estudar sozinho ou em uma sessão de estudo em grupo? Qual é a melhor forma? Qual técnica de estudo traz mais resultados?

Uma opção não é necessariamente melhor que a outra, mas com certeza uma delas pode ser melhor para você.

Se você prefere estudar sozinho, pode eventualmente revisar algum conteúdo e trocar informações com um grupo de colegas de estudos, e até gosta da dinâmica do grupo, mas aprende melhor em um ambiente tranquilo.

Saiba que cada estudante tem suas próprias preferências e também prioridades de estudo; um colega prefere mergulhar a “cara” nos livros em algum canto da biblioteca com um fone no ouvido com uma playlist de musica clássica, enquanto alguns preferem outros lugares e em determinados momentos do dia.

O que é importante é que você crie uma rotina de estudos e desenvolva as melhores técnicas de aprendizado para melhorar suas notas e também ser aprovado em testes, vestibular e até em concursos públicos.

E se você prefere um ambiente mais tranquilo e sem estresse precisa aprender técnicas de estudo de como estudar sozinho. Continue a leitura e confira como você pode usufruir o máximo da sua própria companhia na jornada de aprendizado.

Benefícios de estudar sozinho

tecnicas_de_estudo_de_como_estudar_sozinho_metodos_para_estudar_para_o_vestibular_como_aprender_a_estudar_melhor_estudar_sozinho_concurso_publico__Enem_como_aprender -01

É interessante estar consciente das vantagens de estudar sozinho, podemos destacar pelo menos 3 benefícios:

Minimiza a distração

Você pode achar difícil manter-se concentrado numa lição ou fazer uma síntese de um conteúdo quando está no meio de um grupo de colegas.

Isso porque é muito mais fácil se distrair com um bate-papo sobre o curso, o que aconteceu na última aula, sobre outros eventos, sobre aquela nova série que está assistindo. A conversa muda do contexto do material da apostila do curso ou do seu livro didático para outros temas rapidamente, e quando percebe a hora já passou e você precisa ir para outro compromisso e ainda não conseguiu responder nem 3 exercícios.

Estudar sozinho te ajuda a se concentrar e minimiza as interrupções que podem impedi-lo de aprender e compreender os conteúdos. Quando você está sozinho ainda terá a tentação de acessar um aplicativo de rede social para conversar com alguém, mas é muito mais fácil evitar interrupções colocando o smartphone no mudo do que escapar de uma conversa quando está reunido com sua turma de amigos.

Permite que você desenvolva seu ritmo

Quando você estuda sozinho desenvolve maior atenção aos tópicos que são mais relevantes para você, isso permite que estude no seu próprio ritmo, lendo e revisando lições, fazendo exercícios de aplicação, resolvendo questões em uma velocidade adequada para você.

Desta forma você personaliza sua rotina de estudos, dando cada vez mais foco às informações com as quais você tem mais dificuldade, reforçando conceitos básicos sem ficar constrangido com aquele seu colega que apenas leu uma vez e já dominou tudo. Quando você estuda sozinho você desenvolve e respeita seu próprio ritmo, isso desenvolve mais confiança para avançar para novos tópicos sem deixar lacunas.

Melhora muito seu foco

Quando estuda em um grupo algum colega pode não estar tão bem informado sobre o edital daquele exame quanto você, talvez outros queiram estudar um tópico que você já conhece muito e não querem revisar algum que você ainda tem dúvidas.

Ao estudar sozinho, você pode se concentrar completamente na lição e questões escolhidas para praticar os conteúdos que precisa desenvolver, será mais eficiente. Além de não se distrair com as conversas sobre outros assuntos irá gastar menos tempo em material que já dominou.

Confira 4 técnicas de estudo de como estudar sozinho

1. Adote um plano de estudo com metas

Para melhorar seu desempenho nos estudos você precisa traçar uma estratégia, um passo a passo para seguir, isso se chama plano de ação.

Pesquise os editais de provas e exames de concursos ou vestibulares que irá prestar, pesquise a grade de disciplinas da faculdade e verifique os conteúdos que irá estudar nos próximos meses.

Estabeleça metas de estudos para cada disciplina ou tema que precisa estudar, essa é uma parte importante do seu planejamento. Não subestime esta fase, procure identificar habilidades e aprendizados que você deseja alcançar, assim será muito mais fácil saber se você se avançando ou não na sua jornada de estudos sozinho.

Se for prestar o ENEM, por exemplo, faça perguntas-chave, como:

  • Estou definindo metas para desenvolver minhas habilidades de redação?
  • Estou definindo metas para os simulados de provas do ENEM utilizando questões dos anos anteriores?
  • Preciso estudar mais quais disciplinas para aumentar minha pontuação para 700?

Se você quer estudar sozinho para o ENEM este tipo de pergunta irá te ajudar a planejar melhor seus estudos, você irá identificar o que precisa focar mais, o que precisa revisar e a frequência, quantidade de exercícios e tempo para estudar.

Essa técnica pode ser utilizada para quem vai estudar sozinho para o vestibular, para ENEM e para concurso publico. Ao traçar metas e planejar um passo a passo você aprende a estudar melhor.

2. Faça um quadro de horários para estudar sozinho

Você tem uma prova para amanhã a tarde e ainda não estudou nada, então resolve que passará a noite estudando para o exame… Fica exausto, e vai muito mal, sai da prova prometendo que não vai mais “estudar em cima da hora”.

Você já fez isso? Se você tem o hábito de procrastinar e adiar seus estudos já está ciente do estresse que isso causa. Bem, você pode alterar esse hábito ruim. Independente do que precisa aprender, se você não desenvolver o hábito de estudar e vencer a procrastinação isso irá prejudicar sua carreira e comprometer seus resultados.

E a forma mais eficaz de fazer isso é adotar um novo hábito. Quando você elabora um quadro de horários para estudar sozinho você desenvolve disciplina, e isso não apenas ajudará você a se organizar e aproveitar ao máximo o seu tempo, mas também tranquilizará sua mente e eliminará o sentimento desagradável que você sente ao entrar em um exame, sabendo que não está preparado.

Já ouviu a frase “Aula dada, aula estudada”? Esta frase é muita repetida por professores de cursinhos, e mesmo que você não esteja frequentando as aulas para se preparar para o vestibular ou exames, e preferiu adotar métodos para estudar sozinho ainda vale para você.

E considere as “aulas dadas” como: tópicos das apostilas, capítulos dos livros para concursos, videoaulas do Mecflix, literatura recomendada para o vestibular, tópicos exigidos nos editais das provas etc. Faça uma lista dos tópicos que precisa estudar e distribua num quadro de horários.

Monte uma tabela com cronograma de estudos considerando os dias da semana, preferencialmente de segunda a sábado, deixando um dia para descanso e lazer, reserve neste quadro:

  • Horários de aulas, mesmo que sejam as videoaulas que você estuda sozinho pela internet;
  • Horários para fazer exercícios, ler teoria, fazer questões de concursos;
  • Horários para treinar redação e interpretação de texto;
  • Horários para ler e se informar com revistas e jornais,
  • Horários para revisões dos assuntos já estudados;
  • Horários para simulados e questões de provas antigas;
  • Pausas para descanso entre um período de estudos e outro, recomenda-se 10 minutos a cada 1 hora de estudos;

Um quadro de horários organiza sua rotina, e esta técnica de estudo é mais do que planejar o que aprender e quando, ela te ajuda a se concentrar e ter mais foco, e como irá estudar sozinho só depende de você assumir o compromisso e cumprir o que estabeleceu.

3. Aprenda a estudar melhor com os materiais didáticos de referência

E para que o quadro de horários realmente funcione organize também o seu ambiente de estudo. Encontre um lugar para estudar sozinho que seja silencioso e com poucas distrações. Deixe disponível caneta, cadernos, uma garrafa com água e todos os materiais que precisa para te auxiliar a estudar melhor.

Selecione bons livros didáticos de referência para as disciplinas que precisa estudar. A vantagem desses livros é que eles são editados pensando nos estudantes e a maioria deles redigidos por professores de instituições de ensino.

Se você vai estudar sozinho para um concurso, para o vestibular ou ENEM é importante que saiba escolher a partir de vários materiais e livros de referência disponíveis, quais serão seus melhores parceiros durante sua nova rotina de estudos. Estes livros moldarão a forma como você assimila as informações e serão seus “tutores”.

É melhor que você vá a uma biblioteca pública, ou pesquise resenhas e indicações na internet antes de ir a uma livraria para fazer suas compras. Depois de fazer uma pesquisa prévia obtenha o livro texto para as disciplinas que pretende estudar sozinho. E o mais didático para você será o que te ensina não só os conceitos, mas te fornece apoio para aplicar o que aprendeu.

Dê preferência para os livros que tenham uma perspectiva melhor do assunto e também muitas perguntas de revisão após o término de cada capítulo, para que você possa avaliar o quanto você entendeu, e que tenha as respostas e gabaritos para que possa conferir seu desempenho.

4. Faça sínteses dos tópicos principais e mapas mentais

Depois que seguir todas as técnicas de estudo acima, é hora de você ler os livros e começar a fazer anotações. Marque os tópicos mais importantes, com referências do livro utilizado e numero de página, e também do título da videoaula relacionada para que você possa resgatar a referência das informações e consultar novamente sem se perder.

Ao fazer uma síntese tente resumir os temas com suas próprias palavras, aprenda a criar tópicos e subtópicos para que, quando quiser recapitular possa sempre consultar suas anotações mais facilmente.

Uma excelente técnica de estudo para aprender melhor são os mapas mentais.

Um mapa mental é um diagrama usado para representar palavras, ideias, tarefas ou outros itens vinculados e organizados em torno de uma palavra-chave central ou ideia.

Você pode criar um mapa mental para cada capítulo do livro texto ou para cada tema que precisa estudar: para aprender vários conceitos, resumir uma videoaula, anotar tópicos de uma palestra para ENEM que assistiu no YouTube, resumir um clássico da literatura brasileira, organizar os tópicos de uma redação etc.

Como fazer um mapa mental?

Se você não sabe como fazer para utilizar esta técnica para estudar sozinho, confira as dicas abaixo:

  1. Comece no centro de uma folha A4 ou caderno universitário com uma imagem do tópico, usando cores ou escreva com letra maiúscula o título do capitulo do livro ou tema que irá estudar;
  2. Use imagens, símbolos, códigos em todo o mapa mental, para que possa te ajudar a lembrar e correlacionar as ideias;
  3. Selecione palavras-chave e escreva usando letras maiúsculas ou minúsculas.
  4. Cada palavra / imagem é melhor sozinha e conectada a sua própria linha. Por exemplo, para resumir um capítulo do livro, coloque uma linha para cada subtítulo.
  5. As linhas devem estar conectadas, começando pela imagem central. As linhas centrais são mais espessas, e as linhas secundárias que saem a partir das primeiras são mais finas à medida que se irradiam a partir do centro.
  6. Use várias cores em todo o mapa mental, para estimulação visual e também para codificar ou agrupar. Desenvolva seu próprio estilo pessoal de mapeamento mental.
  7. Use ênfase e faça associações em seu mapa mental.
  8. Mantenha o mapa mental claro usando hierarquia radial, ordem numérica ou contornos para conectar suas ramificações.

Ao adotar esta técnica de estudo você terá suas anotações sistematizadas com relação aos vários conceitos para que você possa se lembrar deles facilmente durante os exames.

O objetivo deste método de estudo é produzir material manuscrito que te ajude a estudar e memorizar melhor sozinho, e também organize suas referências, para que, sempre que quiser voltar, você saiba o que e onde procurar.

Você percebeu ao ler estas dicas que os métodos para estudar sozinho permitem que possa personalizar o estudo, seja para se candidatar para concurso público, se preparar para provas bimestrais no colégio, estudar para o ENEM ou vestibular.

Mesmo que você escolha estudar sozinho o aprendizado poderá se tornar mais dinâmico com as ferramentas on-line, mídias sociais, blogs como o Canal do Ensino, vídeos do YouTube ou aplicativos.

A melhor maneira de estabelecer uma rotina para estudar sozinho é tentar coisas diferentes e ver o que funciona melhor para você, então experimente várias técnicas de estudo para obter a máxima eficácia na aprendizagem.

Até logo!


Deixe um comentário

© 2012-2018 Canal do Ensino | Guia de Educação

Voltar para o topo