Você está aqui:Home » Dicas » Estudantes » Autodidata: 10 dicas para desenvolver essa habilidade

Autodidata: 10 dicas para desenvolver essa habilidade

Olá, leitor!

Não são admiráveis aquelas pessoas que aprendem rapidamente determinadas coisas sem precisar estudar? Com certeza você deve conhecer alguém, ou até mesmo você faz coisas de forma genial sem exercer muitos esforços; isso é o que chamamos de habilidade autodidata.

Diferente do que a maioria pensa, ser autodidata não é um talento reservado para os escolhidos, qualquer pessoa com boa saúde mental e física pode aprender de maneira individual o que quiser.

Mas não se preocupe, se você quer realmente desenvolver habilidades que estimulem o aprendizado de qualquer coisa, preste atenção neste artigo. Aqui vamos dar dicas e orientações para facilitar, intensificar e acelerar o seu processo de aprendizagem.

Então vamos ao que interessa. Confira!

Confira 10 dicas  para desenvolver habilidades autodidata

autodidata

 

Dicas para alcançar boas habilidades autodidatas são muitas, mas nós pesquisamos as mais eficientes para que seja fácil até para aqueles que não estão habituados a aprender sozinhos. Muitas vezes o problema das pessoas não é falta de vontade ou capacidade.

Quando nos deparamos com uma vontade intensa de mudar de vida ou estamos diante de alguma dificuldade, é normal que se produza carga de estresse. Este estresse prejudica os rendimentos na aprendizagem por diversos motivos. O mais importante deles é sem dúvida o desanimo.

Parece simples, mas o desânimo leva a desistência. Devemos compreender que o aprendizado tem suas características e processos de funcionamento, em especial, biológico.

Atenção nestas super dicas e comece agora a desenvolver suas habilidades

1 – Seja curioso

Acredita-se que a característica mais marcantes dos gênios é a curiosidade. A curiosidade promove motivação, interesse, persistência e outros aspectos.

2 – Planeje ambiente de estudos

Um ambiente agradável é essencial tanto para a criatividade quanto para o conforto mental. O ideal é que esse ambiente seja limpo, tranquilo e que se reservem apenas os materiais necessários. Nesse caso quando pensamos “menos é mais” é a idealização perfeita de como deve estar esse local.

3 – Alimentação Saudável sempre

Além de resistência física, a alimentação saudável ajuda na produção de neurotransmissores que atuam no processo de aprendizado.

4 – Percepção Multidisciplinar

Aproveitar várias áreas do conhecimento em prol de um objetivo é a sacada dos autodidatas. É importante que, quando buscarmos informação não sejamos preconceituosos por aquilo que pensamos que não faz parte do ato de aprender.

Tudo que você faz, vê, pensa, lê, conversa e vive, podem desenvolver suas habilidades.

5 – Tire proveito da tecnologia

Use recursos tecnológicos como complemento de auxílio na velocidade de captação de informação em múltiplas plataformas tecnológicas.

Na internet é possível encontrar vídeos, e-books, filmes, palestras e uma variedade imensa de oportunidades de desenvolver habilidades de seu desejo.

6 – Desafie-se

O desafio é o incentivo que nos impulsiona a continuar. É como um jogo onde existem várias fases e experiências, você deve ter completo conhecimento sobre cada atividade. O desafio pode ser encarado como uma energia vital muito forte, que frequentemente, culmina para o sucesso.

7 – Gerencie o seu tempo

O gerenciamento do tempo é uma vantagem não só para os estudos como também para várias outros aspectos do cotidiano. A primeira grande lição que se tira dessa aplicação é o respeito pelo tempo.

Dizem que tempo é dinheiro, essa afirmação tem uma lógica, mas na realidade não é bem assim. Você pode tirar a prova real prestando atenção nas sensações que vivencia quando está esperando por alguém que está atrasado, não tem dinheiro que resolva esta perda de tempo.

O uso de técnicas e hierarquia de atividades divididas no decorrer de um determinado período é o caminho da eficiência e excelência de atividades. Somados ao uso de técnicas se torna ainda mais fácil de cumprir prazos, alcançar aprendizagem de conteúdo e ter bons resultados no tempo previsto.

8 – Autoconhecimento

Compreender as tendências mais frequentes no decorrer de sua vida, identificar as atividades, saber para quais funções você demonstra mais aptidão. Essas e outras informações indicam o caminho para escolher uma profissão.

Pratique o autoconhecimento, procure relaxar as tensões do momento e busque entendimento sobre o que lhe faz feliz.

Lembre-se que a profissão tomará um tempo significativo de sua existência. Além disso, escolher um modo de servir a sociedade é uma decisão que diz respeito aos seus desejos mais profundos.

Conhecer melhor a si mesmo, condiciona decisões e alternativas sustentáveis para a vida. Uma vez que pensamos em como servir alegremente o meio em que vivemos, toda a sociedade se transforma.

9 – Avalie-se

Analisar e avaliar a si mesmo é muito importante para a evolução do aprendizado. Só assim é possível verificar e entender onde e porque existem falhas no seu processo. A partir dos erros identificados é possível otimizar sua metodologia de aprendizado e rendimento.

10 – Busque motivar-se

Manter-se motivado é essencial para que se tenha alegria em cada pequena coisa que se aprende.

Nos momento de dificuldades em entender certas peculiaridades do que almejamos aprender, é comum nos sentirmos desmotivado e logo, pensamos na desistência. Mas acredite, são esses os momentos onde podemos extrair maior motivação.

Realizar uma atividade até que ela saia de nosso agrado já é um bom motivo para motivar-se. E também, comemorar as pequenas vitórias.

Entenda como funciona o processo de aprendizagem da maioria dos autodidatas

A primeira coisa que você deve fazer é afrontar-se, se questionar se realmente sabe aprender e qual a maneira mais rápida para desenvolver o aprendizado. Você pode observar em hábitos básicos, o que pode ressaltar a fim de alcançar um objetivo.

Recomendamos que pratique as técnicas de Mindset para melhorar o entendimento de processos e etapas de aprendizagem.

Você sabe o que é Mindset?

Em poucas palavras, Mindset é uma espécie de treinamento da mente. A princípio é feita uma avaliação do que você está fazendo agora e o porquê você o faz. Em seguida, é importante fazer uma limpeza geral nas coisas que não acrescentam em absolutamente nada em sua vida, e assim abrir espaço na mente para compreender de forma clara e objetiva, qual é o seu verdadeiro propósito.

Mindset surgiu como uma ramificação bem sucedida da PNL (Programação Neurolinguística). Enquanto a PNL visava a conjuntura dos efeitos que condicionavam determinados comportamentos. O Mindset por sua vez reuniu estudos que comprovam que, podemos induzir determinados estímulos a fim de gerar padrões de pensamentos e consequentemente, de comportamento.

Claro que o seu objetivo é desenvolver qualidades que já possui, não é? Mas, o que pretende aprender? Por qual motivo? O que esse aprendizado irá beneficiar os múltiplos aspectos de sua vida?

Para facilitar vamos fazer uma dinâmica. Pegue caneta e papel, leia estas recomendações, reflita e escreva seus desejos nesse papel. Não importa qual será o seu desejo de aprendizagem: desenho, matemática, mecânica quântica, qualquer coisa.

Recomendações para você iniciar o seu Mindset.

Defina seu objetivo

Tenha em mente o seu objeto de aprendizado. Mapeie na mente, mesmo que ainda leiga sobre a metodologia, como você conseguiria alcançar o seu objetivo. Visualize-se trabalhando no processo de aprendizagem. Imagine você nas seguintes situações!

  • Tempo estipulado para saber determinada questão;
  • Tempo de dedicação diária para realizar treinos e exercícios;
  • Percepção sobre a sua capacidade de desistir ou continuar;
  • Estudar e transformar as possibilidades de desistência em metodologia criativa e flexível;
  • Observar a evolução e falhas recorrentes;
  • Trabalhar as falhas;
  • O quanto alcançar esse objetivo é importante para você.

Reflita sobre todo o processo de aprendizagem

A compreensão do processo é a peça chave para a aceleração do aprendizado. Não fuja dos erros, enfrente-os!

Com o objetivo já definido, agora é hora de pensar. Pare por um instante, tire um período para si e pense em tudo o que você já passou em sua vida. Por que seu objetivo é tão significativo para você?

Este período de introspecção pode encurtar o caminho para potencializar o impulso. É uma etapa muito importante.

Planejamento e estratégia como o segredo dos autodidatas

Determine quanto tempo se dedicará ao seu objetivo, por dia ou por semana. Não quebre este padrão em hipótese alguma. Pode ser flexível, por isso respeite o tempo diário preestabelecido por você mesmo, pense muito bem quando for decidir sobre o tempo de estudos, distribua a sua empolgação por todo o processo e não apenas ao início.

Agora que você já sabe como adquirir habilidades autodidatas, aproveite para avançar no que deseja fazer mas que sempre deixou para depois.

Esperamos que este conteúdo tenha sido útil. Curta e compartilhe esse artigo.

“O homem não é nada senão o que a educação faz dele.”

Até breve!

comentários (1)

Deixe um comentário

© 2012-2019 Canal do Ensino | Guia de Educação

Voltar para o topo