Você está aqui:Home » Concursos & Empregos » Empregos » Como entrar no mercado de trabalho mesmo na crise econômica?

Como entrar no mercado de trabalho mesmo na crise econômica?

Olá,

Há algum tempo o Brasil está no que tem se chamado de crise econômica. Ela começou a ficar flagrante a partir de 2015 e foi se agravando nesses dois anos. Com todas as medidas impostas por esse governo interino e mudanças nas leis trabalhistas e previdência, a crise se agravou ainda mais. O mercado de trabalho ficou mais acirrado. Como conseguir um emprego nesse cenário?

Quando o país atravessa uma crise econômica, isso pode significar menos lucros para as empresas e, portanto, menos recursos para direcionar para funcionários. Muitas empresas demitem funcionários, trabalhando com uma equipe mais reduzida. Em outras palavras, a oferta de emprego diminui, em muitos casos.

As demissões têm aumentado muito, o que tem deixado os trabalhadores bastante inseguros e desconfiados quanto ao seu futuro. Como crescer pessoal e profissionalmente e traçar planos se o mercado não está favorável? É certamente bastante complicado.

E para aqueles que se encontram desempregados ou que querem obter um emprego em outro lugar?  É ainda mais complexo.

Apesar de fato ter diminuído o número de empregos, ainda existem uma quantidade razoável deles disponível. À despeito desse cenário desfavorável, tendo as atitudes corretas e fazendo uma série de ações que explicaremos mais adiante, você será capaz de entrar no mercado de trabalho mesmo na crise.

O novo perfil de profissional que o mercado de trabalho procura

Assim como a economia como um todo se transforma no decorrer dos tempos e dos contextos, o mesmo ocorre com o mercado de trabalho. Aliás, quando a sociedade em sua totalidade sofre mudanças em suas características, em sua organização, o mercado de trabalho também acompanha esses rumos.

Isso fica intensificado em tempos de crise. Como o mercado está em um momento de retração, as exigências ficam ainda mais reforçadas e a competitividade aumenta ainda mais do que o habitual.

O mercado de trabalho, ainda mais nessa época desafiadora, é e precisa ser diferente.

Vamos citar abaixo algumas características do novo perfil de profissional que o mercado de trabalho está procurando.

  • Profissional multifuncional

O mercado de trabalho e o ambiente de trabalho estão cada vez mais ágeis, dinâmicos e complexos. Uma mesma pessoa, um mesmo cargo pode precisar lidar com uma série de funcionalidades, ou seja, fazer um conjunto de diferentes atividades, usando diferentes habilidades, em contextos variados.

  • Trabalho em equipe

É praticamente um pré-requisito crucial saber trabalhar em equipe no mercado atual. Você pode ser um excelente profissional, mas se não souber trabalhar em equipe, pode atrapalhar os processos dentro da empresa e com isso o todo não obtém resultados plenamente satisfatórios.

Dessa forma, você precisa saber trabalhar em equipe, agir em prol da coletividade e junto com ela, alcançando assim resultados maiores.

  • Visão global

Há quem ainda tenha a ingenuidade de achar que a crise econômica que afeta o Brasil e o mercado de trabalho também não tenha, de certa forma, ligações com o que acontece lá fora.

Aliás, seja em um momento de crise ou fora dele, o que acontece no exterior também afeta o Brasil e vice-versa. Isso quer dizer que o nosso país está inserido em um contexto maior, mundial, e é preciso saber lidar com isso.

Dessa forma, o profissional precisa ser alguém que tenha uma visão global, ainda mais em um mundo globalizado como o nosso, onde as interações e influências ocorrem de maneira rápida, simples e intensa.

  • Produtividade elevada

A produtividade no mercado de trabalho não é uma questão nova. No entanto, nesse contexto contemporâneo, isso ganhou novas ressignificações e novas características. Um profissional que tenha produtividade elevada consegue produzir mais, com igual ou maior qualidade e em menos tempo.

Mas mais do que isso: não é apenas produzir mais em menos tempo. É ser capaz de conseguir fazer um esforço mínimo, mas com um alto impacto positivo e muitos frutos.

  • Responsabilidade social

Ter responsabilidade social implica em nutrir uma visão ampla, diversificada e profunda de toda a área social, pensando em modos de atuar em conjunto com a empresa e Estado, de forma a conseguir sustentar um projeto que tenha um impacto positivo e benéfico para a sociedade.

  • Ética impecável

O indivíduo precisa ser alguém imbuído de valores éticos rigorosos. Esses valores devem guiar a sua vida pessoal e profissional, respeitando as normas, regras, hierarquias, os valores humanos, enfim, saber respeitar o lugar do outro, mantendo-se sempre digno, íntegro e honrado.

  • Capacidade de liderança

O líder dentro da empresa não é aquela pessoa de perfil autoritário, “mandão”, arrogante e taxativo, que impõe as coisas. Uma pessoa com capacidade de liderança entende o seu papel dentro do todo e sabe o quão é importante que os demais também cumpram o seu, então ele consegue guiar e coordenar esforços, ajudando a dar um melhor direcionamento aos projetos.

Um bom líder consegue engajar as pessoas para participarem de forma ativa e apaixonada nas atividades, dando a autonomia necessária, mas sempre se fazendo presente.

  • Habilidades sócio-emocionais

Inicialmente “torcia-se o nariz” quando se falava de habilidades sócio-emocionais, acreditando-se ser algo irrelevante, sem importância.

No entanto, felizmente, as empresas foram percebendo a diferença que faz quando um colaborador tem inteligência emocional para lidar com as mais diversas situações dentro do trabalho e consegue se relacionar com todos os perfis de pessoas.

+ Descubra como procurar e conseguir um emprego utilizando a internet

Dicas de como montar um currículo impecável para se candidatar a uma vaga no mercado de trabalho

conseguir-emprego-crise

Para quem quer entrar no mercado de trabalho, sobretudo em tempos de crise, o primeiro e um dos mais importantes passos é montar um bom currículo. Esse pode ser um dos diferenciais essenciais que aumentarão suas chances de conseguir um emprego.

Preste atenção nas dicas abaixo de como montar um currículo impecável.

  • Apresentação estética

Nada de firulas, exageros, enfeites, nem nada disso. A estética do seu currículo deve ser sóbria, com um bom design, bem formatado, fontes agradáveis, ortografia correta.

Em caso de entregar um currículo pessoalmente, ele deve estar limpo e reto, liso, sem dobras ou amassados. Uma dica é sempre carrega-lo em uma pasta mais durinha.

  • Foque em palavras-chave

Palavras-chave são palavras estratégicas, que sejam pertinentes ao cargo e/ou área que está pretendendo e que remeta a habilidades e competências que eles estejam procurando.

Ao preencher seu currículo, coloque primeiro e essas palavras-chave e, dependendo do caso, até negritando-as. Elas vão ser a primeira coisa que o recrutador vai ver, chamando a atenção dele e fazendo-o ler seu currículo primeiro que os demais.

  • Deixe claro seu objetivo

Deixe sempre claro, logo de início, qual o cargo ou área que você tem interesse e quer se candidatar.

  • Experiência profissional

É uma espécie de resumo, na primeira página de seu currículo, onde você faz uma breve descrição de sua trajetória e experiência profissional. Se tiver experiência internacional, isso conta MUITOS pontos.

  • Histórico profissional

O mais importante é colocar os cargos mais recentes, entre os últimos 5 a 10 anos. Coloque a data de admissão, saída, nome da organização e o cargo exercido. Explique também um pouco do que você realizou naquela função.

  • Idiomas

Cada vez mais se valoriza pessoas que falam outras línguas. O inglês é o básico, mas saber mais línguas é um ponto diferencial importante. No entanto, seja honesto e coloque o seu grau de conhecimento real do idioma. Se for básico ou intermediário, coloque isso. Não coloque “fluente” se você está no nível intermediário.

  • Cursos complementares

Mostrar que você fez cursos é excelente para sua imagem, mostrando que você se preocupa em ser um profissional qualificado, que faz um bom trabalho. Coloque preferencialmente os cursos pertinentes à área de atuação que pretende trabalhar na empresa em questão.

  • Fale somente a verdade

NUNCA minta em um currículo ou maquie a verdade. Além de passar informações falsas, você vai ficar em uma enorme saia justa e ficará extremamente “queimado” diante da empresa.

  • Currículo no tamanho ideal

O tamanho ideal de um currículo é de no máximo 2 páginas. Se sua carreira for muita vasta e extensa, no máximo dos máximos 3 páginas. Mas o ideal é de 1 a 2 páginas, dificilmente mais do que isso.

  • Fonte correta

A fonte do seu currículo deve ser uma Times New Roman, Arial ou Verdana, tamanho 12. É mais agradável visualmente.

Como se preparar e se portar em uma entrevista

emprego-crise

Se você foi chamado para uma entrevista, ótimo! Isso já um bom sinal, dizendo que fez o certo até aqui e que chamou a atenção da empresa o suficiente para ser chamado para uma entrevista de emprego.

No entanto, apesar de ser um importante passo, sua vaga no mercado de trabalho ainda não está garantida. Você precisa se dar bem na entrevista para aumentar suas chances de ganhar essa oportunidade de trabalho.

Siga essas orientações que daremos adiante sobre como se preparar e se portar em uma entrevista de emprego.

  • Chegue cedo

Nada de chegar em cima da hora e muito menos atrasado. Isso mostra uma falta de compromisso e causa má impressão. Chegue uns 15 minutos mais cedo e pense com calma em como irá se portar.

  • Tenha uma boa aparência

Use uma roupa de caráter mais formal e profissional. Preferencialmente sapatos fechados, ternos e camisa para os homens, camisa/calça ou tailleur para as mulheres. No caso das mulheres, nada de maquiagem pesada ou joias extravagantes. Se for usar joias, de preferência para algo pequeno e discreto.

Esteja limpo, bem asseado, unhas feitas e cabelo arrumado.

  • Seja simpático e sorria

Não precisa ser a “miss” ou “mister” simpatia, mas é de bom tom que seja agradável, simpático e procure sorrir.

  • Aperto de mãos firme

Quando for cumprimentar o entrevistador, aperte as mãos de forma firme, mas nem forte, nem fraco demais. Isso demonstra segurança e estabilidade.

  • Seja otimista.
  • Não fale nada negativo do antigo emprego e nem dos patrões anteriores.
  • Tenha objetividade nas falas e respostas. Não precisa ser curto demais, mas nada de ficar se alongando também.
  • Pense nas possíveis questões que serão elaboradas e se prepare para dar uma resposta inteligente.

Descobrindo como entrar no mercado de trabalho

Se você quer descobrir como entrar no mercado de trabalho, sugerimos seguir com atenção essas dicas dadas no artigo e pô-las em prática. Isso certamente vai se ajudar e dar um upgrade na sua busca por uma nova oportunidade no mercado de trabalho.

Boa sorte!

Deixe um comentário

© 2012-2017 Canal do Ensino | Guia de Educação

Voltar para o topo