Você está aqui:Home » Dicas » Bolsa de Estudo » Como conseguir uma bolsa de estudo integral numa universidade privada?

Como conseguir uma bolsa de estudo integral numa universidade privada?

Olá, leitor!

A corrida por uma bolsa de estudo integral já está começando logo no início do ano. Arcar com os altos cursos de uma Universidade privada não é nada fácil. As mensalidades de Universidades particulares costumam ser bem mais salgadas, o que acaba pesando muito no bolso do estudante.

Quem tem muita força de vontade para estudar, mas não tem investimento suficiente para arcar com as despesas, não precisa se desanimar. Há formas alcançáveis de conseguir uma bolsa de estudo integral em faculdades particulares.

A bolsa de estudo é um auxílio financeiro, muitas vezes garantido pelo Governo, para que o aluno possa ter um estudo de qualidade, sem arcar com grandes despesas.

Esses auxílios podem acontecer de duas maneiras: de forma integral, onde o aluno terá auxílio em 100% dos encargos educacionais ou pode ainda acontecer de forma parcial, o que irá reduzir a metade os custos do estudo. Isso ajuda bastante, principalmente em momentos de crise econômica.

O melhor caminho para conseguir uma bolsa de estudo integral em uma Universidade privada dependerá muito das políticas da própria Instituição. Porém, há outras maneiras de conseguir a tão sonhada bolsa de estudo, por meio de programas do Governo, por exemplo. É sobre isso que iremos tratar nesse artigo, acompanhe a leitura!

Como conseguir uma bolsa de estudo integral com a nota do ENEM?

como-conseguir-uma-bolsa-de-estudo-integral-numa-universidade-privada_

Já parou para pensar que sua nota do ENEM é muito mais valiosa do que você possa imaginar? Traz inúmeros benefícios para sua carreira profissional e, inclusive, pode te ajudar a conseguir uma bolsa de estudo integral em uma faculdade privada de renome no Brasil.

A realização do ENEM é o momento mais aguardado para a maioria dos estudantes, afinal, é um momento decisivo de suas vidas. Todas as Instituições de Ensino, públicas ou privadas, utilizam como critério principal de avaliação, as notas do ENEM do ano anterior.

Vale ressaltar que o aluno só consegue uma vaga na faculdade se sua nota for igual ou superior a 400. Inclusive, as escolas também utilizam as notas do ENEM para determinar qual o tipo de bolsa de estudo será ideal para o aluno.

Se o aluno tiver nota suficiente para conseguir uma vaga na faculdade, ele será totalmente dispensado de qualquer tipo de vestibular que a Instituição normalmente propõe.

As notas do ENEM, além de te ajudar a ter uma bolsa de estudo integral, pode também te ajudar nos seguintes propósitos de vida, confira:

  • A entrar em um curso técnico;
  • Conseguir financiamento pelo FIES;
  • Estudar em escolas estrangeiras;
  • Fazer intercâmbio;
  • Conquistar uma vaga no programa Idioma Sem Fronteiras;
  • Ajudar na sua carreira profissional;
  • Vagas em Universidades públicas.

Viu só como sua nota do ENEM é realmente valiosa? Dê o seu melhor nos estudos e tente quantas vezes for possível conseguir uma excelente nota no ENEM.

Contudo, para conseguir uma bolsa de estudo integral, há algumas regras que devem ser observadas antes. Veja a seguir!

Quais os principais requisitos para conseguir bolsa de estudo integral?

Uma das regras primordiais para que um aluno consiga uma bolsa de estudos integral é a renda familiar. Muita gente acaba não prestando atenção nesse quesito e perde grandes chances de estudar em uma Universidade particular de graça.

A regra é que o estudante tenha uma renda familiar de até 1 salário mínimo por pessoa. Para informatizar e solicitar uma bolsa de estudo integral, é preciso preencher um formulário, citando os critérios socioeconômicos e de renda familiar.

Caso o aluno tenha uma renda familiar de até 3 salários mínimos por pessoa, ele poderá conseguir ainda uma bolsa de estudos de até 50% de gratuidade.

4 maneiras de conseguir uma bolsa de estudo integral

Segundo uma nota realizada pelo INEP (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais), no ano de 2015, dentre 8 milhões de estudantes que estavam matriculados em escolas públicas, apenas 1,9 milhões conseguiram vaga em uma Universidade pública.

Diante desse fato, podemos entender como a demanda por vagas é muito mais alta do que a oferta realizada pelas Universidades. Dessa maneira, é preciso recorrer à algumas alternativas para obter uma oportunidade de bolsa de estudo. Veja só:

1 – ProUni

O Programa Universidade para todos é uma iniciativa do Governo que tem como objetivo auxiliar os estudantes a ingressarem em uma Universidade particular, mesmo tendo baixa renda. Foi criado em 2004 e oferece bolsas de estudo com 50% ou 100% de gratuidade.

O ProUni acontece 2 vezes por ano, e neste ano já tem data marcada para acontecer. Normalmente ocorre sempre no primeiro semestre e a outra etapa no segundo semestre.

Aqui vale uma ressalva de que é regra ter participado do último ENEM, pois a nota valerá como requisito básico para ganhar a bolsa de estudos. Outra coisa que é preciso saber é que as bolsas precisam de dedicação exclusiva do aluno para serem mantidas. O bom desempenho acadêmico e a qualidade dos rendimentos dos alunos são sempre observados.

É um programa do Governo aberto a todos que traz como maior vantagem a possibilidade de estudar nas maiores e melhores Universidades do Brasil.

2 – FIES

O FIES (Fundo de Financiamento Estudantil) é um programa do Ministério da educação que tem como finalidade, auxiliar os estudantes a financiar uma graduação em faculdades particulares.

O financiamento pode ser de até 100% do valor total do curso. Qualquer aluno que tenha participado do ENEM e tenha obtido uma nota superior a 450 pode participar.

O FIES funciona da seguinte forma: o valor financiado, será pago pelo aluno apenas após a finalização do curso e as parcelas são fixadas de acordo com a realidade financeira do aluno.

O financiamento cobre somente cursos de graduação com conceito maior ou igual a 3, de acordo com os requisitos do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES).

O programa financia ainda, cursos de graduação presenciais que tenham conceito maior ou igual a 03 (três) no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES), das instituições de ensino superior participantes do FIES.

Os cursos que ainda não possuam avaliação no SINAES e que estejam autorizados para funcionamento, segundo cadastro do MEC, também poderão participar do Programa.

Contudo, para solicitar o FIES é preciso se submeter a um processo seletivo para que haja uma pré-seleção.

3 – Programa Institucional de iniciação científica

O PIBIC (Programa Institucional de Iniciação Científica), é uma iniciativa do CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico). Visa fomentar a pesquisa científica e tecnológica e incentivar a formulação de pesquisadores brasileiros.

Dessa forma, oferece bolsas de estudo integrais para estudantes de graduação que estão integrados a pesquisa. A cota de bolsas é concedida diretamente à Universidade escolhida pelo aluno. Sendo assim, cabe às Instituições selecionar os participantes do projeto, ou seja, os alunos se tornam bolsistas por indicação dos responsáveis da Instituição.

A chamada pública de propostas de cotas acontece sempre no primeiro semestre de cada ano. Vale a pena ficar de olho para saber mais sobre as Universidades cadastradas e ter acesso a todas as informações.

4 – Escola da Família

Esse é um programa exclusivo do estado de São Paulo, que tem como finalidade abrir oportunidades para estudantes ingressarem em uma Universidade particular. O programa visa garantir bolsa de estudo integral com o intermédio de convênios com várias Instituições de ensino.

O estudante também deverá atuar como orientador em qualquer escola parceira do programa e não ter concluído nenhum outro curso de graduação. Esses são algumas das principais condições para participar do programa.

5 – Bolsas exclusivas de faculdade privada

Há ainda a opção de verificar quais Universidades oferecem bolsas de estudos. Todas as faculdades do Brasil que oferecem bolsa de estudo integral são reconhecidas pelo MEC, e também solicitam nota do ENEM como requisito principal para a aprovação da bolsa.

Nos últimos anos, houve um crescimento significativo de Instituições privadas que estão oferecendo bolsas à alunos de baixa renda, a fim de colaborar com o desenvolvimento social e educacional no país. Veja a seguir quais são as faculdades brasileiras e Instituições privadas que oferecem bolsas de estudos!

22 Faculdades que oferecem bolsa de estudo integral

Principalmente se você deseja iniciar os estudos em uma Universidade por meio de financiamento, vale a pena realizar um planejamento financeiro. Iniciar uma graduação é algo que precisa ser pensado com cautela. Afinal, você precisará se dedicar muito mais.

Na maioria das vezes, os alunos alimentam o pensamento de que iniciar uma faculdade é algo obrigatório, porém, esquecem de colocar em pauta sua real afinidade e aptidão pela área escolhida. Essa é uma decisão de extremo impacto na vida do aluno, por isso deve ser pensada com cuidado.

Veja o infográfico: Como conseguir uma bolsa de estudo integral numa universidade privada?

infografico_como-conseguir-uma-bolsa-de-estudo-integral-numa-universidade-privada-01

 

Esperamos que com essas dicas, você consiga a tão sonhada bolsa de estudo integral em uma Universidade particular.

Até breve!

Deixe um comentário

© 2012-2018 Canal do Ensino | Guia de Educação

Voltar para o topo