Você está aqui:Home » Dicas » Professores » Como afinal um professor pode fazer a diferença

Como afinal um professor pode fazer a diferença

Olá, leitor!

Um professor consciente sabe que escolheu uma profissão difícil, na maioria das vezes mal remunerada, exposto a uma rotina desgastante física e mentalmente, principalmente num país em que há muitas lacunas e distorções.

Muitos professores têm vivido tentando equilibrar sua vida pessoal e trabalho e se sentem impotentes diante de tantos desafios da profissão.

Professor perfeito não existe!

É importante encarar os fatos que um bom professor por mais dedicado que seja não será perfeito, por esta razão é importante respeitar a si mesmo, cuidar de sua saúde física e mental, e aprender a ser flexível.

Querer viver com mais entusiasmo sua profissão e querer fazer a diferença na vida dos seus alunos é uma das principais motivações dos professores que já reconheceram que além da vocação para o ensino tem uma missão especial.

Como professor, você precisa estar ciente e lembrar-se da grande responsabilidade de viver sua missão. Como o professor pode fazer a diferença e viver essa missão de forma significativa para seus alunos e sociedade?

Para inspirar professores e educadores compartilhamos algumas formas de fazer a diferença em sala de aula e consequentemente ser uma influência positiva na vida dos alunos.

Crescer continuamente em sua profissão

como_professor_pode_fazer_a_diferença_como_fazer_a_diferenca_na_educacao_professores_que_fazem_a_diferenca_em_sala_de_aula_professor_motivado_faz_a_diferença_educadores_que_fazem_a_diferenca

Um erro que muitos professores comentem é o de confundir o significado da sua missão profissional e valorizar mais a “vocação para ensinar” do que o “preparo para ensinar”. E ao fazer isso procrastinam tudo que envolve o investimento em sua própria formação.

Chega a ser contraditório, mas em meio a tantos desafios e uma rotina desgastante, muitos se perdem no caminho da jornada de aprendizagem. Como promover a educação sem ser um aprendiz primeiro?

“Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina.”

Cora Coralina

Coralina expressou muito bem essa ideia, é incoerente transferir conhecimento sem aprender o que se ensina, e também sem aprender como ensinar de forma efetiva.

Então, se você quer ser um professor que faça a diferença manter-se atualizado com as informações mais recentes na área de educação é uma de suas responsabilidades.

Seja por meio de fóruns on-line, workshops, cursos, periódicos profissionais, e sites, procure formas para aprender e se tornar um professor melhor, preparado para ensinar.

Isso levará ao aumento do interesse dos alunos e maior sucesso na aplicação de estratégias pedagógicas. Incluir novas ideias e métodos de ensino pode fazer uma enorme diferença na sala de aula e na vida dos alunos.

“Desenvolva uma paixão para a aprendizagem. Se fizer isso, você nunca vai deixar de crescer.” Anthony J. D’Angelo.

Seja positivo e otimista

Nós sabemos que o professor enfrenta batalhas próprias em sua vida pessoal além do estresse de conciliar muitas classes, escolas, transito, baixo salário…

Mas uma vez que você entra na sala de aula, aprenda a blindar sua mente para a negatividade. Seus alunos merecem mais do que um professor ranzinza. Traga energia positiva para a sala de aula todos os dias. Como? Comece e termine com um sorriso.

Seja um professor positivo, feliz e sorridente. Lembre-se sempre de que a energia positiva é contagiante e cabe a você espalhá-la.

“Um dia sem risada é um dia desperdiçado”

Charlie Chaplin

Diversifique as técnicas de ensino

Quando o professore diversifica os métodos de ensino, fornece aos alunos uma oportunidade maior de aprender.

Cada aluno tem diferentes pontos fortes e dificuldades. Em vez de se concentrar apenas em um método que inclui apenas a uma técnica de aprendizagem, a variação permite que o professor atenda aos diferentes estilos de aprendizagem dos alunos. Os alunos terão mais sucesso na sua jornada de formação e ficarão mais engajados.

Por exemplo, em vez de ministrar uma aula expositiva de 90 minutos, faça 30 minutos com teoria, 30 minutos de atividades que envolvam o máximo possível de música, vídeos e movimentos sinestésicos – e depois 30 minutos de exercícios de fixação e/ou revisão.

Aqui no Canal do Ensino já compartilhamos excelentes ideias de planos de aulas, confira algumas delas:

Promova qualidade de vida através da organização

Como inspirar que os alunos sejam organizados, se você não é? Mais uma vez é importante resgatar a lição “praticar o que você ensina”. Se você quer ser um professor que faz a diferença na sala de aula e na vida dos seus alunos crie padrões de organização para eles e para você mesmo.

Aprenda como aplicar a filosofia japonesa 5 S, que é um método de trabalho muito utilizado nas empresas para promover maior . Cada “S” é uma palavra japonesa: Seiri, Seiton, Seiso, Seiketsu e Shitsuke. O significado de cada palavra expressa um princípio que promove produtividade e qualidade de vida:

  • Seiri, que significa “senso de utilização”;
  • Seiton, que representa o “senso de ordenação”;
  • Seiso, que representa o “senso de limpeza”;
  • Seiketsu, que significa a manutenção das condições físicas e mentais saudáveis, representa o “senso de saúde;
  • Shitsuke, que significa “senso da autodisciplina” e que irá transformar os 4 primeiros S em hábitos e com isso os 5S irão promover a qualidade de vida

Este método pode ser aplicado na vida pessoal, em casa, no ambiente de trabalho, em uma empresa e também em toda a escola.

Para te inspirar com um exemplo, educadores que fazem a diferença implantaram o Programa 5S em uma escola da rede municipal de ensino de uma cidade do Triângulo Mineiro, realizada por meio de um projeto de extensão proposto por membros da Universidade Federal de Uberlândia (UFU).

Esta escola obteve ótimos resultados e compartilharam o valor desses princípios para os alunos, já que pessoas mais organizadas e disciplinadas tendem a criar melhores oportunidades para o seu desenvolvimento pessoal e também para a comunidade em que estão inseridos.

Demonstre que você se importa com cada aluno

Isso pode parecer óbvio, já que um professor inspirado a fazer a diferença provavelmente motiva e tem interesse pelo bem estar dos alunos.

Mas na prática, como o professor pode demonstrar que se importa com cada aluno, além de ouvi-lo, motivá-lo e interagir para saber como ele se sente etc.?

Uma das formas do professor fazer a diferença é justamente essa, ir além do óbvio. Assim como a ideia de aplicar os 5 Sensos para promover qualidade de vida e produtividade, o professor pode ajudar os alunos a se manterem saudáveis.

​​Como assim?  Incentivando e promovendo a boa saúde, ensinando que uma boa saúde começa com a prevenção de doenças, mas também com hábitos que promovem saúde.

E isso irá fazer muita diferença na vida, no bem-estar dos alunos das suas classes de hoje, e na saúde deles amanhã, consequentemente no seu desempenho acadêmico até para o seu sucesso futuro.

Mesmo que você não seja o professor de educação física da sua escola, mesmo que você não seja professor de Ciências Biológicas, ainda assim há muitas coisas que você pode fazer para garantir que seus alunos tenham uma vida saudável.

Por exemplo, para prevenir gripes como a H1N1, o professor pode além de preparar projetos multidisciplinares com outros colegas, dar exemplos práticos independente da idade de seus alunos e:

  • Ensinar como lavar as mãos e incentivar a lavagem das mãos;
  • Incentivar os alunos a cobrir suas bocas quando tossirem ou espirrarem (e dar o exemplo)
  • Aprender e ensinar como reconhecer os primeiros sinais de doença;

Pesquisar os conselhos de especialistas sobre como promover a saúde e o bem-estar durante todo o ano letivo é importante não só nas temporadas de gripe, ou nas campanhas de combate a alguma doença ou problema de saúde pública como a Dengue.

Ao fazer isso e ensinar, o professor pode fazer a diferença, os alunos praticarão hábitos saudáveis ​​pelo resto de suas vidas!

Compartilhamos aqui no Canal do Ensino 10 atividades para educação infantil que incluem atividades que promovem alguns desses hábitos, confira aqui.

Prepare seus alunos para o futuro

Para fazer a diferença na educação e formação dos alunos, o professor precisa estar atualizado em relação a tecnologias para utilizar em sala de aula e se atualizar em vários conjuntos de habilidades.

Mas para, de fato, contribuir para a formação do aluno, é preciso ensiná-lo a ir além das limitações do conhecimento tradicional e prepará-lo para os requisitos futuros do mercado de trabalho e da vida fora das salas de aula. A grande questão é como o professor pode fazer a diferença e preparar seus alunos para o futuro?

Ensinar robótica, inteligência artificial, tecnologia? No contexto da 4ª revolução industrial em que os profissionais irão se conectar cada vez mais as máquinas, essas podem ser ferramentas fundamentais. No entanto, ensinar técnicas e treinar habilidades para que os futuros profissionais saibam como operar e utilizar tecnologias será a parte mais fácil, já que com o tempo essas se tornarão requisitos e logo chegam aos currículos das escolas e universidades.

O professor motivado a fazer a diferença provavelmente já percebeu que o mercado de trabalho atual exige mais do que as habilidades técnicas e o conhecimento formal dos profissionais.

E ensinar e incentivar que os alunos desenvolvam essas habilidades irá contribuir para a formação de profissionais preparados para o futuro.

Qual dessas habilidades irá fazer diferença na educação dos seus alunos hoje e no futuro?

“Trocaria toda a minha tecnologia por uma tarde com Sócrates”

Steve Jobs

Steve Jobs revolucionou a Tecnologia da Informação e foi promissor no seu relacionamento com as máquinas, mas nesta frase ele expressa indiretamente uma habilidade que lhe fez muita falta, a inteligência emocional!

A inteligência emocional é considerada hoje uma das mais importantes características de um profissional de sucesso, é inegável a importância de que cada indivíduo tenha autoconsciência, tenha boas habilidades interpessoais, capacidade de lidar com emoções (tanto positivas quanto negativas) e muito mais.

Escolas com alunos de diversas origens e culturas sociais e econômicas, professores e educadores com muitos desafios, podem descobrir que ao ensinar e desenvolver inteligência emocional contribui muito para a criação de um ambiente de aprendizado seguro e positivo para os alunos, e consequentemente contribui para seu futuro profissional.

Outras habilidades que podem preparar os alunos para o futuro e que podem fazer diferença na educação deles são:

  • Ensinar os alunos a pensar e aplicar estratégias de solução de problemas
  • Empreendedorismo;
  • Educação Financeira;
  • Gerenciamento de tempo;
  • Técnicas de aprendizagem;

Essas habilidades são apenas alguns exemplos para inspirar você professor a fazer a diferença na sala de aula e na vida dos seus alunos.

Essas atitudes darão aos seus alunos a oportunidade de aprenderem com alguém que vive de fato sua missão de educar, e ainda terão vantagem sobre seus colegas em termos de sucesso acadêmico e profissional no futuro próximo, e eles agradecerão por isso.

Deixe um comentário sobre seus desafios e quais ideias têm colocado em prática para ser um professor que faz diferença!

Até breve!

Deixe um comentário

© 2012-2018 Canal do Ensino | Guia de Educação

Voltar para o topo