Você está aqui:Home » Dicas » Estudantes » Engenharia Civil: guia completo da carreira e do curso

Engenharia Civil: guia completo da carreira e do curso

O profissional da área de Engenharia Civil estuda os processos inerentes a projetos, gerenciamento e execução de obras arquitetônicas, tais como casas, prédios, pontes, viadutos estradas e barragens. É uma das áreas mais antigas da Engenharia.

 Olá, leitor!

O curso de Engenharia Civil possibilita ao estudante conhecer todos os aspectos de uma obra, desde o levantamento de requisitos, passando por sua execução, abordando até mesmo questões legais e administrativas.

O profissional desse ramo está em constante contato com a aplicação prática dos conceitos aprendidos, ou seja, o processo de transformação de leis e fundamentos em um bem durável e funcional, por isso, é preciso que se tenha gosto e interesse em resolução de problemas e materialização de conceitos teóricos em práticos. Sendo assim, o interessado no curso de Engenharia Civil precisa gostar de aprender e se desenvolver, que são características fundamentais para os profissionais desse ramo, independentemente da área ou atividade escolhida.

Além disso, é preciso gostar de atividades que envolvam cálculos, desde os mais simples até alguns mais complexos. Isso porque é necessário que o projeto seja executado da forma mais rápida, segura e eficiente possível, evitando-se desperdício e retrabalho. Isso pode ser alcançado através de cálculos estruturais e logísticos, entre outros. Portanto, também é preciso ter interesse por conceitos de lógica simples e escaláveis.

>> Confira Bolsas de Estudo com até 70% para o Curso de Engenharia Civil

Possuir atenção a detalhes também é essencial, pois diversas atividades dessa área lidarão com estruturas complexas e, até mesmo com a vida humana, bem como concentração, organização e disciplina.

É de suma importância que o profissional de Engenharia Civil busque sempre se atualizar. Novas tecnologias e métodos de trabalho são desenvolvidos diariamente, apoiando-se em conceitos já estabelecidos. Por isso, é mais que necessário sempre estar a par dessas possíveis alterações, então, manter-se nos estudos é fundamental!

Sobre o curso de Engenharia Civil

guia-engenheria-civil

A graduação em Engenharia Civil é oferecida com dupla titulação de licenciatura e bacharelado, geralmente dura cinco anos. Durante a faculdade o aluno aprende sobre diversos aspectos da construção, e manutenção de obras arquitetônicas das mais diversas.

Sendo assim, edificações, eletricidade, hidráulica, desenho técnico, resistência dos materiais, e topografia ocupam boa parte da carga horária. Entre as matérias teóricas estão cálculo, fenômenos de transporte, física e estatística. Muitos cursos oferecem noções de administração e empreendedorismo, fato esse que possibilita ao profissional, posteriormente, ocupar cargos administrativos dentro das empresas.

Nos dois primeiros anos da graduação, o aluno estuda muitas matérias comuns a diversos cursos de Engenharia, podendo essas serem ministradas em salas mistas, com alunos de outras Engenharias, que não a Civil. Nos anos seguintes, as matérias são específicas à modalidade Civil. Ao final da graduação o aluno deverá realizar um estágio supervisionado, geralmente em empresas de construção civil ou no setor público, trabalhos extracurriculares, voltados à construção civil ou à Engenharia em geral e um Trabalho de Conclusão de Curso (TCC).

Também é necessário, para o exercício da profissão que o profissional obtenha um registro junto ao Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia (CREA).

Mercado de Trabalho

Essa área, não se limita apenas a edificação de casa e prédios. O profissional desse ramo pode exercer diversas atividades que necessitam do uso do conhecimento de contabilidade, dentre as seguintes opções:

  • Construção Urbana – projetando, construindo, mantendo e reformando desde casas a prédios e grandes instalações, como estádios esportivos, shopping centers e aeroportos.
  • Estruturas e Fundações – projetando e construindo fundações e estruturas de madeira, aço ou concreto, de acordo com as necessidades e recursos disponíveis que dão apoio às construções, calculando o material necessário e as dimensões da obra. Por vezes, é necessário desenvolver novas ferramentas e tecnologias nesses casos.
  • Gerência de Recursos Prediais – mantendo e zelando pela ordem da infraestrutura de prédios e demais estruturas. Ainda, estabelecendo padrões de qualidade, ocupação e uso do espaço.
  • Hidráulica e Recursos Hídricos – projetando, gerenciando e executando obras diversas em barragens, canais, reservatórios, sistemas de irrigação, drenagem ou obras de contenção ou costeiras.
  • Infraestrutura e Transporte – projetando, mantendo e construindo obras como rodovias, ferrovias, viadutos, portos, aeroportos, metrôs, túneis e viadutos. Existem formações e especializações voltadas à essa área.
  • Saneamento – elaborando o projeto e construindo, geralmente, junto ao poder público, obras de saneamento básico, como redes de captação e distribuição de água e estações de tratamento de água e esgotos.
  • Ensino – podendo ser em cursos profissionalizantes, técnicos ou tecnológicos ou mesmo em instituições de ensino superior, tento públicas como privadas.
  • Pesquisa – em instituições dês pesquisas ou em universidades.

Principais opções de trabalho

As principais áreas de trabalho para o profissional de Engenharia Civil estão espalhadas nas atividades citadas acima, contudo, algumas profissões de destacam uma das outras devido as suas particularidades e benefícios.

Três dos trabalhos mais procurados, são:

Construção Urbana

Para o profissional de Engenharia Civil que opta pela carreira na construção civil, há possibilidade de ter um alto índice de empregabilidade. Isso porque a demanda por novas edificações, sejam elas de uso habitacional ou comercial, é crescente; bem como a tendência à expansão do próprio perímetro urbano das cidades.

Mesmo sendo um trabalho que exige muito do profissional, no que se refere a tempo, conhecimento e dedicação, o trabalho como profissional da construção civil se torna muito atraente em virtude da estabilidade, dos altos retornos financeiros e do status social a ele inerente.

Além disso, é possível também exercer a função sem vínculo com empresas, trabalhando como consultor independente ou, até mesmo abrindo sua própria empresa, visto que muitos profissionais de Engenharia Civil seguem a carreira corporativa.

Infraestrutura e Transporte

Optando pela carreira infraestrutura e transporte, o profissional também tem a possibilidade de ter um alto índice de empregabilidade, pois obras de expansão e manutenção nesse setor são constantes. Apesar da exigência de um horário flexível e, eventual, deslocamento, essa carreira tem se mostrado atraente, pela elevada rentabilidade.

Ensino

O profissional de Engenharia Civil que opta pela carreira de ensino, tem a possibilidade de ter alta estabilidade profissional, sobretudo em instituições de nível superior. Apesar de poder lecionar em cursos técnicos e profissionalizantes; Apesar de não gozar de elevado status social ou salários tão elevados, sem pós-graduação, mestrado ou doutorado, a carreira acadêmica atrai muitos profissionais pelas folgas e recessos inerentes à profissão.

A carreira de ensino não requer especialização ou registro específico.

+ Confira opções de Bolsas de Estudo para Engenharia Civil

Onde um profissional de Engenharia Civil pode atuar?

O profissional de Engenharia Civil pode atuar nos seguintes lugares:

  • Empresas de construção civil
  • Empresas de saneamento
  • Portos
  • Aeroportos
  • Concessionárias de rodovias
  • Empresas especializadas e arquitetura e urbanismo
  • Setor público
  • Escolas profissionalizantes
  • Cursos técnicos
  • Universidades
  • Centros de pesquisa

Obs: Estar sempre atento a publicações oficiais e estudos, em relação a novas tecnologias e ferramentas de trabalho.

Média Salarial

Hoje, o piso salarial nacional de um engenheiro civil, com carga horária de 30 horas semanais é de seis salários mínimos ou R$ 5.622. Ganho escalão intermediário para diversas atividades dessa área (média mensal) é de R$ 7 mil. Ganho no auge (média mensal) é acima de R$ 20 mil. O auge da carreira da maioria dessas atividades é de quinze anos a vinte anos.

O profissional deve buscar constantemente a atualização e a especialização, por meio de cursos de aperfeiçoamento e pós-graduação para otimizar seus conhecimentos.

>> Confira Guia Completo do Curso de Engenharia Civil

Onde encontrar o curso de Engenharia Civil?

O curso de Engenharia Civil é facilmente encontrado em universidades públicas e particulares. Contudo, separamos uma lista com as principais faculdades do Brasil que disponibilizam esse tipo de curso. Confira:

AC:
– Rio Branco – Faculdade Meta; Faculdade da Amazônia Ocidental

AL:
– Maceió – Faculdade Figueiredo Costa; Pitágoras

AM:
– Manaus – Faculdade Estácio do Amazonas

AP:
– Macapá – Faculdade Estácio do Amapá; Faculdade de Macapá; Centro de Ensino Superior do Amapá

BA:
– Salvador – Faculdade DeVry Rui Barbosa
– Alagoinhas – Fatec

CE:
– Fortaleza – Faculdade Ateneu; Faculdade Ari de Sá; DeVry Fanor; Uninassau; Centro Universitário Estácio do Ceará

DF:
– Brasília – Faculdade Icesp

ES:
– Castelo – Faculdade Multivix

GO:
– Anápolis – Anhanguera
– São Luís de Monte Belo – Faculdade Montes Belos

– Goiânia – Faculdade Unida de Campinas; Pitágoras

MA:
– São Luís – Ceuma; Faculdade Estácio de São Luís

MG:
– Belo Horizonte – Pitágoras; Centro Universitário de Belo Horizonte; PUC; Centro Universitário Newton Paiva; Faculdade de Ensino de Minas Gerais
– Divinópolis – Uemg
– Passos – Uemg

– Montes Claros – Faculdades Favenorte; Facit

MS:
– Dourados – UFGD

MT:
– Jaciara – Faculdade Eduvale

– Cáceres – Faculdade do Pantanal

PA:
– Castanhal – Faculdade de Castanhal

PB:
– João Pessoa – Faculdades Estácio
– Campina Grande – Faculdade de Ciências Sociais Aplicadas

PE:
– Recife – Faculdade DeVry

– Vitória de Santo Antão – Faculdade Osman Lins; Faculdades Integradas da Vitória de Santo Antão

PI:
– Teresina – Faculdade do Piauí; Associação de Ensino Superior do Piauí; Uninassau

PR:
– Curitiba – Faculdade Anchieta; Cesumar; Fatec; Centro Universitário Campos de Andrade
– Guaíra – Universidade Paranense

RJ:
– Rio de Janeiro – Universidade Santa Úrsula; Universidade Castelo Branco; Centro Universitário Carioca; Estácio de Sá; UniMSB
– Itaboraí – Faculdade Cenecista

– Petrópolis – Estácio de Sá

RN:
– Natal – Uninassau

RO:
– Ariquemes – Faema

– Rolim de Moura – Faculdade São Paulo; Faculdade de Rolim de Moura

RR:
– Boa Vista – Centro Universitário Estácio da Amazônia

RS:
– Farroupilha – Faculdade Cenec
– Porto Alegre – Anhanguera

SC:
– Pinhalzinho – Hórus Faculdades
– Timbó – Uniasselvi

– Blumenau – Instituto Blumenauense de Ensino Superior

SE:
– Lagarto – Faculdade José Augusto Vieira

SP:
– São Paulo – Anhanguera; Escola Superior de Engenharia e Gestão; Estácio Radial de São Paulo; Faculdade Pascoal Dantas
– Taboão da Serra – Faculdade Fecaf
– Ourinhos – Faculdade Estácio de Sá; Faculdades Integradas de Ourinhos
– Botucatu – Faculdade Galileu

TO:

– Araguaína – Itpac
– Gurupi – Centro Universitário UnirG

Até logo!

Deixe um comentário

© 2012-2019 Canal do Ensino | Guia de Educação

Voltar para o topo