Você está aqui:Home » Dicas » Estudantes » Como criar bons hábitos na escola?

Como criar bons hábitos na escola?

Olá, leitor!

Para se tornar um bom estudante é importante criar bons hábitos de estudo. Assim que começa a executar um mesmo hábito diversas vezes, ele passa a ocorrer de maneira automática.

E nada melhor do que ter bons hábitos na escola. Mas vale lembrar que desenvolver bons hábitos para as crianças, não significa sobrecarregá-las com atividades, fazendo para ela uma espécie de agenda de adultos. Não é isso!

E sim mostrar que disciplina é algo importante, mas nunca por meio da violência e sempre utilizando de diálogo.

Porém, mesmo que um aluno não tenha bons hábitos, ele pode aprender na escola. É importante o incentivo dos pais, para que qualquer dica e ensino se torne facilmente aceito por ele. Confira!

Hábito de ensinar

habitos na escola, escola, rotina de estudos, importancia da escola

canal do ensino

Todo hábito, para ser positivo, necessita de tempo, esforço e prática, além de motivação e constante reconhecimento pelo esforço investido diariamente. E os pais têm um papel importante.

Bons hábitos significam o respeito pelo amor, à ética e imposição de limites. Sim, os limites precisam existir. E é muito comum encontrar pais que não sabem limitar seus filhos ou que têm medo de dizer não.

Consequentemente, eles chegam à escola e acreditam que podem fazer tudo e não têm respeito por seus colegas. Os pais na tentativa de proteger acabam criando crianças mimadas e que ao escutarem o primeiro não, desabam e acabam frustradas.

Por isso, torna-se tão importante saber dizer não! Quando a criança aprende desde cedo que não pode fazer tudo que quer, ela também aprende a conviver melhor com os colegas na escola. O hábito de ensinar começa em casa!

Como os pais podem ajudar em casa?

Em casa os pais podem começar a criar bons hábitos que se propagam na escola. O mais importante é criar uma rotina diária de estudo incorporada na dinâmica da família.

Essa rotina precisa ser estabelecida, mas não deixe virar um cronograma de metas igual a de um adulto. Isso pode gerar ansiedade, tanto nos pais como nas crianças.

Não é necessário colocar muitas atividades como inglês, Ballet, esporte, música e pintura, por exemplo, pois cedo ou tarde irá estressar a criança.

É claro que a criança não vai gostar de estudar sozinha, mas se os pais incentivarem, isso pode ser tornar mais harmonioso. Por isso, aproveite e coloque em prática algumas dicas que selecionamos para você conseguir criar bons hábitos de estudo do seu filho.

Crie a rotina de estudos para ele: desde pequeno é importante criar uma rotina de estudos. Quando seu filho começa a frequentar a escola e recebe materiais como tarefa de casa, já pode começar a auxiliá-lo e explicar todo dia como se faz. Assim, ele vai crescer com a ideia de rotina de estudos.

Planeje e organize as tarefas: quando ele já sabe que tem essa rotina de estudos, é ideal planejar e organizar as tarefas. Até porque, quando são pequenos não conseguem fazer isso da melhor forma, então o ideal é ajudar na organização das tarefas!

O que estudar: rotina de estudos estabelecida é hora de definir o que será estudado. Mesmo que no dia anterior você tenha programado algo para estudar, podem surgir prioridades que mudam a linha estudo.

Despertar o interessa da criança: a rotina de estudos pode ser algo chato para a criança, por isso é tão importante conseguir despertar o interesse dela.

Hoje é possível estudar com vídeos, jogos, por meio do celular. Tudo mais dinâmico e que a ajuda a compreender os assuntos. Porém, cuidado com as distrações.

Evite distrações: mesmo que utilize o celular para ensinar o seu filho cuidado para que ele não fique apenas brincando. Ele precisa entender qual é o momento da brincadeira e o de estudo. Isso precisa ficar bem definido.

Motive-o: ajude a motivar seu filho a ter uma rotina de estudo. Ainda mais se ele sente essa dificuldade. Procure maneiras de entreter, e não o obrigue a estudar por muito tempo. Isso pode acabar o estressando.

Reconheça o seu desempenho: após concluído o estudo é hora de reconhecer este esforço. Você pode brincar, levar para passear.

Quem é responsável pela criação de hábitos? Escola ou os pais?

Muito se fala que a educação vem de casa, mas hoje a escola tem este papel também. Isso porque, ela ocorre em dois âmbitos principais: família e escola. Cada vez mais a criança passa boa parte de suas horas na escola.

E por esse fato ela torna-se uma grande cooperadora com a formação das crianças. Pequenos hábitos como escovar os dentes podem ser prosseguidos na escola. O mesmo vale para o incentivo ao consumo de comida saudável, pode ser repassado na escola.

Dessa maneira, a criança sente que não faz isso apenas em casa, mas que seus colegas também têm hábitos iguais aos dela na escola. E hoje a direção da escola é que dá o rumo, pois atualmente ela se prepara no sentido de atender a todas as demandas.

Hoje em dia em muitas escolas e até mesmo nas creches há a presença de psicóloga, nutricionista, pediatra, fonoaudióloga, odontopediatra e ortodontista, que acabam fortalecendo o lado preventivo da escola e auxiliando de forma positiva nos novos hábitos.

Lembrando que professores e funcionários que auxiliam não estão ali para substituir o papel dos pais ou responsáveis, apenas para mostrar essas ações e hábitos que já acontecem na casa dos alunos. E se para alguma criança tudo é novo, é indicado oferecer a explicação ao mostrar a importância desse hábito.

Por que é importante desenvolver um hábito bom?

O mais importante é mostrar para a criança desde pequena que uma leitura não é punição ou obrigação. Esse deve ser um momento descontraído e não chato.

Sendo assim, essas tarefas de estudo precisam ser acompanhadas ou alteradas em cada faixa etária. Portanto, cabe aos pais e até a ajuda com uma consultoria na área escolar.

Quando a criança começa a desenvolver um hábito desde pequena, isso impactará não somente a sua vida, como dos pais, porque os hábitos da vida da criança são marcados pela transformação dos hábitos da vida dos seus pais.

A criança aprende muito mais por aquilo que vê, do que por aquilo que escuta. A criança vai aprender por aquilo que vê, então dizer para ela uma coisa que não é feita, tem pouco valor.

Logo, se quer ensinar um hábito bom precisa mostrar pra ela. Não adianta dizer para ela não brincar só no celular, caso os pais estão sempre no celular.

E quais seriam estes hábitos que começam em casa e se propagam na escola ou têm consequência neste espaço? Vamos citar alguns!

  • Horários para acordar;
  • Horário para dormir;
  • Lavar as mãos antes das refeições, tomar banho, escovar os dentes;
  • Também hábitos na refeição e no comportamento alimentar.

São apenas alguns exemplos de hábitos e o mesmo vale quando ela vai pra escola. Ela precisa ficar sentada, saber a hora de brincar, de estudar.

Logo, essa rotina começa cedo, então acordar cedo; colocar o cinto de segurança quando está no carro, entre outros.

Se formos observar bem, nosso dia a dia está recheado de hábitos e as crianças também os possuem.

Na lista ainda vamos apresentar outros hábitos que impactam no desenvolvimento do aluno na escola:

Dizer obrigado, esperar, limpar a própria bagunça, beber água, dividir as coisas. São coisas simples, mas quando a criança coloca em prática na escola se sente mais acolhida e incluída.

Uma criança que não tem bons hábitos desde pequena, pode ser tornar um adolescente rebelde. Isso não é uma regra, mas sabemos o quão é importante colocar limites nas crianças e lhes passar bons hábitos.

Quando aprendem tais direcionamentos, as relações com os amigos ficam mais fáceis e a rotina em casa também. Agora, quando a criança tem hábitos negativos, dificilmente consegue se relacionar bem com outros colegas e acaba se sentindo excluída.

É importante a liberdade para a criança, mas os limites e bons exemplos também são. Neste caso é pensar que um hábito pode impactar de tal forma na vida da criança e no seu futuro.

Mesmo que a criança passe muito tempo entre creche e escola, os pais podem dar exemplos em casa e aplicar uma rotina. É difícil e em muitos momentos é quando se deve equilibrar a rotina cheia de atividades com uma personalidade difícil da criança.

Mas é possível. Lembre-se que os hábitos mostram aquilo que a pessoa é, ou seja, bons hábitos mostram uma disposição duradoura que uma pessoa adquire pela repetição frequente de um costume.

Até logo!

Deixe um comentário

© 2012-2019 Canal do Ensino | Guia de Educação

Voltar para o topo