Você está aqui:Home » Dicas » Professores » Como lidar com mau comportamento em sala de aula

Como lidar com mau comportamento em sala de aula

Olá, professores!

Ensinar crianças é um desafio que vai além das disciplinas escolares. Na infância muitos fatores contribuem para o comportamento das crianças em sala de aula como as atitudes tomadas no ambiente familiar e, em muitos casos, a desobediência de um estudante pode afetar toda a turma. Pensando nisso, trazemos aqui algumas sugestões de como lidar com mau comportamento em sala de aula.

Parece difícil, mas é uma habilidade que todo educador deve ter para conseguir transmitir os ensinamentos a todos.

Dicas para os professores em sala de aula

  • Quando um aluno está se comportando mal ou se comportando de maneira imprópria, o professor precisa manter a calma antes de tomar qualquer atitude. Ele deve manter sua postura profissional e não ceder à provocações de seus alunos, principalmente se elas forem recorrentes, ou seja, o professor deve pensar antes de agir.
  • Quando, por exemplo, um aluno começar a chorar ou ter alguma atitude raivosa, a primeira providência deve ser acalmá-lo, ensinando esse aluno a respirar profundamente, com os olhos fechados, abrindo e fechando as mãos para relaxar.
  • Feito isso, é importante conversar com a criança explicando o motivo pelo qual ela está errada. Se abaixe e olhe nos olhos dela, isso cria uma relação de confiança e demonstra a seriedade da conversa. Deve-se evitar adotar uma linguagem ameaçadora com a criança, apontando os dedos e cruzando os braços, pois dessa maneira, por mais que você esteja apenas repreendendo o aluno sem severidade, ele vai entender isso mais como uma bronca do que como uma orientação.
  • Também é preciso dar espaço para a criança explicar e justificar seu comportamento, essa pode ser a solução para os conflitos. Algumas vezes, o motivo pelo qual a criança não está se comportando bem pode ser muito mais profundo e ela está apenas descontando sua raiva no ambiente escolar. O professor também deve direcionar essa criança a ter um bom comportamento, e para isso, pode ser necessário um trabalho emocional mais profundo para solucionar as causas.
  • Quando tiver controlado a crise, analise o comportamento desse aluno. Se as atitudes erradas forem recorrentes, e acontecerem sempre pelos mesmos motivos nos mesmos horários (por exemplo, a chegada à escola), pode ser que esse problema deva ser levado até a família do estudante para que, em conjunto, busquem uma solução que seja boa para a criança.

Essas são dicas para os professores melhorarem seu relacionamento com os alunos. Experimente. Você vai ver como a convivência vai se tornar mais eficaz.

Até mais!

Deixe um comentário

© 2012-2019 Canal do Ensino | Guia de Educação

Voltar para o topo