Você está aqui:Home » Concursos & Empregos » Concursos » Guia de planejamento financeiro para concurseiros

Guia de planejamento financeiro para concurseiros

Olá Concurseiros!

Muitos concurseiros e estudantes estão descobrindo os custos de continuar a investir em sua educação para ser aprovado num exame concorrido.

Além de se preocupar com os editais e muitas horas resolvendo questões de concurso os estudantes descobrem que há mais coisas para planejar e cuidar além das notas dos simulados.

Preparamos dicas especiais para os estudantes que estão nessa fase, formas criativas para pagar as mensalidades de cursinhos preparatórios e se preparar para fazer as provas, e até mudanças de cidades.

Há muitas opções disponíveis e aprender a organizar as finanças é essencial não só para investir neste sonho como em toda a vida profissional e pessoal. Esperar até depois da aprovação num concurso publico para se preparar para assumir um cargo em uma nova cidade ou longe de sua residência, ou dedicar meses nos estudos pode fazer com sua reserva financeira se esgote, alias, nem todos concurseiros fazem uma reserva financeira para investir neste sonho.

Confira o guia completo de planejamento financeiro que irá garantir que seu dinheiro seja mais bem gasto e se prepare para assumir seu cargo publico.

Organize seu orçamento pessoal

Planejamento_financeiro_para_controle_concursos_concursos_concurseiros_concursos_publicos_controle_financeiro_financas_pessoais_organizacao_finanças_dinheiro_educacao_financeira_Prancheta 1

Há várias planilhas e até aplicativos que auxiliam na hora do controle do orçamento domestico ou orçamento pessoal. Pesquise por algo simples e que não roube tempo de suas horas de estudos e preparação para os concursos públicos, afinal o seu foco é esse.

Reserve pelo menos 1 dia na semana para organizar suas contas e lançar os dados no seu controle financeiro, com o tempo ficará mais fácil e poderá fazer esse controle a cada 15 dias ou até mesmo mensalmente. O importante é manter uma periodicidade de controle para manter suas contas em dia.

Os dados e informações que irá organizar na sua planilha de orçamento serão:

  • Receitas brutas e ganhos de dinheiro mensal ou eventualmente e a receita líquida do período, isto é, a receita bruta descontada taxas e impostos, como o imposto de renda;
  • Despesas: moradia como aluguel, IPTU, financiamento imóvel, contas de água, luz, telefone, gás, telefones e celulares, transporte, seguro carro, IPVA, estacionamento, plano de saúde, farmácia, dentista, itens de higiene pessoal e cuidados pessoais, alimentação, restaurantes, cafés, lazer, mensalidades de escolas, faculdade, cursos, material, etc.

Após organizar e lançar esses dados, você terá o seu “Saldo mensal”, subtraindo do valor da “Receita Líquida” o valor total das suas “Despesas”:

  • Saldo financeiro mensal = (Receita líquida mensal) – (Despesa total mensal)

Se o seu saldo ao final do mês estiver positivo, esse dinheiro que está “sobrando” poderá ser utilizado para você investir em seus sonhos, incluindo se preparar para conquistar sua aprovação num concurso publico concorrido. É importante ter esse hábito para avaliar se poderá tomar decisões de compras, consumo e aumentar despesas sem comprometer suas contas ou se precisa reduzir o consumo e economizar mais para não ficar no “vermelho”.

Veja nos próximos tópicos como você poderá investir as sobras para planejar sua vida de concurseiro.

Avalie o cenário geral dos concurseiros

O custo da educação está aumentando, mas os concurseiros devem ter em mente que cada cursinho preparatório é diferente e também os custos de vida de cada pessoa.

As taxas de matrícula e de mensalidade variam de uma escola para a outra, por isso é importante que o estudante estabeleça metas de Concursos Públicos, decida um foco principalmente pelos cargos que deseja concorrer para escolher um cursinho que se aprofunde na área preferida e, em seguida, comece a comparar diferentes programas, materiais e índices de aprovação para optar por uma instituição que traga o melhor retorno e tenha a melhor custo x benefício.

Os concurseiros devem ter uma boa ideia de quanto precisarão de dinheiro principalmente nos custos seguintes durante a fase de preparação e provas, estimando as despesas mensais e também as eventuais . Estas despesas devem ser somadas com suas atuais despesas fixas que apontamos no tópico anterior (moradia, transporte, refeições, telefone etc).

Despesas mensais com preparação para concursos:

  • Mensalidades cursinho preparatório;
  • Apostilhas e livros didáticos;
  • Assinaturas de portais, aplicativos e outros materiais;
  • Transporte e deslocamento para estudar;
  • Refeições;
  • Outros materiais para estudar ou de suporte;

Despesas eventuais com exames e provas:

  • Passagens e transporte para viagens e realização de provas;
  • Hospedagem em hotéis durante temporada de provas em outras cidades;
  • Refeições durante temporada de provas;

É importante avaliar o cenário geral de quanto custará sua preparação e estimar por quanto tempo irá estudar para simular o impacto no seu orçamento mensal e quanto dos seus ganhos será investido nesta fase.

Avalie se poderá investir num cursinho ou se irá optar por cursos para concursos online, ou ainda se irá estudar sozinho de graça pela internet.

Poupança e investimentos

As contas de poupança ou títulos de renda fixa são um dos principais métodos que os concurseiros podem utilizar para investir no sonho da aprovação e nesta fase de transição com mais tranquilidade sem prejudicar o orçamento mensal e sua qualidade de vida.

Estudantes, pais e avós educados financeiramente muitas vezes começam a poupar para a educação universitária de uma criança enquanto ainda ela é ainda um bebê. Existem várias maneiras de economizar para a faculdade, porém poucos pensam da mesma forma para os concursos públicos e os estudantes chegam nesta fase sem uma reserva financeira suficiente.

Porém a formula é mesma e inclui o investimento em longo prazo para formar uma boa reserva financeira como em uma conta de poupança, ou outro tipo de aplicação que segundo consultores financeiros geram até mais juros e retorno que a poupança, por exemplo, títulos do tesouro direto e fundos de renda fixa.

O recomendado para um planejamento financeiro para concurseiros que ainda não tem uma reservas destas é optar por construir uma suficiente para etapa de conquista, isto é, para se sustentar pelo menos no seu período de preparação.  E caso opte por prestar provas de editais fora do seu domicílio e esteja disposto a mudar de cidade avalie também os custos para isto e aumente a reserva para bancar seu custo de vida por mais tempo.

Se você ainda não tem a reserva para prestar um concurso e fazer essa transição na sua carreira a sua principal necessidade é poupar um pouco agora, adotar iniciativas para reduzir seus custos mensais e investir a sobra do saldo mensal com rentabilidade, escolher um investimento com liquidez para ter o dinheiro na mão em caso de necessidade.

Converse com sua família, pesquise opções no seu banco e também em corretoras para discutir suas opções, pois nunca é tarde demais para começar um investimento. Procure produtos financeiros que ofereçam menores taxas de administração, rendam mais no menor tempo e também ofereçam liquidez, isto é, aplique seu dinheiro em investimentos que possa resgatar a qualquer momento. Certifique-se de que os investimentos sejam segurados pelo Fundo Garantidor de Crédito (FGC) para proteger suas finanças.

Confira a seguir como construir essa reserva financeira de emergência e fazer esta etapa importante do seu planejamento financeiro.

Construa uma reserva financeira

Consultores financeiros, como Gustavo Cerbasi, autor de vários livros de educação financeira, incluindo o livro “Como organizar sua vida financeira” ensina que uma reserva deve ser construída e mantida ao longo da vida de uma pessoa com o objetivo de manter o padrão de consumo até que o orçamento se normalize.

Cerbasi chama essa reserva de Patrimônio Mínimo de Sobrevivência (PMS) e que este dinheiro será utilizado somente em casos de emergência sendo recomendado que seja correspondente a pelo menos 6 vezes seu consumo mensal. Então:

  • PMS = 6 x (Gasto médio mensal do concurseiro e família)

Ele também recomenda a construção da reserva de segurança, chamado por ele de Patrimônio Mínimo Recomendado (PMR). No caso dos concurseiros seria ideal construir a reserva de PMR para manter sua vida durante todos os meses de preparação para as principais provas e também a fase de transição até assumir o cargo quando finalmente for aprovado. Neste cenário dos concursos e mudanças na carreira a reserva financeira recomendada é corresponde a 12 vezes do seu custo de vida mensal, caso você estime precisar de mais tempo para estudar e se preparar o ideal seria uma reserva de 20 vezes do seu consumo mensal. Sendo então, o PMR:

  • PMR = 12 x (Gasto médio mensal do concurseiro e família)

Ou

  • PMR = 20 x (Gasto médio mensal do concurseiro e família) para período de preparação maior.

Este tipo de reserva financeira deve ser utilizado somente em emergências, como acidentes com carro, custos médicos, reformas de emergência em casa, desemprego etc.

Por isso se você decidiu prestar um concurso publico e investir neste sonho prepare seu plano considerando uma reserva de segurança maior, para ter um fundo de emergência e também uma reserva de dinheiro para sua fase de preparação.

Este cuidado é essencial para te dar mais tranquilidade já que para alguns tipos de concursos mais concorridos exigem um prazo de preparação maior do que dois anos ou até mais. Dessa forma avalie a sua necessidade de construir uma reserva de segurança com prazos maiores, adapte a formula e para saber o quanto precisa de reserva, considere:

  • PMR = (Prazo estimado de preparação em meses) x (Gasto médio mensal do concurseiro e família)

Acelere seu progresso financeiro com boas iniciativas

Além da organização do seu orçamento mensal e das suas contas é importante fazer uma reflexão sobre seus gastos mensais, adote ações diferentes, confira algumas sugestões:

  • Eliminar despesas extras e despesas de menor relevância para você e sua família;
  • Vender bens que não utilizam mais em brechós, feiras e leilões virtuais;
  • Adotar um custo de vida menor;
  • Trocar carro por um mais econômico;
  • Fazer serviços para gerar uma renda extra como aulas particulares, manutenção de computadores, digitação, consultorias, e outras atividades que possua conhecimento e habilidade para complementar a renda e construir reserva;
  • Fazer cursos, ler livros e acessar conteúdos para investir em educação financeira;

Cuidar do próprio dinheiro não é uma tarefa fácil principalmente para quem está nesta fase e precisa encarar uma jornada de estudos exaustiva para enfrentar concursos e testes concorridos.

Por isso é importante aprender a organizar seu orçamento domestico e identificar os pontos que podem ser melhorados para ter uma renda que dê segurança para investir na sua preparação e conquista de seus sonhos, afinal após a aprovação num concurso esse aprendizado financeiro continuará sendo muito útil para manter sua qualidade de vida e realização de outros sonhos.

Sucesso!

Até breve!

Deixe um comentário

© 2012-2018 Canal do Ensino | Guia de Educação

Voltar para o topo