Você está aqui:Home » Dicas » Intercâmbio » Intercâmbio: 10 mitos e verdades sobre estudar no exterior

Intercâmbio: 10 mitos e verdades sobre estudar no exterior

Olá, leitor!

Intercâmbio é o termo que designa um programa de atividade, realizado por estudante que viajam para outros países com o objetivo de aprender ou aprimorar uma nova língua, além de conhecer novas pessoas e culturas.

Muitas pessoas sonham em fazer um intercâmbio, mas existem muitos mitos que desestimulam esses estudantes a buscarem mais informações sobre esse tipo de troca de experiência em outros países.

Para comprovar que muitos desses mitos não são reais, nós do Canal do Ensino, preparamos uma lista com os 10 principais mitos sobre intercâmbio e vamos desvendar agora mesmo para você.

10 mitos e verdades que você precisa conhecer

intercambio

1º mito: É muito caro, só quem tem muito dinheiro pode fazer intercâmbio

Essa é uma grande mentira. A verdade é que os custos do intercâmbio irão depender do tempo e lugar que vai escolher. Se você não tem muita condição financeira, pode escolher um programa com um tempo de duração mais curto e para um país em que os custos não são tão altos.

Por exemplo, realizar intercâmbio para algumas cidades do Canadá é mais barato do que ir para os Estados Unidos ou Inglaterra. Além do mais, você pode comprar sua passagem de avião com antecedência, e por trecho, assim os custos ficam ainda menores.

Outra opção que vai fazer você economizar muito durante seu intercâmbio, é ficar na casa de famílias de acolhimento ao invés de ficar em hotel, além da economia, você vai conviver com pessoas nativas desses países e aprender muito mais sobre seus costumes e cultura.

2º mito: Existe limite de idade para fazer intercâmbio

Esse é outro mito que precisa ser desmistificado, pois, não existe um limite de idade para se fazer um intercâmbio. Basta que tenha a vontade de ir para outro país estudar, embarque nessa viagem!

Há escolas especializadas que oferecem cursos para pessoas que já são formadas e que desejam aperfeiçoar os seus conhecimentos em sua área de atuação, ou ainda melhorar seu inglês, e certamente fazer um intercâmbio é a melhor opção.

Dessa forma, se você tem 18 ou 40 anos, não importa, qualquer pessoa de qualquer idade, pode fazer intercâmbio.

3º mito: Eu consigo aprender inglês sozinho

Hoje em dia, existem diversos recursos que nos permitem aprender não apenas o inglês, mas qualquer outro idioma sozinho. Além disso, há pessoas que são autodidatas e conseguem aprender qualquer coisa com muita facilidade.

Mas todos sabem que a melhor forma de aprender um outro idioma é através da conversação, pois, assim é possível treinar a pronuncia e enriquecer o vocabulário, além de permitir a interação com outras pessoas.

Quando você decide fazer um intercâmbio, além de treinar a pronúncia e enriquecer seu vocabulário, você ainda irá aprender termos e gírias regionais que geralmente não são ensinados nas escolas de idiomas.

Então, esqueça essa história de que você aprende inglês sozinho. Em partes você pode até estar certo, mas concorda que conversar com pessoas diferentes, é muito melhor para o seu aprendizado?

4º mito: Aulas individuais são mais eficientes

Esse mito é praticamente um complemento do mito anterior. Você tem condições de pagar aulas particulares e individuais? Isso é excelente, pois, o professor pode prestar mais atenção e corrigir a pronúncia, coisa que pode acontecer com as aulas em grupo mas não com o mesmo impacto.

Entretanto, quando você faz aulas em grupo durante um intercâmbio, você “treina o seu ouvido”, e aprende a ouvir o inglês ou outra língua, com outros sotaques, o que melhora ainda mais os seus conhecimentos desse novo idioma.

Essa também é uma forma eficiente de aumentar sua confiança durante a conversação em outra língua, afinal, todos sabemos que quando estamos aprendendo um novo idioma, o medo de falar errado, sem concordância é muito grande.

5º mito: Se eu fizer intercâmbio me sentirei sozinho e vou correr o risco de entrar em depressão

Quando você entrou na escola, na faculdade, em um emprego novo, você se sentiu sozinho e quase teve depressão? Não né? Isso porque você conheceu, interagiu e fez novas amizades nesses ambientes.

E por que durante o intercâmbio isso também não pode acontecer? Será que essa história de ficar sozinho não é apenas medo do novo?

Por que você não pensa de outra forma? Fazendo um intercâmbio você terá grandes oportunidades em sua vida, fará novos amigos, conhecerá contatos profissionais valiosos, conhecerá histórias e realidades diferentes do mundo em que vive. Pensando dessa maneira, certamente não sobrará espaço para depressão ou qualquer outro sentimento negativo.

6º mito: Durante o intercâmbio vou estudar o tempo todo, é impossível conhecer outras pessoas e culturas

Não, você não passará 24 horas por dia dentro de uma escola. Você terá tempo livre para conhecer a cidade que ficará hospedado, terá os finais de semana livres para passear, e conhecer outras pessoas além daquelas que estão em sua sala de aula.

Além disso, quando vai contratar uma escola para fazer intercâmbio, é você quem determina o tempo que deseja estudar, se quer determinado período ou tempo integral. Você não é obrigado a ficar na escola em regime de internato, tudo vai depender do seu objetivo durante o intercâmbio.

7º mito: Para aprender inglês terei que ficar pelo menos 1 ano fora do Brasil

Claro que quanto mais tempo puder ficar fora do país em intercâmbio, mais fluente ficará no inglês, ou na língua que está estudando, mas o tempo não é o único fator que vai determinar a qualidade do seu processo de aprendizagem.

A dedicação sim é o principal fator. De repente, você pode ficar apenas um mês fora do país porque está de férias em seu emprego, por exemplo, mas se você viajar focado e determinado a aprender, você poderá ficar muito mais fluente do que aquele que ficou 1 ano fazendo intercâmbio.

8º mito: Meus pais não me deixam atravessar a rua sozinho, imagine ir para fora do país

Isso é mais do que normal, afinal, qual pai e mãe não se preocupa com seus filhos? Mas eles vão entender que esse é um grande passo para o seu desenvolvimento pessoal e para seu futuro, isso porque, muitas empresas levam em consideração pessoas que fizeram intercâmbio durante o processo de seleção.

Se você fez pelo menos 1 mês de intercâmbio, suas chances de contratação aumentam consideravelmente, sabendo disso, com certeza seus pais vão entender e permitir que viaje para fora do Brasil para fazer um intercâmbio.

9º mito: Eu já tenho um nível de inglês avançado, não preciso fazer intercâmbio

Pelo contrário! Agora que você está em um nível avançado de inglês é que você precisa colocar em prática, e começar a falar nos países em que a língua é fluente. Além disso, o seu inglês pode até ser avançado, mas você conhece sotaques e gírias locais?

Por que não aproveitar essa oportunidade para treinar e melhorar ainda mais sua fluência no inglês. Isso poderá render promoções em seu trabalho, por exemplo, ou melhores oportunidades de emprego até mesmo fora do Brasil, se desejar.

10º mito: Só pode fazer intercâmbio quem contrata agência especializada

De forma alguma! Você pode muito bem contratar a escola, comprar suas passagens e buscar um hotel ou uma casa de família acolhedora de maneira independente. Contratar uma agência de intercâmbio é apenas uma forma de facilitar sua vida e evitar a dor de cabeça de ficar procurando item por item.

Além disso, se você pretende economizar, contratar uma agência de intercâmbio não te permitirá fazer isso, pois, obviamente terá que pagar um taxa pelo serviço prestado pela empresa.

>> Aprenda como Planejar um Intercâmbio do Zero em 3 Semanas

Quais as melhores agências de intercâmbio?

Se você prefere optar por contratar uma agência de intercâmbio, mas não sabe qual escolher, nós do Canal do Ensino preparamos uma lista com as 5 melhores agência de intercâmbio que existem no Brasil.

  • Egali: é uma empresa criada em 2007, e que tem ótima reputação e avaliação no site Reclame Aqui. Ela oferece cursos em 10 países diferentes, e em cidades como New York
  • STB: essa é uma escola mais tradicional também com excelente avaliação. Nela você pode fazer cursos em instituições de ensino como Kaplan, Navitas English, ILSC e Embassy.
  • Global Studya agência também é nova no mercado, mas a grande maioria dos seus clientes já aprovam o seu atendimento. O seu custo para intercâmbio é relativamente baixo, e no valor estão inclusos material didático, acomodações e testes.
  • Bex: a Bex está no mercado de intercâmbio desde 1992, e você pode escolher entre 22 países para estudar um novo idioma. A Bex é associada da Belta (Brazilian Educational & Language Travel Association), uma associação que reúne as principais agências brasileiras que trabalham com intercâmbio e que é reconhecida internacionalmente.
  • Experimento: a Experimento é uma agência procurada tanto por estudantes de intercâmbio, quanto por pessoas que buscam fazer cursos profissionalizantes fora do Brasil.

Você já fez intercâmbio? O que achou? Divida conosco a sua experiência.

Compartilhe esse artigo com seus amigos!

Até logo!

Deixe um comentário

© 2012-2018 Canal do Ensino | Guia de Educação

Voltar para o topo