Você está aqui:Home » Dicas » Bolsa de Estudo » Bolsas de Estudo: Tutorial completo para conseguir a sua

Bolsas de Estudo: Tutorial completo para conseguir a sua

Olá, leitor do Canal do Ensino!

Quando se trata de conseguir uma bolsas de estudo, o conselho comum é manter o foco e persistência para não desistir de estudar de forma gratuita em uma ótima instituição de ensino.

Há muitas oportunidades espalhadas por aí: bolsas para ensino infantil, bolsas universitárias, bolsas para cursos de idiomas, bolsas de intercâmbio, bolsas de pesquisa e pós-graduação e até bolsas no exterior.

Mas com tantos tipos, você deve estar pensando que pode até não ser tão difícil assim conquistar alguma delas. Sim, é verdade, desde que você entenda as etapas de cada programa e se prepare adequadamente.

Para tornar esse processo mais fácil, pense que cada critério ou requisito exigido de você, seja um passo de uma jornada de sucesso. Você precisa ter o mapa em mãos e saber primeiro aonde quer chegar e então começar a planejar sua rota passo a passo.

Por exemplo, se você deseja entrar numa ótima universidade e ganhar uma bolsa 100%, você aumentará e muito suas chances de sucesso se começar a se preparar logo no início do ensino médio ou até mesmo antes.

Traçando metas a médio e longo prazo você poderá estudar para exames, aprender inglês e outros idiomas, fazer boas escolhas ao longo do tempo para atender critérios específicos das instituições, e ao final do ensino médio terá uma lista de bolsas de estudo que você poderá ganhar por mérito por todos seus esforços.

O que é bolsa de estudo

bolsas-de-estudo-tutorial

Se você chegou até aqui, não importa se é uma mãe ou pai cuidadoso buscando informações para conseguir matricular seu filho numa ótima escola particular de ensino fundamental, ou se é um estudante ansioso pelo vestibular, você precisa entender as diferenças sobre os tipos de bolsa de estudo.

Há pelo menos 2 tipos de bolsa de estudo, aquelas que irão conceder benefícios, descontos variáveis (30, 50 até 100%), isenção de matricula e mensalidades para bons estudantes, ou seja, aquelas que premiam os que tem alto rendimento acadêmico e desempenho.

Normalmente este tipo de bolsa é concedido por escolas particulares, até escolas de idiomas e cursinhos pré-vestibulares promovem concursos de bolsas de estudos para premiar por mérito os primeiros colocados.

Algumas escolas e faculdades oferecem bolsas 100% integrais, financiando todo o custo educacional que envolve desde taxa de matricula, materiais didáticos, uniformes, mensalidades etc. Outras oferecem bolsas parciais, com descontos variáveis sobre as mensalidades ou isenção de algumas taxas.

As bolsas por mérito terão critérios para reconhecer as conquistas acadêmicas do estudante, seja ele aluno de ensino médio ou universitário. A concessão é feita através de testes e as pontuações dos exames padronizados por cada instituição classificam os candidatos, e deferem as bolsas.

Há também as bolsas baseadas em critérios socioeconômicos, que examinam as finanças e a capacidade individual de pagar pelo curso universitário, curso técnico e até o curso de idiomas. Estas bolsas também podem realizar além da avaliação social outros critérios, e até mesmo exames e vestibulares.

Diferença entre bolsa de estudo e financiamento estudantil

Há ainda aquelas que mantêm convênios com governo municipal, estadual, ou federal e até aquelas aceitam financiamento estudantil através do contrato com alguma instituição financeira ou outra organização.

É importante entender que um financiamento estudantil é totalmente diferente de uma concessão de bolsa 100% gratuita. O aluno que recebe uma bolsa 100% após concluir o curso não precisará quitar nenhuma dívida com a instituição de ensino ou com outra instituição financiadora.

Se você está interessado, precisa buscar todas as informações nos editais divulgados pelas instituições de ensino. Leia no tópico a seguir como conseguir uma bolsa de estudo que atenda as suas necessidades.

Como conseguir bolsas de estudo

Dicas para conseguir bolsas de ensino fundamental em escolas particulares

Se você tem filhos matriculados em escolas partículas ou busca uma bolsa de ensino infantil ou fundamental a melhor forma de conseguir é ir diretamente à escola e negociar uma bolsa.

Utilize todos os argumentos ao seu favor para pleitear bolsas parciais diretamente com o departamento financeiro da escola se você já tem um ou mais filhos matriculados, principalmente se você é um bom pagador, isso contará a seu favor.

Caso você esteja na etapa de decisão da escola ideal para seus filhos menores de idade é prudente verificar primeiro alguns aspectos. Verifique a localização, segurança, infraestrutura, organização e limpeza, métodos pedagógicos, atividades extras, uniforme, materiais didáticos, preço das mensalidades e taxas de matriculas.

Observe tudo isso antes mesmo de inscrever-se no processo de concessão de bolsas. Isso evitará transtornos e até frustrações. A etapa de pesquisa sobre a escola e como funciona todo o processo de concessão de bolsas é essencial para garantir que você fique tranquilo(a) e seus filhos felizes.

Guarde todos os panfletos, imprima promoções divulgadas nos sites das escolas, baixe os editais e organize tudo numa pasta. Utilize essas informações de cotações e editais para negociar durante a entrevista com o departamento financeiro da sua escola preferida.

Se o critério for socioeconômico providencie os documentos comprobatórios exigidos para validar sua inscrição.

Já se for outro tipo de bolsa, se houver critérios por mérito entre outros requisitos, avalie cada ponto para avaliar se o seu filho atende ou não a cada um deles. Veja se há possibilidades de atendimento futuro e lute por isso.

Dicas para conseguir bolsas de ensino médio, graduação e pós

O primeiro passo para quem deseja uma bolsa é reunir todas as informações sobre os programas. Literalmente, para ganhar você precisa conhecer as regras do jogo!

Pesquise as escolas de seu interesse na sua região, afinal será bem mais fácil para você durante a rotina corrida do dia a dia. Caso tenha interesse em buscar bolsas no exterior leia os tópicos sobre este tipo de bolsa a seguir.

Pelo Google maps você pode localizar as instituições de ensino próximas de sua residência, verifique sites e redes sociais. Busque informações sobre os programas de bolsa, leia o edital e se possível imprima uma copia para garantir que não irá se esquecer de verificar e providenciar nenhum documento ou perder um prazo.

Grife as principais regras de concessão de descontos e bolsas 100%, tenha clareza sobre quais são todos os pré-requisitos para cada curso, idade mínima e máxima, prazos de inscrição, prazos para entrega de documentos, documentos solicitados.  Analise se você atende a cada um dos critérios.

Se for bolsa por mérito, verifique as regras especificas para ser aprovado, pesquise provas anteriores, conteúdo programático e elabore um plano de estudos especifico para conquistar sua bolsa. Confira a seguir os detalhes de cada tipo de bolsa e dicas para conquistar a sua!

Bolsa Universidade – Programa Escola da Família

Este programa foi criado em 2003 pelo Governo do Estado de São Paulo para aumentar o ingresso dos jovens nas universidades. Através Secretaria de Estado da Educação, o governo paulista faz um convenio com várias faculdades particulares para conceder bolsas de graduação.

As bolsas são 100% integrais, o governo financia 50% do valor da mensalidade (até R$500,00) e a instituição o restante do valor.

O projeto recebeu esse nome porque os estudantes bolsistas trabalham nas escolas estaduais da comunidade de sua região aos sábados e domingos como monitores em atividades divididas em 4 temas (Esporte, Cultura, Saúde e Trabalho).

Para conseguir uma destas bolsas é necessário ter esta disponibilidade de trabalhar 8 horas aos finais de semana numa escola estadual, e claro estar matriculado em uma instituição de ensino superior conveniada a Secretaria de Estado da Educação.

Quem já possui algum diploma de ensino superior não pode participar do Programa Escola da Família.

Clique no link acima se você atende a todos os critérios, qual o prazo para inscrição e para encontrar a relação das faculdades conveniadas.  O candidato irá passar por uma avaliação de critérios socioeconômicos, como por exemplo, o valor da renda mensal per capita de sua família, o número pessoas da sua família, tipo e local de sua residência.

Programa de Bolsa Permanência

Este programa concede bolsas socioeconômicas para alunos indígenas, quilombolas e de instituições federais que cursam alguma graduação.

O programa recebeu esse nome para fazer referencia a permanência dos estudantes até a sua diplomação no ensino superior. Como estes alunos muitas vezes encontram mais dificuldades financeiras para se sustentar durante 3, 4 ou 5 anos nas universidades publicas há muitas desistências e evasão ao longo dos anos letivos.

O Ministério da Educação criou a Bolsa Permanência para que estes estudantes de fato continuem estudando e tenham acesso a uma educação de qualidade, promovendo assim maior justiça social.

Os estudantes universitários que atendem estes critérios recebem uma bolsa de iniciação cientifica de até R$400,00, podendo receber até o dobro deste valor de acordo com outros critérios de vulnerabilidade.

A vantagem desta bolsa, além da promoção social, é que mesmo que o aluno já receba a Bolsa Permanência poderá acumular com outras bolsas de iniciação cientifica, o que aumenta as chances dos estudantes concluírem sua formação.

Bolsa Universitária OVG

Este programa foi criado pelo governo de Goiás e beneficia com bolsas 100% integrais os estudantes com baixa renda familiar, até 3 salários mínimos, e que não conseguiram arcar com os custos de mensalidades de faculdades particulares.

Há também a concessão de bolsas parciais, que além da renda irá avaliar o desempenho acadêmico do estudante para bonificá-lo com bolsas OVG de R$ 300,00 (para alunos que tiverem a média de ate 6,9), R$400,00 (alunos com média  entre 7 e 8,4) e R$500,00( média acadêmica superior a 8,5).

O programa tem regras claras quanto ao desempenho acadêmico do bolsista, que poderá perder o beneficio, e também precisa ter disponibilidade para trabalhar como monitor em projetos governamentais e até em instituições não governamentais. Neste caso, o programa de Bolsa Universitária OVG é semelhante ao Programa Escola da Familia do estado de São Paulo.

Bolsa de estudo Filantrópica

No Brasil as bolsas de estudo filantrópicas (ensino fundamental, médio e graduação) são regulamentadas pela Lei 12.101/2009. Na prática, isso significa que uma instituição de ensino precisa atender alguns critérios específicos desta lei para ofertar bolsas de estudos e receber isenções fiscais.

Há vários institutos, ONG e escolas filantrópicas que ofertam muitas bolsas para atender as necessidades das populações locais, muitas destas, seguem algum regimento especifico, possuem códigos de conduta, declarações de fé e religião, como por exemplo, as escolas confessionais católicas e as protestantes.

Além destas, há faculdades filantrópicas que atendem alunos carentes financeiramente, ou com critérios étnico-raciais com cotas etc.

Para conseguir uma bolsa numa destas instituições é necessário conhecer o edital do programa de concessão de bolsas.

Existem também institutos internacionais que financiam projetos que você pode ser beneficiado. Por exemplo, a Fundação Carolina oferece bolsas de estudo na Espanha para estudantes latino-americanos em diversos cursos universitários.

Bolsa de estudo do governo

As bolsas de estudo oferecidas pelo governo prestam um serviço de justiça social através de vários cursos, temas, em várias etapas, desde ensino médio até pós-graduações.

Por exemplo, há programas específicos em universidades que financiam pesquisas, projetos de pesquisa e pós-graduação e outros cursos que atendam campos de alta necessidade da população.

Os alunos destes programas estudantis recebem bolsas de estudo integrais ou parciais. Esta é uma forma do governo manter constantemente novos cientistas engajados em projetos que retornem serviços, produtos e inovações para a sociedade.

A maioria dos beneficiados são estudantes de comunidades de baixa renda, mas nem sempre estas bolsas seguem apenas critérios socioeconômicos, há os critérios acadêmicos que são muitas vezes rigorosos.

Há bolsas do governo que exigem que os beneficiários do programa trabalhem em um determinado campo ou especialidade ou permaneçam no Brasil, condição das principais bolsas de pós-graduação no exterior financiadas pelo governo federal.

E também existem bolsas com condições para os estudantes trabalharem na comunidade local, é o caso, por exemplo, das bolsas do governo do estado de São Paulo que ficaram conhecidas com “Escola da Família” que explicamos anteriormente.

Outro programa famoso, promovido pelo governo federal, é o ProUni (Programa Universidade Para Todos). Este projeto tem objetivo de beneficiar todos os estudantes brasileiros que não tenha orçamento suficiente para pagar as mensalidades de uma faculdade e seus estudos para se graduar no ensino superior.

Há duas oportunidades por ano para os estudantes se candidatarem no ProUni e concorrerem a uma bolsa de estudo para alguma faculdade. O requisito essencial é ter concluído o ensino médio e ter feito a prova do Enem (ter conseguido 450 pontos nas provas e não ter zerado na redação).

Para conseguir uma bolsa 100% pelo ProUNi os estudantes precisam passar pela avaliação socioeconômica, possuir renda familiar bruta mensal de até 1 salário mínimo e meio por pessoa e as parciais de 50% são para candidatos cuja renda per capita da família seja de até 3  salários mínimos.

Bolsa idioma

Se você deseja falar outra língua, como inglês ou espanhol, pode se beneficiar com bolsas de estudos especificas para cursos de idiomas.

Um exemplo é o programa financiando pelo governo do estado do Amazonas. Através do ESPI (Escola de Serviço Publico e Inclusão Socioeducacional) os candidatos podem participar do processo de classificação para concessão de bolsas em escolas parceiras do programa (Aslan, Fucapi, Dom Bosco, Icbeu, Inglês e Companhia, Mult Cursos, My Way Idiomas, Quality e Argus).

O processo seletivo para ganhar uma Bolsa Idioma envolve a etapa de apresentação de documentos: RG, Comprovante de endereço, declaração de renda e comprovante de renda familiar. As inscrições tem um prazo bem curto de duração (máximo 1 semana) e acontece em meados de março.

Ao todo são concedidas mais de 12 mil bolsas idioma, bolsas parciais de 50% a 75% e também bolsas 100% para cursos de inglês e espanhol. Há também uma cota de 662 bolsas destinadas a Pessoas Com Deficiência (PCDs).

Além desta, há outras oportunidades pelo Brasil, ofertadas por diferentes escolas particulares, que fazem concursos de bolsas parciais e até integrais para os primeiros classificados.

Bolsas de estudo no exterior

Se você tem o sonho de estudar no exterior, em países como Canadá, EUA, Inglaterra, Espanha ou até mesmo fazer algum curso em uma universidade num dos nossos vizinhos latinos leia estas dicas com atenção.

Além das bolsas oferecidas por instituições privadas, há muitas oportunidades de bolsas de estudos financiadas pelo governo federal. Os principais programas federais são da CAPES (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior) e CNPQ (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico).

Há programas chamados “sanduíche”, nestes, os estudantes estudam parte do tempo no Brasil e concluem alguma etapa numa universidade estrangeira que tenha convenio com universidades brasileiras.

Visite este site mantido pelo governo federal, a Divisão de Temas Educacionais (DCE), para conhecer as bolsas de estudos e cursos oferecidos aos brasileiros

Como comentamos no inicio desse tutorial, se você encarar a conquista da sua bolsa de estudo como uma meta de médio e longo prazo terá tempo suficiente para se preparar desde o ensino médio, fazer uma reserva financeira para viagem, estudar idiomas e disciplinas especificas para ser aprovado em testes de qualificação.

Critérios para bolsas Capes e CNPq:

Veja quais são os principais critérios e dicas para conseguir uma bolsa de estudo no exterior para cursos de graduação e pós pela CAPES e CNPQ:

  • Imprescindível ser brasileiro(a);
  • Fazer a prova do ENEM e atingir pelo menos 600 pontos;
  • Possuir um histórico escolar limpo, sem manchas no seu currículo, isto é, ter ótimas notas, um alto rendimento acadêmico, em outras palavras: notas acima da média;
  • Investir seu tempo em projetos de pesquisa, publicação de artigos, participação de seminários e congressos universitários. Se você tiver uma bolsa PIBIC e um bom projeto de iniciação cientifica irá conquistar mais pontos a seu favor para conquistar uma bolsa da CAPES.
  • Altas pontuações em testes de proficiência em inglês, como os testes TOEFL ou IELTS. Cada programa tem critérios específicos para você comprovar seu domínio no idioma inglês ou até de outro idioma. Mas se quiser participar dos principais invista no seu aprendizado de inglês, aprenda a fazer leituras técnicas de artigos da sua área, treine a conversação e monte um plano de estudos para algum teste de proficiência. Este critério também é exigido para conseguir bolsa de pós-graduação no exterior.
  • Providencie os documentos exigidos no edital do programa da bolsa de estudos. A maioria exige todos os documentos redigidos em inglês, mais um motivo para você investir no idioma.

Há outros critérios, dependendo do tipo de bolsa que você deseja pleitear. Para bolsa de mestrado ou doutorado sanduíche, é importante verificar as universidades do exterior que possuem convênios com a Capes e/ou CNPq. Este é um dos passos iniciais se você está na graduação e já planejando o que fazer logo após a formatura, assim você ganha tempo e se prepara especificamente para atender aos critérios destas universidades.

Além dos critérios específicos da Capes e/ou CNPq verifique os editais das universidades que pretende se inscrever, visite os sites online, converse com estudantes veteranos, entre em fóruns e faça perguntas sobre os cursos, rotina de estudos, custos para se manter fora do país etc.

Ao fazer isso você terá informações preciosas de quem realmente já passou pelo processo e já conquistou. E poderá aprender os atalhos ou evitar cair em armadilhas que poderão prejudicar sua candidatura.

Outro aspecto importante é refletir sobre os temas e linhas de pesquisa que estas universidades oferecem, e planejar também seus projetos de pesquisa e estudos já nos primeiros anos da faculdade com esse foco. Será muito mais fácil interagir com professores orientadores em projetos que você tenha alguma noção do tema do que se aventurar a concorrer a uma bolsa de estudos num projeto em que não domina nada.

Bolsas sociais para cursos no exterior

Além das bolsas financiadas pelo governo federal através da Capes e/ou CNPq, há muitas universidades e institutos internacionais que oferecem premiações e bolsas para estudantes com diferentes critérios socioeconômicos.

Por exemplo, nos EUA, a fundação “Hispanic Scholarship” premia estudantes de origem hispânica com bolsas que vão de US $ 500 a US $ 5.000, principalmente nos cursos de ciências, tecnologia, engenharia e matemática. Há também bolsas para estudantes afro-americanos do ensino médio com registro de serviço comunitário que totaliza US $ 40.000.

Há também muitas bolsas de estudo para atender necessidades de países que enfrentam desafios como o aumento da população idosa, saída dos jovens para outros setores e que por isso têm requisitos adicionais.

Alguns países, como Canadá e Portugal, por exemplo, possuem alguns programas de incentivo para atrair mão de obra jovem e especializada, e oferecem bolsas de estudos para universitários, mas exigem viver que estes estudantes vivam em uma comunidade específica por determinado período ou sigam determinada área de estudo.

Para quem sonha em morar no exterior pode ser uma ótima alternativa, porém esse caminho exige um grau de maturidade maior para realizar uma mudança tão grande de vida.

Se você ainda nem tinha pensando nestas opções reflita sobre o estilo de vida que deseja para você daqui a 5 e 10 anos, liste os prós e contra e invista seu tempo para se preparar para conquistar esses sonhos.

Confira alguns dos programas de instituições de ensino internacionais que recebem estudantes brasileiros:

Você com certeza irá conseguir se ajustar sua rota desde o inicio logo no ensino médio, mas também nada impede que invista numa transição para fazer uma pós-graduação numa universidade estrangeira num tema totalmente novo. Pesquise e vá atrás de seus sonhos!

Bolsa de iniciação científica

O principal programa de bolsas de iniciação cientifica oferecido no Brasil pelas faculdades é o PIBIC (Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica).

Este programa é mantido através da Capes e foi criado pelo governo federal para incentivar as faculdades a manterem disciplinas de apoio a jovens estudantes interessados no mundo da ciência e ao mesmo tempo promover inovações tecnológicas que fomentassem a indústria e também o agronegócio.

Se você está se preparando para o vestibular numa universidade publica e privada quando entrar no seu curso de graduação procure a secretaria acadêmica para se informar sobre os processos para ganhar uma bolsa PIBIC.

E se você já está matriculado numa universidade publica não perca a chance de se engajar num projeto de pesquisa e ser orientado por um professor. A bolsa de iniciação cientifica normalmente tem prazo de duração de 1 ano, e o valor da varia conforme o projeto, duração e outros critérios.

Bolsa de estudo mestrado

O principal caminho para conseguir fazer o mestrado acadêmico com uma bolsa de estudos é através da Capes.

Aqui no Brasil a Capes financia os estudantes matriculados em programas de pós-graduação em stricto sensu com nota igual ou superior a 3 de instituições de ensino superior (IES) publicas estaduais e federais e também de instituições particulares.

Então se você tem interesse em financiar seus estudos mesmo que esteja estudando numa instituição publica verifique qual a nota que o programa de mestrado que pretende cursar recebeu. Depois avalie os editais de cada instituição de ensino superior para entender o processo seletivo, que normalmente envolve exame de admissão, entrevistas, testes de proficiência em inglês, analise de histórico escolar e rendimento acadêmico, analise documental, referencias de professores e orientadores etc.

Visite o portal da Capes para verificar todas as bolsas institucionais de mestrado oferecidas por universidades brasileiras e também bolsas e auxílios internacionais para mestrado sanduíche em universidades parceiras.

Além da Capes pesquise referencias de universidades estrangeiras que ofertam vagas gratuitas de mestrado em diversos cursos. Algumas faculdades internacionais e institutos oferecem bolsas que pagam as anuidades, transporte e auxilio moradia para estudantes de mestrado acadêmico. Um exemplo, é a Universidade Ca’Foscari , uma faculdade de negócios da Itália que oferece bolsas integrais para programas em diversas áreas. São bolsas bastante concorridas já que a escola é tradicional e o currículo acadêmico de excelência.

Bolsa de estudo para pós-graduação

Aqui no Brasil a Capes faz a concessão de bolsas a estudantes de cursos de pós-graduação stricto sensu (mestrado e doutorado) através de vários programas:

  • Programa de Apoio à Pós-Graduação (PROAP);
  • Programa de Demanda Social (DS);
  • Programa de Suporte à Pós-Graduação de Instituições de Ensino Particulares/ PROSUP.

O que você precisa saber sobre estes programas é que eles apoiam os estudantes através de bolsas de estudo de pós-graduação que se inscreveram  nos processos seletivos para Mestrado ou Doutorado em instituições de ensino superior com programas com notas superiores a 3 na avaliação da Capes.

Para ter acesso a todas informações você pode visitar a secretaria academia da universidade que tenha interesse ou buscar mais detalhes dos programas e a lista das instituições diretamente no portal do plano nacional de pós graduação aqui.

Muitas universidades internacionais estão ofertando oportunidades para estudantes, elas tem o objetivo de atrair os maiores talentos para seus programas de pós graduação (Mestrado, Doutorado e Pós Doc.). Elas privilegiam os estudantes com notas acima da média, que já participaram de projetos de iniciação cientifica ou que já se descararam em alguma olimpíada do conhecimento.

Veja o exemplo de algumas destas universidades estrangeiras interessadas nos talentosos estudantes de mestrado e doutorado brasileiros: Universidade de Leiden e a Universidade de Maastricht na Holanda, ETH Zurich Excellence Scholarship Programme, Universidade de Cambridg.

Bolsas de estudo para graduação

Como já citamos ao longo deste tutorial há várias oportunidades de bolsas para você cursar a faculdade dos seus sonhos totalmente de graça. Há o ProUni mantido pelo governo federal e  muitos outros programas. Para te ajudar ainda mais, selecionamos 3 principais sites especializados em negociar bolsas de graduação no país com faculdades privadas, visite cada um deles e confira os cursos de seu interesse:

  • Quero bolsa: ao se inscrever no site você terá acesso a regras de pelo menos 1.000 faculdades que concedem bolsas de estudo. Cada faculdade parceira do site tem um edital especifico, algumas podem ter critérios mais fáceis, outras são menos burocráticas e outras oferecem as bolsas pelo menos duas vezes ao ano.
  • Portal Bolsas de Estudo: neste site você irá encontrar bolsas que custeiam até 80% do valor das mensalidades das faculdades parceiras. Primeiro você escolhe qual a faculdade deseja cursar, baixa um boleto de pré-matrícula e efetua o pagamento. Depois desta etapa você receberá um cupom de desconto para apresentar pessoalmente na faculdade.
  • Educa mais Brasil: este site é um pouco mais fácil encontrar um curso e o numero de vagas no ensino superior com bolsa de até 70% do valor da mensalidade. Funciona de forma parecida com o Portal Bolsas de Estudos, exige o pagamento da pré-matrícula, e depois de receber o desconto você poderá fazer o vestibular na faculdade escolhida.

Bolsa de estudo em curso técnico

Se você procura um curso mais voltado a prática profissional, já fez o ensino médio, ou tem disponibilidade de horário para fazer no contraturno ao colégio, mas pensa que será muito difícil conseguir passar numa escola técnica estadual ou federal, temos uma boa noticia para você!

Há várias instituições de ensino particulares que oferecem bolsas de estudos, então, se você não tem dinheiro para pagar as mensalidades do curso de técnico em enfermagem ou segurança do trabalho que você sonha para se profissionalizar mais rápido, confira as formas de conseguir uma destas bolsas.

Estes cursos são realmente voltados para quem quer entrar logo no mercado de trabalho se especializando numa área. Confira algumas instituições que oferecem bolsas de estudo em diversos cursos técnicos:

  • Senac – São Paulo: para concorrer a alguma das bolsas nos cursos técnicos em que há vagas, o candidato precisa ter no máximo dois salários mínimos de renda per capita, não estar matriculado como pagante num curso do Senac, não ter feito e abandonado algum curso no Senac, não estar participando de outros concursos de bolsa da instituição. Estes são apenas alguns dos critérios. Veja os cursos com bolsas e todas as regras para se inscrever aqui.
  • Senai – São Paulo: também concede bolsas de cursos técnicos integrais. Para se candidatar é preciso ter disponibilidade de vagas no curso pretendido na escola do Senai próximo a sua residência. Confira a lista de todos os cursos com bolsas e endereço das escolas para fazer a inscrição no processo seletivo aqui.
  • Escola Sequencial : é uma instituição de ensino particular que oferece bolsas 100% para diversos cursos técnicos a cada semestre. Confira o edital e prazos para se inscrever aqui.
  • Site de bolsas Neora: é uma plataforma que faz a intermediação e negociação de bolsas de estudo para quem quer um curso técnico. São oferecidas bolsas de até 68% em diversos cursos da área de saúde, humanas e exatas.

Bolsa de estudo ensino fundamental

Nem todas as escolas de ensino fundamental particulares oferecem muitas bolsas de estudo integrais, isto é, que isentam 100% o valor da mensalidade. O que faz a tarefa dos pais ser um pouco mais difícil para encontrar escolas próximas de sua residência que concedam este tipo de beneficio da bolsa integral para seus filhos menores de idade (9 a 15 anos).

A maioria das instituições privadas que oferecem bolsas de ensino fundamental utilizam a análise de vulnerabilidade socioeconômica da família, e estabelecem um teto máximo de renda per capita, além de outros fatores particulares do grupo familiar.

Há sites especializados em intermediar e negociar este tipo de bolsa, você pode acessar por exemplo, o melhorescola.net e verificar se existe alguma escola na sua região com disponibilidade de bolsas para ensino fundamental.

É importante ficar atento aos prazos dos processos de seleção, preparar todos os documentos com antecedência e já deixar tudo em mãos para ir visitar as escolas. Explicamos anteriormente como é importante esta etapa de pesquisa e cotação nas escolas mais próximas. Faça uma lista das instituições filantrópicas, visite algumas e peça informações sobre os critérios para deferimento de bolsas para seus filhos.

Se você já possui filhos matriculados numa escola particular, converse no departamento financeiro sobre a possibilidade de descontos nas mensalidades, isenção de algumas taxas e os critérios da escola para conceder uma bolsa 100%. Saiba que em tempos de crise econômica a concorrência aumenta, por isso se prepare e seja persistente.

Bolsa de estudo ensino médio

Há diversos tipos de bolsas de estudo para estudantes do ensino médio, algumas que bonificam os melhores estudantes, que possuem ótimas notas em seu histórico escolar ou que são selecionados através de testes e vestibulinhos.

Outras instituições particulares oferecem vagas gratuitas conforme a disponibilidade e estabelecem critérios de seleção socioeconômicos, avaliam renda per capita do candidato e outras características.

As instituições de ensino filantrópicas são as que ofertam mais bolsas deste tipo, um exemplo, é o Instituto Social para Motivar, Apoiar e Reconhecer Talentos (Ismart) está oferta todo ano pelo menos 200 bolsas de estudo de ensino médio de uma rede de colégios particulares.

E se você pretende fazer um intercambio para aprender inglês há ótimas oportunidades de institutos internacionais que ofertam bolsas para estudantes brasileiros, como por exemplo, a UWC .

A United World Colleges (UWC) reúne 14 colégios internacionais localizados em diversos países, e oferece bolsas parciais e também 100% gratuitas para estudantes do ensino médio que tenham 15 a 18 anos de idade e estejam matriculados no 1º ou 2º ano. O melhor é que não é exigido a fluência no inglês, apenas fazer um exame de conhecimentos de disciplinas como Português, Matemática e Conhecimentos gerais.

Bolsa de estudo infantil

Se você seguir as dicas compartilhadas no começo desse tutorial já terá feito grande parte do trabalho, é o de pesquisa, principalmente das escolas particulares localizadas próximas a sua casa ou que atendam as necessidades de sua família.

Faça uma lista e separe aquelas que acredita ter maiores chances, há escolas particulares, principalmente as que são filantrópicas e confessionais que reservam cotas para os alunos que são do bairro. Comece por estas escolas. Depois avalie outras que ofereçam bolsas 100%, e o por ultimo visite aquelas que dão bolsas parciais ou custeiam uniforme, materiais e transporte.

Sempre verifique qual é o seu perfil e seja realista. As bolsas com critérios socioeconômicos são bem claras quanto as regras de renda per capita e outros dados. Se você leu o edital e não atende aos critérios para receber uma bolsa integral verifique a possibilidade de bolsas parciais.

No site Melhor Escola além de encontrar escolas que ofertam bolsas de ensino médio é possível receber informações de pelo menos 193 mil escolas de ensino infantil e fundamental.

Coloque seu endereço e faça uma pesquisa por escolas próximas, clique sobre os endereços e leia as informações sobre as bolsas. Para receber o cupom de desconto você precisa fazer um cadastro e pagar uma taxa para “reservar” uma bolsa de estudos de até 70%.

Como percebeu há varias formas e caminhos para conseguir uma bolsa de estudos!

Seja para seu filho ou para você mesmo, basta ter um pouco de cuidado para acessar as informações em sites confiáveis e fazer uma pesquisa para planejar sua rota de sucesso para garantir bolsas nas melhores escolas.

Boa sorte!

Deixe um comentário

© 2012-2018 Canal do Ensino | Guia de Educação

Voltar para o topo