Você está aqui:Home » Dicas » Estudantes » Letras: guia completo da carreira e curso

Letras: guia completo da carreira e curso

Olá, leitor!

O profissional da área de Letras estuda o funcionamento da Língua Portuguesa e Língua estrangeira, englobando todos os aspectos da norma culta e linguísticos de um idioma, assim como também, as suas respectivas literaturas.

O curso de Letras possibilita ao estudante aturar em diversas área relacionadas ao uso da linguagem, com foco nos conhecimentos da língua portuguesa e de uma língua estrangeira (inglês, espanhol, francês, alemão, italiano, entre outras), bem como noções de linguística e literatura do português e da língua estrangeira escolhida.

O profissional desse ramo está em constante contato com a língua, ou seja, com o texto escrito e falado, por isso, é preciso que se tenha gosto e interesse em leitura e escrita, sendo assim, o interessado no curso de Letras precisa gostar de ler e escrever, que são características fundamentais para os profissionais desse ramo, independentemente da área ou atividade escolhida.

Além disso, é preciso gostar da língua estrangeira escolhida, isso porque é necessário aprender aspectos sobre a cultura do país, expressões idiomáticas particulares e até mesmo a produção literária desse idioma. Portanto, também é preciso ter interesse pelo(s) país(es) da língua estrangeira selecionada, assim como por sua literatura.

Possuir boa comunicação também e essencial, pois diversas atividades dessa área lidarão com a oralidade e a linguagem, bem como concentração, organização e disciplina, o curso de Letras é bem puxado em relação a produção textual e leitura.

É de suma importância que o profissional de Letras busque sempre se atualizar. O idioma sofre constantes mudanças, de acordo com a oralidade principalmente. Por isso, é mais que necessário sempre estar à par dessas possíveis alterações, então, manter-se nos estudos é fundamental!

Sobre o curso de Letras

letras

A graduação em Letras é oferecida nas habilitações de bacharelado e licenciatura, sendo que geralmente duram quatro anos. Durante a faculdade o aluno aprende sobre diversos aspectos da língua portuguesa e da língua estrangeira escolhida. Sendo assim, análise literária, produção de textos, tradução e pesquisa sobre a evolução e o uso dos idiomas ocupam boa parte da carga horária. Entre as matérias teóricas estão teoria literária, semântica, linguística e fonologia, além de língua portuguesa e literaturas portuguesa e brasileira. Em algumas universidades, o aluno opta logo no vestibular por um ou mais idiomas estrangeiros; em outras, ele escolhe após o ciclo básico.

Ao final da graduação o aluno deverá realizar um estágio obrigatório, geralmente em escolas públicas (no caso dos cursos de licenciatura), trabalhos extracurriculares culturais ou educacionais e um Trabalho de Conclusão de Curso (TCC).

Bacharelado X Licenciatura

Em Geral, a licenciatura é a opção mais procurada pelos estudantes, mesmo sendo mais puxada e demorada, a questão é que o profissional sai da faculdade com mais opções de áreas de trabalhos e atividades para exercer. Contudo, o bacharelado é a melhor opção para quem almeja ser funcionário público.

Os alunos desses cursos se especializam na literatura brasileira ou em um idioma estrangeiro à sua escolha. No bacharelado o aluno poderá trabalhar como tradutor, pesquisador e revisor, nas empresas de editoração e jornalismo que ainda mantém essa função, além de dar aulas no ensino superior. Já a licenciatura tem grade curricular similar ao bacharelado, mas inclui disciplinas de educação que capacitam o profissional para dar aulas em todos os setores.

Mercado de Trabalho

mercado-trabalho

Essa área, diferente do que muitas acreditam, não se limita apenas a trabalhar com o ensino, ou seja, ser professor de português ou do idioma estrangeiro escolhido. O profissional desse ramo pode exercer diversas atividades que necessitam do uso da língua, dentre as seguintes opções:

  • Revisão

    conferindo a ortografia e gramática em diversos tipos de textos ou documentos, aplicando a norma culta da língua e também, se necessário, aplicando elementos à estrutura do textual, tais com capítulos, parágrafos, sumários, citações etc.

  • Produção de textos

    escrevendo os mais variados tipos de textos para os mais variados tipos de mídias ou meios, dentre esses, podemos destacar: obras literárias, matérias jornalísticas, anúncios, textos educativos, textos institucionais ou publicitários, conteúdos para sites e blogs etc.

  • Interpretação

    sendo intérprete estabelecendo a comunicação entre pessoas que não falam o mesmo idioma, seja entre duas ou mais, podendo atuar até mesmo em reuniões, palestras e transmissão de eventos ao vivo; nesta área, é importante frisar na língua estrangeira escolhida com a qual se quer trabalhar.

  • Tradução

    traduzindo textos em língua portuguesa para outros idiomas ou de uma língua estrangeira para o português, existindo a possibilitada de trabalhar com todos os tipos de textos, como, por exemplo: obras literárias ou teóricas, documentos, manuais de instrução de aparelhos, bulas de remédios etc.

  • Editoração

    editando textos de todos os tipos, desde obras literárias a textos acadêmicos, contudo, o ponto alto dessa atividade é a produção de toda a estrutura de um livro, digital ou impresso; portanto, é necessário ter interesse pela literatura, seja de ficção ou não-ficção.

  • Ensino

    atuando como professor de Língua Portuguesa ou Língua Estrangeira, Redação, Leitura e Literatura na rede pública de ensino, no fundamental e médio, além de poder ministrar aulas em escolas particulares, cursos pré-vestibulares e escolas de idiomas; no ensino também existe a possibilidade de se fazer uma especialização e mestrado e ministrar aulas em universidades, como também, ser especialista em algumas áreas e ser um pesquisador, podem dar cursos e palestras sobre o assunto escolhido da área de Letras.

Principais opções de trabalho

escolhas

As principais áreas de trabalho para o profissional de Letras estão espalhadas nas atividades citadas acima, contudo, algumas profissões de destacam uma das outras devido as suas particularidades e benefícios.

Três dos trabalhos mais procurados, são:

  • Professor

Optar pela carreira acadêmica de Letras possibilita ao profissional um alto índice de empregabilidade, ou seja, será muito difícil não encontrar emprego nesta modalidade. Isso porque todas as redes básicas de ensino, tanto municipais quanto estaduais, oferecem muitas vagas. Mesmo não sendo uma profissão com alto retorno financeiro se formos calcular toda a responsabilidade que ser professor exige e o pouco status social que essa profissão possui, trabalhar com o ensino atrai muitas pessoas devido às folgas garantidas aos finais de semana, os feriados e pontos facultativos, as férias e os recessos escolares e a satisfação pessoal devido a importância que esse trabalho possui.

Além disso, é possível também ser professor de língua estrangeira em escolas de idiomas, ou, então, professor em escolas particulares, que geralmente costumam pagar mais, dependendo da região do país. Contudo, se quer mesmo ganhar dinheiro sendo professor, é necessário que o aluno continue estudante e faça especialização, pós-graduação, mestrado e/ou doutorado para se tornar um professor de universidades, tanto particulares quanto públicas.

  • Tradutor

Optar pela carreira de tradução possibilita que o profissional de Letras ganhe muito mais do que em outras áreas, entretanto, é preciso de uma série de requisitos para se conseguir ser um tradutor juramentado, que é um título para profissionais que traduzem documentos oficiais e que recebem muito bem, trabalhando como funcionário público. Primeiramente, para seguir nessa profissão não existe especificação, não é preciso fazer curso superior, apenas dominar a língua escolhida e fazer concurso público. Entretanto, os graduados de Letras saem na frente e ganham mais pontuação. Além disso, é melhor você escolher a opção de bacharelado do curso de Letras em vez de licenciatura, pois ser bacharel é um diferencial para se tornar um tradutor juramentado, mas especificações e pós-graduação na área da língua estrangeira escolhida ajuda bastante, o que pode fazer o aluno de licenciatura em Letras sair na frente de um bacharel.

Contudo, você pode ser um tradutor para empresas, instituições etc; se você optar pela Licenciatura em Letras, que geralmente é mais completa e mais amplo para você poder seguir várias profissões, poderá ser um tradutor também, basta fazer testes internacionais e oficiais de proficiência na língua escolhida e em língua inglesa – esse é um quesito obrigatória, mesmo não tendo escolhido a língua inglesa como a língua estrangeira estudada no curso de Letras. Essa área possui uma grande demanda de trabalho, portanto, é uma ótima opção também.

  • Editoração

Optar pelo ramo da editoração possibilita que o profissional de Letras trabalhe com a publicação e organização de livros digitais ou impressos ou a formatação de textos e documentos acadêmicos ou oficiais. Essa área é comumente ligada à literatura, sendo que os apaixonados pelos livros e pela leitura costuma seguir bastante. Assim, o profissional poderá trabalhar em editoras ou então abrir o seu próprio negócio.

Também existe a possibilidade de se trabalhar em instituições e até mesmo em empresas que tenha parte do seu processo a estruturação de textos. Jornalismo e marketing digital também são áreas que podem ser exploradas nessa atividade, pois toda revista, seja física ou eletrônica, necessitará de profissionais dessa área.

Para ser um editor não basta apenas saber organizar o texto, muitas vezes ele tem que analisá-lo e revisá-lo, além de fazer as alterações estruturais necessárias para que o texto fique dentro dos padrões necessários para a apresentação final, ou seja, publicação.

Onde um profissional de Letras pode atuar?

O profissional de Letras pode atuar nos seguintes lugares:

  • Escolas de idiomas
  • Escolas de ensino fundamental e médio
  • Escolas particulares
  • Cursos preparatórios para concursos e vestibular
  • Universidades
  • Editoras
  • Agências de publicidade
  • Emissoras de TV e rádio
  • Jornais
  • Revistas
  • Departamento de comunicação em empresas privadas
  • Assessoria de imprensa
  • Atuar como tradutor como funcionário público ou para empresas
  • Pesquisador e palestrante

Obs: O curso de Letras com licenciatura pode possibilitar todos esses campos, contudo, o bacharelado não, sendo assim, faça sua escolha conscientemente.

Média Salarial

salario

Hoje, o piso nacional para professores de ensino médio, com jornada semanal de 40 horas, é de R$ 1.451, mas nem todos os municípios e estados oferecem esse salário, então, isso pode variar bastante de região para região. Além disso, os professores de idiomas que dão aulas em cursos livres (oferecidos pelas escolas de idioma, fora do ensino regular) em São Paulo têm piso de R$ 4,50 pela hora-aula, e R$ 810 pelo salário de quem é registrado, só que com uma carga horário muito menor e possibilidade de aumentar a renda se pegar várias aulas.

Ganho escalão intermediário para diversas atividades dessa área (média mensal) é de R$ 2,5 mil. Ganho no auge (média mensal) é acima de R$ 5 mil. O auge da carreira da maioria dessas atividades é de sete anos, em média.

Dica extra

O profissional deve buscar constantemente a atualização e a especialização, por meio de cursos de aperfeiçoamento e pós-graduação.

Onde encontrar o curso de Letras?

O curdo de Letras é facilmente encontrado em universidades públicas e particulares. Contudo, separamos uma lista com as principais faculdades do Brasil que disponibilizam esse tipo de curso. Confira:

  • AC:
    – Cruzeiro do Sul – Ufac
    – Rio Branco – Ufac
  • AL:
    – Maceió – UFAL
  • AM:
    – Manaus – UEA; Ufam; UniNILTON LINS
  • AP:
    – Macapá – Unifap
  • BA:
    – Ilhéus – Uesc
    – Salvador – UCSal; UFBA
    – UNEB
  • CE:
    – Fortaleza – FGF; UFC; Uece; Unifor; UniNILTON LINS
    – Sobral – UVA
  • DF:
    – Brasília – UnB; UniCEUB
  • ES:
    – Vitória – UFES
  • GO:
    – Goiânia – UCG; UFG
    – Goiás – UEG
  • MA:
    – São Luís – UEMA; UFMA
  • MG:
    – Belo Horizonte – PUC; UFMG; UniBH
    – Uberaba – Fazu; Uniube
    – Uberlândia – UFU
  • MS:
    – Campo Grande – UCDB; UFMS
  • MT:
    – Cuiabá – UFMT
  • PA:
    – Belém – Unama; UEPA; UFPA
  • PB:
    – Campina Grande – UEPB
    – João Pessoa – UFPB
  • PE:
    – Recife – UFPE; UNICAP
  • PI:
    – Teresina – Uespi; UFPI
  • PR:
    – Curitiba – PUC; UFPR; Unibrasil; Unicentro
    – Londrina – UEL; UNOPAR
  • RJ:
    – Niterói – UFF
    – Rio de Janeiro – PUC; UCAM; Uerj; UFRJ; UGF; Unisuam; UniverCidade; USU
  • RN:
    – Natal – UFRN
  • RO:
    – Porto Velho – UNIR
    – Vilhena – UNIR
  • RR:
    – Boa Vista – UFRR
  • RS:
    – Pelotas – UCPel; UFPel
    – Porto Alegre – PUC; UFRGS
  • SC:
    – Blumenau – FURB
    – Florianópolis – UFSC
  • SE:
    – São Cristóvão – UFS
  • SP:
    – Campinas – PUC; Unicamp
    – São José do Rio Preto – UNESP
    – São Paulo – Mackenzie; Metodista; Oswaldo Cruz; PUC; São Camilo;
    – São Marcos; UMC; Unibero; Unicsul; Uniesp; Uninove; Unisa; USP
  • TO:
    – Araguaína – UFT
    – Porto Nacional – UFT

Até logo!

comentários (2)

Deixe um comentário

© 2012-2017 Canal do Ensino | Guia de Educação

Voltar para o topo