Você está aqui:Home » Cursos Grátis » Concursos Públicos » Como estudar português para concurso público

Como estudar português para concurso público

Olá caro leitor do Canal do Ensino!

Se você está se dedicando aos estudos para concurso, é possível que tenha se questionado em como estudar português para concurso público. Embora seja uma disciplina em que já estamos familiarizados por se tratar de nosso idioma, faz-se necessário dedicar uma atenção especial, por ser uma matéria que costuma ter peso 2 além de ser eliminatória. Saiba então como se preparar com nossas orientações nesse artigo.

Estude o Edital

portugues_para_concurso_publico

No edital, o candidato encontra o que exatamente será cobrado na prova de Português. Assim, além de ganhar tempo, poderá criar seu cronograma de estudos baseado nesse conteúdo. Uma boa dica para melhor visualizar o assunto é verticalizar o edital: listar os itens um abaixo do outro.

Dessa forma poderá identificar inclusive se determinados tópicos estão em um mesmo sistema gramatical, ou seja, se está em morfologia, sintaxe, fonética ou semântica. A seguir, vamos ensinar como verticalizar seu edital de maneira fácil e prática.

Edital verticalizado

Usar um edital cujos itens estejam listados em posição vertical, facilita sua organização e lhe oferece mais possibilidades para adaptar seus estudos. Veja um exemplo de conteúdo de Português baseado em um edital de concurso:

1 Compreensão e interpretação de textos de gêneros variados. 2 Reconhecimento de tipos e gêneros textuais. 3 Domínio da ortografia oficial. 3.1 Emprego das letras. 3.2 Emprego da acentuação gráfica. 4 Domínio dos mecanismos de coesão textual. 4.1 Emprego de elementos de referenciação, substituição e repetição, de conectores e outros elementos de sequenciação textual. 4.2 Emprego/correlação de tempos e modos verbais(…).

No edital verticalizado ficaria assim:

  • 1 Compreensão e interpretação de textos de gêneros variados.
  • 2 Reconhecimento de tipos e gêneros textuais.
  • 3 Domínio da ortografia oficial.
  • 3.1 Emprego das letras.
  • 3.2 Emprego da acentuação gráfica.
  • 4 Domínio dos mecanismos de coesão textual.
  • 4.1 Emprego de elementos de referenciação, substituição e repetição, de conectores e outros elementos de sequenciação textual.
  • 4.2 Emprego/correlação de tempos e modos verbais.

Essa organização do edital pode ser feita convertendo o cerne do edital em pdf para word e depois editar em planilha do jeito que achar melhor. Existem vários sites de cursos preparatórios que já disponibilizam esse tipo de edital para os concursos mais procurados. É uma opção, caso tenha dificuldade para montar o seu. Uma sugestão é esse site: Edital Vertical.

Dessa forma, planilhando ou tabelando, poderá adicionar colunas informando por exemplo, o material que tem disponível de cada item: pdf, apostila, vídeo, questões, revisão, simulados… A medida que for vencendo cada assunto, faz uma marcação, podendo inclusive criar um cronograma de dias e horas de estudo em torno desse edital. Faça isso para cada disciplina e verá como facilitará sua vida.

Caso ainda não tenha edital

Caso não tenha saído o edital atualizado do concurso que pretenda fazer, poderá se basear nos editais anteriores. Principalmente se for a mesma banca examinadora, o mesmo cargo, o mesmo nível, pouca coisa mudará. Fizemos uma seleção do que costuma ser cobrado em relação a prova de Português:

Principais conteúdos

Segundo levantamentos feitos por professores de grandes cursos para concurso, esses tópicos a seguir tem entrado com maior frequência nas provas. Talvez possa começar seus estudos seguindo essas sugestões:

  • Interpretação de texto,
  • Ortografia, verbo,
  • advérbio,
  • conjunção,
  • Voz ativa e passiva,
  • Crase,
  • Pronome relativo,
  • Vírgula,
  • concordância nominal e verbal,
  • Pontuação. 

Uma página que oferece um bom conteúdo para começar é Só Português.

Dicas para estudar a gramática

1- Ordem correta

Dica bem importante! Comece a estudar seguindo a seguinte ordem:

  • 1º Fonologia -ramo da linguística que estuda os fonemas.
  • 2º Morfologia -estuda a formação e a classificação das palavras. Ex: Substantivos, artigos, pronomes, verbos…
  • 3º Sintaxe – estuda a disposição das palavras nas frases e as relações das frases entre si. Ex: frase, oração, período, predicado, sujeito…
  • 4º Semântica – estuda o significado da palavra, a interpretação do significado da palavra, de uma frase, de uma expressão em um contexto. Ex:tipos de  linguagem, língua escrita, sinônimos…
  • 5º Estilística – estuda as figuras de linguagem, os vícios e as funções da linguagem.

Estudando dessa maneira provocará um entendimento em sequencia, uma continuidade do aprendizado. Pois, antes de estudar conteúdo de sintaxe, por exemplo, é necessário que se tenha uma boa compreensão de morfologia e assim será com outros tópicos.

2- Interpretação de texto

Dedique um tempo maior para estudar essa parte do Português. Para que sua interpretação seja eficiente, existem algumas técnicas como a ensinada pelo professor Elias Santana. Segundo ele, sem essa técnica, corre o risco de ter que ler o texto várias vezes para resolver as questões. A técnica consiste em encontrar no texto as informações importantes. Quais são elas? As que aparecem pelo menos 2 vezes no texto. Em seguida deve:

  1. Sublinhar palavras repetidas, sinônimos, hiperônimos
  2. Circular o pronome e sublinhar o seu referente
  3. Opcional -somente se o texto for muito difícil- fazer um resumo do texto, escrevendo fora do texto as palavras mais importantes.

Segundo o professor, essa técnica foi criada por uma linguista chamada Ingedore Koch. Ele ainda explica que a técnica é curta mas para dominá-la precisa de treino. Segue como sugestão de leitura os livros de Ingedore Koch escritos em parceria com Vanda Elias: Ler e compreender os sentidos dos textos e Ler e escrever estratégias de produção textual.

Uma outra dica importante é verificar como as bancas costumam fazer essas provas de interpretação, uma vez que diferenciam entre si. Além disso, é importante estar atento a algumas palavras chaves dos enunciados das questões: infere, intelecção, baseado no texto, faz referência a, entre outras.

3- Exercite

Assim como Matemática, o conteúdo de português deve ser exercitado, resolver um grande número de questões, para que haja real compreensão da gramática. Existem muitos sites que oferecem esses recursos gratuitos além de apostilas e livros, ainda nesse artigo mostraremos alguns. Segue mais dicas:

  • Faça exercícios que tenham gabaritos ao final.
  • Resolva simulados para se adaptar ao tempo que terá para resolver as questões na hora da prova.
  • Refaça várias provas de concurso: procure o mesmo nível, a mesma banca, o mesmo cargo, o mesmo órgão.
  • Se atente em resolver as provas e questões que estejam adequadas ao novo acordo ortográfico da língua portuguesa.

Leia nosso artigo sobre conteúdo de estudo gratuito para concurso público.

4- Leia notícias

Ler notícias auxiliarão tanto para a prova de atualidades como para dissertativa além de exercitar sua interpretação de texto, no seu entendimento do acontecimentos. Além disso, observará o estilo de escrita jornalística:um tipo do gênero discursivo. Geralmente as redações de um jornal são exigentes em relação à escrita e à gramática. Procure os de maior credibilidade e assim estará se familiarizando com a escrita correta e aumentando seu repertório vocabular.

Procure estudar com os melhores professores!

Os melhores professores realmente fazem muita diferença. Se não tiver condições financeiras para investir em algum preparatório, busque os vídeos e materiais disponíveis gratuitamente na internet. Muitas vezes, eles oferecem aulões presenciais por preços bem acessíveis. Vale a pena segui-los.

Procure também os autores de gramáticas mais renomados. Não se trata aqui de fama apenas mas sim de consideração: geralmente, tanto o professor de cursinhos como o escritor de determinada gramática, são mais citados pela didática de suas aulas, pelas explicações claras, além do conhecimento de anos de estudo. Os próprios alunos que estudam com eles fazem sua publicidade. Não se pode desconsiderar isso.

Alguns indicados:

Videoaulas disponíveis no Youtube:

Professores autores:

Mais algumas dicas:

De todas as sugestões que demos para estudar português, a melhor de todas é pratique, leve para seu dia-a-dia. O que aprender na ortografia, na pontuação, na concordância, na conjugação verbal utilize em suas conversas em casa ou nas redes sociais. Não deixe só no caderno. Existe a língua informal e a culta, mas ser informal não significa falar ou escrever errado. Pratique isso.

Outra informação importante: leia muito. Além de jornais e revistas, sites consideráveis, artigos e livros. E tão importante quanto ler é escrever. Segundo o professor Pier, o hábito da leitura pode promover até mesmo um aumento de QI. Ensina também que quando estudamos, lendo e escrevendo o que nos foi ensinado no mesmo dia, mais aprendemos oque nos foi passado. Veja seu vídeo que explica isso: Como Estudar melhor e aumentar sua inteligência.

Por fim, pratique redação. Procure dentro dos acontecimentos atuais os prováveis temas e escreva. Se antecipe. Porém, ao contrário do que se pensa, assuntos polêmicos não costumam ser cobrados nas dissertações. Pense bem antes de escolher seu tema (Veja as sugestões dos professores de português como as da professora Vânia Araújo) e peça a um professor que faça correção para ver onde pode melhorar.

Leia mais:

Essas foram nossas orientações para que encontre sua melhor maneira de se estudar Português para concursos. Esperamos que tenham sido realmente úteis e práticas para que tenha sucesso em suas provas. Seja persistente, não desanime com os erros. Aprenda com eles e continue. Bons estudos.

Até breve!

Deixe um comentário

© 2012-2018 Canal do Ensino | Guia de Educação

Voltar para o topo