Você está aqui:Home » Dicas » Estudantes » Interpretação de texto: 10 dicas para entender um texto mais rápido

Interpretação de texto: 10 dicas para entender um texto mais rápido

Olá, leitores!

A interpretação de texto é muito importante, muitas pessoas têm dificuldade de entender realmente o que o texto ou artigo está dizendo e, por isso, precisam ler duas, três ou mais vezes o mesmo texto. O problema é que, com isso, o tempo passa e você acaba gastando um tempo até entender o que o artigo realmente quer dizer. A leitura é importante e muitas pessoas têm dificuldade de entender textos simples, você não pode apenas passar os olhos, você precisar ler e dar sentido ao que se lê.

A interpretação de texto é muito cobrada nas escolas, em provas e principalmente em vestibulares como o Enem. Para não perder um tempo precioso lendo e relendo um texto, nós separamos 10 dicas para entender um texto mais rápido:

1º Dica – Nossa primeira dica para você conseguir fazer uma boa e rápida interpretação, é não se assustar com o tamanho do texto. As provas do Enem possuem perguntas enormes e, se você teme-las, vai demorar muito mais para entender e ler.

2º Dica – Leia tentando entender a visão geral do assunto em questão, o título ajuda muito a entender o que o texto está falando, mas ele é só uma apresentação do tema. No texto você vai entender mais sobre o assunto, vai saber se está falando bem ou mal de um determinado tema, por isso, leia prestando atenção no tema geral.

3º Dica – Parou em uma palavra que não conhece? Continue, muitas vezes você não precisa entender a palavra para entender o texto e você aprende uma palavra nova por ler o contexto. Não deixe que uma palavra desconhecida te desanime e faça parar.

4º Dica – Não compreendeu? Vá fragmentando o artigo e lendo por partes, dessa forma fica mais fácil a compreensão. Você precisa treinar essas dicas para quando precisar, conseguir interpretar bem os textos em um tempo mais curto.

5º Dica – Falamos acima que você vai conseguir interpretar sem precisar ler mais de uma vez, mas até você chegar nesse nível é preciso ler muito, ler com atenção e quantas vezes for necessário. A leitura é uma técnica, quanto mais você exercita, mais você melhora e não vai precisar repetir a leitura. As primeiras vezes você vai sentir dificuldade, mas, com o tempo, vai perceber uma melhora.

um-texto-e-um-oculos

6º Dica – Leia textos complicados para conseguir melhorar a interpretação. Não adianta nada ler textos simples e depois fazer uma prova com questões enormes, complicadas e cheias de “pegadinhas”. Você precisa ler artigos complicados, leia livros famosos e cheios de expressões que você não conhece, encontre textos de filósofos que precisam de uma boa interpretação. O treino vai deixar você cada vez melhor.

7º Dica – Faça resenhas dos textos que está lendo, isso ajuda a melhorar sua atenção no que lê e com o tempo vai deixar você mais rápido. É interessante fazer, além do resumo, um comentário seu sobre o texto.

8º Dica – Faça seus treinos lendo no papel, atualmente o computador, celular e tablets estão sempre a mão e, por causa disso, muitas pessoas leem neles, mas o melhor mesmo é ler no papel. Você deve conhecer o Kindle, ele é famoso por ser um leitor digital e muitas pessoas possuem, mas um estudo feito em 2014 mostrou que pessoas que leram pequenas histórias de mistério no Kindle tiveram mais dificuldade de ordenar os eventos que as pessoas que leram no papel.

Essa pesquisa mostrou que a falta do movimento de virar as páginas limita a experiência sensorial e reduz a memória de longo prazo do texto. Por esse motivo se você quer aprender a interpretar texto e entender mais rápido, treine no papel.

9º Dica – Em todo texto o autor defende uma ou mais ideias e você deve perceber, se ficar em dúvida do que ele está defendendo leia novamente, mas você precisa perceber as ideias do texto.

10º Dica – Nossa última dica é para você aumentar o seu vocabulário, para isso leia muitos textos e textos diferentes, de autores diferentes e temas diferentes. Faça exercícios para ampliar o conhecimento como palavras cruzadas e exercícios para conhecer melhor as palavras que são sinônimas e antônimas.

Seguindo essas dicas, pode ter certeza que vai se dar bem em uma interpretação de texto e não vai demorar tanto para entender o que o texto está querendo dizer.

Até logo!

comentários (3)

  • Jane Ruth Vasques

    Boa tarde, estou recebendo conteúdos fantásticos, dei uma olhada; mas aqui e meu local de trabalho, e tenho que respeitar as normas da empresa. Se possível, podem me enviar os conteúdos no meu e-mail particular. Só tenho a elogiar pois são temas muito importante para toda carreira profissional.
    Cordialmente: Jane Ruth Vasques

    Responder
    • Ariovania Silva

      Olá, Jane. Tudo bem?
      Para receber os nossos conteúdos diariamente, basta você cadastrar o seu e-mail em nosso site. Assim, você conseguirá saber quais artigos foram publicados no dia e, caso se interessar, clicar no link da matéria. Para tanto, acesse o nosso site. No campo superior direito, você encontrará uma caixa “cadastre-se gratuitamente”: nesse campo, informe o seu e-mail. Pronto, agora todos os dias lhe enviaremos os nossos artigos.
      Um forte abraço,
      Canal do Ensino.

      Responder
  • joamingos da silva leal

    Olá Taíza Torres,
    Bom dia.
    O seu artigo é providencial e esclarecedor, porque os estudantes creio eu, na sua maioria não gostam de ler, essa dificuldade surge quando todos nós temos o primeiro contato com um texto isso é percebido quando o professor tem contato com a redação, que é o espelho que refletir as dificuldades. Então tem que ter uma vontade verdadeira do conjunto (aluno, pais, escola [professores]) para que haja mudanças, porque o que está em jogo é o futuro de um novo cidadão que mais tarde vai enfrentar outros obstáculos que repercutirá durante toda a vida. Quero deixar para a sua avaliação, análise etc., o programa da matéria de língua portuguesa do concurso da UFCG, Campina Grande/PB, veja que programa melindroso:
    CARGO: ASSISTENTE EM ADMINISTRAÇÃO – NÍVEL MÉDIO (CLASSE D)
    1. PORTUGUÊS = 10 (dez) questões
    A prova de Língua Portuguesa procura avaliar competências e habilidades linguísticas necessárias ao exercício profissional e ao convívio social, devendo o candidato demonstrar conhecimentos no nível do texto e das unidades linguísticas. Por essa razão, não será exigida simplesmente a memorização de nomenclaturas e de definições, mas a reflexão sobre o uso da língua em situações variadas de comunicação.
    Assim, espera-se aferir domínio de:
    1. Conhecimentos textuais:
    1.1. Ler textos literários e/ou não-literários, identificando seu tema.
    1.2. Estabelecer relações entre tópicos e sub-tópicos;
    1.3. Relacionar informações constantes no texto com conhecimentos prévios, identificando opiniões, valores implícitos, pressuposições e situações de ambiguidade ou de ironia;
    1.4. Relacionar as diferenças de uma mesma informação, divulgada por diferentes fontes, à produção de diferentes efeitos de sentido;
    1.5. Relacionar uma informação identificada no texto com outras informações oferecidas no próprio texto ou em outro texto;
    1.6. Relacionar informações verbais do texto com informações de ilustrações, fotos, gráficos, tabelas ou esquemas;
    1.7. Fazer inferências e estabelecer relações entre partes de um texto;
    1.8. Reconhecer características próprias de um texto narrativo, argumentativo, descritivo, nos mais variados gêneros textuais;
    1.9. Identificar tese, argumentos, contra-argumentos e refutação de um texto argumentativo;
    1.10. Organizar textos com base no encadeamento de suas partes.
    2. Conhecimentos linguísticos
    2.1. Avaliar a adequação ou a inadequação de determinados registros em diferentes situações de uso da língua (modalidade oral e escrita, níveis de registro linguístico e variação linguística);
    2.2 Estabelecer relações de sentido no texto: sinonímia, antonímia, polissemia e paráfrase;
    2.3 Usar, adequadamente, a regência verbal e nominal e a concordância verbal e nominal;
    2.4 Usar, de forma adequada, a ortografia, a pontuação e a acentuação gráfica;
    2.5 Analisar o funcionamento das classes de palavras no texto;
    2.6 Analisar a oração e seus constituintes: ordem e relações sintáticas e semânticas.
    Esse é o raio X para quem via enfrentar ENEM, concursos etc.
    Por favor após as suas considerações, faça um comentário sobre o programa e nos dê algumas orientações.
    Atenciosamente,
    Joamingos.

    Responder

Deixe um comentário

© 2012-2019 Canal do Ensino | Guia de Educação

Voltar para o topo