Você está aqui:Home » Dicas » Estudantes » Envie sua redação para correção

Envie sua redação para correção

Olá pessoal!

O Banco de Redações do UOL é um serviço que pretende estimular o estudante a treinar produção de textos, em especial do gênero dissertativo.

Todos os meses, o banco vai propor um tema, que deverá ser considerado pelo internauta que quiser enviar uma redação para avaliação no UOL. O envio da redação implica a concordância com as diretrizes aqui estabelecidas.

Professores associados ao banco vão corrigir e comentar 20 textos, que serão publicados no site no primeiro dia útil do mês subsequente. Apenas os textos selecionados serão corrigidos. Devido ao grande número de participantes, a seleção é feita por sorteio. A publicação dos textos sorteados se fará sem a menção do nome dos autores com o intuito de preservá-los.

Os textos devem ser enviados para o UOL pelo e-mail bancoderedacoes@uol.com.br, indicado na página inicial do site. As redações serão aceitas até o dia 25 de cada mês e deverão ter título e de 15 a 30 linhas.

A avaliação dos professores implicará nota e comentários baseados nos critérios adotados pelo MEC (Ministério da Educação) para a correção do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio). Os mesmos critérios também atendem às exigências dos vestibulares. São avaliados principalmente o domínio da norma culta do idioma, a compreensão do tema e a capacidade de redigir um texto de caráter argumentativo-dissertativo.

A escolha das redações a serem publicadas não focalizará somente os trabalhos bem-feitos, uma mostra de redações classificadas pelos desempenhos satisfatório, bom, regular, fraco e insatisfatório – expressões usadas pelo Ministério da Educação na correção dos textos do Enem.

A ideia é deixar claro ao estudante o que é esperado de sua redação e evidenciar as características que levam um texto a ter bom conceito no Enem e nas provas de vestibular.

Acesse aqui o Banco de Redações do UOL

Compartilhe este artigo!

comentários (21)

  • Érica Souza

    CAMINHOS PARA COMBATER A INTOLERÂNCIA RELIGIOSA NO BRASIL

    Porém,os caminhos para combater a intolerância religiosa no brasil começa respeitando uns aos outros,pois todos tem os seus costumes,origens,jeitos,e entre outros.No brasil temos os seguintes religiões: Afro-brasileira com 75% de denuncia,Católica:22%, Evangélica:5%, Espirita:275, Ateus:8%, Judaica:6%,Islâmica:5%, outras : 15%,os números de denuncias de religião foi entre os anos de 2011 a 2014. A cada dia se tem uma denuncia,pelos seus costumes,modos como falam,vestem,rezam,comem,entre 1 a 3 denuncia a cada dia.Preconceitos por religião existe sim pelo qual e perigoso levar ate a morte,pois tem pessoas que não aceitam a opinião dos outros tudo isso pode levar a uma briga,discussão. Na minha opinâo acho que todos temos que respeitar um ao outro independente como são, todas as religiões tem seu jeito de ser,cada religião tem suas regras,proteção,origens,costumes.Cada um tem seu jeito de ser , cada um tem suas regras,como evangélicos só usam roupas longas,não pegam Cosme damião ,não podem ouvir tais tipos de musica ,não podem ver certos filmes e novela,tudo isso pra eles é pecado e já pra nos não. Ja a católica temos e acreditamos no nosso Deus Deus e um só,mas já outras religiões acham que tem outro.A cada minuto,segundo tem um ser humano nascendo escolhendo sua religião,sendo batizado,ate mesmo violentado pela sua escolha.Os fieis da religião afro-brasileira é as principais vitimas de discriminação ainda mas por serem negros.Neste assunto também se inclui o racismo,muitos pessoas recusam,denunciam e violentam pessoas negras não importa se é rico ou pobre e que religião são ,só fazem isso por preconceito,só por diversão .A discriminação tem uma pena detenção de um mes a um ano, ou uma multa ,ja o racismo entre 2 e 3 anos preso.

    Responder
  • vinicius

    redação enem

    Tema : A violência urbana e a falência do sistema público de segurança no brasil

    o brasil , é um dos países mas ricos do continente americano , nao so em
    expansão territórial como também em riquesas naturais .
    e de 2014 á 2016 vem caindo muito o seu nivel de produtividade finaceira , ocasionado
    por desentendimentos e má coordenações politicas economicas , motivando
    no alto nivel de violência e falência do sistema publico de segurança no páis

    ê com isso almenta-se o indicie de insegurança , mortes e desempregos
    uma cituação ienesplicavel , para uma nação democrática , que tem tudo
    para ser tão bem sucedida , mas para que isso aconteça e precisso que
    ocorra uma mudança politica afim de priorizar as áreas da segurânça , edução e saúde
    porque , sem esses primeiros principios de nada tudo isto valeria , para possamos
    viver em um abiênte totalmente seguro , com muitas oportunidades de empregos
    em diversas áreas .

    tendo em vista dos argumentos mencionados , tem a finalidade de enfatizar
    e priorizar melhorias na forma de vida humana , afim de oferecer aos cidadões
    o direito da liberdade democratica ., ofecendo a integridade fisica e moral da
    sociedade , só assim iremos desfrutar futuramente de um imencidão brasileira
    com baixo percentual em violêcia demostrandos-se notoriamente seguro .

    Responder
  • Rafaella paiva de Alencar

    No Brasil o número de denúncias por religião entre 2011 a 2014 só vem aumentando.Os fies de religião afro-brasileira são as principais vítimas de discriminação por não terem crença ou função religiosa,o número de denúncias chega a 75% e as principais causas envolvem violência física ,que é um crime contra o sentimento religioso.
    Os afro-brasileiros muito deles são agredidos,perturbados ,ofendidos e até impedidos de fazerem cerimonia e mostrar publicamente objetos de culto religioso.
    Para assegurar a liberdade dessas pessoas,proteção e o respeito,buscar através de manifestações religiosas o afastamento a possibilidade ou interferência na sua religião.Sem impedimentos,pertubação,violência física ou moral.Não temos o direito de criticar alguém por não ter crença ou função religiosa diferente.A melhor forma para combater essas intolerância religiosa é fazer com que cada ato discriminalista a detenção seja de um ano,até dois,ou multa para diminuir o número de de vitimas de discriminação no Brasil.

    Responder
  • Rogério cari de souza

    redação:Brasil País que vive um terremoto,o desemprego causiona o maior temporal em nossas vidas.O Brasil não vive uma crise,porque o brasileiro sabe driblar em campo de guerra,trazendo em sí a dinâmica de que somos poetas em tempos díficeis,mais o metódo que aplicamos é tomar banho de chuva,pois Deus faz assim,chove para o rico,e chove para o pobre,para Deus não há ascepção de pessoas!Brasil um país onde o incauto tem que calar a voz diante do politico,mais a marcha do soldado que vai as manifestações não para diante do fogo cruzado,guerreie mesmo que portas se fechem,seje guerreiro,pois o Brasil precisa de corajosos,somos todos cidadãos que mereciamos mais calor humano,quantos no Brasil,desempregados saem só com o dinheiro da passagem para procurar emprego no centrão de São Paulo,onde as agências de emprego vivem dos nossos curriculuns,mais esse é o ar da graça,Brasil onde os presos vivem aqui fora,pagando tributos e mais tributos,Brasil não é o hino nacinal é o caos nacional…Brasil aonde está você,nós o procuramos a cada dia,hora,e segundo,precisamos viver! a voz de quem a alguns dias trancou a faculdade,5 pessoas a sustentar,desempregado a quase 1 mês, sou rogério cari de souza,50 anos,cursava pedagogia…04011016…Deus abençõe…

    Responder
  • Evely Barros

    Historicamente, o índio vem aos poucos se adaptando e conseguindo seus direitos na sociedade, mais a luta ainda está longe do fim. Mesmo conforme previsto na Constituição Brasileira que todos são iguais perante à lei, independente de cor, raça ou gênero, em pleno século XXI a grande maioria dos brasileiros ignoram a imensa diversidade de povos indígenas no país.
    Em primeiro lugar, existem barreiras que dificultam a vida do índio como, por exemplo, os problemas enfrentados em relação à ocupação de terras e a dificuldade em manter sua cultura e tradição. Isso porque o contato com populações externas acabam influenciando os costumes da tribo, podendo fazer com que a cultura, a tradição e a língua indígena acabe se perdendo, como já aconteceu com diversas tribos no decorrer da história brasileira. Nesse contexto, é de grande importância a criação de espaços de preservação onde os índios possam ser eles mesmos, sem a influência da sociedade externa.
    Em segundo lugar, outro problema muito presente é a ausência de saúde pública nas proximidades indígenas, fazendo com que eles se desloquem para os prontos de atendimentos mais próximos o que pode acarretar na piora do estado doentio dependendo da distância do local. Portanto, mesmo com a existência da Constituição de 1988, da FUNAI e entres outras políticas que favoreçam os índigenas, esses povos ainda não estão inclusos no Brasil de forma ampla. Como disse Orlando Villas Boas: “ foram os índios que nos deram um continente para que o tornássemos uma nação. Temos para com índios uma dívida que não está sendo cumprida.”
    Destarte, é dever do Governo Federal criar outros novos meios de inclusão que realmente façam-se eficazes de maneira concreta, como criação de postos de saúde exclusivamente para índios, distribuição de terrenos abandonados aos índios que não tem habitat próprio, mais escolas que vise permanecer os ensinos da cultura indígena. Somado a isso a escola deve ter seu papel fundamental, devendo associar cultura indígena ao conteúdo que está sendo vivenciado pelos alunos, o que resulta em um rico processo de aprendizagem para eles, proporcionando o contato com as tradições do Brasil e consequentemente o saber do seu país, conhecimento que deve ser adquirido desde a mais tenra idade.

    Responder
  • gilnara

    É possível afirmar que o uso desregular da água potável no Brasil, ainda é um problema. Tendo em vista a falta em vários territórias, isso se evidencia que precisa-se de uma atenção maior ao caso supracitado. —Sendo assim, seria conveniente a Receita federal da uma maior parcela de seus impostos arrecadados, para investir em grandes palestas motivadoras, onde mostre a importância de um bom consumo. Como se dizia Paulo Freire, Educação não transforma o mundo. Educação muda pessoas. Pessoas transforma o mundo. Convém lembrar ainda que, há uma falta de interesse tanto dos governantes, quanto da população. Porém, se metade se conscientizasse, haveria uma grande melhoria no nosso país. Medidas, portanto, são necessárias para amenizar o impasse. Nesse sentido, as autoridades em consonância com grandes comunidades, cada um fazendo sua parte, terá mudança, e a água voltará a ser usada moderadamente.

    Responder
  • azul

    O abacateiro
    No fundo, do quintal da emiha tem um pé de abacate, que da frutos bem verdes, grandes e saldáveis, que servem de alimento para os passarinhos, e aves que moram nesta arvore
    sempre, me foi ensinando, que devemos cuidar da natureza e plantar arvores em nossos quintais, pois elas produzem oxigénio que nos ajudam a respirar, e alimentos para comermos
    porem, nem todos pensão assim e infelizmente acabam destruindo o meio ambiente e sem “consciência” tira a vida de uma inocente e linda planta
    plantar e fazer o bem ao próximo é a você mesmo, pois todos devemos semear

    Responder
  • aluap

    O BRASIL nesse dois ultimos anos vem sofrendo com essa tal crise. Crise essa que não tem desigualdade para afetar pois todos necessitam desse bem que é a Água.
    Água é um alicerce para a vida do ser humano, desde o nascimento quando a água se junta com outros nutrientes e forma o leite que amamenta o bebê e assim todos necessitam .
    “Só irá dar valor quando perde”. Sim água precisa de cuidado não so de uma a duas pessoas, nem as hídreletricas e sim de todos. Entretanto a ajuda começa na casa poupando água ao banhar, escovar os dentes , lavar algo entre outros afazeres que ultilizam-á.O governo não fica fora dessa com o dever de fazer sua parte divlgando falando mais da preservaçao da água. Se todos da água necessitam esses mesmos devem ajuda- lá !

    Responder
  • FABIANA FERNANDES

    Santa Rosa, 21 de Janeiro de 2016
    Querida amiga Aparecida
    Os pais de hoje em dia não tem dado a devida importância na educação de seus filhos.A sociedade tem recebido jovens sem limites,e eles tem sofrido muito com isso.
    Venho por meio desta, colocar minha indignação sobre a forma que tem educado seus filhos. Sendo que, nossa amizade é muito importante, venho dar minha opinião sobre o assunto.
    Falta para você se colocar no lugar de mãe que é, e dar limites aos seus filhos.
    Acredito que o amor que tem por eles, te fara abrir os olhos a respeito da forma como tem os deixado de lado.
    A sociedade espera que nós como mães que somos, eduquemos nossos filhos, para que não sofram as consequências de uma vida sem limites e desregrada.
    De mais atenção e amor aos seus filhos, só assim serão jovens que te darão muito orgulho na vida no presente e no futuro.
    Atenciosamente, F.F.C.de A.
    Esta é minha carta argumentativa, espero a opinião de vocês a respeito, obrigada.

    Responder
  • FABIANA FERNANDES

    Santa Rosa, 21 de Janeiro de 2016
    Querido amiga Aparecida
    Os pais de hoje em dia não tem dado a devida importância na educação de seus filhos.A sociedade tem recebido jovens sem limites,e eles tem sofrido muito com isso.
    Venho por meio desta, colocar minha indignação sobre a forma que tem educado seus filhos. Sendo que, nossa amizade é muito importante, venho dar minha opinião sobre o assunto.
    Falta para você se colocar no lugar de mãe que é, e dar limites aos seus filhos.
    Acredito que o amor que tem por eles, te fara abrir os olhos a respeito da forma como tem os deixado de lado.
    A sociedade espera que nós como mães que somos, eduquemos nossos filhos, para que não sofram as consequências de uma vida sem limites e desregrada.
    De mais atenção e amor aos seus filhos, só assim serão jovens que te darão muito orgulho na vida no presente e no futuro.
    Atenciosamente, F.F.C.de A.
    Esta é minha carta argumentativa, espero a opinião de vocês a respeito, obrigada.

    Responder
  • Marcela Lima

    Mobilidade urbana e o direito à cidade

    Embora o pais vem sofrendo consequências, por muitos conceitos críticos que ás pessoas vem adquerido,elegemos prefeitos em nossas cidades que não fazem nem uma melhoria para a sociedade e com isso o municípios vem sofrendo consequências. Temos que valorizar nossa cidade, nossa população, temos que fazer passeata da paz, do bem mostra para o nossa pais que não estamos jogados e fazer que nossas crianças cresçam no mundo de paz, sem violência, sem guerra, embora esteja muito difícil, pois vemos sofrendo desigualdade social, racismo, bullying entre outras coisas… Com isso nossa lei tem que vigora, mudar e se a favor do direito que um ser humano do bem possa ter, tem um meio de trasporte digino, ônibus super lotados trabalhadores que vão e vem em pé assim como o trem, levamos mais de uma hora para chegar nas nossas residencias. isso tem que muda, nosso Brasil pode sim ter melhorias.

    Responder
  • MARCOS WEMERSON

    ei como eu vou saber como corrigiram minha redação

    Responder
    • Redação

      Olá Marcos, tudo bem?

      Somos apenas os divulgadores. Sugerimos que você entre em contato diretamente com quem administra e realiza essa iniciativa para obter estas informações.

      Abraços,

      Responder
  • willian

    como eu faço pra saber quando meu texto foi corrigido e a nota alcançada ?

    Responder
    • Redação

      Olá Willian, tudo bem?

      Somos os divulgadores das notícias, sugerimos que você entre em contato diretamente com quem administra e realiza o banco de redações (UOL) para obter estas informações.

      Abraços,

      Responder
  • célia

    Múltiplos saberes
    É indiscutível que, a política pedagógica que norteia a educação no Brasil, é equivocada, e os métodos didáticos tem se tornado cada vez mais difícil. Dentre tantos fatores relevantes, destacam-se, a docência e o perfil do professor no ensino superior.
    Sabe-se que, há um esvaziamento nas estruturações disciplinares, principalmente por parte dos professores: falta de autonomia em sala de aula, qualificação, criatividades, além do amor profundo que um bom educador deve ter pela profissão. Embora seja divulgado que, a formação do cidadão nas universidades esta melhorando, infelizmente a realidade é outra, existe uma ação transformadora que requer do docente, múltiplos saberes.
    Convém lembrar que, muito se tem discutido em relação ao perfil do professor no ensino superior, visto que, lamentavelmente poucos formadores têm elevados conhecimentos da metodologia educativa e isso traz sérios danos aos estudantes, limitando-os de crescerem pessoalmente e profissionalmente.
    Diante disso, uma das primeiras virtudes de um bom formador acadêmico, e estar constantemente atualizando seus conhecimentos. Vincula-se a necessidade de impor respeito diante dos alunos, estar sempre atentos às mudanças, às atividades práticas e teóricas dos mesmos, despertando-os, suas inteligências e curiosidades.

    Responder
  • Selmo Batista Taveira

    A Inocência infantil
    A mídia hoje é uma maneira rápida é precisa na divulgação de uma marca ou produto.
    Empresas se especializam em publicidade para promover produtos de alto consumo. O publico infantil é consumista, é um publico com certa inocência de se convencer, pelas propagandas.
    Quando uma criança faz um pedido aos pais, de algo que viu em uma publicidade, muitos usa de persuasão um choro e outras atitudes para convencer os pais a comprar e fazer o que pediu. Qual pai ou mãe não sede a um filho!
    Empresas usam publicidades, e provoca a inocência das crianças, persuadindo com publicidades fortes ao consumismo.
    Por ser um publico com certa fraqueza, de consumo, órgãos regulamentadores tem que tomar medidas para que possa ter um controle maior nas publicidades infantil.
    Crianças não gostam de receber não, pais não gosta de ver filhos tristes. Precisamos mudar nossa cultura, de consumista infantil, para uma cultura forte e saudável e preservadora de nosso ambiente mental e interior, com uma geração futura consciente, que possa mudar nossa economia, saúde e educação em um ponto forte em nossa nação. “Brasil”.

    Responder
  • yasminy

    O caminho das drogas.
    Quando nos pergunta!os o porquê ao entrar nesta vida?
    Existe inúmeros fatores que conduz a isso,como a facilidade e o preço barato,como o álcool ,vitima de uma sociedade injusta,a falta de atenç dos nossos governo para uma educação, pois a cada esquina encontramos jovem desocupados com sua mente vazia ,fácil,fácil,para os traficantes mudar totalmente o seu futuro e futuro de toda uma família, essa dexistrutura acaba afetando não só um lar,e sim um conflito em um bairro inteiro a onde este usúario , acaba buscando ,aquilo que náo pertence para saciar todo o seu vivcio,e com isso muitos acredita que o caminho das drogas é um caminho sem volta onde nos não podemos culpar ou julgar esse usuário e sim devemos entender-lo e buscarmos formas para que eles tenha força e dedicação na busca de uma nova chance para que as marcas ruins desta vida escura,seja apagadas sem que aja resíduo onde sua vitoria seja o marco de sua vida .

    Responder

Deixe um comentário

© 2012-2016 Canal do Ensino | Guia de Educação

Voltar para o topo