Você está aqui:Home » Concursos & Empregos » Concursos » Dicas para Gabaritar Inglês em Concursos

Dicas para Gabaritar Inglês em Concursos

Olá,

Dedicação, preparo e muita leitura. Esses são os principais requisitos para o sucesso de uma prova de inglês. Decorar as principais regras gramaticais deixou de ser prioridade e o candidato deve dominar o idioma de modo geral e não, apenas, uma estrutura.

Questões do tipo “Identifique as orações que estejam no “Present Perfect” ou “Complete as sentenças com a forma correta do verbo “Present Simple” são raras”, afirma Denilso de Lima, professor de inglês, autor e criador do site Inglês na Ponta da Língua.

Para o especialista, esses tipos de enunciados simplistas são encontrados apenas em cursos de inglês e exames que estão mais preocupados em avaliar o conhecimento gramatical do candidato, do que avaliar como ele realmente usa e entende a língua. “O mais interessante é que o candidato saiba o suficiente para o exame e seja capaz de colocar o todo a seu favor. Um texto em inglês para concursos não terá apenas estruturas no passado, presente ou futuro. O modo como o texto é amarrado – uso de conjunções – é tão importante quanto saber regras gramaticais mais genéricas”, descreve Denilso.

Para quem vai prestar concurso público, é essencial conhecer o estilo da prova de inglês, fazer simulados, cronometrar cada questão e saber o que deve fazer em cada parte. Além dessas técnicas, é importante praticar a leitura em inglês, pois aumenta o vocabulário e ajuda a se acostumar com as estruturas gramaticais de modo natural.

Sobre interpretação de textos o candidato deve desenvolver 4 conhecimentos: o léxico-semântico, o sintático, o de gêneros textuais e o de mundo, destaca Denilso. “O primeiro tem a ver com saber palavras, expressões, gírias e colocações. Enfim, desenvolver um bom vocabulário. O segundo refere-se à gramática, ou seja, conhecer o modo como as sentenças se organizam, de modo a ser capaz de compreender o uso das estruturas e afins”, explica Lima.

O terceiro conhecimento está ligado ao fato da pessoa saber que tipo de texto está diante dele: artigo de jornal, poema, conto, relatório, carta ou fábula. “Reconhecer o tipo de texto ajuda o leitor a saber que tipo de palavras e estruturas serão encontradas nele”, descreve.

Por fim, é necessário dominar conhecimento de mundo e esse envolve a vida do candidato. O que ele sabe sobre o mundo, quais suas percepções sobre os assuntos do momento. “Se no exame o texto aborda políticas ambientais, o candidato poderá ter facilidade para interpretá-lo se tiver algum conhecimento sobre o assunto. Assim, quanto mais integrado dos assuntos da atualidade o candidato estiver, melhor será”, aconselha Denilso.

Segundo Denilso de Lima, para quem está interessado em praticar a leitura em inglês de forma mais aprofundada, existem jornais e revistas online que servem como fonte de estudo como CNN, BBC, The Times, The Wall Street Journal, The Economist, The Sun e The New Yorkers, cita.

Além disso, o estudante pode ainda comparar os textos em inglês com os textos em português, quando possível. “Fazendo isso, o estudante estará diante de um assunto comum a ele – conhecimento de mundo –e ele passará a ver com aquele tema é apresentado em outra língua – melhorando assim o seu conhecimento léxico-semântico e sintático”, conclui.

Denilso de Lima é autor de três livros na área de língua inglesa pela editora Elsevier Campus: Inglês na Ponta da Língua, Gramática de Uso da Língua Inglesa e Combinando Palavras em Inglês. É também o criador do site Inglês na Ponta da Língua, um dos maiores e mais completos sites de dicas de inglês do Brasil. Denilso também dá palestras e cursos em faculdades, escolas e órgãos governamentais ou empresas.

Até logo!

Deixe um comentário

© 2012-2019 Canal do Ensino | Guia de Educação

Voltar para o topo