Você está aqui:Home » Cursos Grátis » Concursos Públicos » Exame Toxicológico, Investigação Social e Concursos Públicos

Exame Toxicológico, Investigação Social e Concursos Públicos

Olá,

Em vários concursos públicos, principalmente, os da carreira policial ou militar, é solicitado o exame toxicológico, conhecido popularmente como “teste de drogas”. Além disso, ainda é feita uma investigação social, ambos critérios são de caráter eliminatório, o que deixa muitos candidatos apreensivos. Por isso, a melhor forma de se preparar é conhecer cada uma delas. A gente explica:

Exames Toxicológicos

Normalmente, esses exames são feitos em laboratório com a solicitação de um pedido médico, não sendo necessário uma indicação judicial. Também pode ser exigida uma cópia da inscrição e edital do concurso que comprove a necessidade do resultado deste exame.

A coleta pode ser feita pelo cabelo e urina e detectam se o candidato consumiu algum tipo de drogas por um tempo determinado. A relação de drogas podem ser:

– Abuso de cocaína e derivados (crack, merla, etc), maconha e derivados (skunk, haxixe, etc), afetaminas e metanfetaminas (speed, ice, etc), ecstasy (MDMA, MDA, MDE), opiáceos (Codeína, Morfina, Heroína, Hidrocodona, Hidromorfina), fenciclidina (PCP). Essas substâncias podem ser pesquisadas no cabelo pelo método espectrometria de massa e radioimunoensaio.

Investigação Social

É uma investigação da vida pregressa do candidato, que verificará a conduta ética e moral do futuro integrante da organização.

Nesse momento, não há a formação de uma pontuação, pois o candidato é indicado ou contraindicado a assumir a função. A investigação é principalmente documental.

Aos candidatos que deixarem de informar registro de antecedentes criminais ou qualquer pendência em órgãos policiais ou judiciais serão reprovados nessa fase. O candidato que for considerado inapto para exercer o cargo poderá recorrer junto às instituições que ficaram responsáveis pela investigação.

O candidato pode ser contraindicado nos seguintes casos:

– Ter sido condenado criminalmente;

– Tiver sofrido punição por falta grave nos últimos 12 meses ou estiver respondendo a processo disciplinar, caso seja servidor público;

– Estiver respondendo a inquérito policial e/ou a processo penal.

Até logo!

Deixe um comentário

© 2012-2019 Canal do Ensino | Guia de Educação

Voltar para o topo