Você está aqui:Home » Dicas » Professores » Como lidar com o déficit de atenção na sala de aula?

Como lidar com o déficit de atenção na sala de aula?

Olá, leitor!

Você conhece alguém com déficit de atenção?

Na sistemática rotina dos professores e das diversas personalidades dos alunos, podem contribuir para que o déficit de atenção passe despercebido ou seja mal interpretado.

É importante ressaltar, que esse transtorno deve ser diagnosticado por um profissional habilitado, mas é importante manter-se sempre atento ao conjunto e permanência de sinais na personalidade da criança. Ao se constatar o déficit de atenção, é muito importante que o educador oriente os responsáveis a procurarem um profissional capacitado.

Neste conteúdo você aprenderá a reconhecer os sinais, e a lidar com o aluno diagnosticado com TDAH. Na realidade, lidar com essas crianças requer atenção, e por meio da utilização de métodos psicopedagógicos adaptados, a permanência da criança na escola deve estar assegurada.

Como identificar déficit de atenção?

deficit-de-atencao

 

O primeiro passo para identificar os sinais de TDAH, é manter-se atualizado sobre a saúde da criança. Antes do inicio do ano letivo, peça para que os responsáveis respondam a um questionário. Nesse questionário devem conter perguntas que, instiguem uma rica coleta de informações sobre a vida dos alunos.

Depois de gerar um relatório com o resultado da análise,  passe para a segunda etapa, observação. As observações devem ser anotadas no diário de classe ou instrumento semelhante, é importante focar nas observações para não se deixar perder por crenças pessoais.

Quando perceber no aluno, um comportamento que atrapalhe o desenvolvimento da turma, que demonstre agitação durante a aula, falta de atenção, problema de convivência com os colegas, falta de cuidado com o material escolar, atividades inacabadas e outros aspectos do tipo, converse com os pais da criança.

Cuidar, orientar e educar uma criança com TDAH, pode ser um desafio,  simplesmente devemos adaptar o nosso ponto de vista à realidade da criança enquanto estamos presentes, e orientar para que outros também o façam. Por vezes, os pais podem estar desinformados sobre os sentimentos dos filhos, mas também os colegas de sala devem ser orientados.

Em sala de aula o déficit de atenção, combinado com comportamento imperativo de outros alunos, se não controlado, pode se tornar um problema ao longo de todo o ano letivo. Pois, tem reação direta sobre a dinâmica das aulas, isso certamente afeta o desempenho da metodologia de aula.

Para evitar que o aluno com TDAH, seja ponto de dispersão na sala de aula e uma possibilidade de distanciamento, é importante estar atento e seguir todos os procedimento para que, a criança não se sinta desfavorecida ou altere dinâmica da classe.

Principais sinais de TDAH

1 – Distração

Quando o aluno presta atenção em movimentos aleatórios, fora do campo da aula. Como por exemplo, olhar demasiadamente para a janela em meio a uma prova, ou explicação da matéria.

2 – Lentidão

Por causa da baixa capacidade de concentração, as atividades levam muito mais tempo para serem concluídas. Isso porque elas tendem a se distrair com detalhes das atividades, que não os levam diretamente ao foco de aprendizagem esperada pelo educador.

3 – Impulsividade

A dificuldade em controlar os impulsos, é uma outra característica marcante do déficit de atenção. Muitas vezes pode representar um problema em classe por quebrar as dinâmicas de aula.

4 – Desorganização

A desorganização é uma outra característica do déficit de atenção, a falta de foco faz com que o processo de organização seja substituído por qualquer ponto de distração.

5 – Esquecimento

Tendo em vista que o sistema de absorção de informação, de um indivíduo com déficit de atenção é diferente daqueles que não têm, o esquecimento acaba se tornando parte dos problemas. Ajude o aluno com dinâmicas de memorização, essas atividades serão tão boas para ele quanto para o resto da turma.

6 – Hiperatividade

A hiperatividade é um dos pontos mais comuns entre os estudantes com déficit de atenção, mas isso não significa que todo o aluno hiperativo o tenha. É importante observar o conjunto de sinais que o estudante demonstra.

7 – Explosões emocionais

As explosões emocionais ocorrem principalmente, depois de um período de agitação e contrariedade. É importante estar atento nas necessidades do aluno, e orientá-lo a boa gestão emocional

É importante prestar atenção em nossas crenças pessoais, para que elas não induzam a diagnósticos precipitados e sem informações especializadas. Ao observar esses aspectos no decorrer do ano letivo, oriente para que os pais busquem ajuda profissional.

Todas as crianças em algum momento, se mostram hiperativas ou apresentam algum sinal mencionado acima, mas isso não significa que ela tenha déficit de atenção. É importante manter-se informado para não rotular indisciplina como um transtorno.

>> Curso TDAH: Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade

Quais os melhores procedimentos para crianças com déficit de atenção?

Depois de conseguir identificar os sinais de TDAH, orientar os pais a buscar um laudo assinado por profissional habilitado, comece aplicando um método adaptado para essa criança.

São pequenas coisas que fazem toda a diferença no cotidiano escolar. Inclusive, orientar os colegas a fazerem parte da evolução de aprendizagem da criança com déficit de atenção, é muito importante para o desenvolvimento de todos. Ensinar uma criança com TDAH, pode ser um desafio e deve ser tratado com amor e profissionalismo.

Principais recomendações

Algumas mudanças em sala de aula, podem ser o diferencial para o progresso de aprendizagem de estudantes com déficit de atenção, acompanhe as principais recomendações.

Assento

Oriente para que o aluno se acomode longe de portas, janelas, e o mais próximo possível do professor. Assim se reduz os objetos de distração, facilitando o auxilio nas atividades e rotinas escolares. Isso influenciará, certamente, no rendimento e notas.

Acompanhamento e observação sobre as atividades escolares

Preste atenção em como ele desempenha as atividade e como se comporta nesse momento. Dessa forma você saberá como ele enxerga o mundo e será mais fácil se aproximar e ajudá-lo a aprender mais rápido. O tempo dos estudantes com déficit de atenção são diferente, se atente a isso.

Redução de tarefas

Reduza as tarefas e qualifique as atividades, desse modo a criança terá menos afazeres em relação as outras, mas isso não comprometerá o aprendizado. Diminuir a quantidade de tarefas do aluno, trará equidade quanto ao tempo normal que, os outros alunos levam para resolver suas tarefas.

Aplicação de avaliações

Ao receber as provas, certifique-se de que todas as questões foram respondidas e se não tem nenhuma em branco. Oriente ao aluno sobre redações e o condicione a melhorar a cada dia. É importante que o educador ajude o estudante com TDAH, completar suas tarefas e orientar à autonomia.

Valorização do estudante

A valorização dos acertos e progressões no aprendizado devem ser lembradas e valorizadas, assim como os pontos positivos e habilidades pessoais. Dessa maneira o aluno se sentirá seguro e com autoestima. Desde atividades complexas até controle sobre a concentração, devem ser lembrados e comemorados.

Agora você já conhece os sinais mais intensos sobre déficit de atenção,sempre que oportuno, ofereça apoio aos responsáveis e os oriente a buscar por acompanhamento profissional. Antes de falar com os pais, se atente ao conjunto de sinais apresentados pela criança.

Até a próxima!

Deixe um comentário

© 2012-2018 Canal do Ensino | Guia de Educação

Voltar para o topo