Você está aqui:Home » Dicas » Estudantes » Como planejar a candidatura para um curso no exterior?

Como planejar a candidatura para um curso no exterior?

Olá, leitor!

Estudar fora do país pode ser vantajoso profissionalmente, como também uma experiência valiosa. Só que nem tudo é tão simples assim. Além de definir o curso e o país, é preciso verificar se ambos estão disponíveis e se você consegue planejar a candidatura, pois cada país tem as suas próprias regras.

Porém, vale ressaltar que é importante saber de uma série de fatores antes de você planejar a sua candidatura. Primeiro, é fundamental fazer com antecedência este planejamento, até para depois no curso conseguir abstrair melhor a oportunidade. Lembrando que em outro país, um grande desafio é o idioma, e por isso é tão importante estar com ele na ponta da língua.

Alguns fatores essenciais que o estudante precisa ter é primeiro colocar no papel as datas que dispõe! Quanto dinheiro ele pode investir na viagem e no curso, e o tempo para frequência do curso, o que vai fazer enquanto estiver morando lá, se consegue trabalhar, ou só estudar. A partir disso, começa um planejamento para a candidatura em um curso no exterior.

Confira a seguir algumas dicas importantes a respeito!

Como planejar a candidatura?

curso_no_exterior

Não é recomendado que essa decisão e preparação seja tomada do dia para a noite. As chances de algo dar errado e você não aproveitar a oportunidade da melhor forma são grandes. Neste sentido, a organização pode começar um ano antes, pois, assim você irá conseguir se preparar melhor em todos os sentidos.

Fora esse planejamento é preciso ficar atento a datas. Por exemplo, participar de uma seleção para pós-graduação. É aconselhado verificar as datas ou períodos que ocorrem, como também preparar a documentação solicitada.

Já se a escolha for para um curso, seja ele de extensão, aprimoramento na área ou até mesmo um curso de línguas, é aconselhável ter o domínio da língua estrangeira. Mesmo que você vá para lá fazer um curso de línguas, alguma noção você precisa ter, já que as aulas serão totalmente neste idioma.

Qual o destino e o objetivo?

Se você já tem em mente fazer um curso no exterior, precisa pensar em algumas questões como clima, custo de vida, transporte público, hábitos alimentares e o estilo de vida neste local. Normalmente, os cursos têm duração de um mês a seis meses, podendo durar até mais.

Sendo assim, é válido fazer uma pesquisa sobre o destino para conhecer bem o local. Imagine se você não gosta de frio e escolhe um país que cai neve e faz muito frio? É bem provável que essa experiência não seja boa pra você.

Também não vale escolher um país só pelo turismo, se lá o curso que você pretende fazer não é tão reconhecido. Então, estes critérios do destino, como também a opção do curso precisam ser bem avaliados. Além disso, é importante se preparar para o curso!

Preparação para o curso

A escolha pelo curso no exterior, deve ser levada em conta na duração do curso e também o valor que você tem para investir. Há cursos de duas semanas e de até seis meses. Também há cursos de um ano, um exemplo pode ser o aprimoramento de um idioma, no qual se aproveita para conhecer a cultura do país, ou ainda fazer um curso de especialização numa faculdade estrangeira.

Você tem a escolha de realizar a graduação ou pós-graduação no exterior. Neste caso, leva de dois anos ou mais. Claro que deve ser avaliado a forma como você irá conseguir se manter no país.

Algumas universidades fazem parceria com universidades do exterior, isso inclui, cursos dos mais diversos e permanência. Só que nem sempre está incluso os custos com passagens, hospedagem e estilo e vida. Então, estes custos serão por conta do estudante.

A preparação para o curso exige que o estudante se prepare para a língua estrangeira. Isso inclui fazer um curso preparatório e intensivo no país. Isso vai possibilitar ao estudante, mais segurança para ir ao destino e facilidade em aprender no curso.

Até porque, de nada adianta fazer um curso no exterior, e voltar ao seu país de origem sem ter aproveitado ao máximo o curso. Assim, quanto mais você se preparar mais vai conseguir aproveitar o curso, tirar uma boa nota e quem sabe depois, aplicar o aprendizado no mercado de trabalho.

E por falar em mercado de trabalho, muitas empresas avaliam de forma positiva a realização de algum curso no exterior, como também o período de aprendizado. Elas sabem que este profissional buscou aperfeiçoar o seu currículo e também trás uma bagagem cultural, que em alguns casos pode acrescentar de forma positiva no trabalho.

 Formas de pagamento e hospedagem

Por isso, ressaltamos tanto o planejamento. Dependendo do curso escolhido, é possível ganhar uma bolsa auxílio, isso inclui não pagar o curso, ou até mesmo conseguir uma hospedagem gratuita. Em alguns casos é possível fazer o curso e trabalhar ao mesmo tempo. Profissões como babá e atendente de lanchonete, sempre estão disponíveis dependendo do país.

Ao planejar a candidatura para um curso no exterior avalie financeiramente os seus custos e se terá condições de permanecer no país pelo tempo determinado. Alguns países tem o custo de vida mais alto, outros já não tanto. Agora se você consegue se organizar e trabalhar, aí fica mais fácil.

Critérios do curso

Para planejar a candidatura, outro ponto que deve ser considerado é ficar atento aos critérios do curso. Se há seleções ou somente inscrição, se tem idade mínima ou máxima para se inscrever, formas de avaliação, entre outros quesitos.

A dica é: assim que você definiu qual será o curso que irá fazer no exterior, entre no site ou em contato e leia atentamente os requisitos, documentos solicitados, tempo de curso. Tudo isso precisa estar bem claro.

Outra dica é escolher escolas e agências credenciadas. Procure por aquelas que possuem o credenciamento em órgãos responsáveis no país de destino. Você consegue determinar o credenciamento, apenas acessando os sites de cada uma.

E de acordo com os especialistas, estudar em escolas e agências credenciadas no país de destino, facilita até a retirada de visto e a passagem pelo setor de imigração no aeroporto. E caso fique com alguma dúvida sobre o curso, procure todas as informações possíveis. Lembre-se: você está investindo seu tempo, dinheiro, distância da família e neste caso precisa que essa oportunidade seja proveitosa.

Visto e passagens aéreas

Verifique se o país que pretende fazer o curso exige o visto. E lembre-se: fazer o seu pedido pode levar algum tempo. Então, se puder providenciar o quanto antes, melhor. Às vezes estes servidores fazem greve, essa questão de logística precisa ser pensada.

Outro quesito para planejar a candidatura para um curso no exterior é comprar as passagens com antecedência. Primeiro, que você vai economizar bastante, e segundo, você consegue se focar em outras coisas sem ficar se preocupando com as passagens.

Indica-se procurar uma agência de viagens para solicitar a compra. Como elas tem mais experiência, vão incluir todos os serviços, além disso, pode lhe auxiliar a tirar dúvidas.

Troca de experiência

Se você tem dúvidas sobre o curso ou o país, uma dica é conversar com quem já fez o curso, já conhece o país. A partir dessa conversa você terá uma ideia de como pode ser a sua estadia por lá. Conversando com conhecidos, estes poderão dar dicas personalizadas, e sugestões de que forma você pode aproveitar melhor a estadia por lá.

Se não conhece ninguém, hoje é possível encontrar grupos em redes sociais, e até mesmo site que possibilita essa troca. É válido lembrar que cada pessoa tem seu ponto de vista específico sobre o país, a partir de sua própria experiência. Sendo assim, não leve tão a sério qualquer experiência radical de relatos que ouvir.

Algumas realmente não tiveram experiências positivas fora do país, mas tudo é experiência. Então se você ainda tem dúvida, um pouco de receio, não deixe de interagir com quem já viajou, fez um curso e morou fora do país.

Esteja aberto ao novo

Quem deseja fazer um curso fora no exterior, precisa também estar aberto às novas possibilidades. E principalmente passar um período em outro país, com uma nova cultura, outro estilo de vida, novos hábitos exigem da pessoa uma abertura ao novo, até para melhor conseguir aproveitar o curso.

Não adianta querer fazer um curso fora do país, chegar lá e julgar o estilo de vida, a cultura. É o estudante que precisa se adequar a este novo estilo de vida e não o país ao estudante. É por isso, que alguns têm essas experiências não muito positivas, porque na maioria das vezes teve uma experiência negativa e não estiveram abertas as novas possibilidades.

É bem provável que nem tudo será como você planejou e talvez estando lá, vai perceber que poderia ter se preparado melhor. É uma sensação comum. Mas permita aceitar os erros e esteja aberto a novas amizades.

Planejar a candidatura para um curso no exterior demanda tempo e preparação por parte do candidato. Para fazer valer a pena essa experiência, quanto mais preparado estiver melhor vai ser.

Até logo!

Deixe um comentário

© 2012-2018 Canal do Ensino | Guia de Educação

Voltar para o topo