Você está aqui:Home » Dicas » Estudantes » Entenda a formação das palavras derivação

Entenda a formação das palavras derivação

Na língua portuguesa temos alguns processos por meio dos quais formamos novas palavras. Um desses processos de formação de palavras é a derivação.

A derivação consiste em formar uma palavra nova a partir de outra já existente na língua. Chamamos a palavra nova de derivada, enquanto a palavra que serve de base para a criação de outra é chamada de primitiva.

A palavra desregular, por exemplo, é derivada, pois foi formada a partir da palavra regular; já regular é uma palavra primitiva, pois deu origem à outra palavra.

Veja a seguir quais são os processos de formação de palavra por derivação:

Derivação prefixal

Palavras derivação

Fonte: Shutterstock

A derivação prefixal ocorre quando acrescentamos um prefixo a um radical.

Ex.: desvendar = des (prefixo) + vendar (radical)

Derivação sufixal

A derivação sufixal ocorre quando acrescentamos um sufixo a um radical.

Ex.: livraria = livr (radical) + ria (sufixo)

Derivação parassintética

A derivação parassintética ocorre quando acrescentamos simultaneamente um prefixo e um sufixo a um radical. Você deve se atentar ao fato de que esse acréscimo é simultâneo, portanto, caso seja retirado o prefixo ou o sufixo, o restante não deve ser entendido como uma palavra.

Ex.: engarrafar = en (prefixo) + garraf (radical) + ar (sufixo)

Perceba que, para formarmos a palavra engarrafar, precisamos acrescentar ao radical tanto o prefixo quanto o sufixo, e que, caso retiremos um dos dois, não conseguiremos formar uma palavra aceita na língua.

Derivação prefixal e sufixal

A derivação sufixal e prefixal ocorre quando o acréscimo do sufixo e do prefixo é não simultâneo, ou seja, caso retiremos o prefixo ou o sufixo, o restante será uma palavra existente na língua.

Ex.: infelizmente = in (prefixo) + feliz (radical) + mente (sufixo)

Perceba que em infelizmente o acréscimo do prefixo e do sufixo é não simultâneo, pois, na ausência de um dos dois, ainda teremos uma palavra aceita na língua (infeliz, felizmente).

Derivação regressiva

A derivação regressiva ocorre quando formamos um substantivo abstrato ao juntarmos as vogais a, e, o ao radical de um verbo. Esse tipo de derivação é chamado de regressiva, pois o verbo perde sua desinência durante o processo de formação.

Ex.: consumir = consumo

ajudar = ajuda

sobrar = sobra

Perceba que os substantivos consumo, ajuda e sobra foram formados a partir do radical dos verbos consumir, ajudar e sobrar, respectivamente.

Derivação imprópria

A derivação imprópria ocorre quando estendemos o sentido de uma palavra alterando a sua classe gramatical. Portanto, na derivação imprópria a classe gramatical da palavra muda.

Ex.: João comporta-se como criança: sorri quando consegue um sim, chora quando ganha um não.

No exemplo acima, os advérbios sim e não foram usados como substantivos, temos, portanto, dois casos de derivação imprópria.

Você viu neste artigo todos os processos de formação de palavras por derivação: sufixal, prefixal, parassintética, sufixal e prefixal, regressiva e imprópria. Agora, faça os exercícios a seguir e teste seus conhecimentos sobre a matéria.

Um grande abraço, e até a próxima!

Exercícios

1 – (AMAN) Assinale a série de palavras em que todas são formadas por parassíntese:

a) acorrentar, esburacar, despedaçar, amanhecer

b) solução, passional, corrupção, visionário

c) enrijecer, deslealdade, tortura, vidente

d) biografia, macróbio, bibliografia, asteroide

e) acromatismo, hidrogênio, litografar, idiotismo

2 – (FUVEST) Assinale a alternativa em que uma das palavras não é formada por prefixação:

a) readquirir, predestinado, propor

b) irregular, amoral, demover

c) remeter, conter, antegozar

d) irrestrito, antípoda, prever

e) dever, deter, antever

3 – (LONDRINA-PR) A palavra resgate é formada por derivação:

a) prefixal

b) sufixal

c) regressiva

d) parassintética

e) imprópria

4 – (UNISINOS) O item em que a palavra não está corretamente classificada quanto ao seu processo de formação é:

a) ataque – derivação regressiva

b) fornalha – derivação por sufixação

c) acorrentar – derivação parassintética

d) antebraço – derivação prefixal

e) casebre – derivação imprópria

5 – (UF-UBERLÂNDIA) Em qual dos itens abaixo está presente um caso de derivação parassintética:

a) operaçãozinha

b) conversinha

c) principalmente

d) assustadora

e) obrigadinho

6 – (MACK) As palavras entardecer, desprestígio e oneroso, são formadas, respectivamente, por:

a) prefixação, sufixação e parassíntese

b) sufixação, prefixação e parassíntese

c) parassíntese, sufixação e prefixação

d) sufixação, parassíntese e prefixação

e) parassíntese, prefixação e sufixação

 

Gabarito

1 – A

2 – E

3 – C

4 – E

5 – D

6 – E

Deixe um comentário

© 2012-2019 Canal do Ensino | Guia de Educação

Voltar para o topo