Você está aqui:Home » Livros Grátis » Medicina e Saúde » INCA oferece cartilha on-line gratuita sobre prevenção ao câncer de próstata

INCA oferece cartilha on-line gratuita sobre prevenção ao câncer de próstata

Olá, leitor(a)!

O mês de novembro é um período muito importante para a saúde masculina devido às ações de combate ao câncer de próstata. Por isso, o Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (INCA) disponibilizou uma cartilha on-line gratuita com todas as informações necessárias sobre esse tipo de câncer.

Assim como o Outubro Rosa, o Novembro Azul mobiliza milhares de pessoas, de diversas partes do mundo, para promover a conscientização acerca do câncer, mas neste caso o de próstata. A cartilha do INCA é uma das iniciativas que acontecem em vários países e e é importante para quebrar o tabu que existe em torno desses cuidados, especialmente no Brasil.

História do Novembro Azul

O movimento do Novembro Azul é conhecido mundialmente como Movember, mistura das palavras mustache (bigode) e november (novembro). O bigode e a cor azul são os símbolos da campanha que surgiu no começo do século XXI.

Movember teve início em 2003, na Austrália, quando os amigos Travis Garone e Luke Slattery aderiram ao bigode – que estava fora de moda na época – enquanto se divertiam em um bar. Inspirados pela campanha da mãe de um amigo, que arrecadava dinheiro para o combate ao câncer de mama, eles decidiram associar o bigode com a conscientização da saúde masculina.

Novembro foi o mês escolhido para manter o bigode e criar a associação, pois no dia 17 do mesmo mês é comemorado o Dia Mundial do Combate ao Câncer de Próstata. Em 2004, surgiu a Movember Foudation, organização sem fins lucrativos que visa arrecadar fundos para o combate ao câncer de próstata.

Desde então, o movimento ganhou mais participantes e se espalhou para mais de 20 países. No Brasil, ele chegou em 2008 por meio de ações do Instituto Lado a Lado pela Vida, em conjunto com a Sociedade Brasileira de Urologia (SBU).

INCA oferece cartilha on-line gratuita sobre câncer de próstata

Fonte: Reprodução

Novembro Azul no Brasil

Segundo dados do INCA, o câncer de próstata foi o mais comum entre homens brasileiros em 2020, totalizando 29, 2% dos novos casos, o que representa pouco mais de 65 mil casos da doença. No ano anterior, esse tipo de câncer foi o segundo que mais causou óbitos entre homens, representando 13,1% dos casos.

Um dos grandes problemas que o Brasil enfrenta durante as campanhas é o tabu presente em um dos exames realizados para detectar a doença, o toque retal. Nesse tipo de exame, o médico verifica se há anomalias na próstata.

Contudo, há um grande preconceito na sociedade brasileira com relação a isso. Um dos focos das campanhas do Novembro Azul é justamente quebrar esse estigma.

Esse tabu pode comprometer seriamente o tratamento, uma vez que ele é mais eficaz e fácil de fazer quando a doença é diagnosticada precocemente. Além do exame de toque, também é realizado o PSA, um exame de sangue que detecta alterações nas células da próstata.

Cartilha on-line e gratuita

A cartilha tem o objetivo de mostrar os métodos de prevenção, identificação e tratamento do câncer de próstata. Ela também vai ressaltar a importância do diagnóstico precoce da doença, porque aumenta as chances de cura.

O material foi produzido pelo INCA em parceria com o Ministério da Saúde e conta com ilustrações para facilitar a compreensão do leitor(a). O conteúdo é 100% gratuito e você pode acessá-lo por meio deste link.

INCA e suas ações

Criado em 1937, o Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva é o órgão do Ministério da Saúde responsável por desenvolver ações e prestar atendimento tendo em vista o controle e a prevenção do câncer no Brasil. Ele coordena várias ações pelo país e possui o parque de diagnóstico mais moderno da América Latina.

INCA também possui forte atuação internacional, apoiando políticas públicas para o intercâmbio de conhecimento. Além disso, também participa de várias iniciativas internacionais, como a Agência Internacional de Pesquisa em Câncer (Iarc) e a União Internacional para o Controle do Câncer (UICC). Para saber mais sobre o Instituto, clique aqui.

Vamos ajudar ampliando o contato das pessoas com esse conteúdo? Compartilhe este texto com os(as) amigos(as) nas redes sociais!

No Canal do Ensino, leia também:

Até o próximo texto!

comentários (1)

  • Francisco Teodorico Pires de Souza

    O mesmo INCA que alertou que não há evidência científica de que o rastreamento do câncer da próstata traga mais benefícios do que riscos? Que não recomendava(?) a realização de exames de rotinas com essa finalidade?

    A taxa de sobrevivência dos homens com diagnóstico precoce é praticamente IGUAL à dos que não fizeram o exame de toque retal.

    Responder

Deixe um comentário

© 2012-2019 Canal do Ensino | Guia de Educação

Voltar para o topo