Você está aqui:Home » Dicas » Estudantes » Guia detalhado para passar no Exame da OAB utilizando a internet

Guia detalhado para passar no Exame da OAB utilizando a internet

Olá!

Você está preparado para a próxima avaliação da OAB? Essa pergunta causa até um frio na barriga, não é verdade?

Mas, não se preocupe. Longe dos macetes e truques disseminados na internet, nós pesquisamos e elaboramos dicas com bastante substância para você não buscar por atalhos, mas sim, se preparar de verdade com foco e determinação. E o melhor disso é: preparação de qualidade e economia de tempo.

Em todos esses anos de produção de conteúdo destinados à educação brasileira, vimos de tudo e isso nos auxiliou na produção de conteúdos coerentes para cada situação: ENEM, Concursos Públicos, vestibulares e outros. Sabemos que existem tipos de estudos e estudantes, e também compreendemos que sempre há algo em comum entre eles e você.

A nossa pesquisa consiste em reunir dicas em comum que dão certo com todos os estudantes que tem um foco em específico, a estudos específicos (como é o seu caso, que pretende passar na OAB) e dicas específicas para que os estudantes enfrentem essas etapas com inteligência emocional. Vale salientar que muitos perdem tempo e erram questões valiosíssimas, não pelo despreparo mas, principalmente, pelo desespero que cega.

Como é estruturado o exame da OAB?

estudar-em-casa-oab

Diante de tanta matéria vista no decorrer do curso de Direito, é comum que você pense e até fique em dúvida sobre qual estrada dessa área seguir.

Informações sobre a 1ª fase

A primeira fase é aquela que mais amedronta os candidatos, isso porque se trata de uma concentração de matéria acumulada em 5 anos de estudos e que precisa ser vista e relembrada.  Além de tudo, é onde está a seleção mais rigorosa e por esse motivo, muitas reprovações são susceptíveis. Mas, isso não é motivo de preocupação e sim, de superação. Afinal de contas, desde o início do curso você já sabia que deveria passar por isso, então cabeça erguida e nada de medo.

A aprovação na primeira fase é muito importante e tem um super peso na decorrência dos quadros da OAB. Portanto, um roteiro de estudos muito bem planejado e claro é o ideal para garantir que a primeira etapa ocorra melhor que o esperado.

Agora vamos ao que interessa, a estrutura do exame da OAB. São 80 questões objetivas distribuídas em 17 matérias do Direito, que são:

  1. Direito Administrativo;
  2. Direito Ambiental;
  3. Direito Civil;
  4. Direito Constitucional;
  5. Direito do Consumidor;
  6. Direito do Trabalho;
  7. Direito Empresarial;  
  8. Direito Internacional;
  9. Direito Penal;
  10. Direito Tributário;
  11. Direitos Humanos;  
  12. Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA);
  13. Ética profissional;  
  14. Filosofia do Direito;
  15. Processo Civil;
  16. Processo do Trabalho;
  17. Processo Penal.

É importante saber que para passar à próxima etapa é necessário chegar em até 50% de acertos, ou seja, marcar 40 vezes as opções corretas. Cada disciplina tem seu peso estabelecido de acordo com o seu grau de importância.

A prova dessa primeira fase deve ser resolvida em um tempo máximo de 5 horas. Os links dispostos no tópico acima traz os principais resumos de questões que mais caem no exame da OAB. A partir desses resumos é possível começar a se organizar para os estudos. Então, pegue nota de tudo, no decorrer desse conteúdo vamos te ajudar a planejar os seus estudos para diminuir o sacrifício e aumentar a eficiência e produtividade em seus estudos. Mas, por enquanto, vamos para a segunda fase do exame.

intensivao-oab

Informações básicas sobre a 2ª Fase

Na segunda fase do exame da OAB, se avalia as tendências vocacionais do graduado conforme a área que ele deseja proceder profissionalmente. Ao contrário da prova da primeira fase, esta é feita com atributos dissertativos. É estruturada da seguinte forma:

  • 1 Peça prático-profissional / 5 pontos
  • 4 Questões dissertativas / 1,25 pontos

Para alcançar a aprovação na 2ª etapa do exame da OAB é necessário obter 6 pontos, no mínimo. A prova tem duração de 5 horas e é permitido ( com ressalvas) o uso e consulta do Vale Mercum para resolução das questões. Leia atentamente o EDITAL para não ocorrer nenhum equívoco quanto aos procedimentos, inclusive no que diz respeito as permissões de consulta.

Vale a pena conferir exemplos de provas resolvidas com o espelho de correção, para ter ideia de como são projetadas os exames da 2ª fase.

Como se preparar para o exame da OAB 2018?

Para se preparar par o exame da OAB 2018, as premissas são: vencer bloqueios mentais, inteligência emocional, atenção a provas anteriores e fazer um excelente plano de estudos. Então, pense bem nessas 4 coisas fundamentais, que elas irão garantir a sua aprovação.

Sobre vencer os bloqueios, podemos dizer que quando não usamos o bom senso e limpeza mental, passamos a enfrentar atos que não fazem parte da realidade, como fracasso antecipado e certezas negativas. Portanto, seria de bom proveito antes do inicio do planejamento de estudos e de mergulhar fundo nas matérias, analise e faça o seu próprio Mindset, certamente será de grande auxílio nos momentos que antecedem a preparação por si.

Mindset feito, é hora de passar para o próximo pensamento. Que é o seguinte: ” Esta triste, estude. Está desanimado, estude. Está desmotivado, estude! Aconteça o que acontecer, tenha o estudo como cura.” Isso o fará manter-se em dia com a inteligência emocional e também com a continuidade nos estudos. Usando essa pequena frase como fórmula para inteligência emocional, será possível vencer todos os bloqueios.

Agora, apresentaremos uma técnica de estudos que surgiu de pesquisas realizadas e publicadas pela Psychological Science In The Public Interest, revista científica. Se trata de um método de estudos que garante a aprendizagem através de 10 técnicas de excelência no aprendizado. São elas:

  1. Prática distribuída: Distribui as matérias a serem estudadas no decorrer do tempo, é importante um plano cronológico de estudos.
  2. Intercalar diferentes disciplinas: A rotação de matérias garante a diminuição da fadiga e auxilia na compreensão, isso porque promove o entendimento holístico, o ponto onde as disciplinas se encontram.
  3. Testes práticos: São simuladores de conhecimento e servem para medir a aprendizagem, é 2 vezes mais eficiente que as demais técnicas.
  4. Auto-explicação: Explicar a si mesmo os conceitos mais complexos é uma excelente dica para memorizar as respostas corretas.
  5. Interrogação Elaborativa: No decorrer dos estudos é importante buscar respostas para as seguintes perguntas de cada contexto: “O que é?” Como aconteceu?” “Quando?” “Quem?” “Por quê?” Dessa maneira se faz uma investigação conceitual, e fica mais fácil de aprender.
  6. Resumos: Resumir apenas pontos importantes é um excelente exercício para a memória.
  7. Visualização: Consiste em imaginar imagens daquilo que se lê, como se estivesse realizando a leitura em fatos reais, como se ali estivesse acontecendo e você poderia vivenciar aquela leitura.
  8. Mnemônico: Diz respeito a memorização de determinadas partes contextuais. Por exemplo: SoCiDiVaPlu, para decorar o 1º artigo da Constituição. É sobre o uso de palavras e termos-chave de um conteúdo.
  9. Releitura: Principalmente sobre as leis, sempre que estiver um tempo, aquele tempinho de preguiça, faça dela uma preguiça produtiva. Releia resumos, legislação, ou tudo o que precisa ser decorado.
  10. Grifar: Mesmo que pouco efetivo, grifar facilita a ação de reler e auxilia na gestão do tempo.

Vai começar do zero os seus estudos? Esteja atento à organização!

  • Planeje o ambiente de estudos;
  • Elabore um cronograma de estudos;
  • Faça resumos, observações e anotações após leituras e estudos pontuados, aulas e vídeo aulas;
  • Faça exercícios todos os dias
  • Classifique e categorize seus resumos e mapas mentais para facilitar estudos posteriores e nos momentos que antecedem a prova.
  • Sistematize, configure e otimize o seu plano de estudo periodicamente;
  • Experimente a técnica Pomodoro;
  • Aprenda sobre o gerenciamento do tempo;
  • Não exagere jamais.

Gerar profunda conexão com o conteúdo a ser estudado será sempre a melhor dica que podemos dar à você. Assim você será capaz de aproveitar o máximo da matéria.

Você sabe como relacionar o material para estudar para o exame da OAB?

A primeira coisa que podemos dizer é que, ainda relembrando os estudos da revista científica Psychological Science In The Public Interest, aponta que os teste práticos são os que oferecem maior chance de aprendizado. Porém, para estudar tome como base todas as provas anteriores do exame da OAB. Tire um tempo diário para se aprofundar, conhecer e estudar todas as nuances que cada questão trata.

Não exagere nas matérias, nem acumule muita coisa. O mais correto é estudar com as provas e a partir delas ir buscando artigos específicos para tirar dúvidas. Não esqueça de fazer anotações, observações e questionamentos sobre a prova. Ela será o eixo fundamental para os seus estudos e apenas o que você precisa. Portanto, nada de exageros. Menos é mais.

Acompanhe vídeo-aulas com os melhores professores da área de direito, que dão aula especificamente para o exame da OAB. Acompanhe o Canal Saber Direito.

Para garantir a sua aprovação a primeira coisa que se deve meter na mente é que ninguém melhor do que você mesmo pode ser capaz de lhe motivar e o tornar hábil. A conquista da tão aguardada carteira da Ordem dos Advogados é o primeiro passo de muitas conquistas. Junto com a aprovação, não só estará disponível a habilitação para a advocacia, como também o autoconhecimento sobre a sua aptidão natural em alcançar objetivos.

Gostou do nosso guia? Não esqueça de validar com o seu like!

Até a próxima!

Deixe um comentário

© 2012-2017 Canal do Ensino | Guia de Educação

Voltar para o topo