Você está aqui:Home » Dicas » Professores » Brinquedo educativo na sala de aula: aprendizado e diversão

Brinquedo educativo na sala de aula: aprendizado e diversão

Olá, leitor!

Presentear as crianças com brinquedos educativos é uma das melhores escolhas.

Mas a brincadeira pode ir além da diversão com os brinquedos educativos que podem ser usados nas salas de aula pelos professores em seus projetos pedagógicos e pelos pais também.

Os brinquedos podem ajudar muito as crianças no seu aprendizado e desenvolvimento. Confira agora quais são os benefícios do brinquedo educativo na sala de aula e como utilizá-los para que as crianças aprendam brincando!

Benefícios dos jogos e brinquedos educativos na sala de aula

brinquedos-educativos

Os brinquedos desenvolvidos para facilitar o ensino surgiram na década de 1980 a partir do pressuposto de que era possível ensinar brincando. Os brinquedos educativos são brinquedos capazes de ensinar e desenvolver certas habilidades nas crianças enquanto elas brincam, de forma natural e encorajadora.

Os brinquedos pedagógicos diferem dos educativos somente porque são usados para que o aprendizado seja efetivo. São usados em sala de aula ou em casa para auxiliar alguma fase de aprendizado da criança, por exemplo, aqueles brinquedos que usam alfabetos e numerais para realizar as tarefas, como os dominós, os jogos de memória ou os quebra-cabeças. A criança desenvolverá as habilidades com ajuda de um adulto.

Brincar é importante porque trabalha o desenvolvimento cognitivo, o desenvolvimento da linguagem e a socialização da criança.

A criança pode ser atraída pelo brinquedo de diferentes maneiras:

  • para buscar prazer e distração;
  • para expressar agressão;
  • para controlar a ansiedade, como potencial de recolhimento e acolhimento;
  • para estabelecer contatos sociais e também como estímulo à autonomia;
  • para realizar a integração da personalidade;
  • para comunicar-se com as pessoas.

Há inúmeros benefícios em se utilizar os brinquedos educativos, confira os principais:

  • Sociabilidade: os brinquedos pedagógicos do tipo jogos, que são realizados em grupo ou em dupla ajudam na sociabilidade da criança;
  • Desenvolvimento cognitivo: os brinquedos educativos contribuem para desenvolvimento da criatividade e inteligências múltiplas, melhora e estimula a memória, raciocínio lógico e capacidade de concentração e observação;
  • Interação: Oportunidade para que a criança aprenda a jogar e a participar ativamente de atividades;
  • Comunicação e relacionamento com a família: Enriquecimento do relacionamento entre pais e filhos;
  • Conquista de novas habilidades;
  • Aprender a lidar com os resultados;
  • Aceitar e respeitar regras;
  • Desenvolver e enriquecer sua personalidade;
  • Proporcionar autoconfiança e concentração.

Tipos de brinquedos educativos

O brinquedo educativo pode ser até de material reciclado, um objeto como uma pedrinha ou seixo pode ser utilizado como brinquedo:

  • Pipa;
  • Carrinho;
  • Boneca de pano;
  • Pedrinhas achadas no chão;
  • Tampinhas;
  • Caixinhas de papel.

Brinquedos Waldorf

Brinquedos Waldorf são inspirados na pedagogia Waldorf. É uma linha decorrente das teorias do austríaco Rudolf Steiner, cuja  ideia principal é promover uma integração entre o físico e o espiritual do ser humano.

Esses brinquedos educativos são feitos de materiais naturais (lã, algodão, madeira) e tem como função o estímulo à imaginação da criança. As bonecas, por exemplo, não são reproduções fiéis de bebês, apenas sugerem as feições e as partes anatômicas do corpo, para dar espaço à criança poder imaginar.

Brinquedos Montessori

Os Brinquedos Montessori são inspirados no método da estudiosa Maria Montessori, que tem o princípio de que o centro da aprendizagem é a própria criança. Com sua curiosidade natural, explora e dá ainda mais vazão à sua necessidade de aprender, se tiver à sua disposição um ambiente adequado, variado e estimulante.

Esses tipos de brinquedos educativos servem para ajudar a criança a conquistar o desenvolvimento atendendo a 3 requisitos principais: a manipulação, o isolamento da dificuldade e o controle do erro. São brinquedos feitos para serem manipulados pela criança e para que ela se sinta a vontade com eles, não só para que aprenda conteúdos, mas para que desenvolva seus sentidos e sua percepção da realidade.

Jogos de tabuleiro e jogos da memória são exemplos de Brinquedos Montessori.

Brinquedos educativos indicados para cada idade

Os brinquedos educativos ajudam na necessidade natural de descoberta que a criança possui e que se adequa a cada faixa etária, possibilitando à criança desenvolver a inteligência, dotando-a de maior capacidade de apreensão e compreensão.

É importante que o brinquedo seja adequado a idade, ao desenvolvimento e objetivo de aprendizado.

Dependendo das oportunidades que lhe sejam oferecidas, por meio de brincadeiras e brinquedos, pode-se garantir às crianças que suas potencialidades e sua afetividade se harmonizem.

Confira quais são os brinquedos educativos indicados para cada idade:

Bebês até 5 meses

A criança já reage aos sons a partir do primeiro mês e no segundo mês, já consegue seguir objetos com os olhos. Com 3 meses, descobre o mundo, passa a reconhecer os pais e tudo passa a ser levado a boca. A indicação para os bebês nessa fase são: os chocalhos, brinquedos musicais com sons moderados, mordedores, brinquedos de berço, mobiles, livrinhos de pano ou plástico, bolas com texturas  diferentes para serem agarradas com as duas mãos.

Bebês de 6 meses a 1 ano de vida

Os bebês querem explorar o mundo com todos os sentidos. Brinquedos que desenvolvam sua coordenação motora: martelinhos, jogos de encaixe e bolas. Peças de encaixe auxiliam na associação de formas e na coordenação motora, assim como os carrinhos. Brinquedos com textura (macio, áspero, liso, rústico) desenvolvem o tato e fantoches estimulam a atenção, criatividade e concentração.

De 2 a 3 anos

Agora que a criança já consegue andar, ela quer explorar o espaço. Como as crianças identificam cores e formatos, opte por brinquedos com cores primárias como quebra-cabeças. Desenhos que trabalham a imaginação, coordenação motora fina e firmeza nas mãos, que no futuro virão a favorecer a caligrafia. Blocos de encaixe aprimoram a coordenação motora, conhecimento de tamanhos e cores. Os quebra-cabeças ajudam na concentração e raciocínio espacial, mas nessa idade, não devem conter muitas peças. Os progressivos são interessantes.

De 4 a 5 Anos

Teatros, instrumentos musicais, letrinhas e números tornam-se boas ferramentas de pré-alfabetização. A clássica brincadeira de amarelinha, que trabalha números, equilíbrio, coordenação motora ampla e conceito de regras, pode ser interessante para crianças nessa faixa etária. Areia, argila e massinhas, trabalham o desenvolvimento tátil. Pular corda, além de ser um ótimo exercício aeróbico, melhora o equilíbrio e a movimentação física. O brincar ao ar livre pode ser explorado com equipamentos de ginástica, triciclo e bicicleta com rodinhas.

Dos 6 aos 8 anos

Jogos pedagógicos para estimular o raciocínio – Dominós, jogos de perguntas e de estratégia que estimulem a criatividade, imaginação, conceitos matemáticos e etc. Alguns brinquedos educativos indicados para crianças acima de 6 anos são: Jogos de tabuleiro, bolinhas de gude, pipas, carros de corrida, trens elétricos, argila para modelar, pincel, brinquedos de mágica, artigos esportivos, bicicletas, patins, skate, jogos eletrônicos e de memória, videogames, patinetes, futebol de botão, laptops, brinquedos colecionáveis, chaveiros, brinquedos eletrônicos, jogos de cartas, kits, pistas de carrinhos, quebra-cabeças.

Cuidados ao escolher os brinquedos educativos

Além da faixa etária, alguns cuidados devem ser observados para escolher o melhor brinquedo educativo para sala de aula. Observe se os brinquedos possuem Certificação do INMETRO e também as características abaixo:

  • Tamanho: evite brinquedos que possuem peças pequenas para não ocasionar asfixia por acidente, pois as crianças facilmente colocam brinquedos ou qualquer outra coisa na boca.
  • Cheiro e aromas: evite brinquedos que possuem cheiros, crianças de 1 a 2 anos de idade, não sabem se o brinquedo é comestível ou não.
  • Bordas afiadas: evite acidentes desagradáveis ou lesões ocasionadas ao brincar, alguns brinquedos possuem arestas com pontas afiadas ou cortantes.
  • Toxidade: leia as embalagens dos brinquedos para assegurar que eles não estão brincando com produtos químicos tóxicos prejudiciais para a saúde e o bem estar da criança.
  • Peso: brinquedos que são pesados para você devem ser pesados para as crianças esses devem ser evitados.

É importante que o professor busque sempre novas formas de ensino procurando diversificar suas aulas e assim torná-las mais interessantes e atraentes para seus pequenos alunos. A opção por trabalhar em sala de aula com brinquedos educativos vem atender essa necessidade, é uma opção diferente, que pode ser utilizada como reforço de conteúdos previamente desenvolvidos.

O brincar é um treino para a vida adulta já que a brincadeira reproduzirá as situações da vida adulta de forma lúdica. Então invista nos brinquedos pedagógicos para proporcionar as melhores experiências de ensino aprendizagem para seus alunos!

Veja o infográfico sobre briquedos educativos na sala de aula

Brinquedo_educativo na_sala_de_aula_aprendizado_e_diversao-marcadagua

Até breve!

Deixe um comentário

© 2012-2018 Canal do Ensino | Guia de Educação

Voltar para o topo