Você está aqui:Home » Dicas » Estudantes » Conhecimento científico: saiba o que é, conceito e definição

Conhecimento científico: saiba o que é, conceito e definição

Olá, leitor!

A curiosidade é essencial para o homem e existem vários tipos de conhecimento a serem descobertos. Um desses é o conhecimentos científico. Você sabe o que significa este conceito e que tipo de conhecimento ele produz? Leia este artigo e descubra!

conhecimento científico tem grande importância para a humanidade: ele permite que haja avanços em vários setores da nossa vida. Por isso, não deixe de descobrir mais sobre este importante conhecimento!

Tipos de conhecimento

conhecimento científico

Fonte: Shutterstock

O conhecimento é dividido em 4 tipos principais:

  • Conhecimento popular, comum ou empírico: “é o saber que preenche nossa vida diária e que se possui sem o haver procurado, sem aplicação de método e sem se haver refletido sobre algo”(Babini, 1957:21)
  • Conhecimento filosófico: trabalha com ideias e relações não redutíveis a realidades materiais, buscando explicações e respostas para as inúmeras perguntas que ele próprio formula.
  • Conhecimento científico: são as análises de fatos cientificamente comprovados. Veremos logo abaixo, de forma mais detalhada, as características desse tipo de conhecimento.
  • Conhecimento religioso: é teológico e apoia-se em doutrinas e revelações que contêm proposições consideradas sagradas.

O que é conhecimento científico?

Este tipo de conhecimento é resultado do estudo e da busca por conhecimento. Através dele, o homem começou a entender o porquê de vários fenômenos naturais, isso porque ele vai além das relações e importância do senso comum e do conhecimento científico.

O conhecimento científico da voz para aqueles que buscam compreender as coisas. Isso porque através dele é possível provar muitas coisas, já que se busca a veracidade através da comprovação. Ou seja, por meio do conhecimento científico podemos compreender como as coisas funcionam, não aceitando-as de forma passiva e sem questionamentos.

Sendo assim, o conhecimento científico é realizado através de análises de fatos cientificamente comprovados. Então, ele é bem diferente da conhecimento comum, que pode partir do conhecimento de qualquer pessoa.

O conhecimento científico vai exigir base teórica e comprovações a partir de experimentações, e surgiu dessa necessidade de sistematizar o conhecimento existente e pela produção de novos saberes através de meios que garantiam rigor para sua exatidão.

Para ser posto em prática, ele precisa ser racional, objetivo, além de exigir outros fatores que auxiliem na investigação metódica. E suas pesquisas e aplicações irão intervir cada vez mais nos acontecimentos ao nosso redor.

Como é produzido o conhecimento científico?

Há uma frase de Carl Sagan muito conhecida a respeito do tema que diz o seguinte: “a ciência não é simplesmente um depósito de conhecimento, é, antes de tudo, uma forma de pensar — uma maneira de ceticamente interrogar o universo”.

Sendo assim, o conhecimento cientifico é produzido pela investigação científica através de seus procedimentos. Quem produz o conhecimento cientifico pode o fazer através da coleta de dados e informações sobre um determinado assunto/problema.

Há quem pergunta: Como aplicar o conhecimento científico no cotidiano? Não é necessário ser nenhum cientista para colocar o conhecimento cientifico em prática. Colocando em prática a criticidade já pode haver uma elaboração do que realmente será válido para alcançarmos nossos objetivo. Podemos começar a refletir sobre como as coisas são passadas a nós. Ler mais a respeito, fazer experiências, buscar ajuda. E na escola este pode ser um dos primeiros espaços onde o aluno coloca em prática o conhecimento científico.

A importância do conhecimento cientifico na educação

Sem dúvida, as escolas tornam-se centro geradores do saber. Lá os alunos que não tem acesso a internet e tecnologias, tem. É neste espaço que podem compartilhar experiências, estudos e comprovas teorias. É claro que na medida em que cada nova geração vem, se diferencia da anterior e, ao mesmo tempo, refletem em seu interior todos os problemas e virtudes da sociedade.

Por isso, é tão importante que haja incentivo por parte do governo na educação. Que apõe pesquisas acadêmicas, e que podem transformar a sociedade para melhor. As escolas abrem espaços para essas oportunidades.

Você sabia?

  • Através do conhecimento científico é possível é possível a transformação social e tecnológica? Se não fosse o conhecimento, talvez ainda estaríamos na era da pedra?
  • Se usado incorretamente pode vir a gerar enormes catástrofes para o ser humano e tudo mais ao seu redor. Por exemplo, através de uma vacina pode curar várias doenças. Porém, os uma arma de destruição em massa criada com este mesmo conhecimento pode gerar uma catástrofe;
  • O conhecimento científico é uma conquista recente da humanidade, pois tem apenas trezentos anos?

Concluindo…

A construção do conhecimento não deve se restringir aos denominados pesquisadores profissionais. Umas das críticas de alguns pesquisadores é que a discussão sobre conhecimento cientifico circule mais em vários espaços e não fique apenas centrados em entre cientistas e universidades.

Mas sabemos que através do conhecimento científico é que podemos compreender a complexidade dos fenômenos e das relações que se desenvolvem. Claro que não podemos negar a importância que o conhecimento científico tem em nossa vida.

Qualquer experiência que envolva o conhecimento científico é valiosa. Ainda mais quando através do conhecimento científico se tem avanços na área tecnológica. Porque através dele é que o conhecimento e práticas científicas geralmente são produzidos.

E o ser humano é capaz de produzir diversos tipos de informações, conhecimentos e saberes. Mas nem por isso, um tipo de conhecimento  é melhor que o outro. Podem se complementar e não gerar dúvidas ou brigas.

E aí? Conseguiram entender melhor o que significa conhecimento científico?

Para conhecer os 4 tipos de conhecimento clique aqui!

Deixe um comentário

© 2012-2018 Canal do Ensino | Guia de Educação

Voltar para o topo