Você está aqui:Home » Dicas » Professores » Educação Socioprofissional: o que é e como aplicar

Educação Socioprofissional: o que é e como aplicar

Olá, leitor!

Como educador, você certamente se preocupa com oferecer as melhores oportunidades para seus alunos. Cada vez mais, o educar vai além do conteúdo programático, exigindo do profissional envolvimento, preparo e consciência sócio-política.

Pensando nessas necessidades é que surgiu a formação em educação socioprofissional. Apesar de não serem novas, essas demandas têm recebido muito mais atenção atualmente.

É importantíssimo que todo profissional da educação esteja inteirado sobre esses conceitos e aprenda a aplicá-los em sala de aula.

A responsabilidade social sempre foi parte inerente da vida do educador. Os professores são, depois dos pais, aqueles que mais têm possibilidades de influenciar as jovens mentes e colocá-las no caminho certo.

Por isso, é importante fazer todo o possível para tornar a educação cada vez mais acessível, atrativa e inclusiva.

Recentemente, foram feitos muitos avanços na pedagogia e psicologia escolar. Esses conceitos certamente devem ser levados em consideração no momento de educar.

O papel do professor evoluiu muito, e hoje, já inclui a abordagem de temáticas éticas, morais e sociais. Se quiser saber mais sobre como abordar ética em sala de aula, leia também esse outro artigo no Canal do Ensino.

A seguir, você encontra tudo o que precisa saber sobre a educação socioprofissional e qual é o papel que você, como educador, desempenha nela. Continue lendo e confira!

O que é educação socioprofissional

educação socioprofissional

Fonte: Canal do Ensino

A educação socioprofissional parte da premissa de que o direito à integração social é uma parte inseparável do direito à cidadania. Ela visa criar e manter condições que favorecem o exercício pleno dessa cidadania para os alunos, em especial aqueles em situação considerada de risco.

É interessante ressaltar que a educação socioprofissional busca fugir do modelo assistencialista. O objetivo não é fazer caridades, mas sim respeitar a singularidade de cada aluno, possibilitando que ele desenvolva seu potencial máximo.

A educação socioprofissional também busca promover parcerias com outros profissionais e setores (como saúde, segurança e integração no mercado de trabalho) para garantir as melhores condições de aprendizado e desenvolvimento possíveis para todos os alunos.

Cabe ao educador socioprofissional criar esses espaços de mediação.

As situações consideradas de risco podem privar o aluno de seu verdadeiro potencial. Por meio da educação socioprofissional, é possível potencializar as qualidades que os alunos já possuem, mas desconhecem.

Funções do educador socioprofissional

O educador socioprofissional sabe que todo aluno tem potencial, e acredita nele. A ideia é agir como mediador, oferecendo o suporte que cada indivíduo precisa para desenvolver suas potencialidades e criar seus projetos de vida.

A educação socioprofissional trata cada um a partir de sua subjetividade.

Parte-se do princípio que, a partir do momento em que o aluno percebe que o professor reconhece suas qualidades, o leva a sério e o trata baseado na sua individualidade, desenvolve-se a verdadeira cidadania.

Ser tratado como um indivíduo capaz leva o aluno a assumir suas responsabilidades e buscar a auto melhora.

Em poucas palavras, essa pessoa passará a sentir-se parte da sociedade, e responsável por sua manutenção.

O educador socioprofissional age em diversos setores da sociedade. Veja alguns exemplos:

Setor cultural

  • Oferecendo reconhecimento e suporte aos indivíduos e grupos;
  • Oferecendo proteção, tranquilidade e sensação de adequamento e pertencimento;
  • Estimulando a cidadania;

Setor social

  • Ensinando regras e normas;
  • Ensinando valores;
  • Reforçando os direitos e deveres;

Setor educativo

  • Ajudando nos aspectos de aprendizagem e ensino;
  • Adequando o ambiente de ensino;
  • Promovendo a inclusão;
  • Estimulando o desenvolvimento profissional.

Por que a educação socioprofissional é importante

Essa nova estratégia, ou nova visão do mundo educacional se faz cada vez mais necessária na sociedade.

Como educador, você deve conhecer todas as dificuldades e obstáculos no processo de aprendizagem como um todo. Para determinados alunos, essa jornada é ainda mais árdua.

A carta de direitos humanos garante o direito a igualdade e a educação. No entanto, os problemas sociais e econômicos na grande maioria do mundo impedem que todas as crianças tenham oportunidades iguais, ou até mesmo semelhantes.

É importantíssimo que o sistema educacional procure ser o mais inclusivo possível. Quanto mais a individualidade de cada aluno for levada em consideração, maiores são as possibilidades de sucesso.

A educação socioprofissional possibilita a formação de indivíduos com maior senso de comunidade, cidadania e responsabilidade social.

Como aplicar a educação socioprofissional em sala de aula

Agora que você já conhece a educação socioprofissional e sua importância, é hora de pensar quais são as melhores formas para trazer esse benefício para o seu dia a dia.

É claro que é importante contar com o apoio da instituição de ensino e com parcerias sociais para que a prática seja eficiente.

No entanto, existem medidas que você pode tomar independentemente, como educador, para melhorar as chances de cada aluno.

Confira algumas dicas:

  • Leve a individualidade em consideração. Saiba compreender que alguns alunos lidam com situações mais difíceis, com ambientes inóspitos e inúmeros outros obstáculos. Não é interessante esperar que todos façam progresso de maneira igual;
  • Traga o conteúdo para o mundo deles. Contextualizar a educação é importante para a fixação e motivação;
  • Ofereça alternativas. Se um aluno tem dificuldades com um método, seja flexível. Ofereça exercícios diferentes e novos recursos de aprendizado;
  • Não tenha medo de abordar assuntos referentes à moral, ética e problemas sociais. Muitos educadores tendem a evitar tudo que pode trazer polêmica para a sala de aula. No entanto, essas são discussões necessárias para o desenvolvimento da cidadania, consciência social e política;
  • Da mesma forma, não deixe de discutir problemas presentes na comunidade e grupo. O debate estimula o senso de responsabilidade e pertencimento, principalmente quando voltado para a sugestão de soluções;
  • Ensine cidadania. Falar sobre os direitos e deveres dos alunos como membros da sociedade estimula a participação ativa;
  • Leve os seus alunos à sério. Quando percebem que uma figura de autoridade considera suas opiniões e sentimentos válidos, os alunos tendem a assumir maiores responsabilidades, e se sentem mais motivados e buscar cada vez mais desenvolvimento.

Os pilares da educação socioprofissional

Para tornar a aplicação no dia a dia do educador ainda mais simples, lembre-se desses quatro pilares. Ao basear suas ações em sala de aula nesses conceitos, certamente você estará contribuindo para a formação de indivíduos mais conscientes, envolvidos e confiantes, acompanhe!

Aprender a conhecer

São ações que ajudam os alunos a adquirir cada vez mais conhecimentos. Elas estimulam a curiosidade, a necessidade de descobrir coisas novas e de se aprofundar no que já se conhece.

Ajude seus alunos a ter vontade de aprender. Isso possibilitará que, no futuro, eles se beneficiem ao máximo de novas oportunidades de crescimento.

Aprender a fazer

Suas ações devem ajudar os alunos na aquisição de novas habilidades, em todas as áreas da vida. Isso abrange competências profissionais, emocionais, sociais e até mesmo adaptativas.

Sempre pense em desenvolver uma habilidade nova nos alunos, seja ela resolver uma equação, trabalhar em equipe ou falar sobre os próprios sentimentos.

Aprender a viver junto

É importante ajudar os alunos a desenvolver a empatia, respeito pelas diferenças e pluralismo. Em um mundo cada vez mais populado por conflitos é essencial aprender a viver em comunidade e respeitar estilos de vida diferentes dos nossos.

Esse é um pilar difícil de abordar, mas necessário para o desenvolvimento sócio-político dos seus alunos. Por isso, não deixe de trazer esses temas para a sala de aula e ensinar resolução de conflitos e tolerância.

Aprender a ser

Suas ações como educador devem ajudar seus alunos também no desenvolvimento pessoal. Falar sobre valores, sobre autoestima e confiança e sobre potencial é mais do que fundamental.

Mostrar aos alunos que cada um deles possui qualidades e defeitos e que é possível trabalhar para adquirir novas habilidades e superar limitações gera adultos mais responsáveis, com mais autonomia e resiliência.

Formação em educação socioprofissional

Você sabia que já existem formações específicas em educação socioprofissional? Caso você tenha se interessado pelo tema, é possível fazer uma especialização na área para se aprofundar e ajudar a espalhar essa nova estratégia de ensino pelo mundo.

Em geral, a formação dura seis semestres e pode ser considerada uma graduação na área de pedagogia. Esse é um setor relativamente novo.

Conclusão

Como educador, você deve saber a importância desse papel para a sociedade. A pedagogia é a área de atuação mais fundamental que existe na sociedade.

Sem educadores dedicados e conscientes, não é possível formar bons profissionais e muito menos bons cidadãos.

Cada vez mais, os profissionais da educação buscam tornar o aprendizado mais inclusivo e abrangente. Abordar assuntos como problemas sociais, políticos e econômicos em sala de aula passou de uma possibilidade para uma necessidade.

Ensinar sobre moral, ética, valores e cidadania é mais do que fundamental para a formação de uma sociedade melhor, mais empática e consciente.

A educação socioprofissional busca abordar essas necessidades, levando em consideração a individualidade de cada aluno e proporcionando um processo educacional mais completo, inclusivo e transformador.

Os métodos estimulam os sentimentos de pertencimento, empatia, confiança e motivação, formando adultos mais resilientes e preocupados com sua cidadania.

Quer saber mais sobre estratégias que você pode aplicar na sala de aula? Leia também esses outros artigos no Canal do Ensino:

E você, o que acha sobre a educação socioprofissional? Você tem ideias de como os educadores podem trazer esses conceitos para a sala de aula? Deixe sua opinião nos comentários e aproveite para perguntar se ficou com alguma dúvida!

Até logo!

Deixe um comentário

© 2012-2018 Canal do Ensino | Guia de Educação

Voltar para o topo