Você está aqui:Home » Dicas » Estudantes » Como se concentrar nos estudos e alcançar seus objetivos

Como se concentrar nos estudos e alcançar seus objetivos

Olá!

Hoje abordaremos um assunto que gera muitas discussões, tanto em ambientes de estudos quanto em qualquer outro que dependa de foco para chegar a aprendizagem: A concentração nos estudos.

De modo geral o foco nos objetivos e a execução de metas para alcançá-lo é algo que não depende apenas de obsessão sobre o objeto de desejo, mas principalmente na concentração canalizadas nas fases, processos e etapas de execução. A atenção voltada às pequenas partículas contidas entre a vontade e a realização é a chave da questão.

Se você ainda está perdido e não sabe por onde começar a canalizar a sua concentração nos estudos, ou não tem um objetivo realista, não se preocupe. Neste conteúdo vamos exemplificar um modelo metodológico de  concentração nos estudos.

Ao finalizar esta leitura você estará com um modelo metodológico de concentração nos estudos, um direcionamento para aprender um novo idioma e motivação para começar os estudos. Preparado? Vamos juntos!

Estudar para aprender: O poder da concentração

foco-nosestudos

Você está estudando para aprender ou para decorar? Por acaso você já se deparou com um imenso conteúdo e “estudou” tudo, mas no fim não aprendeu o que devia e estudou o desnecessário?

É muito comum nos sentirmos obrigados a absorver um volume absurdo de informações que não levam a nenhum conhecimento. Por esse motivo, nossa mente capta as informações como um celular capta uma foto desfocada. O destino dessas informações: lixeira. E daí vem a seguinte frase: Aprender não é decorar.

O aprendizado depende de muitos aspectos de nossos sentidos, pois é através dos sentidos que damos simbolismo as informações a serem processadas em nosso cérebro. Cada informação que compreendemos leva um estímulo aos nossos neurotransmissores e a partir disto nossa mente arquiva informações pela ordem de importância.

Parece um pouco complicado explicar o funcionamento químico, elétrico para obtenção de informação e conhecimento. Mas, nas linhas seguintes vamos exemplificar para tornar este conteúdo leve e simplificado.

Saiba diferenciar FOCO de CONCENTRAÇÃO:

Foco:

O foco se define basicamente em definição de metas e objetivos, diz respeito ao alcance de resultados.

Concentração

A concentração é voltada para atenção em cada passo dos processos, ao contrário do foco a concentração é residente do agora (momento presente).

Os 3 piores inimigos da concentração nos estudos

Se deixar levar por distrações como aquela olhadinha rápida (que dura horas) nas redes sociais, estudar deitado ou em frente da TV e deixar para estudar na última hora são falhas que a maioria dos estudantes comentem. Esses são erros que “queimam o tempo” útil do dia com informações que não trazem crescimento intelectual.

As armadilhas contra a concentração nos estudos não param por aí, segue a lista dos 3 piores inimigos da gestão da atenção.

  1. Aquisição de informações irrelevantes.Tanto o excesso quanto a escassez de informações trazem desinformação e têm pouca probabilidade de um fechamento sobre o conhecimento que se almeja alcançar. Se você quer aprender italiano, por exemplo, e dedica 2 ou mais horas de seu dia concentrado em novelas ou outros materiais que não tem a ver com o seu foco, está errando. Nada contra nenhuma informação, sejam elas escritas, lidas, ouvidas ou absorvidas por qualquer sentido, a captação de informações devem ser voltadas para o alcance do objetivo. As informações obtidas devem agregar associações ao que você já sabe.
  2. Focar nas dificuldades: Algum sábio já dizia que o primeiro passo é metade do caminho, pois é, quando começamos qualquer empreendimento quebramos a barreira entre o nada e a criação. O que ocorre é que passamos muito tempo construindo a anti-ação por medo de obstáculos imaginários ou de pouca probabilidade. Se ao invés de pensarmos em nossas incapacidades, não capacitamos o nosso pensamento? Pense nisso!
  3. Deixar o que importa pra depois: Como defendeu Einstein e compartilhado pelos quatro cantos do mundo, o tempo é relativo. Quando focamos nas tarefas a serem feitas, o objetivo se faz em automático. Quando estudamos sem foco, o tempo passa devagar. A sensação de realização em algo grande pode durar menos de cinco minutos. O que vale a pena? Não adie os resultados!

4 dicas da neurociência sobre concentração dos estudos

  1. Divida Tarefas em Fatias: Dividir o objetivo em fases, as fases em tarefas e as tarefas em processos significa simplificar a complexidade do entendimento. Trabalhar em blocos interruptos é também uma dica que se associa muito bem a esse item. Experimente a técnica pomodoro e veja a mágica acontecer.
  2. Alimente-se bem. Mantenha-se alimentado nos períodos de estudos, pois sentir fome além de incomodar tira a concentração nos estudos. Outra dica que podemos ressaltar é a ingestão de água e alguns alimentos como café, melancia, maçã, cacau são excelentes amigos dos estudantes. Esse alimentos auxiliam a função da dopamina (o hormônio da motivação) no organismo, desta forma você vivência bem os momentos de estudos.
  3. Ouça música: Músicas que tragam bem estar  e relaxamento são ótimos condicionadores de concentração. Algumas músicas são feitas para treinar a concentração e vêm trazendo ótimos resultados. Para treinar você deve focar em apenas um instrumento do início ao fim da música.
  4. Elimine bagunça e desconforto: Espaço limpo é sinônimo de espaço para criatividade.

Método de concentração nos estudos para aprender italiano

A partir de agora, vamos promover a prática de concentração. Para isso trouxemos uma temática de estudos que serve para o aprendizado de qualquer coisa, em especial dos idiomas. Se trata de uma metodologia de concentração voltada para aprender italiano.

Pronto(a)? Então, lápis e papel nas mão e muita concentração nos estudos e nas dicas!

Objetivo Claro

Para alcançar resultados o objetivo deve ser claro para que não haja ruídos nas informações. Para planejar os caminhos que te levarão ao sucesso é necessário que o objetivo seja muito simples de ser compreendido.

  • Por exemplo: Aprender italiano para próxima viagem; para o trabalho; para acrescentar na lista de idiomas; para realizar uma prova.

Como é possível observar, podemos ter objetivos comuns porém os caminhos são completamente diferentes, assim como materiais de estudos, plano de estudos e etc.

Como absorver a informação

Antes de prosseguir o conteúdo é muito importante ter em mente que informação e conhecimento são coisas diferentes e não podem ser confundidas.

Segue os conceitos mais usuais dessas terminologias.

Conceito de informação

Informação é tudo o que forma ao conhecimento. O conjunto de dados se reúnem em pról de uma determinada informação, essa por sua vez se torna informação quando sana um questionamento, ou seja, diminui a entropia.

Conceito de conhecimento

Já o conhecimento é o conjunto de informações que leva a ciência sobre coisas complexas, sendo de alto impacto ele modifica paradigmas, eleva o entendimento sobre as coisas complexas.

Alinhe o material de estudo ao seu objetivo

Primeiramente, escreva o seu objetivo para fixá-lo bem. Em seguida separe o material de estudo. Leve em consideração o seu tempo disponível para este empreendimento, quais as maneiras de estudo te trazem maior prazer e quanta energia devo dispor em determinado prazo.

Depois desta primeira etapa, vamos começar a materializar esta realização: Analise e selecione este conteúdo (lembre-se que o sucesso está nos detalhes). Pegue o material que lhe traz resultados e deixe de lado o que não serve. Faça o que é mais importante e se concentre no que dá resultados bons e positivos, abandone tudo que vá contra isso.

Separe seu material nas seguintes categorias:
a) Leitura: Os fumetti (gibis) são ótimos para aprender as palavras mais recorrentes, pois sendo a linguagem fluída e abrangente te fará dar múltiplos significados (sociais, culturais, regionais) de um pais, de uma outra forma de comunicar-se e fazer-se entender. Os livros didáticos também são muito importantes, a menos que você precise muito da norma gramatical, prefira uma gramática enxuta.

  1. Comece pelas saudações (Gentileza é bem vinda em todas as partes do planeta). Depois vá para as conjugações dos verbos mais falados e mais necessários: essere, avere, fare, andare, sentire, parlare, capire, volere (ser, ter, fazer, ir, sentir, falar, entender, querer).
  2. Traduza-os e os conjugue nos 3 tempos principais.
  3. Busque palavras que tenham a ver com os seus objetivos e forme frases com elas.
  4. Estude muito as preposições.

b) Áudio: Tente buscar não aquelas músicas populares mundialmente. procure o que tem a ver com o seu estilo. Aprenda com a Laura Pausini, por exemplo.
c) Visual: Escolha algo de incentivo visual para os estudos, pode desde ser infográficos do Pinterest até mapas-mentais feitos por você mesmo. Não esqueça dos filmes.

A dica de ouro que cabe nos interesses de quase todos os objetivos é este curso da USP “Dire, Fare, Partire” , totalmente gratuito e eficiente. Muito bom e prático para quem está começando.

d) Conversação: Se você tem um amigo que fala italiano, ou que seja italiano peça uma mãozinha.
e) Exercícios e Revisão: Dos execícios e revisão não tem como fugir. A maneira mais eficaz de fixação é a significação das informações, mas a repetição também ajuda. Para dar significado e melhorar a concentração nos estudos, ao estudar italiano, recorra aos mapas-mentais, para melhor fixação exercícios é o caminho mais curto.

O mundo virtual oferece informação e velocidade, mas nos é quem decidimos o que nos serve ou não. Se você se interessa em saber mais sobre idiomas ou quer estudar italiano, talvez lhe interesse também estes conteúdos.

Mais acesse: Metodologia para se concentrar nos estudos e aprender um novo idioma

Neste conteúdo pudemos aprender sobre as definições sobre conceito e foco; informação e conhecimento. Esses que são tão importantes para planejar as melhores estratégias de estudos e canalizar energia em cada etapa até que esteja totalmente realizado o objetivo.

Para incentivar a pratica da informação desse conteúdo e transformá-lo em conhecimento, montamos um modelo metodológico para concentrar nos estudos e ainda aprender um novo idioma. Lembre-se que a informação está em todos os lugares mas para que alcance o conhecimento, depende de você.

Ajude-nos a levar informação cada vez mais longe. Compartilhe nas redes sociais e influencie pessoas com a sua fonte de informação.

Até breve!

Deixe um comentário

© 2012-2019 Canal do Ensino | Guia de Educação

Voltar para o topo