Você está aqui:Home » Dicas » Estudantes » Grupo de estudo: como estudar nas férias

Grupo de estudo: como estudar nas férias

Olá, leitor!

As férias chegaram e nada melhor do que manter o ritmo nos estudos. Principalmente se você almeja o vestibular ou pretende conseguir uma vaga em um concurso público. Neste sentido, formar um grupo de estudos pode auxiliar você a conseguir a tão sonhada aprovação!

Mesmo que as férias tenham chegado, sempre tem aqueles estudantes que não abandonam totalmente a rotina de estudos. E isso é válido até para conseguir manter o foco. Se você conseguir formar um grupo de estudos bem focado, com muita disciplina as chances de aprender são muitas.

Confira a seguir mais informações relevantes!

Como formar o grupo?

Grupo-de-estudo

Antes de pensar em formar um grupo, é preciso verificar quem não vai viajar, e buscar saber se o estudo em grupo pode ajudar as pessoas interessadas em formar um grupo de estudo. Este grupo pode ser decorrente de colegas da escola, cursinho pré-vestibular e até cursinho para concurso.

Depois de saber a lista de interessados procure verificar quais são as prioridades de todos no estudo, ou seja, o que busca com o estudo em grupo, e se eles vão conseguir auxiliar e tirar dúvidas, e se comprometer com os encontros estipulados.

Para quem for convidar, seja criterioso e não convide seu amigo que você sabe que não está interessado em estudar, ele pode acabar atrapalhando a rotina de aprendizagem de ambos. É preciso deixar bem livre o convidado a dizer não quando não puder ou não se interessar pela proposta do estudo em grupo.

Para formar o grupo e criar uma boa relação de comunicação, vale criar uma lista de contatos pelo telefone, para que ambos troquem informações relevantes e que possa ser um meio de marcar os encontros.

Estipule regras

Para que o grupo de estudos não atrapalhe a rotina de ambos, é importante o grupo ter um foco, cumprir algumas regras, pois do contrário, se essas não existem pode sim o grupo se tornar de diversão e os estudos ficam de lado.

Primeiro defina o número de participantes. O ideal é que a sua composição seja de três a seis pessoas, mais que isso pode atrapalhar. Muitas pessoas em um mesmo grupo podem gerar confusão e atritos. Se for um número realmente grande de pessoas, então esse pode ser dividido em vários grupos. E grupos numerosos, na maioria das vezes, são mais dispersos.

Depois disso, podem até escolher um nome para o grupo. Posteriormente, façam um cronograma com reuniões regulares. E aqueles que não puderem comparecer, que avisem. As datas destes encontros precisam ser aprovadas por todos, para que a grande maioria possa comparecer.

O ideal é que o grupo de estudos não ultrapasse três horas. Pois, a partir disso a mente já fica dispersa, e alguns estão cansados. Já a quantidade de encontros, vai depender da disponibilidade do grupo. Pelo menos uma vez por semana é o ideal. Duas vezes por semana fica ótimo!

Outra dica é eleger um líder. Ele pode tornar o processo de estudo mais dinâmico, organizar a rotina de estudos e também a participação de cada um. Até para não acabar ocorrendo de apenas um integrante falar durante todo o encontro e não dar a voz para outros estudantes.

Grupo de estudo não é de diversão

Há quem não goste dos grupos de estudos, porque eles acabam não focando na rotina de estudos e se tornam mais um grupo de encontro e de diversão. Então saiba que o grupo não foi organizado de forma correta.

Estudar em grupo significa compartilhar conhecimento e ampliar o seu leque de estudos, e não perder algumas horas para se encontrar e rir. Pode até mesmo ser feito um grupo de estudos e depois sair para fazer um programa de lazer.

Só que isso precisa ser bem definido. E se ocorrer de algum integrante não estar acrescentando de forma positiva para o encontro em grupo, é viável pedir para ele se retirar. Por isso, é tão importante pensar em quem serão os membros na hora do estudo.

Uma dica, fique de olho naqueles estudantes que se mostram interessados, e estão abertos a estudar e que podem auxiliar outros colegas com o compartilhamento de sua experiência.

Evitar as distrações

Quando as regras estão claras, as distrações vão acabar não ocorrendo. Por isso, o celular desligado ou no modo silencioso. Se o computador for utilizado, não se distrair com as redes sociais ou olhando os e-mails a toda hora.

Também evitar falar com o colega do lado e deixar o restante do grupo sem saber o que foi falado. Afinal, o grupo é de estudos e não de dupla. Quando for falar, fale baixe e não gritado.

Outro ponto é procurar um espaço ideal para o estudo. Pode ser a sala de uma biblioteca ou a casa de alguém. Mas que não tenham outras pessoas circulando e que possam atrapalhar, com barulho, por exemplo. É importante ter silêncio, uma boa acomodação para todos se sentirem a vontade e conseguirem participar com êxito no grupo de estudo.

Vantagens de estudar em grupo

Uma das vantagens de estudar em grupo é a troca de experiência. Troca de conhecimento, dúvidas, resolução de problemas em grupo são algumas das vantagens de estudar em grupo.

Em vez de tentar resolver um problema em casa sozinho, demorar e ainda não compreender bem, você pode contar com a ajuda de um grupo que tire as suas dúvidas, lhe mostre novos métodos e isso consequentemente vai facilitar a sua rotina de estudo, pois, lhe acrescentou algo.

E você também pode ajudar um colega. É preciso ter humildade e reconhecer suas dificuldades, mas também humildade na hora de ajudar alguém. O objetivo do grupo de estudos é todos se ajudarem a ampliar o seu conhecimento, para que no final o grupo consiga a tão sonhada aprovação.

Identificar as prioridades

Outro ponto é conseguir identificar as prioridades dos membros do grupo. Pode ocorrer, que depois de uma primeira conversa, alguém do grupo perceba que as suas prioridades podem não ser atendidas neste grupo, então o melhor é não participar.

Depois disso, vale também identificar as facilidades e dificuldades de cada um para que ambos possam ajudar aos outros, como também conseguirem ser ajudados.

Ao identificar as prioridades de cada um é bom traçar um método de estudo. Como serão dividas as aulas, como será a participação de cada um no grupo, quais as formas de avaliação, entre outras questões.

Por onde começar?

Depois de formar o grupo, estabelecer o cronograma de encontros é fundamental, deixar anotado o que será estudado em cada dia, ou pelo menos algum assunto. Para que neste dia o grupo chegue com suas dúvidas e juntos possam chegar a uma conclusão.

Em cada assunto que for tratado para ser estudado no próximo encontro, aqueles que tem facilidade ou que entendem melhor do assunto, podem colaborar mostrando seus métodos e sugerindo novas formas de resolver as questões. Isso facilita a compreensão daqueles que tem mais dificuldades.

Outra dica é começar pelas matérias mais difíceis. Assim, quando chega ao final da aula e já não se tem muita disposição, fica apenas a revisão do conteúdo. Aquele que tem mais facilidade pode iniciar e aqueles que têm dúvida fazem as perguntas.

Por isso, é a oportunidade de fazer discussões importantes. Isso acaba ajudando na memorização do conteúdo, e torna o ensino e aprendizagem mais fácil.

Comprometimento

Além de se encontrar no grupo de estudo, os estudantes precisam ter comprometimento. Cada integrante precisa reservar um tempo para fazer uma revisão semanal do conteúdo trabalhando em grupo e das matérias estudadas, para que não chegue ao encontro despreparado.

O comprometimento diz respeito vai além de estudar, ir aos encontros. E se você já sabe que não irá conseguir, ou vai viajar nas férias, é melhor não participar para não atrapalhar toda a dinâmica do grupo.

O diferencial do grupo de estudos é conseguir reunir estudantes com diversas habilidades. Dessa forma, não adianta tentar reunir estudantes que estão mais interessados em conversar entre si, ou discutir assuntos irrelevantes, isso tira o foco do grupo de estudos e só atrapalha.

O grupo de estudos precisa ser útil para ambos, e não ser aquele grupo em que você vai perder algumas horas do seu dia, discutindo algo que não irá acrescentar em sua rotina de estudo. Então você poderia ficar em casa estudando sozinho que seria mais agradável.

Por meio do grupo de estudos realizado nas férias, todos vão se sentir mais unidos e com a sensação de que não são os únicos que estudam. Isso aumenta a motivação. E para deixar as férias mais divertidas, não tem nada de errado em fazer um encontro mais informal do grupo, não focando os estudos. Podendo marcar de irem ao cinema, uma janta, happy hour. Isso torna o grupo mais unido!

Se não existe organização, as vantagens de estudar em grupo nas férias, não serão benéficas para todos. Neste sentido, o grupo se torna mais bagunçado, poucos de fato conseguem aprender e tirar proveito do momento em grupo, e em alguns casos pode até dar briga. Organização, disciplina e comprometimento de todos são fundamentais para o sucesso do grupo de estudos!

Até logo!

Deixe um comentário

© 2012-2018 Canal do Ensino | Guia de Educação

Voltar para o topo